Busca

Categoria: Violência


10:00 · 15.07.2016 / atualizado às 07:36 · 14.07.2016 por

Hoje, justamente no ponto final dos trabalhos parlamentares em plenário, o Comitê Cearense Pela Prevenção de Homicídios na Adolescência, articulado pela Assembleia Legislativa, pelo Governo Estadual e pelo Unicef, apresenta dados preliminares do que apurou.

Os dados foram levantados em 400 entrevistas com adolescentes infratores e famílias, tanto de agressores quanto de vítimas, e em 12 audiências públicas. Mais de 3 mil pessoas participaram das audiências.

Tudo isso apurado em quatro meses de trabalho – o Comitê foi lançado em dezembro de 2015, mas começou a operar somente em fevereiro passado.

Quem está à frente são os deputados Ivo Gomes (PDT), como presidente, e Renato Roseno (PSol).

12:45 · 22.04.2016 / atualizado às 05:46 · 22.04.2016 por

Podem ser feitas até a próxima segunda-feira as inscrições para a Liga Acadêmica de Estudos sobre Violências e Acidentes – projeto multidisciplinar do Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Fortaleza (Unifor).

Estão sendo disponibilizadas 12 vagas para alunos de qualquer curso de graduação da instituição.

Ps contatos devem ser feitos pelo e-mail levaunifor@gmail.com. A prova de seleção será aplicada já na próxima terça.

07:51 · 29.12.2015 / atualizado às 07:51 · 29.12.2015 por

Do Portal do jornal Diário do Nordeste:

Foi preso na madrugada desta terça-feira (29), por volta das 3h da manhã, Renilson Garcia Araújo Lima, que confessou ser autor da morte do modelo Johnny Moura, neste domingo (27), após saída de festa no bairro Dunas. O suspeito, de 27 anos, é agente penitenciário na Casa de Privação Provisória de Liberdade Desembargador Francisco Adalberto de Oliveira Barros Leal, mais conhecida como Carrapicho, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Segundo amiga de Johnny Moura, o suspeito conhecia o modelo de 22 anos. Renilson foi levado à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, no Bairro de Fátima. Ele foi preso na sua residência, no bairro Antônio Bezerra.

A íntegra está aqui.

*** *** ***

IMG-20151229-WA0000

Detalhe: uma rápida consulta aos sites de busca na Internet indica que Renilson Garcia Araújo Lima (foto) participa de movimentos religiosos no Bairro de Antonio Bezerra.

É até mesmo optante do dízimo – doação de 10% dos salários que o fiel faz mensalmente à igreja.

08:15 · 22.12.2015 / atualizado às 07:16 · 21.12.2015 por

Hoje, na Coluna Comunicado:

Levam o jamegão do deputado Ely Aguiar (PSDC) projetos que propõem ao Governo do Estado instalar delegacias policiais de apoio ao turista em Jijoca de Jericoacoara e em Canoa Quebrada (Aracati). São dois polos estratégicos para o Ceará num mercado extremamente competitivo e que, por isso mesmo, têm o potencial de expor o Estado por bem ou por mal. Ely não cita diretamente casos graves de violência, com o assassinato de Renato Valentim e José Edson de Albuquerque, em novembro passado, e o da italiana Gaia Molinari, em dezembro de 2014 – ambos nas imediações da praia de Jericoacoara -, nem as repetidas manifestações da comunidade de Canoa Quebrada a respeito da insegurança. Nem precisaria.

A propósito, vale observar que o crime que vitimou a turista italiana Gaia Molinari vai completar um ano na próxima quinta-feira. Impunidade à véspera do Natal.

E cabe observar, por fim, que a Assembleia Legislativa aprovou na semana passada projeto do Executivo que cria o Fundo Estadual do Turismo, para captar e concentrar recursos específicos para o setor. A proposta menciona “aquisição, manutenção, construção e conservação de instalações e equipamentos e equipamentos”.

O Fundetur vai bancar ações diversas – da fiscalização de estabelecimentos à qualificação profissional, do custeio de “missões diplomáticas de interesse do setor do turismo” ao pagamento de despesas de membros do Conselho Estadual do Turismo em viagens. Só não fala de segurança.

21:18 · 30.09.2014 / atualizado às 21:18 · 30.09.2014 por

Do jornal O Globo:

Um ex-coronel do Exército admitiu que teria bombardeado uma praça em Goiânia, onde estavam mais de 10 mil pessoas, caso o governador de Goiás, Mauro Borges, não houve renunciado. O caso ocorreu no dia 26 de novembro de 1964, meses após o golpe militar, e foi revelado durante uma série de depoimentos ouvidos pela Comissão Nacional da Verdade (CNV) nesta terça-feira em Belo Horizonte (MG).

— Estive em Goiânia, ficamos hospedados no hospital Rassi. Eu era tenente, mas minha especialidade era tiro de arma curva, cálculo de tiro. A missão que nós tivemos era destruir as três pontes do Rio Meia Ponte. Tiro foi regulado para ali, mas haviam mais de 10 mil na praça — relatou o ex-coronel do Exército Paulo Rubens Pereira Diniz, à época tenente com 25 anos.

Segundo o depoimento, Diniz era lotado no Batalhão da Guarda Presidencial (BGP) e recebeu a ordem para assumir um pelotão de “morteiro e arma curva” por causa de sua especialidade – o militar é engenheiro. Questionado pelo coordenador da comissão, Pedro Dallari, Diniz admitiu que iria bombardear a praça, ocupada por manifestantes pró Borges.

A íntegra da matéria está neste link.

19:55 · 11.07.2014 / atualizado às 05:49 · 10.07.2014 por

Leva o jamegão do vereador Fábio Braga (PTN) a ideia incomum de tentar ressuscitar uma lei dada como morta, apresentada por outro parlamentar, e fazê-la andar.

A ideia de Fábio é “tirar da gaveta”, como ele mesmo define, proposta de Salmito Filho (hoje secretário de Turismo, encaminhada em 2009 que disciplina o funcionamento de bares, botequins e similares de Fortaleza.

A lei foi aprovada pela Câmara e sancionada pela então prefeita, Luizianne Lins (PT).

Diz que as biroscas que vendem bebidas alcoólicas só podem abrir das 6h à meia-noite. Seria um modo de contemplar demandas da saúde e da segurança pública.

Mas ninguém dá bola.

Nem da Prefeitura nem, muito menos, dos bares.

06:07 · 31.03.2014 / atualizado às 06:07 · 31.03.2014 por

A presidenta Dilma Rousseff defendeu “tolerância zero” à violência contra a mulher. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apurou em pesquisa que a maioria dos brasileiros acha que o comportamento da mulher motivaria o estupro.

Palavras de Dilma no Twitter (@dilmabr): “Pesquisa do Ipea mostrou que a sociedade brasileira ainda tem muito o que avançar no combate à violência contra a mulher. Mostra também que governo e sociedade devem trabalhar juntos para atacar a violência contra a mulher, dentro e fora dos lares. Tolerância zero à violência contra a mulher”.

De acordo com o Ipea, 58,5% dos entrevistados concordaram totalmente ou parcialmente com a frase “Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

Os pesquisadores avaliaram também a seguinte frase: “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. O levantamento mostra que 42,7% concordaram totalmente com a afirmação e 22,4% parcialmente; 24% discordaram totalmente e 8,4% parcialmente.

Dilma avalia que as conclusões da pesquisa indicam a necessidade de se assegurar a aplicação de leis, como a Lei Maria da Penha.

Mais da presidente: “O resultado deixa claro o peso das leis e das políticas públicas no combate à violência contra a mulher”.

*** *** ***

Pois, cá entre nós, eu acho mesmo é que a pesquisa retrata o lado medieval, violento, agressivo que marca a sociedade.

08:11 · 22.03.2014 / atualizado às 11:14 · 21.03.2014 por

A bancada de parlamentares-pastores – ou de pastores-parlamentares – da Igreja Universal do Reino de Deus inaugurou uma nova e nada diplomática fase de discursos.

E, sem pudor, está explorando politicamente a violência urbana e dos problemas de segurança pública no Ceará.

Pausa para frase do vereador Gelson Ferraz (PRB):

“Vivemos um genocídio no Ceará. (…) Tem sangue nas mãos do governador Cid Gomes”.

Não há dúvida de que isso dá audiência.

Cai o pano.

08:58 · 27.01.2014 / atualizado às 20:02 · 26.01.2014 por

Na Assembleia Legislativa do Ceará, o deputado Manoel Duca (Pros) é um dos mais ardorosos e entusiasmados defensores do uso de armas pelo cidadão comum.

“Duquinha”, como é conhecido, acha que de revólver na mão as pessoas vão poder se prevenir da violência, afastar bandidos e, sabe-se lá?, pistoleiros.

Mas às vezes ele também dá opinião sobre o contingente de profissionais de segurança pública. Como essa:

“Só tem redução com aumento do efetivo. Não só nas ruas, como na zona rural”.

Nesse último caso, está longe de estar errado.

18:00 · 17.10.2013 / atualizado às 09:28 · 16.10.2013 por

Resultado de parceria entre o Grupo Missão Cristã Mundial e a Fundação Ana Lima, a casa do projeto Meninas dos Olhos de Deus, fundada há dois em Fortaleza, ampliou espaços.

Agora, instituição está abrigando 17 crianças e adolescentes afastadas da família pela violência doméstica.

E mantendo alas masculina e feminina.