Busca

18:58 · 25.05.2017 / atualizado às 18:58 · 25.05.2017 por

O governador Camilo Santana inaugura, nesta sexta sexta-feira (26), obra de implantação de uma nova adutora de 10,7 Km de extensão para abastecer o município. Com investimento de R$ 3,5 milhões, o equipamento construído pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) vai beneficiar cerca de 15,5 mil habitantes.

A adutora vai transportar água do açude Paulo Sarasate (conhecido como açude Araras), em Varjota, até a estação de tratamento de água no distrito de Irajá, em Hidrolândia. Após ser tratada, a água segue para abastecer a população. O projeto de instalação da adutora foi pensado obedecendo aos critérios de declives e aclives mínimos a fim de garantir o bom funcionamento do equipamento.

A melhoria no sistema adutor de Hidrolândia foi uma importante medida adotada pelo Governo do Ceará para garantir a segurança hídrica do município, uma vez que a adutora anterior apresentava muitas ocorrências de vazamento.

Obras de segurança hídrica no Estado

Ao longo de 2015 e 2016, foram perfurados mais de três mil poços, construídos 330 km de adutoras de norte a sul do Ceará, instalados 550 chafarizes e 191 sistemas de dessalinização de água. O Governo do Ceará investiu recursos da ordem de R$400 milhões na área de recursos hídricos.

18:55 · 25.05.2017 / atualizado às 18:55 · 25.05.2017 por

Mesmo reconhecendo a grave crise que atravessa a política nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), conseguiu nesta quinta-feira (25), a aprovação da Medida Provisória 763/16, que autoriza o saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) sem a carência de três anos exigida pela lei.

A MP 763/2016 beneficia trabalhadores que pediram demissão até 31 de dezembro de 2015 ou que não tenham conseguido sacar os recursos da conta vinculada no caso de demissão por justa causa.

Após aprovação da MP, o presidente do Senado parabenizou a atuação da oposição que deixou de lado as diferenças e defendeu os interesses dos trabalhadores ao entender a importância da aprovação da matéria.

“A oposição tem se comportado como oposição, mas tem colaborado com o país. Essa é uma matéria que colabora com o país, com 15 milhões de trabalhadores brasileiros que precisam sacar esse dinheiro. Seria uma estultice se a oposição não entendesse dessa forma”, argumentou Eunício.

A medida garante que mais de 15 milhões de beneficiários, que nasceram entre os meses de setembro e dezembro possam ter direito ao saque. Até o momento, os primeiros saques injetados na economia já superaram os R$ 24 bilhões.

A matéria segue para promulgação.

Decreto

O presidente do Senado defendeu o direito de livre manifestação da população brasileira e comunicou aos senadores que a Presidência da República revogou, em edição extraordinária do Diário Oficial da União (DOU), publicado nesta manhã, o decreto que autorizava o emprego das Forças Armadas para garantia a lei e a ordem no Distrito Federal.

“A revogação do decreto seguramente adveio da constatação do retorno à normalidade na Esplanada dos Ministérios. O direito de se manifestar é legítimo, e não apenas legítimo, é também sagrado nas democracias Todos os brasileiros estão felizes por ter democracia neste País, mas de forma ordeira e com respeito ao funcionamento das instituições”, finalizou Eunício.

Imprescritibilidade

Os senadores concluíram, nesta quinta-feira, o terceiro dia de discussão em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 64/2016, do senador Jorge Viana, que torna imprescritíveis os crimes de estupro.

CPI Mista da JBS

O presidente do Senado leu, durante a sessão do Plenário desta quinta-feira, o requerimento do senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), que pede a criação de uma CPI mista para investigar as irregularidades da empresa JBS em operações com o BNDES entre 2007 e 2016.

18:49 · 25.05.2017 / atualizado às 18:49 · 25.05.2017 por

A Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, nesta quinta-feira (25/05), o Projeto de Lei 249/16, que torna a vaquejada patrimônio cultural do Ceará. O autor da proposição é o deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB), um dos parlamentares envolvidos na luta em defesa da vaquejada. “Este merecido reconhecimento da cultura nordestina, da cultura do nosso Ceará. Temos vaquejadas, como a de Morada Nova e Itapebussu, que já tem 75 anos de tradição”, disse ele.

Além de ser considerada uma das maiores manifestações culturais do Nordeste, a vaquejada movimenta mais de R$ 600 milhões por ano e é responsável por gerar até um milhão de empregos diretos e indiretos em todo o Brasil.

16:58 · 25.05.2017 / atualizado às 16:58 · 25.05.2017 por

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projeto de resolução do vereador Acrísio Sena (PT) que instituiu a Medalha Cláudio Pereira da Cultura Fortalezense destinada a homenagear, anualmente, artistas e personalidades ligadas à cultura de nossa cidade em vida ou in memoriam, que tenham se destacado nas áreas da música, teatro, cinema, pintura, escultura, fotografia ou quaisquer outras atividades culturais que possibilitem a divulgação e a consolidação cultural fortalezense dentro ou fora do âmbito municipal.

Pelo texto, poderão ser agraciados, além dos artistas, personalidades e/ou entidades públicas ou privadas que desenvolvam projetos de apoio, patrocínio, divulgação, produção, registro e documentação da atividade cultural fortalezense. Serão até três medalhas para artistas e até duas para personalidades e/ou entidades públicas. A escolha será através de representantes daComissão de Cultura, Desporto e Lazer da Câmara Municipal do Fortaleza; Secretaria Municipal de Cultura do Município de Fortaleza; Secretaria da Cultura do Estado do Ceará; Departamento de Artes da UFC; um representante da classe artística.
Cláudio Roberto de Abreu Pereira, foi jornalista e bacharel em ciências jurídicas e sociais pela UFC.

Nasceu em Fortaleza,em 1945 e viveu sua infância entre a capital e Columinjuba (Maranguape), terra de Capistrano de Abreu, irmão de seu avô.Destacou-se ainda como estudante. Em 1973, grave acidente automobilístico o deixou paraplégico, o que não o impediu de atuar. Em 1985, com a eleição da prefeita Maria Luíza Fontenele, foi responsável pelo Departamento de Turismo. A ele coube estruturar, implantar e instalar a Fundação Cultural de Fortaleza, órgão que dirigiu em quatro diferentes administrações.

Entre suas inúmeras realizações estão a criação do Festival Vídeo Mostra Fortaleza, do Festival de Teatro de Fortaleza, do Prêmio Literário Cidade de Fortaleza, do Prêmio Eduardo Campos – Concurso de Dramaturgia, do Salão de Arte Infantil, de incontáveis festivais de música, de folclore, entre outros. Coube a ele implantar a Escola de Música do Ancuri, dando início à formação da Orquestra Sinfônica de Fortaleza, projeto que mereceu referências até no exterior. Participou do projeto de implantação do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, ocupando a Diretoria de Marketing e Relações Públicas daquele órgão durante a primeira administração. Foi membro fundador da Academia Fortalezense de Letras.

15:05 · 25.05.2017 / atualizado às 15:05 · 25.05.2017 por

A festa de Santa Rita de Cássia. que acontece no distrito de Marruás, em Tauá, no mês de maio, completa 189 anos. Um evento tradicional que atrai grande número tauaenses e visitantes a celebrar momentos de fé, devoção e confraternizações.

A programação oficial de festejos começou no último dia 18 e se prolonga até ao próximo domingo, 28, com novenas, procissões, celebração de missas, batizados, casamentos, caminhada, cavalgada, passeio ciclístico e shows musicais.

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado Audic Mota, tem família originária da região, apoia e prestigia a realização dos eventos. Ele estará em Marruás, nesta sexta-feira, 26, ao lado de autoridades municipais e estaduais, lideranças comunitárias e religiosas, moradores e visitantes.

Batizados de “189 anos de Fé e Devoção”, os festejos culturais de 2017 têm realização da Prefeitura Municipal de Tauá e apoio do Governo do Estado. As atrações artísticas desta sexta-feira são a banda Conexão do Forró e a dupla de cantores Ítalo & Renno. No sábado, 27, é a vez de Toca do Vale e a banda Kabras da Peste.

15:01 · 25.05.2017 / atualizado às 15:01 · 25.05.2017 por

O segmento das agências de comunicação conseguiu driblar as turbulências políticas e econômicas de 2016 e fechou o ano com um crescimento de 6,75%, faturando R$ 2,53 bilhões, contra R$ 2,37 bilhões de 2015.

Embora incomparável aos crescimentos vertiginosos – entre 15% e 25% – registrados nos anos de ouro do segmento, de 2005 a 2015 (com uma ou outra pausa, em função da crise internacional), e mesmo empatando tecnicamente com a inflação medida no período por IPCA (6,29%) e IGP (7,17%), ainda assim o resultado pode ser considerado surpreendente, sobretudo se o parâmetro for a quase totalidade dos setores econômicos do País, que viram o PIB encolher 3,6 % em 2016.

A Pesquisa Mega Brasil contou este ano com a participação de 242 agências, 102 das quais abriram o faturamento. O mercado, porém, conta com um número significativamente maior de empresas, como mostra o mapeamento da própria Mega Brasil, que já identificou cerca de 1.200 em todo o País e estima um total de 1.500.

A projeção feita pelo Instituto Corda – Rede de Projetos e Pesquisa, responsável pelo trabalho, tomou como base esses indicadores e a gangorra verificada no setor, por razões diversas. “Por isso, é preciso frisar que esse índice comporta diferenças importantes no desempenho de agências se analisadas individualmente e/ou segundo diversas segmentações possíveis, como porte, área e região de atuação, inserção no mercado de contas públicas etc.”, diz Maurício Bandeira, diretor do Instituto Corda e coordenador do trabalho. “Por exemplo, as maiores taxas médias correspondem às empresas de maior porte. Assim, a detecção de crescimento ou queda em setores específicos do próprio mercado compõe necessariamente esse quadro geral”.

Com 276 páginas e 3.500 exemplares, o Anuário obteve o apoio de 66 organizações. Dirigido por Eduardo Ribeiro (também publisher) e Marco Rossi, tendo como editora executiva Adriana Teixeira, contou com a participação dos repórteres especiais Alexandre Alfredo, Costábile Nicoletta, Danylo Martins, Dario Palhares, Eduardo Marini, Francisco Viana, Inês Pereira, José Gabriel Andrade, Martha Funke, Sérgio Lüdtke e Vanderlei Campos. A equipe contou ainda com Wilson Baroncelli (revisão), Célia Radzvilaviez (publicidade), Armen Loussinian (arte e diagramação), Talles Y. Gusmão (webmaster) e Heloisa Valente e Maria Eduarda Sant’Ana (apoio).

Os exemplares estarão disponíveis para venda a partir da próxima segunda-feira (29/5), na sede da Mega Brasil (rua Cel. Artur Godói, 143, Vila Mariana, São Paulo), por R$ 120. Informações pelo 11-5576-5600.

14:58 · 25.05.2017 / atualizado às 14:58 · 25.05.2017 por

Deputado federal Cabo Sabino em menos de 24 horas, coleta mais de 200 assinaturas e protocola, na noite desta quarta-feira (24), na Câmara Federal, pedido de CPI para investigar doações de campanha feitas pelo grupo JBS a políticos e partidos, assim como os contratos junto ao BNDES, os crimes contra o sistema financeiro, evasão de divisas e a ingerência do referido grupo junto ao CADE. O pedido foi referendado com 189 assinaturas validadas, das 208 apresentadas. Para requerer uma CPI, são necessárias pelo menos 171 assinaturas.

A Comissão será composta por 15 membros e terá 120 dias de prazo, prorrogáveis por igual período. Os parlamentares dizem que a JBS abasteceu as campanhas eleitorais de 1.829 candidatos de 28 partidos das mais variadas siglas, segundo as delações da cúpula da JBS.

Agora, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM) deve deliberar quanto a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito. A JBS é investigada em cinco operações da Polícia Federal.

14:52 · 25.05.2017 / atualizado às 14:52 · 25.05.2017 por

Nessa quarta-feira, 24, o deputado Leonardo Araújo levou uma comitiva a Brasília para tratar com o senador Eunício Oliveira sobre assuntos de interesse de Trairi. Estavam entre os presentes o prefeito Marcos Prado, cerca de dez vereadores do município e os deputados federais Moses Rodrigues e Genecias Noronha.

A reunião agendada pelo peemedebista Leonardo Araújo aconteceu na Presidência do Senado Federal, em Brasília, por requerimento da Câmara Municipal de Trairi. Na pauta, foram tratados assuntos de interesse local, tais como segurança pública e saúde, e requerimentos de projetos que beneficiarão os habitantes do município que está a 120km de Fortaleza.

A comitiva recebeu do senador Eunício Oliveira o compromisso e a disponibilidade de atender republicanamente em nível federal os anseios da população de Trairi.

12:47 · 25.05.2017 / atualizado às 12:47 · 25.05.2017 por

O prefeito de Maranguape João Paulo Xerez sancionou, neste mês de maio, o projeto de lei nº 07/2017 que aumenta a remuneração dos conselheiros tutelares municipais de Maranguape, categoria que não recebia aumento salarial há mais de 13 anos. O documento de autoria do Executivo foi enviado e aprovado na Câmara Municipal.

Na mensagem, o prefeito destacou que a gestão 2017-2020 tem como um de seus principais compromissos a valorização do serviço público municipal, inclusive por meio do incentivo salarial, dada a importância dos servidores públicos para o adequado desempenho das funções administrativas.

João Paulo ressaltou que compete aos conselheiros a proteção dos indivíduos em situação de vulnerabilidade, atuação necessária para o bem-estar da comunidade. “A iniciativa tem fundamento, também, na importância da valorização dos conselheiros tutelares, cuja atuação visa à preservação da dignidade e dos direitos de crianças e adolescentes, conforme atribuições dispostas, essencialmente, no artigo 136, do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA”, apontou.

A iniciativa concede aos conselheiros tutelares escolhidos uma remuneração mensal de R$ 2 mil, salientando não ter o vínculo empregatício com a municipalidade. Além disso, o valor da remuneração mensal será atualizado, anualmente, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

12:38 · 25.05.2017 / atualizado às 12:41 · 25.05.2017 por

As contratações do Banco do Nordeste com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) cresceram 35,88% de janeiro a abril de 2017, em comparação com o mesmo período do ano anterior. No primeiro quadrimestre, foram contratados R$ 3,4 bilhões para empreendedores do Nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, com destaque para Comércio e Serviços, Pecuária e Infraestrutura, nessa ordem.

Merece destaque o volume de aplicações no Semiárido, onde o valor contratado nos quatro primeiros meses do ano, com recursos do FNE, superam o mesmo período de 2016 em 66,51%: foi aplicado R$ 1,9 bilhão nesse perímetro.

Até abril, o BNB formalizou 180 mil operações de crédito. A quantidade supera a registrada nos quatro primeiros meses de 2016 em 3,11%.

Somadas, as empresas de porte mini, micro, médio e pequeno-médio contrataram R$ 2 bilhões no quadrimestre, valor 6,1% maior do que no mesmo período do ano anterior. Empreendimentos de médio e grande porte contrataram R$ 1,4 bilhão, que representa 123% de crescimento em relação a 2016.

Ceará

Entre janeiro e abril, o Banco do Nordeste aplicou R$ 398,6 milhões no Ceará com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste. O valor é 17% maior do que o contratado no mesmo período em 2016.

12:06 · 25.05.2017 / atualizado às 12:06 · 25.05.2017 por

O presidente Michel Temer revogou na manhã desta quinta-feira (25) o decreto de ontem que autorizava o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal, em especial na Esplanada dos Ministérios. O decreto de revogação foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

A revogação foi publicada enquanto o presidente Temer estava reunido no Palácio do Planalto com os ministros Raul Jungmman, da Defesa; Eliseu Padilha, da Casa Civil; Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República; Antônio Imbassahy, da Secretaria de Governo e com o general Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Ontem, o objetivo do governo ao autorizar a presença das Forças Armadas em Brasília era de garantir a integridade dos prédios públicos na Esplanada dos Ministérios, bem como a segurança de servidores que lá trabalham, depois que um grupo de cerca de 50 pessoas usando máscaras no rosto promoveu um quebra-quebra em meio à manifestação Ocupa Brasília – contra o governo do presidente Michel Temer e as propostas de reformas apresentadas pelo governo.

O decreto de quarta-feira foi criticado pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg que, em comunicado, se disse “surpreso” com a medida adotada pelo presidente Michel Temer. Na nota, Rollemberg lamentou os episódios de violência que ocorreram durante a manifestação, resultando em depredação do patrimônio público e privado.

GLO

Conhecida como GLO, a Garantira de Lei e da Ordem é regulada pela Constituição Federal e concede provisoriamente aos militares a faculdade de atuar com poder de polícia até o restabelecimento da normalidade.

Na quarta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu a presença da Força Nacional de Segurança na capital. O governo então determinou que tropas federais protegessem os prédios da Esplanada dos Ministérios.

O Palácio do Planalto disse que a decisão do presidente Michel Temer de usar as Forças Armadas foi tomada com base na informação de que não havia policiais da Força Nacional suficientes para atender à solicitação de Maia.

“[…] o Presidente da República, após confirmada a insuficiência dos meios policiais solicitados pelo Presidente da Câmara dos Deputados, decidiu empregar, com base no Artigo 142 da Constituição Federal, efetivos das Forças Armadas com o objetivo de garantir a integridade física das pessoas […]”, diz um trecho da nota divulgada no início da noite de ontem.

11:56 · 25.05.2017 / atualizado às 11:56 · 25.05.2017 por

09h- Eliseu Padilha, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Moreira Franco, Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República; Antônio Imbassahy, Ministro-Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República e General Sérgio Etchegoyen, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República
Palácio do Planalto

09h30- José Carlos Rodrigues Martins, Presidente da CBIC – Câmara Brasileira da Indústria da Construção e Grupo de empresários

11h- Paulo Rabello
Presidente do IBGE

11:53 · 25.05.2017 / atualizado às 11:53 · 25.05.2017 por

A vice-presidente do TRE-CE e corregedora regional eleitoral, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, participou nesta quarta-feira, 24/5, no TRE do Distrito Federal, de reunião dos Tribunais Regionais Eleitorais, representando o presidente do TRE-CE, desembargador Antônio Abelardo Benevides Moraes.

O encontro, que foi dirigido pelo presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB, Jaime de Oliveira, teve como objetivo discutir os efeitos das determinações da Portaria TSE nº 372, de 16/05/17, que trata sobre os ajustes que os TREs terão que implementar a fim de que todas as zonas eleitorais localizadas no interior dos Estados atendam aos parâmetros estabelecidos na Resolução TSE nº 23.422/2014. Segundo o TSE, o objetivo da Portaria é a redução de custos e economia de gastos.

Jaime de Oliveira abriu a reunião enfatizando a preocupação dos magistrados com os efeitos da Portaria, tendo em vista que, para se adequar à nova proposta, aproximadamente 900 zonas serão extintas.

