Busca

Autor: Roberto Moreira


15:45 · 31.08.2016 / atualizado às 15:56 · 31.08.2016 por

image

Dilma Rousseff falou agora há pouco ,pela primeira vez , depois de perder o cargo. Falou de injustiça e insistiu que não cometeu crime de responsabilidade. Ela se referiu ao impeachment como segundo golpe de Estado que sofreu na vida. Dizendo ser o primeiro o golpe militar e o segundo o golpe parlamentar. Dilma fez críticas à imprensa, ela ressaltou o povo que a elegeu como sendo vítima também de um golpe.

Em tom desafiador, Dilma disse : “Eles pensam que nos venceram, mas estão enganados” e prometeu “a mais determinada oposição que um governo golpista poderia ter.”

Ao finalizar o discurso falou que não diria “adeus mas até daqui a pouco”

15:23 · 31.08.2016 / atualizado às 15:23 · 31.08.2016 por

image
Parlamentares cearenses aprovaram por unanimidade, no Plenário 13 de Maio, na manhã desta quarta-feira (31), a Gratificação de Atividades Especiais e de Risco (GAER) dos agentes penitenciários do Estado. A medida está no projeto de lei nº 82/16, oriundo da mensagem nº 8.030/16.
Diretores e filiados do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciários do Estado do Ceará (Sindasp/CE) acompanharam a votação na galeria da Casa Legislativa. “A vitória ainda não é definitiva, não podemos esquecer que alguns agentes penitenciários estão sendo investigados e perseguidos por participarem da greve que garantiu a implementação da GAER. Essa conquista representa mais um degrau garantido nas batalhas travadas contra o Governo que esquece que o servidor público deve ser prioridade”, declarou Valdemiro Barbosa, presidente do Sindasp/CE.

Há quase dois anos que o Sindasp/CE e filiados lutavam pelo o aumento da GAER, de 60% para 100%, mas, lamentavelmente o Governo só negociou após a greve dos agentes penitenciários de 2016. O deputado estadual Renato Roseno (PSOL), durante análise da matéria no Complexo da Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, criticou a demora no atendimento da reivindicação da categoria. Tardiamente a gratificação está sendo garantida. Se tivesse sido garantida há 11 meses atrás o Ceará, a sociedade, os internos, não teriam passado pelo constrangimento que passaram”, declarou Roseno.

O deputado estadual Capitão Wagner Sousa também apoiou a luta dos agentes penitenciários e teve diversas reuniões com a Diretoria Executiva do Sindasp/CE. Em maio passado, Wagner Sousa utilizou a tribuna para defender a categoria. “Os agentes entraram em greve porque o Estado não atendeu suas demandas a tempo, e eu já havia avisado aqui que esses motins estavam na iminência de ocorrer”, completou.

 

14:44 · 31.08.2016 / atualizado às 14:47 · 31.08.2016 por

A presidente afastada Dilma Roussefffoi condenada sob a acusação de ter cometido crimes de responsabilidade fiscal – as chamadas “pedaladas fiscais” no Plano Safra e os decretos que geraram gastos sem autorização do Congresso Nacional. Ela perdeu o cargo numa votação que teve 61 votos a favor do impeachment e 20 contra.

Em outra votação Dilma foi poupada,  ela não foi punida com a inabilitação para funções públicas E, assim, poderá se candidatar para cargos eletivos e também exercer outras funções na administração pública.

A posse de Temer na Presidência da República vai ser realizada, às 16h, no plenário do Senado, depois segue em viagem para China, onde ele participará do encontro de cúpula de líderes do G20.

13:40 · 31.08.2016 / atualizado às 14:14 · 31.08.2016 por
  • dilma_-_senado1

O senado aprova o impeachment de Dilma Rousseff.  Ela perdeu o cargo numa votação da maioria de 61 a 20 votos.

Agora o senado vota se Dilma pode assumir algum cargo público nos próximos oito anos.

13:10 · 31.08.2016 / atualizado às 13:10 · 31.08.2016 por

danilo_forte

O deputado federal Danilo Forte embarcou hoje (31) para o Chile em missão oficial pela Câmara dos Deputados.

Ele irá representar o Congresso Nacional Brasileiro, e assumir a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos, Dívida Social e Desenvolvimento Regional do Parlamento Latino-americano (Parlatino).
Essa importante organização tem o objetivo de debater, articular experiências e promover a assistência recíproca entre os parlamentos da América Latina.

“Irei desenvolver um trabalho de excelência para colaborar diretamente em prol do desenvolvimento da América Latina e desta Organização”, disse.

12:03 · 31.08.2016 / atualizado às 12:06 · 31.08.2016 por


image
Oito meses e 17 dias depois, o processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff, está próximo de um desfecho.
Nesta terça-feira, os senadores farão a última rodada de debates sobre o processo para votar na quarta-feira de manhã, se Dilma reassume a Presidência ou se Michel Temer será oficializado no cargo até o fim de 2018.
Os legisladores vão responder ‘sim’ ou ‘não’ à seguinte questão: “Cometeu a acusada, a Senhora Presidente da República, Dilma Vana Rousseff, os crimes de responsabilidade correspondentes à tomada de empréstimos junto à instituição financeira controlada pela União e à abertura de créditos sem autorização do Congresso Nacional, que lhe são imputados e deve ser condenada à perda do seu cargo, ficando, em consequência, inabilitada para o exercício de qualquer função pública pelo prazo oito anos?

Na segunda-feira, a presidente afastada fez um discurso de 45 minutos durante a manhã para reforçar sua tese de defesa que, caso o impeachment ocorra, será um golpe contra a democracia.
Dilma no Senado: Impeachment é fruto de ‘chantagem explícita’ de Cunha
O dia da defesa de Dilma em nove momentos
“Como todos, tenho defeitos. Mas entre os meus defeitos não estão a deslealdade e a covardia. Não traio os compromissos que assumo”, disse Dilma, que também lembrou o fato de ter sido torturada durante a ditadura militar.
“Não luto pelo meu mandato por vaidade ou apego ao poder, luto pela democracia e pelo bem estar do povo.”

image

A cassação de Dilma Rousseff ocorrerá caso mais de dois terços dos votos dos senadores (54) sejam favoráveis ao impeachment. Se isso ocorrer, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, vai lavrar a sentença e publicá-la no Diário Oficial. Dilma será notificada e o processo se encerra.
Mas se o impeachment for negado pelos senadores, o processo será arquivado e Dilma reassume a Presidência.
Da aprovação recorde ao impeachment: relembre os principais momentos do governo Dilma
Relembre os principais momentos do governo Dilma Rousseff

Entenda, em tópicos, o que está em jogo:

Julgamento do impeachment já ocorre desde a última quinta-feira; testemunhas, acusação, defesa e a própria presidente afastada já deram suas versões no Senado;

Dilma é acusada de desrespeitar as leis fiscais com as chamadas pedaladas fiscais e com a emissão de decretos de suplementação orçamentária sem autorização do Congresso; ela nega, e sua defesa diz que tais acusações não sustentam uma medida tão drástica como afastar um presidente da República;

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que comanda o julgamento, fará uma leitura dos principais pontos da acusação, da defesa e das provas apresentadas;

 

image
Antes da votação, dois senadores favoráveis e dois contrários ao impeachment poderão fazer um discurso de cinco minutos;

Depois disso, a votação será realizada no painel eletrônico e de forma nominal – ou seja, todos saberão como votou cada senador;

Caso 54 senadores votem pelo impeachment, Dilma Rousseff será definitivamente cassada, e ficará inelegível por oito anos.

Mas se Dilma for absolvida, ela reassumirá imediatamente a Presidência da República.

(BBC Brasil)

10:11 · 31.08.2016 / atualizado às 10:15 · 31.08.2016 por

image

Todas as televisões abertas do Brasil vão mostrar a votação do impeachment de Dilma Rousseff. As emissoras entraram em um polo de emissoras que geram imagens da TV Senado.

A expectativa dos órgãos de aferição é de um público de 150 milhões de telespectadores em todo o país. Será a maior audiência do ano para esse tipo de evento.

Dilma pode perder o mandato se 54 senadores decidirem votar pela sua cassação.