Busca

08:39 · 14.09.2018 / atualizado às 18:41 · 12.09.2018 por

A Prefeitura de Fortaleza lança hoje, no Paço Municipal, com a presença do prefeito Roberto Cláudio (PDT), o Festival de Música de Fortaleza 2018. Será às 9 horas, no auditório do Gabinete do Prefeito.

Podem participar do Festival, os artistas residentes no País e no Exterior, com idade acima de 18 (dezoito) anos, que apresentem música inédita composta em língua portuguesa.

Considera-se inédita pelo Edital do Festival a composição que ainda não tenha sido objeto de comunicação ou transmissão ao público, sob qualquer plataforma, ou fixação de qualquer natureza.

O vencedor do Festival terá como premiação um contrato para apresentação no Reveillon 2019 de Fortaleza.

O período de inscrição acontece de 14 de setembro a 12 de outubro e a divulgação das músicas classificadas será anunciada no dia 30 de outubro de 2018.

O festival terá duas eliminatórias. A primeira no dia 30 de novembro e a segunda no dia 1º de dezembro de 2018. A etapa final do Festival de Música de Fortaleza 2018 acontece no dia 8 de dezembro de 2018.

As informações relacionadas ao Festival de Música de Fortaleza 2018, além do edital e ficha de inscrição, serão disponibilizadas a partir de sexta-feira, 14/09, no site: https://www.fortaleza.ce.gov.br/.

06:13 · 14.09.2018 / atualizado às 18:35 · 12.09.2018 por
Publiquei hoje na Coluna Comunicado, do jornal Diário do Nordeste, de Fortaleza, Ceará:
Há um certo tom de modernidade em proposta que tramita na Câmara federal. O texto estabelece que qualquer cidadão possa formar grupos de gestão compartilhada, por meio de aplicativos como Whats App, para acompanhar a execução de obras, prestação de serviços públicos e aquisições de materiais e equipamentos pelos poderes federal, estadual e municipal. A ideia é amplificar o potencial de fiscalização, ficando o órgão público obrigado a validar ou rejeitar o grupo de discussão em até três dias, fundamentando a decisão. Se passar, o projeto pode ter peso político muito interessante.
A matéria vai ser analisada na Câmara pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Nas três há parlamentares cearenses, tanto como titulares quanto como suplentes.
06:13 · 14.09.2018 / atualizado às 06:16 · 11.09.2018 por

Para oferecer aos estudantes contato com outros idiomas e culturas, a Universidade de Fortaleza (Unifor) vai selecionar estudantes para o Programa de Dupla Titulação com o Deggendorf Institute of Technology, na Alemanha. Serão definidos cinco alunos de graduação em Comércio Exterior e em Ciências Econômicas da Unifor. O intercâmbio será de 2019.1 a 2019.2.

Abaixo, informações da Unifor:

Para se candidatar, o aluno deve possuir mais de 30% e menos de 75% dos créditos exigidos para a conclusão de seu curso; ter performance média global (PMG) igual ou superior a 8,0; ter cursado pelo menos três disciplinas em inglês e possuir passaporte válido até, no mínimo, julho de 2020. Além disso, o aluno deve ter cursado, até o término do semestre 2018.2, a disciplina de Estágio Supervisionado.

As inscrições podem ser feitas entre os dias 3 e 14 de setembro, na Secretaria dos cursos de graduação em Comércio Exterior e Economia (Bloco R, Sala 04). Devem ser apresentados os seguintes documentos:

Histórico acadêmico atualizado;
Curriculum Lattes ou Vitae atualizado;
Declaração de matrícula regular;
Carta de motivação de no máximo 2 (duas) laudas, redigida em idioma inglês, na qual deverá expor os motivos pelos quais deseja participar do Programa;
Cartas de recomendação assinadas por 2 (dois) diferentes professores que não façam parte da Comissão Avaliadora do Programa, redigidas em idioma inglês;
Cópia do passaporte com validade mínima até julho de 2020;
Formulário de aplicação devidamente preenchido;
1 (uma) fotos 3×4.

O processo seletivo será composto de duas fases: a apresentação dos documentos solicitados e uma entrevista, a ser realizada em inglês. A entrevista está agendada para o dia 25 de setembro, às 17h, na sala da coordenação do curso de Comércio Exterior (Bloco R, Sala 04). O resultado está previsto para ser divulgado no dia 28 de setembro.

18:07 · 13.09.2018 / atualizado às 18:08 · 12.09.2018 por
Na Coluna Comunicado de hoje:
Termina hoje o prazo da Justiça Eleitoral para que partidos, coligações e candidatos apresentem prestações de contas parciais da campanha. Os números devem se referir ao registro dos movimentos financeiros e/ou estimável em dinheiro desde o início da campanha até o último dia 8. O material vai ser submetido, ainda, ao crivo de técnicos da Receita Federal e, posteriormente, deverá ser integralmente divulgado na Internet. O candidato que faltar com essa obrigação pode, se calhar de ser eleito, ficar sem ser diplomado.
O calendário eleitoral determina que sábado próximo, dia 15, já esteja no ar o site específico para divulgação das contas de campanhas. Vai ser uma espécie de ponto de encontro forçado entre os candidatos, partidos e coligações e os eleitores.
10:08 · 13.09.2018 / atualizado às 07:09 · 11.09.2018 por

Publiquei na Coluna Comunicado:

Hoje é o Dia Nacional da Cachaça – definido por mobilização de uma entidade privada, o Instituto Brasileiro da Cachaça, mas desde 2009 tema de projeto que tramita na Câmara dos Deputados. Não se trata, obviamente, de pretexto para que se tome uma, mas de referência para reflexões econômicas e sociais.