Magistrados e representantes dos TREs apresentaram argumentos contra a Portaria, tais como, as dificuldades de acesso dos eleitores face a extinção de zonas, o distanciamento da Justiça Eleitoral do eleitorado de municípios mais carentes, a perda de funções para servidores e as alterações drásticas em suas rotinas de trabalho, além do curto espaço de tempo para a implementação de medidas tão complexas.

Após o encontro, o presidente da AMB, os presidentes dos TREs e os corregedores regionais eleitorais decidiram encaminhar ofício ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral solicitando a imediata suspensão da Portaria que trata da extinção das zonas por tempo indeterminado. Paralelamente, foram sugeridas a adoção de medidas judiciais e administrativas cabíveis por parte da AMB para questionar o documento.

11:52 · 25.05.2017 / atualizado às 11:52 · 25.05.2017 por

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Antônio Abelardo Benevides Moraes, inaugurou oficialmente, na tarde desta quarta-feira, 24/5, mais um posto de atendimento ao eleitor.

Desta vez, o Fórum de Justiça Clóvis Beviláqua, que estava funcionando em caráter experimental desde segunda-feira, 15/5, passa a funcionar oficialmente com 5 kits biométricos para atendimento ao público.

Participaram também da inauguração o diretor do Fórum, juiz José Ricardo Patrocínio, o juiz suplente do TRE, Roberto Viana Freitas, a juíza da 83ª ZE, Francy Farias, o juiz da 118ª ZE, Eduardo Scorsafava, o diretor-geral do TRE-CE, Hugo Pereira Filho, além de servidores do tribunal e eleitores.

O presidente do TRE-CE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, disse “estar satisfeito com esse projeto de ampliar e descentralizar o atendimento aos eleitores de Fortaleza”. Para ele, “esse é um bairro populoso e o posto deverá atender juízes, promotores, servidores e partes em processos com maior conforto. Já foram inaugurados 8 novos locais de atendimento ao público. Ainda faltam os postos dos shoppings Parangaba e RioMar Presidente Kennedy, que serão inaugurados em breve, perfazendo um total de 10 novos locais para a população de Fortaleza.

O juiz diretor do Fórum, Ricardo Patrocínio, afirmou que “temos a maior satisfação em disponibilizar um local para a Justiça Eleitoral onde há um grande fluxo de transeuntes que circulam pelas mais variadas razões”. Ele espera que as pessoas que procuram o serviço da justiça estadual nas Varas de Família, Cível, Sucessões etc, aproveitem para regularizar suas situações junto ao TRE.

Os eleitores que forem ao Fórum Clóvis Beviláqua poderão fazer o recadastramento biométrico com atualização de dados cadastrais, alistamento eleitoral, segunda via do título, bem como a transferência de local de votação e solicitação de certidões eleitorais.

O Tribunal vem procurando descentralizar os serviços aos eleitores para dar maior comodidade e conforto. No dia 2 de maio, o TRE-CE inaugurou o posto de atendimento no Shopping Benfica, com registro de grande movimentação de eleitores. Na sexta-feira, 12/5, foi inaugurado o posto do Shopping RioMar, também com grande procura dos eleitores. E na quarta-feira, 17/5, foi oficialmente instalado o posto do Del Paseo, que atendeu mais de 500 eleitores nos três primeiros dias.

O TRE do Ceará prepara ainda a inauguração de mais dois postos nos Shoppings Parangaba e RioMar Presidente Kennedy. Todas as unidades instaladas nos shopping centers são em regime de comodato, sem custos para a União.

A Justiça Eleitoral está trabalhando para evitar os atropelos de última hora e proporcionar aos eleitores mais opções de atendimento. Por isso, os eleitores da capital ainda têm outras alternativas. Além dos postos nos shopping centers e do Fórum Clóvis Beviláqua, eles também podem se dirigir ao Vapt Vupt de Messejana e de Antônio Bezerra, e à Central de Atendimento ao Eleitor, na Praia de Iracema, além da Unidade Móvel, na Cidade da Criança.

11:42 · 25.05.2017 / atualizado às 14:54 · 25.05.2017 por

O prefeito Roberto Cláudio, junto com o governador Camilo Santana e o vice-prefeito Moroni Torgan, fez a entrega de 690 pares de chuteiras para os 22 núcleos de futebol que atuam nas Areninhas da Capital. A cerimônia ocorreu na Areninha da Barra do Ceará.

O prefeito Roberto Cláudio destacou que o material esportivo será usado nas atividades de futebol do Projeto Atleta Cidadão, da Prefeitura de Fortaleza. “Estamos aqui entregando para a meninada cerca de 700 pares de chuteiras para as 22 Areninhas, que são grandes equipamentos de lazer, esporte, integração comunitária e promoção da paz. Mas tão importante quanto a obra moderna e de primeira linha, é o que fazemos funcionar aqui dentro, que são os projetos sociais”, afirmou.

