Busca

Categoria: Mobilidade urbana


16:43 · 10.10.2017 / atualizado às 13:45 · 08.10.2017 por

Estimulada pelas largas pedaladas que as políticas de mobilidade urbana da Prefeitura têm dado em Fortaleza, a vereadora Larissa Gaspar (PPL) colocou em pauta a ideia de se instalarem ciclofaixas nas vias de acesso à Câmara Municipal.

Isso pode deixar mais fácil o acesso do cidadão à sede do Legislativo.

10:45 · 10.10.2017 / atualizado às 13:48 · 08.10.2017 por

Aqueles que querem ir muito além do discurso otimista e festivo da mobilidade urbana, encravado no cardápio oficial: será realizado hoje, a partir das 14 horas, no auditório da Biblioteca da Unifor, o I Fórum de Segurança Viária de Fortaleza.

A gerente da Parceria Global pela Segurança Viária, Judy Fleiter, vai falar sobre acidentes de trânsito.

Mas essa sugestão serve também para quem pretende não estancar na retórica pessimista e derrotista do massacre das ruas, articulada pelas oposições. Afinal, a palestra da Judy Fleiter vai abordar também os papéis da sociedade, academia, setor privado, mídia e governo no combate à violência no trânsito.

05:02 · 22.09.2017 / atualizado às 11:03 · 21.09.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Hoje é o Dia Mundial Sem Carro. Numa paisagem moderna, isso pode até parecer estranho. Mas trata-se de uma proposta política, visando ao bem do meio ambiente e, claro, das populações que interagem nesses espaços. Em resumo: abre-se mão do automotor e das vantagens oferecidas em troca de ganhos coletivos. Simples assim. Em Fortaleza, o Sindiônibus – entidade que representa empresas de transporte urbano do Ceará – vai promover uma roda de conversas no Parque do Cocó sobre temas ambientais, da mobilidade e do desenvolvimento urbano.

Uma das ideias do Dia Sem Carros é estimular as pessoas a usar meios alternativos de mobilidade, como o transporte coletivo ou bicicleta, descobrindo que é possível se deslocar pela cidade contribuindo com o meio ambiente.

17:18 · 19.07.2017 / atualizado às 07:22 · 18.07.2017 por

Novidade na cena do lazer público, a estações do Minibicicletar – versão infantil do Programa Bicicletar, da Prefeitura de Fortaleza – devem virar a coqueluche dos vereadores na Câmara Municipal, quando, em agosto, a Casa retomar os trabalhos de plenário.

Ou seja, podem ganhar o mesmo status e a mesma atenção que têm o bicicletar, as ciclofaixas e outros projetos na tonelada de inutilidades que os vereadores costumam propor, querendo fazer os incautos crerem que estão trabalhando.

Até parlamentares de oposição reconhecem a possibilidade de apresentar propostas de implantação do serviço nos bairros.

05:19 · 27.06.2017 / atualizado às 09:20 · 26.06.2017 por

Da Coluna Comunicado, hoje:

A Prefeitura de Fortaleza planeja empatar até R$ 10,269 milhões do contribuinte na requalificação de parte do corredor Parangaba-Papicu. A obra é classificada como essencial para a mobilidade urbana – o que teria reflexos na economia, na segurança, no conforto, na saúde e no ambiente e, por isso tudo, na qualidade de vida. A ideia é executar obras e restaurações nas avenidas Silas Munguba, a partir do mergulho da rotatória da Arena Castelão, e Germano Franck. As empresas que quiserem disputar o serviço terão de apresentar experiências em pavimentação e drenagem, entre outros aspectos.

05:46 · 15.04.2017 / atualizado às 15:52 · 14.04.2017 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado:

O presidente da Câmara de vereadores de Fortaleza, Salmito Filho (PDT), prega aviso: é de responsabilidade do legislativo municipal tratar do transporte individual de passageiros, mediando o diálogo da sociedade e das instituições com diferentes segmentos que prestam o serviço. A fala tem um caráter interessante. É a possibilidade de abrir uma boa temporada de discussões e de entendimentos sobre como o Município deve conduzir essa questão. O mais relevante, no momento, é a perspectiva de que as representações do cidadão podem se pronunciar e influir nos debates.

Os vereadores de Fortaleza até que não têm deixado o tema do transporte urbano passar batido. Há na Câmara pelo menos sete requerimentos. Seis pedem a inclusão nos anais de material da imprensa. Um propõe audiência. Só.

06:51 · 10.04.2017 / atualizado às 17:54 · 09.04.2017 por

Totalizam R$ 1.558.781,01 os investimentos do Governo do Ceará na elaboração de planos de mobilidade dos municípios de Sobral, Coreaú, Forquilha e Aracati.

Os recursos vêm do Banco Interamericano de Desenolvimento – o BID – e vão responder por parcerias entre esferas diferentes da administração pública.

A Secretaria das Cidades do Estado foi em busca do financiamento no BID e cuidará dos lado técnico dos projetos. Já para as prefeituras, vai ficar a responsabilidade de validar os produtos para serem depois submetidos ao legislativo local como o projetos de lei, estabelecendo planos de mobilidade urbana.

07:12 · 07.11.2016 / atualizado às 07:14 · 04.11.2016 por

Publiquei na Coluna Comunicado desta segunda-feira, no jornal Diário do Nordeste:

Será mais do que cabível toda a atenção que os vereadores atuais de Fortaleza e os eleitos para assumir mandatos em 1º de janeiro possam dedicar ao Código da Cidade – projeto do Executivo que tramita na Câmara. A matéria é uma das que regulamentam o Plano Diretor e sustenta o que se refere ao ambiente natural e à certificação ambiental, aspectos que se relacionam aos espaços que o cidadão ocupa e usufrui, contemplando temas como a sustentabilidade. Não se pode, então, deixar algo vital para a cidade passar sem discussões, questionamentos e análises aprofundadas.

Em tempos de seca e de cautela no uso de recursos naturais, vale notar que o Código da Cidade tem um olhar para o tema. Inclusive determinando a instalação de medidores de água individuais nas unidades em edificações coletivas, como prédios de apartamentos e de escritórios. Cada um respondendo pelo que consome.

14:00 · 03.08.2016 / atualizado às 07:02 · 02.08.2016 por

E assim como aconteceu com as “areninhas”, as estações de bicicletas e ciclofaixas e os “cachorródromos”, os vereadores de Fortaleza estão apresentando sintomas de uma nova coqueluche.

Ou obsessão, sei lá: são os carros elétricos.

A turma da Câmara está de olho na possibilidade de posar de moderninho e se sintonizado com as demandas populares, sem largar a chance de atropelar a Prefeitura com uma frota de requerimentos pedindo pontos de veículos compartilhados aqui, ali e alhures.

Mas veja: em geral, essas matérias não vão passar de papel sem valor. Afinal, há critérios técnicos, tanto de demandas comerciais quanto de mobilidade, que devem ser obedecidos.

E isso deve ser seguido à risca, sob pena de o prejuízo financeira atropelar o empreendimento.

Os vereadores até sabem disso, mas querem é mostrar “produção parlamentar”.

10:32 · 16.06.2016 / atualizado às 05:36 · 15.06.2016 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Anote aí, por obséquio: R$ 45,262 milhões. É esse o tamanho do crédito extra que o Governo quer abrir no Orçamento do Estado para bancar financeiramente o Bilhete Único da Região Metropolitana de Fortaleza. É uma dinheirama das boas – e que entra na pauta da Assembleia Legislativa bem às vésperas da temporada de caça aos votos nas eleições municipais. E não é, vale notar, uma matéria dos sonhos dos opositores. Afinal, tente descobrir se há algum deputado com coragem ou pelo menos disposição de criticar e se postar contra um recurso que facilita o uso do transporte público.

O Bilhete Metropolitano alcança 15 municípios: além de Fortaleza, abarca Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Maranguape, Guaiuba, Pacatuba, Aquiraz, Eusébio, Horizonte, Itaitinga, Pacajus, Chorozinho, Cascavel e Pindoretama. E mantém a meia-passagem.