O Ceará responde por uma das maiores fabricações de cachaça no País. Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Estado esteve entre os cinco principais polos de aguardente do Brasil, chegando a exportar US$ 1,17 milhão – representando 6,8% da produção nacional.

17:03 · 12.09.2018 / atualizado às 07:05 · 11.09.2018 por

A Escola Superior de Advocacia e a Universidade de Roma La Sapienza firmaram parceria.

E vão promover curso sobre direito do trabalho europeu e italiano. Será o primeiro programa promovido pelo acordo. O curso já tem data e local: 14 a 18 de janeiro de 2019, na Universidade de Roma La Sapienza (Università degli Studi di Roma La Sapienza), na Itália.

Da mesma forma que os brasileiros, os italianos também enfrentam preocupantes e questionáveis reformas trabalhistas.

13:32 · 12.09.2018 / atualizado às 15:32 · 12.09.2018 por

Os vereadores de Fortaleza realizam amanhã, 13.9, sessão solene para homenagear os 10 anos da “Marcha pela Vida Contra o Aborto”. Requerida pelo vereador Jorge Pinheiro (PSDC) e aprovada pela Casa Legislativa, a atividade está marcada para começar às 19 horas.

A sessão será presidida pelo próprio Jorge Pinheiro e integra uma agenda de eventos em setembro contra a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 442 (ADPF442).

A reação à APDF 442 visa a alertar e mobilizar a sociedade em relação aos trâmites no Supremo Tribunal Federal que tratam da descriminalização da interrupção da gravidez com até 12 semanas. O dispositivo questiona artigos do Código Penal que criminalizam a realização do aborto.

Promovida pelo Movimento pela Vida e Não Violência, a Marcha pela Vida Contra o Aborto 2018 está agendada para o próximo dia 22, a partir das 16 horas, no aterro da Praia de Iracema. A iniciativa, que já faz parte do calendário anual de eventos de Fortaleza, reúne pessoas que defendem o direito à vida, desde a concepção, e são contrárias ao aborto.

07:01 · 12.09.2018 / atualizado às 07:03 · 11.09.2018 por

Na Coluna Comunicado, do Diário do Nordeste, nesta quarta-feira:

Vai passar pelo crivo dos deputados cearenses Vicente Arruda (PR), Genecias Noronha (SD) e Danilo Forte (PSDB), titulares na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara federal, proposta que torna variável o número de integrantes da Casa. A ideia é de que metade da representação de cada Estado seja preenchida por candidatos eleitos conforme as regras atuais do sistema proporcional – incluindo o quociente eleitoral. E a outra parte seria de candidatos que atingiram o quociente ou quem tiver recebido, pelo menos, 90% dos votos do último eleito pelo método proporcional. O interessante é que, se faltarem candidatos com os índices exigidos, a vaga não será preenchida e o Estado pode, no limite, ficar com apenas dois representantes.

15:09 · 11.09.2018 / atualizado às 07:12 · 11.09.2018 por

Só resta sanção do Executivo para que vire lei projeto que cria o Programa Bicicleta Brasil, voltado para a mobilidade urbana.

O texto, já aprovado no Senado, teve Fortaleza como referência e estimula a integração das bicicletas aos transportes coletivos no País, apoiando estados e municípios na instalação de bicicletários e na construção de ciclovias e ciclofaixas.

E, ainda, busca promover campanhas de divulgação dos benefícios do uso desse meio de transporte.

06:11 · 11.09.2018 / atualizado às 06:11 · 11.09.2018 por

A Universidade de Fortaleza recebe amanhã (12.9) a historiadora e antropóloga Lilia Moritz Schwarcz para palestra sobre o lançamento do livro Dicionário da Escravidão e Liberdade, coordenado por ela e pelo historiador Flávio dos Santos Gomes. A palestra, promoção da Vice-Reitoria de Extensão, acontece às 9h30min, no Auditório da Biblioteca e é aberta ao público.

Além da palestra, será promovida uma feira de livros no Centro de Convivência da Unifor, em parceria com a Fortlivros e a Companhia das Letras. O evento, que acontece de 10 a 20 de setembro, é voltado para a comunidade da Unifor e o público geral.

Todos terão desconto único de 20% na compra de livros, incluindo o livro de Lilia Schwarcz, além de parcelamento do valor no cartão de crédito em até 6 vezes sem juros (valor mínimo da parcela de R$ 50,00). Uma oportunidade para adquirir obras de Literatura, infantil, biografia, Comunicação, Sociologia, Marketing e Administração.

Para marcar, de forma crítica, os 130 anos da libertação dos escravos no Brasil, o livro reúne 50 ensaios críticos com o que há de mais atualizado nas pesquisas sobre o assunto. Os verbetes retratam o vigor da investigação científica brasileira desenvolvida sobre escravidão e pós-emancipação nos últimos 30 anos. Os temas englobam tráfico atlântico (feita em embarcações à época chamadas de tumbeiros, pela mortalidade e condições aviltantes em que os africanos eram transportados), família, história da saúde e da doença, questões de gênero e corporeidade, ritos fúnebres, legislações escravista e emancipacionista, entre outros.