Busca

Quando a esmola é grande demais, até o cego desconfia

10:25 · 20.04.2017 / atualizado às 09:38 · 20.04.2017 por

Feirantes e ambulantes que ocupam ilegalmente a Rua José Avelino e parte do entorno do Mercado Central, em Fortaleza, e por isso vivem em embate contra os esforços de ordenamento urbano, trânsito, segurança, receita fiscal e saúde da Prefeitura, não fazem o menor esforço para esconder a desconfiança: é que de uns tempos para cá apareceram políticos detentores de mandatos querendo servir de porta-vozes deles.

O assédio incomoda, e com razão.

Muitos desses “defensores” eram até recentemente ilustres desconhecidos na região.

Ou seja, há aí aquele jeitão de oportunismo.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *