Roberto Maciel

Categoria: Transportes


14:00 · 03.08.2016 / atualizado às 07:02 · 02.08.2016 por

E assim como aconteceu com as “areninhas”, as estações de bicicletas e ciclofaixas e os “cachorródromos”, os vereadores de Fortaleza estão apresentando sintomas de uma nova coqueluche.

Ou obsessão, sei lá: são os carros elétricos.

A turma da Câmara está de olho na possibilidade de posar de moderninho e se sintonizado com as demandas populares, sem largar a chance de atropelar a Prefeitura com uma frota de requerimentos pedindo pontos de veículos compartilhados aqui, ali e alhures.

Mas veja: em geral, essas matérias não vão passar de papel sem valor. Afinal, há critérios técnicos, tanto de demandas comerciais quanto de mobilidade, que devem ser obedecidos.

E isso deve ser seguido à risca, sob pena de o prejuízo financeira atropelar o empreendimento.

Os vereadores até sabem disso, mas querem é mostrar “produção parlamentar”.

10:51 · 11.07.2016 / atualizado às 12:57 · 10.07.2016 por

Não se sabe que interesse social visto nessa ideia, mas o vereador Robert Burns (PTC) encasquetou que o Município de Fortaleza não cobre o Imposto Sobre Serviços dos empreendedores que exploram o transporte escolar.

A coisa é tão séria que ele até apresentou projeto – e olhe que apresentar e defender projetos é uma das essências da atividade parlamentar.

Burns quer dar o direito só àqueles que têm apenas um carro registrado em seu nome. E acha que o “transporte escolar vem para suprir uma lacuna importante no convívio familiar, que é o de proporcionar maior tempo aos pais” e que, se der isenção do tributo, a Prefeitura de Fortaleza vai ainda incentivar “a mobilidade urbana”.

09:06 · 17.06.2016 / atualizado às 09:08 · 16.06.2016 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Ano eleitoral é pródigo em coisas como essa: a Prefeitura de Fortaleza está disposta a pagar até R$ 17,870 milhões para requalificar e ampliar o terminal de ônibus de Messejana – que tem subsistido em autêntico estado terminal. Já não é sem tempo, admita-se, embora se possa notar que um projeto dessa dimensão tem impacto inquestionável na caça aos votos. O equipamento foi inaugurado em 1992, na primeira gestão de Juraci Magalhães, e desde então não se adaptou às pressões do tempo e dos usuários. Passam por ali diariamente 52 linhas de ônibus, com demanda transportada de 137,07 mil pessoas a cada dia, com 2.562 viagens supridas por uma frota de 231 veículos.

A licitação, que terá as propostas abertas pela Prefeitura de Fortaleza na próxima segunda-feira, é internacional. Razão: o dinheiro para bancar a empreitada vem do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

*** ***

Acrescente-se que em janeiro de 2015, motoristas, cobradores e fiscais das empresas que atendem os passageiros do Terminal de Messejana paralisaram atividades.

Motivo: as péssimas condições dos banheiros públicos.

10:32 · 16.06.2016 / atualizado às 05:36 · 15.06.2016 por

Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste:

Anote aí, por obséquio: R$ 45,262 milhões. É esse o tamanho do crédito extra que o Governo quer abrir no Orçamento do Estado para bancar financeiramente o Bilhete Único da Região Metropolitana de Fortaleza. É uma dinheirama das boas – e que entra na pauta da Assembleia Legislativa bem às vésperas da temporada de caça aos votos nas eleições municipais. E não é, vale notar, uma matéria dos sonhos dos opositores. Afinal, tente descobrir se há algum deputado com coragem ou pelo menos disposição de criticar e se postar contra um recurso que facilita o uso do transporte público.

O Bilhete Metropolitano alcança 15 municípios: além de Fortaleza, abarca Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Maranguape, Guaiuba, Pacatuba, Aquiraz, Eusébio, Horizonte, Itaitinga, Pacajus, Chorozinho, Cascavel e Pindoretama. E mantém a meia-passagem.

10:34 · 13.06.2016 / atualizado às 05:38 · 13.06.2016 por

Uma audiência pública hoje, com o objetivo de debater a redução do preço da passagem de ônibus entre Maranguape e Fortaleza, será realizada no Complexo das Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa do Ceará, começando às 14h. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado(Arce) deve enviar representante.

Abaixo, informações da Agência:

A Arce realizou, em fevereiro deste ano, audiência pública, na modalidade intercâmbio documental, tendo como principal objetivo divulgar e obter subsídios e informações adicionais para o aperfeiçoamento da Minuta de Resolução que altera o texto da Resolução Arce nº 169/2013. O referido documento “disciplina os procedimentos e a metodologia aplicáveis na formulação e apresentação de propostas de revisão ordinária das tarifas de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros do Estado do Ceará – serviço regular interurbano”.

Importante lembrar que já em janeiro do corrente ano, o presidente da Agência Cearense, Adriano Costa, participou de audiência pública sobre a “gratuidade de transporte público metropolitano para pessoas com deficiência”. A ação foi uma iniciativa do Ministério Público do Estado do Ceará, por intermédio da 18ª e da 21ª Promotorias de Justiça de Defesa do Idoso e da Pessoa com Deficiência. A Arce, na posição de ente regulador, é responsável pela fiscalização indireta relacionada à prestação dos serviços de transportes, além de atender, dar provimento às reclamações dos usuários e expedir normas regulamentares, conforme previsto na Lei estadual nº 13.094, de 12 de janeiro de 2001.

11:40 · 06.04.2016 / atualizado às 06:13 · 05.04.2016 por

Outra nota que publiquei na Coluna Comunicado desta quarta-feira:

Está por um tiquinho assim a decisão do vereador Deodato Ramalho (PT) de requerer CPI na Câmara Municipal para investigar o que pode ser um “laranjal” circulando pelas ruas de Fortaleza. Deodato está intrigado com indícios de irregularidades no serviço de táxis regulamentado pela Prefeitura. Segundo ele, há quem seja dono de várias vagas – quando a lei só permite uma por pessoa – e as explore contratando a mão de obra de quem dirige os carros, os “rendeiros”. “Já temos elementos suficientes para pedir a CPI”, diz, acrescentando que “isso não é novo”. E destaca: “Não pode existir concentração das vagas”.

A propósito, vale observar: em setembro do ano passado, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) avisou que abriria mais 2 mil vagas para táxis em Fortaleza. O anúncio foi feito em meio a ondas de protestos de taxistas que atuam legalmente contra o avanço dos piratas – e vice-versa. Pois o processo prometido continua estancado.

17:00 · 01.04.2016 / atualizado às 05:44 · 31.03.2016 por

Gentleman como poucos, o vereador Benigno Júnior (PSC) requereu do secretário de Conservação e Serviços Públicos de Fortaleza, João Pupo, a implantação de uma estação de bicicletas diante do gabinete da primeira- dama, na Avenida Luciano Carneiro, em Fortaleza.

E fez isso por intermédio de proposta aprovada no plenário da Câmara Municipal, como manda o figurino.

Pois até ontem Pupo não tinha dado nem bola.

15:00 · 29.03.2016 / atualizado às 07:02 · 28.03.2016 por

Os cearenses Flávio Sabino (PR) e Francisco Lopes (PCdoB) são os únicos deputados da bancada local participando da Comissão Especial da Câmara federal que trata de proposta sobre modificações na legislação de trânsito.

Importante destacar que ciclovias e ciclofaixas, meninas dos olhos de gestões de cidades com tráfego enguiçado, estão entre os temas tratados.

É aí que entram a atenção e o interesse especial do fortalezense, já que a Prefeitura vem investindo num Plano Diretor Cicloviário que, apesar de já alcançar 145,2 quilômetros, aqui e ali se deixa desequilibrar por críticas contra a falta de manutenção, de fiscalização e de sinalização eficientes.

*** *** ***

E deve-se observar que, na soma da comissão que analisa alterações no Código de Trânsito com a realidade de Fortaleza, há uma boa e uma má notícia.

Primeiro a boa: o início da integração entre os sistemas cicloviário e de ônibus, com a convergência entre bicicletas compartilhadas e bilhete único, anunciada pela Prefeitura na semana passada.

Agora, a má: nenhum representante de entidades locais deve participar da discussão de hoje na Câmara dos Deputados.

06:17 · 15.03.2016 / atualizado às 06:17 · 15.03.2016 por

Hoje, na Coluna Comunicado, que escrevo no jornal Diário do Nordeste:

O Tribunal de Contas do Estado vai hoje e amanhã a Senador Pompeu e a Quixadá. Lá, os técnicos da 5ª Inspetoria de Controle Externo se reúnem com representantes das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento Educação e comunidades escolares. Na pauta, o programa “O Futuro levado com Segurança”. É uma ação contra o transporte de estudantes em paus-de-arara – como se vê abaixo, em foto de Cid Barbosa no ano passado. A ofensiva contra as péssimas condições a que são submetidos alunos de escolas municipais – não generalizando, claro – tem não só o importantíssimo objetivo de preservar vidas de crianças e adolescentes, mas também o de garantir a correta aplicação de dinheiro público. O diretor da inspetoria, Rubens Cezar Parente Nogueira, compara a importância do programa à do combate ao mosquito aedes aegypti: “Não podemos nos descuidar”.

O Crede de Senador Pompeu abarca também Deputado Irapuan Pinheiro, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Solonópole e Piquet Carneiro. O de Quixadá cobre oito municípios – além da sede, Banabuiú, Boa Viagem, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Madalena e Quixeramobim.

5 mil reais
São o valor da multa arbitrada pelo TCE para cada caso de transporte irregular ou de desvio do transporte regular. Há até casos flagrados de uso em cortejos fúnebres e em passeios.

120 mil reais
São a soma das multas já aplicadas pelo TCE a prefeitos e ex-prefeitos do Ceará em decorrência das fiscalizações do programa “O Futuro levado com Segurança”.

11:30 · 02.03.2016 / atualizado às 11:30 · 02.03.2016 por

O Governo do Ceará vai pôr, de novo, mãos à obra no projeto do Veículo Leve sobre Trilhos de Fortaleza.

A Secretaria da Infraestrutura anunciou hoje que retomará os serviços ainda este mês – e integralmente. A licitação da passagem inferior da avenida Borges de Melo já foi concluída e a expectativa é que o contrato com a empreiteira vencedora do processo seja assinado na próxima semana.

A seguir, informações da assessoria de Imprensa da Seinfra:

O trecho era o último que faltava para a retomada total da construção do ramal Parangaba-Mucuripe, a ser operado por Veículo Leve sobre Trilhos. A passagem inferior corresponde ao trecho 1 da obra, que foi dividida em três. O trecho 3, que compreende o percurso entre as estações Iate e Borges de Melo, foi o primeiro a ser retomado, em julho de 2015. Logo em seguida, foram iniciados os trabalhos no trecho 2, que fica entre as estações Borges de Melo e Parangaba.

Os trabalhos referentes ao trecho 1 também ficarão a cargo do Consórcio VLT Fortaleza – formado pela empresa espanhola AZVI S.A. do Brasil e pela brasileira Construtora e Incorporadora Squadro Ltda. Este trecho custará R$ 25.957.15,02 e deve ficar pronto em 12 meses, contados a partir da data de assinatura da ordem de serviço.

Atualmente o VLT está com mais de 50% de avanço nas obras e, quando concluído, terá 12,7 quilômetros ligando o os bairros Mucuripe e Parangaba. Desta extensão, serão 11,3 quilômetros em superfície e 1,4 quilômetros de trechos elevados. O projeto do Governo do Estado visa a remodelação do ramal ferroviário Parangaba-Mucuripe, hoje utilizado para transporte de carga, objetivando a utilização do mesmo para transporte de passageiros.

O Ramal atravessa 22 bairros, área que concentra mais de 500 mil moradores de Fortaleza. A previsão de demanda potencial do novo modal é de 90 mil passageiros por dia. O projeto prevê a construção de três tipologias de estação: a de Parangaba será elevada, possibilitando a total integração à Linha Sul do Metrô de Fortaleza e ao terminal rodoviário do bairro. A estação Papicu também será diferenciada e se integrará à Linha Leste do Metrô e o terminal rodoviário. As oito estações restantes terão a modelagem padronizada.

Pesquisar

Roberto Maciel

O blog é de autoria do jornalista Roberto Maciel, da coluna Comunicado, da editoria Cidade, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

11h10mCanoa Blues começa em Fortaleza dia 1º de novembro, no Centro Cultural BNB

08h10mO desapego municipal

06h10mDe longas datas

11h10mEscola de Gastronomia põe à mesa ciclo de formação

08h10m“Voto útil” para quem?

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs