Busca

Categoria: Paz


07:01 · 06.08.2012 / atualizado às 05:03 · 06.08.2012 por

O editorial de hoje do Diário do Nordeste, jornal de Fortaleza, Ceará:

Com o objetivo de analisar números de violência contra jovens no território nacional, a Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais e o Centro Brasileiro de Estudos Latino-americanos publicaram o Mapa da Violência 2012, chegando à constatação de que o Brasil é o quarto país do mundo com as maiores taxas de homicídios contra crianças e adolescentes.

Na lista das cidades, Fortaleza ocupa a sexta colocação, com a agravante de que essa taxa de homicídios triplicou em apenas uma década. No mesmo período, o Ceará apresentou aumento de 148,8% e ocupa a sétima posição no Mapa da Violência. Os dados a respeito são alarmantes: a cada 100 mil crianças e adolescentes, entre 1 e 19 anos de idade, 16 são assassinados, média superior à nacional, que é de 13,8 mortes.

Referida aferição inclui três cidades cearenses entre os 100 municípios brasileiros com as maiores taxas de homicídio no gênero. Maracanaú, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza, está na vigésima-terceira colocação. A cada 100 mil crianças e adolescentes maracanauenses, 34 são mortos por homicídio. Da sinistra relação, ainda constam as cidades de Fortaleza e do Crato, esta última de forma surpreendente, por sua imagem de cidade pacífica, mas que a violência conseguiu contaminar.

Tais dados causam justificados temores na sociedade, expandindo-se e descentralizando-se cada vez mais. No momento, um fenômeno que parecia estar restrito às grandes cidades atinge também os menores e mais afastados municípios, nos quais jovens adquirem hábitos nocivos à formação do seu caráter e cometem atos lesivos à sociedade, tornando-se, igualmente, vítimas desse estado crônico de agressividade. O consumo de drogas, sobretudo do crack, contribui para o agravamento do quadro.

O pior inimigo das crianças e adolescentes não é mais somente a miséria e subnutrição, mas as conexões com um mundo truculento, no qual a supressão de vidas humanas se tornou ato banal. Mata-se a troco de nada e é trágico o desfile cotidiano, através da mídia, de corpos adolescentes, e por vezes até infantis, cuja existência foi ceifada pelos motivos triviais e sórdidos.

Os bolsões de pobreza da periferia urbana, pela ausência de pais ou responsáveis no ambiente familiar, de vez que os chefes da família são obrigados a sair de casa em busca de meios que lhes garantam a sobrevivência, têm feito aumentar, de modo visível, o número de crianças perambulando pelas ruas, sem possibilidade de acesso a qualquer tipo de educação ou, mesmo, a uma elementar orientação existencial.

Cada vez mais crianças e adolescentes são cooptados por marginais, traficantes de drogas e agenciadores de prostituição, no cerceamento de um futuro praticamente sem viabilidades concretas de recomposição. As casas correcionais para menores, em sua maioria, parecem exercer papel oposto à finalidade para a qual foram criadas, tornando-se escolas de violência e transgressão, que quase nada ficam a dever ao caos mutilador e marginal dos presídios para adultos.

O Mapa da Violência 2012 deveria estar sobre a mesa de todos os responsáveis pela administração do País, não apenas no que se relaciona aos órgãos de segurança, mas talvez, ainda com mais necessidade, daqueles que respondem pela educação nacional. Trata-se de uma batalha desigual, mas que não pode ser restrita a decisões de gabinete, seminários inócuos e promessas cronicamente adiadas, sem a necessária firmeza de uma decisão política.

14:45 · 10.02.2012 / atualizado às 19:47 · 09.02.2012 por

Outra nota publicada hoje na Coluna Comunicado, do Diário:

O vereador Leonel Alencar Júnior (PTdoB) quer que a Câmara de Fortaleza realize sessão especial para saudar o Grêmio Recreativo Esportivo e Social Leões da Torcida Uniformizada do Fortaleza, ou apenas “TUF”, que no próximo dia 17 – sexta-feira de Carnaval, portanto – estará apagando 21 velinhas. Não estivesse a homenageada, assim com as torcidas de outros times, envolvida em graves episódios de violência dentro e fora dos estádios, até que seria um gesto simpático. Vale lembrar que um dos fundadores da TUF, Marcionílio Pinheiro, foi vítima da brutalidade e do fanatismo. Em 2005, ele foi assassinado no Rio de Janeiro, numa briga com torcedores do Botafogo. Até hoje o esporte cearense está de luto.

14:00 · 28.09.2011 / atualizado às 05:00 · 28.09.2011 por

Com informações da assessoria da Guarda Municipal de Fortaleza:

Debater sobre estratégias de combate a violência nas escolas com diretores das escolas municipais da Secretaria Executiva Regional V. Esse é o principal objetivo da reunião que ocorrerá hoje com representantes dos Grupos de Trabalho de Policiamento Comunitário e de Políticas Sociais, implementados pela Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza, por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania. O encontro será às 15h30min, no Centro Cultural do Bom Jardim, na Rua Três Corações, 400 – Bom Jardim.

