Busca

Autor: Roberto Moreira


11:56 · 16.07.2018 / atualizado às 11:56 · 16.07.2018 por

A médica Mayra Pinheiro mandou retirar seu nome como pré-candidata ao governo do Ceará na chapa do general Theóphilo. Com a desistência da médica Mayra Pinheiro (PSDB) de participar da chapa majoritária da aliança PSDB-PROS, aumenta a possibilidade do advogado criminalista Leandro Vasques figurar no páreo para a disputa de vice governador ou ao Senado na chapa do general.

09:26 · 16.07.2018 / atualizado às 09:26 · 16.07.2018 por


O pré-candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes, desembarca hoje no Maranhão. Ciro vai ao lançamento da candidatura de Weverton Rocha
ao Senado e conversar com lideranças políticas.

Em outro momento, Ciro vai fazer palestra para todos os segmentos do cinético maranhense onde irá expor seu plano de governo. Ciro terá uma conversa com o governador  Flavio Dino que disputa a reeleição.

Segunda-feira (16/07)

– Lançamento da pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado pelo Maranhão
Horário: 17h30
Local: Centro de Convenções do SEBRAE (Auditório Darcy Ribeiro – São Luís/MA)

– Palestra para representantes da Associação Comercial do Maranhão (ACM), Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luis (CDL), Federação do Comércio do Maranhão (FECOMERCIO) e Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA).
Horário: 19h30
Local: Grand São Luiz Hotel (Praça Dom Pedro II – 299 Centro – São Luís/MA)

09:11 · 16.07.2018 / atualizado às 09:11 · 16.07.2018 por


Ele não tem culpa se os governos duram apenas quatro anos. O seu propósito é sempre ajudar, estar junto, seja o prefeito ou o governador. Walter Cavalcante influi na Câmara de Fortaleza(tem um irmão lá) e na Assembleia onde disputa o segundo mandato.

Religioso, tem votos na igreja é uma espécie de prefeito da Vila Velha e entorno na barra do Ceará. Também tem muito voto em Crateús e municípios vizinhos. Walter Cavalcante aprovou um projeto recentemente que pode mudar a vida de uma comunidade: o parque ecológico da Barra do Ceará. Toda região do manter seria preservará, urbanizada e protegida. Será uma grande aérea turística e de lazer.

09:05 · 16.07.2018 / atualizado às 09:05 · 16.07.2018 por

O deputado Ely Aguiar é uma espécie rara: sozinho, independente, sem máquina, sem governo e padrinhos vem se elegendo só com o apoio do povo. “Meu gasto é com sola de sapato. Minha prestação de conta é minha forma de atuar votando contra o que é ruim para o povo é bom para a sociedade”, diz Ely que tem base em Fortaleza e no Crato.

Ely investiu nos últimos seis anos no maior projeto para o Crato: a construção do santuário de Nossa Senhora de Fátima recém inaugurado pelo governador Camilo, pelo senador Eunicio e por Ely Aguiar em celebração comandado pelo padre Manzotti. Ely terá o 4º mandato se for reeleito. É um parlamentar  que trabalha, ético e honesto que vive da TV onde trabalha. Merece!

08:28 · 16.07.2018 / atualizado às 08:28 · 16.07.2018 por

O presidente da Federação das CDLs do Ceará, Freitas Cordeiro, recebe o titular da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, hoje, 16, às 12 horas, durante a reunião de diretoria, que ocorre na sede da entidade (Rua 25 de Março, 988, Centro). A convite do empresário cedelista, o secretário apresentará as ações que a pasta vem desenvolvendo com foco no interior do estado.
Vale lembrar que a principal demanda do comércio, durante a realização da primeira edição da Jornada Integração, em 2016, foi a segurança pública. As reivindicações dos lojistas, nos últimos dois anos, vêm sendo atendidas pelo Governo do Ceará, que através da SSPDS, instala câmeras de segurança e amplia o grupamento Raio em várias cidades do interior.

08:27 · 16.07.2018 / atualizado às 08:27 · 16.07.2018 por

Os veículos seminovos, que tem até três anos de uso, não estão sendo os mais procurados pelos consumidores. A informação é da Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores. Segundo a entidade, a venda dos carros nessas condições caiu 50,9% no primeiro semestre deste ano.
Apesar da queda, a Fenauto revela que o acumulado do ano tem um saldo positivo de 1,1%. Entre as categorias dos carros mais vendidos, estão os classificados como os Usados Jovens, que tem de quatro à oito anos. São mais de 2,73 milhões de unidades nesta categoria, aproximadamente 32% a mais do que em 2017.
Venda de automóveis usados caiu cerca de 50%

08:26 · 16.07.2018 / atualizado às 08:26 · 16.07.2018 por

A economia brasileira tem apresentado desempenho abaixo das expectativas e do potencial do país, com projeções nada animadoras para o futuro. A análise é do Fundo Monetário Internacional, o FMI, publicada em um artigo sobre a economia brasileira nesta semana.

O FMI estima que o Produto Interno Bruto, a soma de todas riquezas do país, tenha crescimento de pouco mais de um por cento e meio neste ano, e dois e meio por cento em 2019.

