Roberto Moreira

Categoria: Agricultura


09:11 · 23.05.2019 / atualizado às 09:11 · 23.05.2019 por

No encontro, ocorrido na tarde desta quarta-feira, participaram, além do parlamentar, o Senhor Ewerton Giovani dos Santos, Secretário Adjunto de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério, o senhor Francisco De Assis Diniz, Secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, bem como equipe técnica da área.

“A agricultura familiar precisa de atenção do poder público e, nós como representantes do povo, temos que cobrar ações que melhorem a vida de quem vive no campo”, destacou o Deputado Genecias.

11:26 · 30.03.2019 / atualizado às 11:26 · 30.03.2019 por

O secretário do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, De Assis Diniz, é o novo presidente do Fórum Regional dos Secretários da Agricultura Familiar do Nordeste e Minas Gerais. A eleição aconteceu nesta sexta-feira (29), em Recife, e a 14ª reunião do Fórum reuniu representantes de 10 estados brasileiros.

Diniz foi eleito por aclamação no mesmo mês em que o governador Camilo Santana participou do lançamento do Consórcio Nordeste.

A parceria entre os estados têm o intuito de viabilizar a criação de programas e ações, além da aquisição de produtos e serviços nas áreas de saúde, segurança e agricultura familiar.

12:27 · 14.02.2019 / atualizado às 12:27 · 14.02.2019 por
A Ministra da Agricultura, Teresa Cristina, cumpre agenda amanhã no Ceará. Os municípios de Tianguá e São Benedito foram escolhidos pela assessoria da ministra. A ministra Teresa Cristina vai conhecer em São Benedito plantações de rosas e flores. Já em Tianguá, a ministra conhecerá uma granja com alta produtividade.

Teresa Cristina quer saber como se produz no semiárido nordestino onde existe escassez de água e alta temperatura. Todos os deputados federais e estaduais foram convidados e o governo estadual também terá representação no evento em até a ministra estará com todos os produtores da região da Ibiapaba após as visitas.

 

20:45 · 13.02.2019 / atualizado às 20:45 · 13.02.2019 por

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, inicia viagem de quatro dias ao Semiárido nordestino. Nesta quinta-feira (14) irá ao município de Parnaíba (PI), onde visitará o Projeto Tabuleiros Litorâneos de fruticultura irrigada.

No fim da tarde Tereza Cristina se reunirá na Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepe) com produtores rurais da região.

A agenda inclui ainda visita ao Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba.

07:59 · 04.12.2018 / atualizado às 07:59 · 04.12.2018 por

O criador da agricultura sintrópica, Ernst Gotsch, vem pela primeira vez a Fortaleza ministrar palestra aberta ao público, dia 6 de dezembro, às 19h30, sobre o método por ele desenvolvido que disseminou pelo país sistemas de agrofloresta. Com o tema “Agricultura Sintrópica – Agricultura girando em processos desenvolvidos pela natureza baseados na ética dada pela própria vida”, a palestra será dada às 19h30 do próximo dia 6 no Teatro Aurilo Barroso da Unichristus (R. Israel Bezerra, 630 – Dionísio Torres).

Na palestra, Ernst Gotsch apresenta conceitos aliados ao testemunho vivo de seu trabalho prático, desenvolvido por sua sensibilidade e observação apurada de resultado reconhecido mundialmente. São algumas das características da agricultura sintrópica trabalhar a favor da natureza e não contra ela, associar cultivos agrícolas com florestais, recuperar os recursos ao invés de explorá-los e incorporar conceitos ecológicos ao manejo de agroecossistemas.

Ernst Gotsch, agricultor e pesquisador, esclarece a metodologia de trabalho por ele desenvolvida praticamente ao longo de toda sua vida, em que processos naturais são traduzidos para as práticas agrícolas tanto em sua forma, quanto em sua função e dinâmica. Na observação de eventos naturais, mesmo que não sejam da agricultura sintrópica, Ernst Gotsch chega a algumas conclusões bastante distintas e com consequências poderosas o suficiente para reconhecermos nelas alguns convites para uma mudança de paradigma.

09:19 · 09.11.2018 / atualizado às 09:19 · 09.11.2018 por

A futura ministra da Agricultura no governo Bolsonaro, deputada Tereza Cristina (DEM-MS), afirmou nesta quinta-feira (8) que a pasta dará “muito espaço” para discutir as mudanças nas regras de uso dos agrotóxicos.

Em entrevista a jornalistas, em Brasília, a parlamentar foi questionada sobre as normas de utilização dos defensivos agrícolas. De forma positiva, ela defendeu o projeto que trata do assunto.

“A comissão especial trouxe a modernização. É você dar a unção para o produtor brasileiro usar as mesmas moléculas que são usadas lá fora, através da agilidade, da transparência, da governança. No projeto não se fala nada mais além disso, nem tira poder de ninguém. Cada um vai estar dentro da sua caixa opinando. Os três que sempre fizeram isso: a agricultura, a saúde, através da Anvisa, e o meio ambiente, através do MMA.”

A Lei dos Agrotóxicos foi aprovada por uma comissão especial da Câmara dos Deputados em junho deste ano. Enquanto o grupo contrário à matéria entende que a flexibilização das regras vai se limitar apenas à atuação de órgãos de controle, os defensores do projeto argumentam que o texto vai modernizar a legislação, dando agilidade ao processo de registro das substâncias.

Tereza Cristina também disse que vai se reunir com o presidente eleito na próxima semana e que devem discutir o modelo de Ministério da Agricultura pensado por Bolsonaro. Um dos pontos a serem analisados, segundo a futura ministra, é deixar o setor responsável pelas áreas de pesca e agricultura familiar.

Sobre as terras indígenas, a nova ministra da Agricultura defendeu o diálogo entre as partes ao afirmar que é preciso se fazer justiça para que, tanto indígenas quanto produtores, possam sobreviver.

08:21 · 25.04.2017 / atualizado às 08:21 · 25.04.2017 por

O governador Camilo Santana lança, nesta terça-feira (25), a edição 2016/2017 do Programa Garantia Safra. A cerimônia acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, a partir das 9h, e contará com a presença do secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira, e de prefeitos para a assinatura do Termo de Adesão ao Garantia Safra.

No Ceará, o programa teve adesão de 180 municípios, ficando de fora apenas Fortaleza, Eusébio, Guaramiranga e Jijoca de Jericoacoara.

13:05 · 03.04.2017 / atualizado às 13:05 · 03.04.2017 por

Em 1º de outubro de 2017, o IBGE vai iniciar as operações do seu 10º Censo Agropecuário. Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O importante papel da agricultura familiar na produção agropecuária do país será investigado mais uma vez. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.

O orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%. Diante desta contingência, o corpo técnico do IBGE foi compelido a fazer adaptações como, por exemplo, a redução do número de contratados temporários para essa operação: inicialmente previsto para 82 mil pessoas, esse contingente foi reduzido para 26 mil. Já a coleta do Censo Agropecuário, prevista para cerca de 90 dias, foi ampliada para cinco meses. A redução do orçamento tornou necessária uma simplificação do questionário inicialmente concebido. O objetivo foi dar mais agilidade à coleta de dados, permitindo que, em média, três estabelecimentos agropecuários sejam visitados pelos recenseadores, a cada dia. Essa simplificação foi levada ao conhecimento da sociedade, dando origem a novas demandas, que foram incorporadas ao questionário. Agropecuária do país também será investigada por pesquisa amostral O Censo Agropecuário 2017 vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias. Isso permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo, anualmente, captar dados pormenorizados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo, entre outros temas.

Censo Agro 2017 terá dois processos seletivos com 26.010 vagas temporárias Em abril, começam as inscrições dos dois processos seletivos simplificados para os temporários que atuarão no Censo Agropecuário 2017. Serão abertas 26.010 vagas, das quais 171 serão para profissionais de nível superior em 18 diferentes áreas de conhecimento. As vagas restantes serão para nível médio. Ao todo, serão abertas vagas em pouco mais de 4 mil municípios do país. Veja na tabela a seguir a distribuição preliminar dessas vagas, por unidade da federação. Os números definitivos serão divulgados nos editais dos dois processos seletivos, cuja publicação está prevista para os dias 10/04 e 24/04/2017.

05:45 · 13.03.2017 / atualizado às 05:45 · 13.03.2017 por

Na próxima sexta-feira, 17, o Banco do Nordeste estará realizando no município de Sobral o “Encontro com Produtores Rurais da Zona Norte”, para apresentar a Lei 13.340, que autoriza a liquidação e a renegociação de dívidas de crédito rural e o Cartão FNE Agronegócio (Investimento e Custeio) do Banco do Nordeste. O evento será realizado na AABB de Sobral, às 08h.

Na ocasião serão apresentadas aos produtores rurais as regras para aplicação da Lei, que prevê descontos variam de 15% a 95%, para aqueles que contraíram dívida junto ao BNB. Além disso, o banco vai ofertar novas linhas de crédito para o ano de 2017.

De acordo com a Lei, os descontos serão aplicados por cinco faixas de valores da dívida atualizada segundo os montantes originais, que variam de R$ 15 mil a mais de R$ 500 mil. Conforme a nova legislação, as dívidas poderão ser quitadas ou renegociadas com descontos até 29 de dezembro de 2017.

Participarão do encontro diretores, superintendentes do Banco do Nordeste, além de parceiros e produtores que se enquadram na referida lei. O evento ainda contará com a presença do Presidente do Senado, Senador Eunício Oliveira, e do Deputado Federal Moses Rodrigues.

11:40 · 18.02.2017 / atualizado às 11:44 · 18.02.2017 por

Um amplo debate sobre as soluções para os desafios do Ceará e do Brasil, com foco na questão hídrica e nas oportunidades para os produtores rurais. Esse foi o enfoque do encontro realizado pelo PMDB do Ceará, na tarde desta sexta-feira, em Fortaleza, que reuniu o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados federais e estaduais, além de lideranças políticas de todo o estado.

Eunício agradeceu a presença de todos, destacando a disposição de todos em discutir questões republicanas, de interesse do estado e do país. Ele descreveu a movimentação política que fez para tornar realidade a renegociação das dívidas dos produtores rurais prejudicados pela estiagem. A norma, inclusive, recebeu o nome de Lei Eunício Oliveira, e já está em sua terceira edição, beneficiando milhões de trabalhadores do campo.

Segundo o presidente do Senado, o Banco do Nordeste está visitando os municípios cearenses com o intuito de divulgar os benefícios da renegociação. “Não conseguimos perdoar as dívidas porque o Conselho Monetário Nacional não permite, mas conseguimos a possibilidade de quitação com o pagamento de apenas 5% da dívida”, comemorou.

Quanto à atuação do Dnocs, Eunício afirmou que o órgão estava sem recursos. Entretanto, em 2017, os recursos foram alocados para tenha efetivas condições de ajudar a população a conviver com a seca que atinge ainda mais forte os carentes.

O encontro foi organizado pelo presidente em exercício do PMDB no Ceará, Gaudêncio Lucena, que destacou a necessidade de se aliar a atuação política com o conhecimento técnico para o alcance dos objetivos. Para ele, o contato direto com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, e com órgãos como Dnocs e Banco do Nordeste são preponderantes para que os municípios desenvolvam projetos exitosos e sustentáveis.

O Diretor Geral do Dnocs, Ângelo Guerra, destacou que o momento atual é de muita vontade política, materializada na disposição do senador Eunício em fortalecer o órgão. Segundo ele, o Dnocs atua em várias frentes para minimizar os efeitos da seca, como a construção de barragens, a transferência de água por meio de adutoras, a perfuração de poços profundos, sistemas de abastecimento e apoio à piscicultura.

Ângelo disse ainda que não basta cuidar das barragens existentes e construir novas, sendo necessária a preservação das nascentes de água e revitalização das matas ciliares. “Vivemos a maior seca da nossa história e os cursos d’água estão perdendo vazão. Não basta para nós somente armazenar, mas atuar também na conservação”, destacou o diretor geral do Dnocs, ao ressaltar que órgão contará com mais recursos para ampliar suas ações em breve.

O diretor do Banco do Nordeste Porfírio Almeida, por sua vez, destacou que a atuação do senador Eunício Oliveira foi imprescindível para solucionar o problema das dívidas dos agricultores. Segundo ele, com a regularização dos débitos contraídos em função da seca, eles podem retomar a capacidade de produção. Pela chamada Lei Eunício Oliveira, que já está na terceira edição, há possibilidade para o produtor repactuar as dívidas contraídas até 2011 com descontos de até 95%.

Porfírio ressaltou que esse é o maior desconto de dívidas já oferecido pela instituição financeira em toda sua história. Ao destacar a adesão não carece do pagamento de honorários advocatícios, o diretor do BNB informou que dos R$ 17,1 bilhões em operações cobertos pela lei, R$ 2,3 bilhões foram contraídos no Ceará, por um total de 136 mil clientes. “Pedimos o apoio de todas as prefeituras para que esse benefício chegue aos agricultores e possamos repactuar com todos eles até o fim do ano”, defendeu.

Entre as mais de 600 pessoas que participaram do encontro, estiveram cerca de 65 prefeitos e prefeitas de partidos como PMDB, PSDB, PR, PSD, PMB, PR, SD, PDT e PT, além de ex-prefeitos e vice-prefeitos. Eunício colocou-se à disposição, como presidente do Congresso Nacional, para reforçar as fileiras da luta em defesa do desenvolvimento dos municípios brasileiros, em especial, das cidades cearenses.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Roberto Moreira

Jornalista com mais de 40 anos de atuação acompanha de lupa os movimentos da classe política. Crítico, ácido e atuante, o blog leva ao leitor fatos reais.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags