Busca

Categoria: Música


10:53 · 11.08.2017 / atualizado às 09:03 · 10.08.2017 por

A deputada Rachel Marques (PT) apareceu na Assembleia Legislativa com uma proposta pra lá de bacana.

Ela quer classificar a obra do cantor e compositor Antonio Carlos Belchior (1946- 2017) como Patrimônio Cultural e Imaterial do Ceará.

Segundo Rachel, as músicas de Belchior – que, quando vivo, não tinha essa atenção toda dos políticos – revolucionaram as gerações dos anos 1970 e 1980.

A ideia da deputada é salvaguardar o trabalho de Belchior “para garantir a continuidade e preservação”.

E lembra que o músico “divulgou o nome do nosso Estado aos quatro cantos do País”, explicando que o reconhecimento dá valor único e de eternidade” ao legado que Belchior deixou.

A propósito, o jornalista Jotabê Medeiros lança este mês uma biografia do artista. O título é “Belchior — Apenas um Rapaz Latino-Americano” (abaixo), pela editora Todavia.

Como Belchior, Jotabê é nordestino com carreira no Sudeste. Nasceu na Paraíba e foi se consolidar na profissão em São Paulo.

09:10 · 29.05.2017 / atualizado às 09:10 · 29.05.2017 por

Publicado hoje na editoria de Cidade do jornal Diário do Nordeste – grifo, no trecho final, é meu:

Às vésperas de completar um mês da morte do cearense Belchior, a obra do artista foi homenageada, na noite de ontem, no Theatro José de Alencar. A Orquestra Eleazar de Carvalho, sob a batuta do maestro Paulo Leniuson, lotou o local e executou clássicos do sobralense.

O espetáculo gratuito durou cerca de uma hora e levou gerações de fãs do ‘rapaz latino-americano’ às cadeiras do centenário equipamento cultural.

(…)

O maestro disse sentir-se privilegiado por poder honrar a memória do ídolo com a homenagem póstuma. “Era algo que gostaríamos de ter feito com ele aqui, cantando conosco. Infelizmente, não deu. Mas foi algo maravilhoso”, disse.

(…) A plateia (…) ainda protestou contra o presidente da República, Michel Temer, com gritos de “Fora, Temer”.

12:47 · 08.05.2017 / atualizado às 12:47 · 08.05.2017 por

O shopping center RioMar de Fortaleza vai promover show gratuito de um dos nomes mais importantes da música brasileira – e, por isso, de seriedade e compromissos reconhecidos: Toquinho. O cantor e compositor fará apresentação especial no dia 14 de maio, domingo de Dia das Mães, no Estacionamento Aberto do centro comercial. O evento será aberto ao público e começará às 17 horas. Toquinho subirá ao palco às 18 horas.

Abaixo, informações da assessoria de Imprensa do shopping:

Toquinho: trilha sonora para o Dia das Mães (crédito: Marcos Hermes/Divulgação)

Acompanhado da cantora Camilla Faustino, do baixista Ivâni Sabino e do baterista Pepa D’Elia, Toquinho irá cantar os mais representativos sucessos de sua carreira, como “Aquarela”, “Tarde em Itapuã”, “O caderno”, “Samba de Orly” e diversas outras músicas marcantes de cada fase dos seus 50 anos de música brasileira. Além de brindar o público com solos de violão inesquecíveis.

A entrada do show vai liberada a partir das 16h, do dia 14, com acesso gratuito. O público poderá assistir ao show nas cadeiras que ficarão no espaço. A liberação de entrada será por ordem de chegada até atingir a capacidade limite do espaço.

O show faz parte da programação do Dia das Mães do RioMar Fortaleza e abre o RioMar Music Festival. O projeto – que irá trazer grandes shows gratuitos durante todo ano para a capital cearense – busca promover a música e a cultura. As apresentações irão ocorrer sempre no Estacionamento Aberto da Lagoa do Papicu. O próximo show será no mês de junho.

Toquinho, ou Antônio Pecci Filho, nasceu em São Paulo, no bairro do Bom Retiro. O artista, que já gravou 82 discos, compôs mais de 450 músicas e fez aproximadamente 10 mil shows pelo Brasil e exterior, é um dos maiores nomes da música popular brasileira. Entre os principais parceiros na carreira de Toquinho estão: Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Jorge Ben Jor, Paulinho da Viola, Francis Hime, Carlinhos Vergueiro, Gianfrancesco Guarnieri, Elifas Andreato, Paulo César Pinheiro. Já Baden Powell, Edgard Gianullo e Oscar Castro Neves, são as maiores influências do músico.

20:38 · 18.04.2017 / atualizado às 08:53 · 17.04.2017 por

Dica para quem aprecia o pluralismo de ideias e gêneros: amanhã (quarta-feira, 19.4), a agenda da Bienal Internacional do Livro, promovida pela Secretaria da Cultura do Ceará, tem programado um bate-papo com autores do livro “Para Belchior com Amor” (abaixo).

Trata-se de uma coletânea de textos livres baseados em composições do cearense Antonio Carlos Belchior.

Participarão Ricardo Kelmer, Cleudene Aragão e Joan Edesson, no Mezanino 2 do Centro de Eventos, Sala 1, começando às 16 horas.

Eu, que não consigo esconder o orgulho nem a imodéstia, também tenho texto publicado no livro.

11:00 · 15.04.2017 / atualizado às 15:57 · 14.04.2017 por

A Polícia Militar do Ceará está agora cuidando de um serviço menos arriscado do que apenas correr atrás de bandidos.

A corporação está contratando empresa para fazer a manutenção dos instrumentos da banda de música que mantém.

A lista inclui flautas, flautins, saxofones, trumpetes, clarinetes, trombones e bombardões para passar por uma bela afinada.

