Busca

Categoria: Trânsito


10:36 · 03.09.2018 / atualizado às 10:54 · 03.09.2018 por

A Prefeitura de Caucaia,a Casa Civil do Governo do Estado e o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) iniciam hoje a execução do programa Sinalize. A meta da parceria é estabelecer no município 70 mil metros quadrados de asfalto, o equivalente a 14 quilômetros, além da implantação de sinalização em ruas e avenidas.

Quarente a uma vias em dez bairros (Jardim do Amor, Tabapuazinho, Curicaca, Mestre Antônio, Grilo, Patrícia Gomes, Parque das Nações, Boa Vista, Nova Metrópole, Novo Paraíso, Cabatan, Alto do Garrote) serão beneficiadas com intervenções. As atividades começarão na rua José Marinho, na localidade do Ayrton Senna.

A finalidade do Sinalize é reduzir o ainda elevado índice de mortalidade dos acidentes de trânsito em zonas urbanas do Ceará (68 em cada 100). Em Caucaia, as obras estão orçadas em R$ 2,3 milhões e serão executadas pelo consórcio CE/PAV.

Serão executados serviços de requalificação, conservação e recuperação de vias de trânsito urbanos e rodoviárias, além da implantação de sinalização vertical e horizontal.

18:04 · 06.08.2018 / atualizado às 08:04 · 02.08.2018 por

Leva a assinatura do deputado estadual Bruno Pedrosa (PP) projeto que sugere premiações às custas da isenção do IPVA a motoristas que – pode acreditar, pode se espantar – fazem o que é sua obrigação: dirigir respeitando as leis do trânsito.

O IPVA, cabe notar, é dinheiro público – é um imposto cobrado de quem tem veículos automotores.

Bruno Pedrosa diz que copiou a ideia de uma ação na Suécia, na qual quem respeitava limites de velocidade ganhava bonificações de uma montadora de automóveis.

A diferença é exatamente essa: os suecos ganhavam prêmios de uma empresa privada. Não havia comprometimento de um centavo sequer dos recursos do contribuinte.

05:34 · 29.07.2018 / atualizado às 05:36 · 26.07.2018 por

Matéria que tramita no Senado define que veículos do transporte público deverão ter obrigatoriamente botão de pânico.

O dispositivo deverá ter “acionamento discreto e silencioso” pelo condutor ou pelo cobrador em caso de perigo. Este ano, em Fortaleza, o Sindiônibus registrou 5,6 assaltos por dia a ônibus.

O projeto que trafega nas vias legislativas acrescenta uma serventia ao botão de pânico de ônibus e micro-ônibus. É a de informar a localização do veículo às autoridades de segurança pública.

Mas o texto estacionou na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. E está sem relator que o conduza.

10:01 · 17.07.2018 / atualizado às 10:04 · 12.07.2018 por

Publiquei na Coluna Comunicado, hoje:

Já funciona a comissão especial da Câmara dos Deputados que discutirá a instituição de um novo seguro obrigatório de acidentes de trânsito. A pauta se concentra na criação do Seguro Obrigatório de Acidentes de Trânsito (Soat) para substituir o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat). E que ninguém ache que se tenta trocar seis por meia-dúzia. A ideia é efetivar concorrência no setor. Do Ceará, só Gorete Pereira (PR) e Flávio Sabino (Avante) estão no colegiado.{TEXT}

Segundo a proposta, os donos de veículos poderão escolher a seguradora autorizada de sua preferência para contratar o Soat. As companhias poderão ter autorização para atuar isoladamente ou por consórcio. Prêmios e valores de indenização passarão a ser estabelecidos livremente pelo mercado, respeitando as regras do Conselho Nacional de Seguros Privados, vinculado ao Ministério da Fazenda.

Como o Dpvat, o Soat deverá indenizar por morte; por invalidez permanente, total ou parcial; e reembolsar despesas médicas. Havendo mesmo mudanças, vai restar uma lição para a Assembleia Legislativa do Ceará. É que a Casa já promoveu uma série de CPIs para apurar supostas irregularidades no Dpvat e, mesmo gastando tubos de dinheiro do contribuinte e consumindo tempo e mão de obra, rodou, rodou e nunca concluiu nada.

07:00 · 13.07.2018 / atualizado às 07:02 · 12.07.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

Está orçado em R$ 9.477.469,39 o projeto de mobilidade urbana do binário da Avenida Santos Dumont com a Rua Desembargador Lauro Nogueira, no movimentado Bairro do Papicu, em Fortaleza. Há na região a formação de um gargalo no fim do túnel da Santos Dumont, onde o leito da via é reduzido de cinco para duas faixas. E há, consequentemente, a diminuição da fluidez do tráfego, estabelecendo engarrafamentos frequentes e impondo atrasos para a circulação de ônibus. São problemas crônicos, com repercussões negativas na economia e na segurança.

O projeto da Prefeitura de Fortaleza faz menção a um personagem pouco lembrado: o pedestre. Diz lá que, no cenário atual, a área “não possui infraestrutura inclusiva” a quem anda a pé. O texto ainda faz menção às bicicletas, que não encontram por ali faixas de segurança.

06:20 · 13.06.2018 / atualizado às 16:27 · 12.06.2018 por

Tem a assinatura do deputado estadual Wagner Sousa (PR) projeto que visa a proibir que órgãos de fiscalização de trânsito instalem e operem radares móveis “de forma dissimulada ou em locais que dificultem a sua visualização pelos condutores”.

A matéria nada mais é do que indicação, que só vira realidade se o Poder Executivo quiser.

O deputado afirma que “os radares móveis que se encontram de forma oculta, gera (sic) um grande aumento do número de multas, o que aponta para um propósito arrecadatório na prática”.

Ele conclui: “Os radares devem ter caráter educativo e preventivo, (…) e sinalização apropriada para que o motorista possa ser devidamente orientado”.

05:14 · 25.05.2018 / atualizado às 05:16 · 24.05.2018 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

Um plano que tramita no Congresso se propõe a reduzir em 10 anos os índices de mortes no trânsito. E a meta é ambiciosa, viu? Reduzir as estatísticas pela metade. Só dois deputados federais do Ceará, José Airton Cirilo (PT) e Leônidas Cristino (PDT), integram a Comissão de Viação e Transportes da Câmara, na qual a matéria está tramitando. Mas há perspectivas de que este ano ainda, mesmo com as – ou apesar das – movimentações eleitorais no tabuleiro político, o tema chegue à Assembleia Legislativa e à Câmara Municipal de Fortaleza. Se sim, há de ser interessante.

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia do Ceará está apoiando a campanha “Maio Amarelo”, que já vai na quinta edição e visa a combater o número de acidentes de trânsito. Especialistas alertam: o uso de celular e o consumo de bebidas alcoólicas são os fatores que mais causam ocorrências.

A propósito, a entidade promove hoje (a partir das 19h30min) e amanhã (a partir das 8 horas) curso sobre cirurgia do pé e do tornozelo. Os médicos Luiz Holanda Pinto e Leonardo Pierre Quental estão entre os palestrantes. O evento será no auditório do Hospital Geral do Exército, em Fortaleza.

10:13 · 10.05.2018 / atualizado às 10:18 · 09.05.2018 por

Publiquei na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, CE:

O Diário do Nordeste informa, com base em dados do Detran, que nos últimos três anos foram economizados R$ 353 milhões com a prevenção de acidentes de trânsito no Ceará. A estimativa foi alcançada com base em políticas públicas – incluindo as pedagógicas fiscalização e aplicação de multas – e em ações de conscientização. Repare: o aspecto pecuniário pode ser considerado de menor relevo por alguns, mas um tratamento grave acaba não tendo alternativa. É que, num cenário em que o capital tem expressão estratégica, os números formam conexões inescapáveis.

Os dados mostrados pelo Diário do Nordeste indicam que foram salvas no Ceará 389 vidas. E, ainda, que 1.127 pessoas escaparam de amargar ferimentos. Não há dinheiro que pague isso, mas não deixa de ser referência.

17:00 · 01.05.2018 / atualizado às 05:44 · 29.05.2018 por

Siglas do terceiro setor que trabalham na atenção a crianças e adolescentes acreditam que o poder público, seja da União, dos estados e dos municípios, poderia aproveitar a mobilização dos caminhoneiros para fazer uma assepsia nas estradas.

O alvo seriam os criminosos que exploram e estimulam a prostituição infanto-juvenil, alguns atuando também como traficantes de drogas.

“O quadro é propício, já que existe um clima de atenção social movido pela categoria dos caminhoneiros”, diz nota de entidades distribuída pela Internet. Adicionalmente, uma ação como essas poderia também alcançar e coibir o tráfico de psicotrópicos, os chamados “arrebites”, nas rodovias.

08:42 · 13.04.2018 / atualizado às 08:43 · 13.04.2018 por
Especialistas em remover veículos no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, agentes da AMC estão descumprindo olimpicamente as regras de trânsito – as quais, numa obviedade dispensável, são implementadas com dinheiro público e determinam a obediência do cidadão comum. É que os servidores têm estacionado reboques na Rua Visconde de Mauá, onde fazem ações sistemáticas, desprezando a sinalização e sem deixar de arrastar para os depósitos municipais, sem argumentos, carros de motoristas desavisados. Quem mora ou trabalha na área tem se espantado com a situação, como mostra a foto abaixo. Fica a incômoda questão: quem vai rebocar o reboque?

Quem tem o veículo rebocado pela AMC tem custos altos a bancar. O custo do reboque é de R$ 180,00 para carros e a diária no depósito do órgão é de R$30,00.