No encontro serão apresentados a Portaria Nº 183, da Secretária Municipal de Educação, que trata da segurança nas escolas, e os Projetos Rede Aqualera, da Secretaria de Direitos Humanos, e Raízes da Cidadania, sobre a capacitação das Comissões de Atendimento Notificação e Prevenção a Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes das Escolas da Rede Municipal.

O Portal Livro Eletrônico das Escolas Municipais, da coordenadoria do Pronasci/Fortaleza, também será detalhado na reunião de hoje. Trata-se do registro de ocorrências violência nas escolas municipais, realizadas pelos profissionais de cada escola, como diretores ou coordenadores, para elaboração de estatísticas pelo Osbservatório da Violência.

21:32 · 13.07.2011 / atualizado às 21:32 · 13.07.2011 por

Como a temporada é de férias – embora a chuva que teima em cair sobre Fortaleza e parte do Ceará não deixe transparecer a noção plena disso -, vou dar uma dica bacana: a praia de Uraú. E tem um troço bacana: não é em todo lugar de lá que telefone celular funciona. Quer coisa melhor?

Uruaú fica pertinho de Fortaleza, só 100 quilômetros – que pela CE 040, com boa parte ampliada, nem são penosos -, no município de Beberibe. Não tem o agito bicho grilo de Canoa Quebrada nem a leseira ecochata de Prainha do Canto Verde. Os preços de lá são honestos, as pessoas são simpáticas e os serviços satisfatórios.

Na praia destaca-se uma barraca, O Édio, tocada por um ex-garçom chamado Leo, toca música boa e tem um cardápio bem interessante. Na vila há um restaurante, o Temperança, que serve pratos elogiáveis e ainda funciona como pousada.

Tem o Agreste Club (http://www.agresteclub.com.br/), hotel de empreendedores franceses, que é o local perfeito para quem quer descansar e, de quebra, levar a criançada. É espaçoso, confortável, superarborizado, tem duas piscinas, campo de futebol e apartamentos amplos e arejados. De carro, fica a um minutinho da praia. Isso mesmo, contado no relógio.

Não bastando isso, o Agreste é cuidado com carinho extremo por um chef de cuisine de verdade, Idriss Minodier, direto de Lyon para a costa cearense, e a mulher dele, Ingrid, gentileza e bom humor em pessoa. Marravilha, como eles dizem, sobretudo porque agora está com promoção no Barato Coletivo (http://www.baratocoletivo.com.br/).

Tem também a pousada Bruno Marambaia (http://www.hotelbrunomarambaia.com.br/), já mais afastada do centro do povoado, mas bem à beira mar. É empreendimento italiano, com uma chef também de primeira linha cuidado por um cara atenciosíssimo, o Maurício.

Pra quem quer descansar, namorar, fazer nada, é só escolher: o Bruno Marambaia tem três tipos de apartamentos, inclusive um com hidromassagem. Todos muito bem tratados.

Gosto tanto de lá que nem sei porque estou escrevendo esse post – melhor seria que Uruaú nem atraísse muita gente.

18:24 · 25.08.2010 / atualizado às 18:24 · 25.08.2010 por

Trecho de matéria publicada hoje no Diário do Nordeste, que serviu até de manchete para o jornal. A íntegra você lê aqui:

Após atropelar uma família de pedintes, os acusados ainda atiraram nos policiais militares, mas acabaram detidos

Uma mulher morreu, sua filha (um bebê de apenas cinco meses) e o marido ficaram feridos, no fim da manhã de ontem, no quilômetro três da BR-222 (Avenida Mister Hull), após serem atropelados por um veículo utilizado por dois bandidos armados, que fugiam da Polícia.

Os acusados, armados de pistola e revólver, haviam praticado, momentos antes, um assalto contra uma residência situada na Travessa Mamede, na Praia do Icaraí, em Caucaia”.

*** *** ***

A brutalidade do crime é chocante, não há nem o que discutir. E é prova do quanto a sociedade carece de segurança pública, direito básico do cidadão que o Estado, por razões várias, não supre.

O caso, não sei bem o porquê, já que ocorreu em situação diferente e em local geograficamente oposto, me lembrou o da empresária Marcela Montenegro, assassinada a tiro por ladrões no bairro do Papicu, quando saía de um culto evangélico.

A morte de Marcela, tão violenta quanto a da vítima da BR 222, ensejou diversas manifestações de repúdio e de segmentos sociais importantes. Houve passeatas pedindo paz, artigos em jornais acusando autoridades de omissão, mobilizações de ONGs – todas denúncias justas e pertinentes.

Haverá o mesmo com relação a mais esse ser humano que teve a vida perdida, a mais essa família destruída?

Detalhe: Liliane Lopes de Souza era mendiga.

11:18 · 19.08.2009 / atualizado às 11:18 · 19.08.2009 por

A notícia é pra lá de auspiciosa, uma vez que se sustenta sobre a solidariedade: iniciada na última terça-feira, a sétima edição da Mostra Brasileira de Teatro Transcendental – um evento que põe Fortaleza no roteiro dos bons espetáculos, sejam nos palcos ou nos bastidores, investindo em alimento para o espírito – já arrecadou mais de 12 toneladas de alimentos.

Este ano, diferentemente dos anteriores em que o festival foi apresentado, o ingresso individual é dois quilo de qualquer gênero não-perecível, o que acabou sendo um desafio a mais para a organização, já que envolve logística mais complexa. No fim da Mostra, domingo próximo, a receita será repassada para entidades filantrópicas. Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação Semente de Amor, Artesanato Vocacional Escola (Ave), Toca de Assis, Lar Torres de Melo e Polo Bezerra de Menezes são as instituições que serão beneficiadas. Será a vez, então, do alimento para o corpo.

Companhias de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Bahia têm trabalhos na programação da Mostra de Teatro Transcendental 2009. Há, ainda, peças infantis do Ceará. As doações de alimentos não-perecíveis podem ser feitas em estandes nos shoppings Aldeota, Via Sul, Iguatemi, North Shopping e Benfica. Para saber mais: www.teatrotranscendental.com.

18:09 · 15.01.2009 / atualizado às 18:09 · 15.01.2009 por

Da agência de notícias Adital:

“A Anistia Internacional instou, hoje (15), o Conselho de Segurança das Nações Unidas a impor um embargo de armas imediato para todas as partes implicadas no conflito em Gaza. Por sua parte, em declaração sobre o massacre, o Jubileu Sul rechaça o acordo assinado entre Mercosul e Israel e convoca os governos a implementar um boicote econômico e cultural internacional contra Israel.

No comunicado, a Anistia Internacional afirma que o número de civis mortos continua aumentando e que há mais munições estadunidenses a caminho da região. A organização denuncia a saída dos Estados Unidos de um barco cargueiro de propriedade alemã com uma grande remessa de explosivos de alta potência e outras munições. Seu destino seria o porto de Ashdod via Grécia”.

Leia mais aqui.

18:03 · 15.01.2009 / atualizado às 18:03 · 15.01.2009 por

Um novo ato organizado pela Frente de Defesa do Povo Palestino, em conjunto com outras entidades sociais, será realizado amanhã em São Paulo, com concentração na Praça da República, às 17h.

É mais uma mobilização contra a violência na Faixa de Gaza, onde mais de mil palestinos – entre os quais cerca de 300 crianças – já morreram em razão de ataques do governo de Israel.

A programação inclui uma caminhada com velas acesas à Praça da Sé, onde haverá atos religiosos de caráter ecumênico.

Espera-se a participação de cerca de 2 mil pessoas.

Como escrevi em outro post, é assim que se constrói a paz – sem fronteiras, sem preconceitos, sem rancores.

18:40 · 10.01.2009 / atualizado às 18:40 · 10.01.2009 por

Amanhã, em São Paulo, entidades islâmicas, organizações da sociedade civil, partidos políticos e líderes religiosos farão no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, ato público a favor do povo palestino.

A concentração está marcada para começar às 10 horas e a expectativa é de reunir cerca 2 mil pessoas.

Ontem, no Centro de Fortaleza, realizou-se manifestação com o mesmo objetivo.

*** *** ***

Não interessa a distância. Paz é um conceito que ultrapassa fronteiras, é uma postura política. Como diziam os chineses antigos, o bater de asas de uma borboleta pode resultar num vendaval do outro lado do mundo.

Em resumo: um ato pela paz realizado em Piquet Carneiro já está valendo. Importante é que seja feito, importante é que os cidadãos se pronunciem.

*** ***

Fazer paz, aliás, é uma manifestação tão política quanto fazer ou defender a guerra. Digo isso a propósito de material que recebi por e-mail de uma entidade denominada Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro. O texto começa assim: “Desde o dia 29 de dezembro a FIERJ está trabalhando na resposta a avalanche de parcialidade contra Israel na mídia. A tarefa não é simples, ainda mais quando a opção editorial de algumas das mídias é abusar do grotesto, abusar do sensacionalismo, utilizar a propaganda anti-israelense tradicional e atual e ignorar as verdades históricas e também os comunicados e materiais enviados oficialmente por Israel. Neste aspecto queremos destacar a cobertura balanceada oferecida ao Brasil pelos noticiários da Rede Record”.

Percebeu aí? Quem denuncia a carnificina “abusa do grotesto, do sensacionalismo, utiliza propaganda anti-israelense e ignora as verdades históricas”.