05:09 · 31.03.2017 / atualizado às 11:14 · 28.03.2017 por
Bianca, Jacques e Cláudia: música de elevadíssima qualidade

As pianistas Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, que formam o duo Gisbranco, incluíram Fortaleza no roteiro de apresentações de 2017. Nos dias 7 e 8 próximos, elas estarão no Centro Cultural Banco do Nordeste (antigo Mercado Central, no Centro de Fortaleza), e, acompanhadas pelo violoncelista Jacques Morelenbaum, farão o espetáculo “Egberto encontra Villa”, com composições de Egberto Gismonti e Heitor Villa Lobos.

Bacanice extra: o acesso ao público vai ser gratuito, com distribuição de ingressos uma hora antes do início do espetáculo.

O repertório vai do erudito ao popular, do Trenzinho do Caipira (Villa-Lobos) ao Forrobodó (E. Gismonti) e das Bachianas Brasileiras (Villa-Lobos) aos Sete Anéis (E. Gismonti).

09:00 · 09.11.2016 / atualizado às 06:00 · 09.11.2016 por

O guitarrista recifense Rodrigo Morcego, uima das melhories referências da guitarra de Blues no Nordeste, terá uma tarefa braba na próxima sexta-feira, 11.11: abrir, junto com os feras cearenses da Blues Label (Roberto Lessa, guitarra e voz; Victo Vasconcelos, baixio; Marcelo 2Hum, bateria; e Leonardo Vasconcelos, teclado), a edição 2016 do Festival Canoa Blues, em Canoa Quebrada (Aracati, Ceará).

O festival também terá Adriano Grineberg (SP), ainda na sexta; Gang da Cidade (CE) e Taryn Szpilman (RJ) e Tutano Blues (CE). Todos os shows são gratuitos, apresentados pela Indaíá e com patrocínio do Banco do Nordeste, Governo do Estado do Ceará, Sebrae, InvestNE, Diogo Farias Microfones Artesanais e Assembleia Legislativa do Ceará.

Abaixo, uma canjinha do Morcego pernambucano:

.

Agora, a Blues Label:

, com a gaitista argentina Xime Monzon:

08:24 · 03.11.2016 / atualizado às 05:31 · 03.11.2016 por

Do Diário do Nordeste, hoje, no Caderno 3 – o texto é assinado pelo jornalista Felipe Gurgel:

O festival Canoa Blues chega à nona edição, trazendo uma programação dividida entre Fortaleza e Canoa Quebrada (praia no município de Aracati-CE, a 160km da capital). Nesta quinta (3), às 21h, a abertura acontece com o show da Abdo Blues Band (SP), no Espaço Rogaciano Leite Filho do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O acesso é gratuito.

Nos próximos dias 11 e 12, já em Canoa Quebrada, o festival segue com os shows das bandas locais Blues Label, Gang da Cidade e Tutano Blues; além dos convidados Rodrigo Morcego (PE), Adriano Grineberg (SP) e Taryn Szpilman (RJ).

Com passagens pelo Estado a pretexto da programação do Fórum de Harmônicas Brasil e do próprio Canoa Blues, a Abdo Blues Band chega a Fortaleza lançando seu segundo disco, “Plano B”. Para o frontman Márcio Abdo, em entrevista por telefone, o retorno à capital cearense se deve a uma cena forte do blues no Nordeste, a exemplo do que acontece em estados do Sul do País.

A íntegra está aqui.

*** ***

Aqui, uma palhinha de Márcio Abdo:

*** ***

A propósito, o Canoa Blues é apresentado pela Indaiá, com apoio do Sebrae, Banco do Nordeste, Secretaria da Cultura do Ceará, Invest Nordeste e Assembleia Legislativa.

A programação completa você vê neste link.

18:35 · 26.10.2016 / atualizado às 07:37 · 24.10.2016 por

O compositor e cantor cearense Antonio Carlos Belchior faz aniversário hoje: 70 anos de idade.

Mesmo estando um tanto sumido, Belchior não se perdeu da memória nem da admiração e do respeito de uma imensidão de fãs que apreciam música excelente e poesia de qualidade.

08:18 · 06.10.2016 / atualizado às 18:13 · 28.09.2016 por

Nem só na literatura se expressão e se reflete a arte do Belchior.

O projeto Belchior SeteZero inclui, ainda, a manifestação teatral do autor, diretor e ator Ricardo Guilherme (ele também assina texto no livro “Para Belchior com Amor”, do qual temos tratado em posts anteriores.

A seguir, uma sinopse de De Olhos Abertos Lhe Direi, espetáculo criado por Ricardo Guilherme:

Um homem percorre de um lugar a outro, com sua bagagem à mão. E ao completar a sua travessia, se despoja dessa bagagem, plena de referências históricas sobre o seu pensamento e sua ação na inserção social, para reiniciar sua trajetória, agora já despida de resquícios das convicções do passado. Percebe-se pela exposição acintosa desse legado intelectual que seu conhecimento transcende o ardor das paixões e requer a experiência da apurada e impiedosa razão. Em desagravo à ideia de alienação, o homem em cena – com dramaturgia de Ricardo Guilherme a partir dos versos das canções de Belchior – propõe uma militância que questiona mentalidades no desafio de criar novas perspectivas.

Dramaturgia, atuação e direção de Ricardo Guilherme. 50 min. Classificação: 14 anos. Grátis.

*** ***

A programação é a seguinte:

08out, 19h, Cuca Barra (Fortaleza)
14out, 19h, CEARC (Guaiúba)
15out, 18h30, Cuca Jangurussu (Fortaleza)
20out, 17h, CCBNB (Fortaleza)
21out, 18h CCBNB (Fortaleza)
22out, 19h, Cuca Mondubim (Fortaleza)