O prefeito aproveitou a entrega das chuteiras para anunciar que, junto ao Governo do Ceará, mais 15 Areninhas serão construídas em Fortaleza. “O pacote de mais 15 Areninhas irá para comunidades com muitos jovens, com desafio de levar mais paz e locais que precisam de equipamentos para urbanizar melhor o espaço público”, afirmou.

O governador Camilo Santana disse acreditar que esses equipamentos contribuem para melhorar a vida dos jovens. “Acho que essa é uma grande ação pensando no futuro desses meninos. Estamos dando uma oportunidade para esta garotada. O Governo do Ceará é parceiro, apoia essas iniciativas e vai levar para outros municípios 31 novas Areninhas”, comentou.

A entrega das chuteiras aconteceu ao fim do Festival de Futebol Sub-17. Ao todo, 22 equipes disputaram o torneio que é inédito. A ocasião também serviu para prestar homenagem aos ex-jogadores profissionais que atuam nos núcleos de futebol do programa. Edmar Araújo, Gerson Peixoto, José Carlos “Petróleo”, José Soares e Raimundo Alves participaram da cerimônia de entrega dos kits esportivos.

Para o secretário de Esporte e Lazer de Fortaleza, Carlos Dutra, a chegada do novo material serve como fator motivador para os jovens e crianças que participam do Atleta Cidadão. “A Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo um trabalho exemplar com o Atleta Cidadão. Já são mais de 4.500 pessoas atendidas em 80 núcleos de diversas modalidades. Nosso cuidado em oferecer as melhores condições de atuação a esses jovens passa também pela necessidade de equipar os inscritos com o que cada esporte exige, potencializando o desempenho. Assim, posso concluir que as novas chuteiras servirão de incentivo aos que já participam do projeto”, ressaltou Dutra.

O estudante Carlos Rodrigues, de 17 anos, comentou a importância desses projetos. “As Areninhas trazem muito lazer para todos nós. Fico muito feliz em ver que a Prefeitura e o Governo estão investindo cada vez mais na gente”, disse.

Atleta Cidadão

Fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Secel) e a Federação de Triathlon do Estado do Ceará (Fetriece), o Projeto Atleta Cidadão oferece à população acesso gratuito ao esporte e lazer. Por meio de aulas regulares dentro das comunidades, com a realização de atividades físicas e brincadeiras, a iniciativa estimula a convivência social e a formação cidadã. Os 80 núcleos esportivos foram criados em praças, equipamentos esportivos e associações de Fortaleza. As aulas do programa acontecem com a orientação de profissionais de educação física e incluem futebol, capoeira, hóquei, natação paralímpica, futsal, judô, duathlon, triathlon, karatê, futebol de areia, basquete e badminton.

11:40 · 25.05.2017 / atualizado às 11:40 · 25.05.2017 por

O engenheiro Cássio Borges, ex-diretor regional do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), será o palestrante, nesta quinta-feira (25), da segunda edição de 2017 do Fórum Regulação e Cidadania, que tem como tema “Questão das Águas no Estado do Ceará”. O evento acontece no auditório da Arce, a partir das 15h. Cássio Borges também é autor do livro “A Face Oculta da Barragem do Castanhão: Em Defesa da Engenharia Nacional”, cuja segunda edição revisada e ampliada será lançada ainda este ano.

11:39 · 25.05.2017 / atualizado às 11:39 · 25.05.2017 por

O Prêmio Cooperativismo Cearense de Jornalismo é promovido pelo Sistema OCB-SESCOOP/CE – Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Ceará. Tem por objetivo reconhecer e premiar os melhores trabalhos e profissionais da imprensa que atuam nos veículos de comunicação cearenses. O prêmio tem ainda o propósito de divulgar a importância do cooperativismo para o desenvolvimento econômico e social do Ceará e do Brasil.

INSCRIÇÕES

Até 31 de julho de 2017

PARTICIPAÇÃO

Poderão inscrever-se jornalistas e estudantes de graduação em Comunicação Social – Jornalismo, com atuação no Estado do Ceará.

TEMA

O Prêmio Cooperativismo Cearense de Jornalismo irá premiar as melhores reportagens que abordem o seguinte tema: “A importância das cooperativas cearenses para o desenvolvimento econômico e a inclusão social”.

CATEGORIAS

O Prêmio Cooperativismo Cearense de Jornalismo conta com cinco categorias:

• Profissional Jornalismo Impresso
• Profissional Telejornalismo
• Profissional Webjornalismo
• Profissional Radiojornalismo
• Destaque Acadêmico – Universitário

11:37 · 25.05.2017 / atualizado às 11:37 · 25.05.2017 por

Termina na próxima terça-feira, dia 30, o prazo para que prefeitos e presidentes de Câmara publiquem, inclusive na internet, dois relatórios exigidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os chefes do Executivo precisam divulgar o Relatório Resumindo da Execução Orçamentária (RREO). Ele e, nesse caso, também o titular do Legislativo de municípios com mais de 50 mil habitantes devem divulgar o Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do primeiro quadrimestre do ano. Até o dia 14 de junho esses gestores têm que enviar tais relatórios ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Os documentos devem conter um conjunto de informações que permitam a análise sobre determinados aspectos da gestão municipal, como o atendimento a percentuais constitucionais de gastos com educação e saúde bem como os limites de gastos com pessoal.

No RGF os gestores devem apresentar demonstrativos de despesa com pessoal, da dívida consolidada líquida, das garantias e contragarantias de valores, das operações de crédito, da disponibilidade de caixa e dos restos a pagar e, também, um demonstrativo simplificado do RGF.

Já o RREO contempla vários demonstrativos, dentre eles, o balanço orçamentário e também os demonstrativos da execução da despesa por função/subfunção; da receita corrente líquida; das receitas e despesas previdenciárias do regime próprio de previdência dos servidores públicos; do resultado nacional; dos restos a pagar por Poder e órgão; de receitas e despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino; de receitas de operações de créditos e despesas de capital; da projeção atuarial do regime próprio de previdência dos servidores; da receita de alienação de bens e outros ativos e respectiva aplicação; de parcerias público-privadas e da receita de impostos líquidos e das despesas próprias com saúde.

O envio dos relatórios ao Tribunal deve ser feito em mídia eletrônica (CD), remetidos pelos Correios ou entregues presencialmente, na Secretaria do órgão. O não cumprimento do prazo pode ensejar a aplicação de multas pelo TCM, bem como a suspensão do recebimento de transferências voluntárias do Estado ou da União.

11:35 · 25.05.2017 / atualizado às 11:35 · 25.05.2017 por

A CAIXA registrou lucro líquido de R$ 1,5 bilhão no primeiro trimestre de 2017, com crescimento de 81,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado recorrente, que desconsidera os efeitos extraordinários, totalizou R$ 1,7 bilhão, 49,6% maior que o verificado no primeiro trimestre de 2016. O resultado operacional alcançou R$ 1,9 bilhão no trimestre, avanço de 420,0% em 12 meses.

O aumento do lucro líquido foi gerado pelo crescimento das receitas com operações de crédito, diminuição nas despesas com captação de recursos, avanço nas receitas com prestação de serviços e controle das despesas com pessoal, administrativas e operacionais.

Ao final de março, a carteira de crédito da CAIXA alcançou saldo de R$ 715,0 bilhões, avanço de 4,5% em 12 meses e participação de 22,8% no mercado. O crescimento das operações de habitação, saneamento e infraestrutura, e crédito consignado, foram os principais responsáveis pela evolução da carteira no período.

As operações comerciais com pessoas físicas e pessoas jurídicas totalizaram R$ 189,6 bilhões, redução de 4,1% em 12 meses, impactadas, principalmente, pelo segmento pessoa jurídica, que apresentou queda de 7,8%.

O índice de inadimplência encerrou o trimestre com redução de 0,7 p.p em 12 meses, alcançando 2,83%, permanecendo abaixo da média de mercado de 3,84%.

As receitas com prestação de serviços cresceram 13,7% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, totalizando R$ 6,0 bilhões. Os principais destaques foram as receitas de crédito, administração de fundos de investimento e convênios e cobrança que cresceram, respectivamente, 21,6%, 19,1% e 17,3% em 12 meses.

As outras despesas administrativas diminuíram 1,8% em comparação ao primeiro trimestre de 2016, reflexo de ações focadas na melhoria da eficiência operacional implementadas pela CAIXA.

As despesas de pessoal foram impactadas pelo Plano de Demissão Voluntária Extraordinária – PDVE e cresceram 17,2%. Sem esse efeito, as despesas de pessoal aumentariam 6,1%.

O índice de eficiência operacional alcançou 50,8%, melhorando 2,7 p.p. em 12 meses e 0,4 p.p. em relação ao 4T16. Os índices de cobertura de despesas de pessoal e administrativas registraram 108,6 e 69,2 respectivamente, evoluções de 2,1 p.p e 2,2 p.p. em 12 meses.

Ao final de março, a CAIXA possuía R$ 2,2 trilhões em ativos administrados, com destaque para seus ativos próprios, que totalizaram R$ 1,3 trilhão, avanço de 3,2% em 12 meses. O índice de Basileia encerrou o período em 13,6%, acima do limite regulamentar de 10,5%.

CARTEIRA DE CRÉDITO HABITACIONAL CAIXA CRESCEU 6,0% EM 12 MESES

A carteira imobiliária alcançou saldo de R$ 412,9 bilhões, aumento de 6,0% em 12 meses. Os créditos concedidos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS representam R$ 211,3 bilhões. Já as operações de crédito com recursos da CAIXA (SBPE) apresentam saldo de R$ 200,8 bilhões.  A CAIXA encerrou o trimestre mantendo sua posição de liderança no mercado, com participação de 67,5%.

OPERAÇÕES DE SANEAMENTO E INFRA CRESCERAM 8,0% EM 12 MESES

O saldo da carteira de saneamento e infraestrutura alcançou R$ 78,9 bilhões em março, alta de 8,0% em 12 meses. Esse segmento continua a ser prioritário para a CAIXA por contribuir para o avanço no desenvolvimento econômico do País, gerando emprego e renda.

CRÉDITO RURAL ATINGE SALDO DE R$ 7,5 BI AVANÇO DE 4,1% EM 12 MESES

O crédito rural alcançou saldo de R$ 7,5 bilhões, crescendo 4,1% em doze meses e atingindo 3,0% de participação do mercado, com destaque para a modalidade disponível para Pessoa Jurídica, que apresentou 32,4% de aumento em comparação com o mesmo período do ano anterior.

CAPTAÇÕES TOTAIS ATINGEM R$ 989,2 BI; POUPANÇA CRESCE 5,6% EM 12 MESES

O saldo das captações da CAIXA chegou a R$ 989,2 bilhões no primeiro trimestre de 2017, com crescimento de 6,8 % em 12 meses, e em volume suficiente para cobrir 138,3% da carteira de crédito. A evolução no saldo foi influenciada, principalmente, pelos acréscimos de 27,2% em depósitos a prazo e 12,6% nos depósitos à vista.

TRANSFERÊNCIA DE BENEFÍCIOS

Até março de 2017, foram pagos cerca de 39,8 milhões de benefícios sociais, correspondendo a R$ 7,2 bilhões. O principal programa de transferência de renda, Bolsa Família, pagou cerca de 38,2 milhões de benefícios no período, totalizando R$ 6,9 bilhões.

Em relação aos programas voltados ao trabalhador, a CAIXA foi responsável por realizar 67,0 milhões de pagamentos de benefícios, que totalizaram R$ 73,7 bilhões. Entre eles o Seguro-Desemprego, Abono Salarial e PIS, corresponderam a R$ 17,4 bilhões.

A CAIXA também realizou 16,1 milhões de pagamentos de aposentadorias e pensões aos beneficiários do INSS, que totalizaram R$ 19,0 bilhões.

A arrecadação do FGTS atingiu R$ 32,5 bilhões e os saques, R$ 37,4 bilhões, resultando em uma captação líquida negativa de R$ 4,9 bilhões. Em março de 2017, o Fundo era composto por 140,8 milhões de contas.

CAIXA POSSUI 59 MIL PONTOS DE ATENDIMENTO E 86,2 MILHÕES DE CLIENTES

Ao final de março, a CAIXA possuía 86,2 milhões de correntistas e poupadores, evolução de 3,2% em 12 meses, dos quais 83,8 milhões de pessoas físicas e 2,4 milhões de pessoas jurídicas.

A rede de atendimento da CAIXA possui 59,4 mil pontos de atendimento. São 4,2 mil agências e postos de atendimento, 24,0 mil correspondentes CAIXA Aqui e lotéricos, e 31,1 mil máquinas distribuídas nos postos e salas de autoatendimento.

11:29 · 25.05.2017 / atualizado às 11:29 · 25.05.2017 por

 

Na manhã de quinta-feira (25), após encontro com o Presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB/CE), o Deputado Federal Moses Rodrigues (PMDB/CE) participou de uma audiência com a Presidente do IBAMA, Suely Araújo, e com o Superintende do IBAMA no Ceará, Herbert Lobo.  Na pauta do encontro, a assinatura da liberação da licença ambiental e de instalação para o inicio das obras de duplicação da BR-222, no trecho Fortaleza-Divisa CE/PI. O documento ainda contempla subtrechos como o entroncamento da BR-020 (Anel Rodoviário de Fortaleza), da CE-422 (Porto do Pecém), segmento do km 12 ao 35,6.

“No final do ano passado estive no DNIT, juntamente, com o Senador Eunício Oliveira para tratar da duplicação do trecho Fortaleza-Pecém. Na época, deixamos assegurados junto ao Ministério dos Transportes R$ 130 milhões para a execução da obra, que já estava licitada. Hoje, demos um importante passo com a liberação da licença ambiental e de instalação. Com notícia de que parte do recurso está garantido pelo Governo Federal, a obra deverá ser iniciada no segundo semestre deste ano”, destacou Moses Rodrigues.

A duplicação da BR-222 é um sonho antigo do cearense, principalmente, daqueles que utilizam a rodovia diariamente. A BR é uma das principais vias de escoamento do que é produzido no Estado e sua duplicação, além de promover um aumento da capacidade da rodovia, deve incrementar a economia do Ceará. As obras de duplicação ainda envolvem serviços de terraplanagem, suspensão de vegetação, implantação da sub-base e base, pavimentação e instalação de dispositivos de drenagem superficial e profunda.