A dívida pública federal é um dos fatores que influenciam na estagnação da economia brasileira, de acordo com o FMI. O Tesouro Nacional estimou, em janeiro, que a dívida federal pudesse terminar o ano de 2018 em quatro trilhões de reais. No ano passado, a dívida era de pouco mais de três trilhões e meio de reais.

No texto publicado, o fundo monetário recomenda que o governo Federal continue com as reformas para equilibrar as finanças do país. O FMI destaca ser de “suma importância” que o governo promova consolidação fiscal contínua e a sustentabilidade do sistema previdenciário. O caminho, para isso, seria por meio das reformas da Previdência e Tributária, atualmente paradas no Congresso Nacional.

O economista Carlos de Freitas entende que a dívida pública é um problema que precisa ser resolvido logo. Ele é a favor da aprovação das reformas, no entanto, ressalta que os temas são complexos e precisam ser analisados um por um, com responsabilidade.

“É um problema que os economistas estão prestando atenção já há algum tempo e a dívida pública tem crescido, de fato, em uma proporção que causa preocupação. É preciso corrigir essa trajetória. A correção por meio das reformas é urgente, é fundamental para que a economia ande. Agora, a problemática tem várias facetas e precisa ser atacada com transparência pelo novo governo”.

O ex-ministro da Fazenda e pré-candidato à presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, lembra que o país controlou recentemente uma queda histórica da economia.

Mas, as propostas apresentadas pelos outros candidatos à presidência, que ele classifica como representantes dos extremos de direita e esquerda, têm reflexo nas previsões de crescimento da economia de forma negativa.

“Nós tivemos uma queda do PIB de 3,5%, em 2016. Cresceu 1%, em 2017. Portanto, uma mudança para melhor de 4,5%. É muito. As razões de que o crescimento deve ser um pouco menor são, exatamente, as propostas radicais e irresponsáveis de alguns candidatos, que estão propondo, inclusive, voltar atrás e fazer tudo aquilo que foi feito no governo da Dilma, e que levou o Brasil para a recessão”.

Números do IBGE mostram que a produção industrial teve queda de quase 11%, em comparação com dados do mês de abril. Esse foi o pior resultado desde dezembro de 2008.

Os recuos mais acentuados na produção industrial foram registrados em Mato Grosso, com menos 24 por cento, Paraná com quase 18 e meio por cento negativos, Bahia e Santa Catarina com menos 15 por cento. São Paulo e Rio Grande do Sul tiveram perdas na produção de 11 por cento.

08:23 · 16.07.2018 / atualizado às 08:23 · 16.07.2018 por

Presidência da República

Segunda-feira
16 de julho de 2018

10h- Despachos internos
Palácio do Planalto

16h- General Joaquim Silva e Luna, ministro de Estado da Defesa e
Comandantes das Forças Armadas
Palácio do Planalto

08:18 · 16.07.2018 / atualizado às 08:18 · 16.07.2018 por

O deputado Fernando Hugo vai em busca do seu 8º mandato de deputado estadual. Médico,  servidor público, mantém sua base na Messejana, um bairro onde é uma espécie de prefeitinho, tudo que tem já passou pelo seu gabinete.

Ético  e brigador, Fernando Hugo foi líder tucano nos governos de Tasso Jereissati, no PSDB. De lá pra cá o partido tucano perdeu asas e o rumo no Ceará e Fernando Hugo tem trocado de sigla como se muda de roupa para renovar seus mandatos sem pressões. Ele, sempre sincero e decepcionado com o que fizeram  com as legendas pergunta: qual é mesmo o meu partido?

08:08 · 16.07.2018 / atualizado às 08:08 · 16.07.2018 por


Wilton Bezerra. Comentarista esportivo da TV Diário e Rádio Verdes Mares

A Croácia propôs o jogo e foi melhor.Qualidade e simplicidade de uma equipe comandada por Modric e Rakitic.

Mas, o futebol tem suas trapaças. Griezmann cobrou uma falta (que não existiu), a bola raspou na cabeça do artilheiro croata, Manduzkic, que estava na barreira, e os franceses abriram a contagem.

A Croácia continuou melhor e empatou o jogo, num gol espetacular de Perisic.

Só que, agora, a regra cruel manda dizer que bola na mão, dentro da área, é pênalti. O juiz de vídeo, por sua vez, interpretou que Perisic meteu a mão na bola.

Interpretação é o cacête.

Griezmann, fissurado por uma bola parada, guardou.

Qual o grande mérito da França? Recheada de grandes jogadores, não teve soberba e sofreu. Sim, porque agora no futebol, os times “sofrem”.

Soube, por antecipação, como seria a “parada”. Pagou os juros, de maneira adiantada, para usufruir da fortuna depois.

Jogou atrás de maneira calculada e resolveu na segunda etapa. Mesmo diante de uma Croácia que se impôs, usou o talento de Pogba e Mbappé para ampliar. Os dois foram decisivos.

Quando Manduzkic diminuiu para 2 X 4, o fôlego dos croatas já não era o ideal.

Ninguém precisa chorar pela Croácia. Esta seleção foi demais.