Busca

Categoria: Agricultura


08:21 · 25.04.2017 / atualizado às 08:21 · 25.04.2017 por

O governador Camilo Santana lança, nesta terça-feira (25), a edição 2016/2017 do Programa Garantia Safra. A cerimônia acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, a partir das 9h, e contará com a presença do secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira, e de prefeitos para a assinatura do Termo de Adesão ao Garantia Safra.

No Ceará, o programa teve adesão de 180 municípios, ficando de fora apenas Fortaleza, Eusébio, Guaramiranga e Jijoca de Jericoacoara.

13:05 · 03.04.2017 / atualizado às 13:05 · 03.04.2017 por

Em 1º de outubro de 2017, o IBGE vai iniciar as operações do seu 10º Censo Agropecuário. Ao longo de cinco meses, os recenseadores irão visitar mais de 5 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo o país, levantando informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outros temas. O importante papel da agricultura familiar na produção agropecuária do país será investigado mais uma vez. Os resultados do Censo Agro 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.

O orçamento do Censo Agropecuário de 2017 sofreu um corte de mais de 50%. Diante desta contingência, o corpo técnico do IBGE foi compelido a fazer adaptações como, por exemplo, a redução do número de contratados temporários para essa operação: inicialmente previsto para 82 mil pessoas, esse contingente foi reduzido para 26 mil. Já a coleta do Censo Agropecuário, prevista para cerca de 90 dias, foi ampliada para cinco meses. A redução do orçamento tornou necessária uma simplificação do questionário inicialmente concebido. O objetivo foi dar mais agilidade à coleta de dados, permitindo que, em média, três estabelecimentos agropecuários sejam visitados pelos recenseadores, a cada dia. Essa simplificação foi levada ao conhecimento da sociedade, dando origem a novas demandas, que foram incorporadas ao questionário. Agropecuária do país também será investigada por pesquisa amostral O Censo Agropecuário 2017 vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias. Isso permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo, anualmente, captar dados pormenorizados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo, entre outros temas.

Censo Agro 2017 terá dois processos seletivos com 26.010 vagas temporárias Em abril, começam as inscrições dos dois processos seletivos simplificados para os temporários que atuarão no Censo Agropecuário 2017. Serão abertas 26.010 vagas, das quais 171 serão para profissionais de nível superior em 18 diferentes áreas de conhecimento. As vagas restantes serão para nível médio. Ao todo, serão abertas vagas em pouco mais de 4 mil municípios do país. Veja na tabela a seguir a distribuição preliminar dessas vagas, por unidade da federação. Os números definitivos serão divulgados nos editais dos dois processos seletivos, cuja publicação está prevista para os dias 10/04 e 24/04/2017.

05:45 · 13.03.2017 / atualizado às 05:45 · 13.03.2017 por

Na próxima sexta-feira, 17, o Banco do Nordeste estará realizando no município de Sobral o “Encontro com Produtores Rurais da Zona Norte”, para apresentar a Lei 13.340, que autoriza a liquidação e a renegociação de dívidas de crédito rural e o Cartão FNE Agronegócio (Investimento e Custeio) do Banco do Nordeste. O evento será realizado na AABB de Sobral, às 08h.

Na ocasião serão apresentadas aos produtores rurais as regras para aplicação da Lei, que prevê descontos variam de 15% a 95%, para aqueles que contraíram dívida junto ao BNB. Além disso, o banco vai ofertar novas linhas de crédito para o ano de 2017.

De acordo com a Lei, os descontos serão aplicados por cinco faixas de valores da dívida atualizada segundo os montantes originais, que variam de R$ 15 mil a mais de R$ 500 mil. Conforme a nova legislação, as dívidas poderão ser quitadas ou renegociadas com descontos até 29 de dezembro de 2017.

Participarão do encontro diretores, superintendentes do Banco do Nordeste, além de parceiros e produtores que se enquadram na referida lei. O evento ainda contará com a presença do Presidente do Senado, Senador Eunício Oliveira, e do Deputado Federal Moses Rodrigues.

11:40 · 18.02.2017 / atualizado às 11:44 · 18.02.2017 por

Um amplo debate sobre as soluções para os desafios do Ceará e do Brasil, com foco na questão hídrica e nas oportunidades para os produtores rurais. Esse foi o enfoque do encontro realizado pelo PMDB do Ceará, na tarde desta sexta-feira, em Fortaleza, que reuniu o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, deputados federais e estaduais, além de lideranças políticas de todo o estado.

Eunício agradeceu a presença de todos, destacando a disposição de todos em discutir questões republicanas, de interesse do estado e do país. Ele descreveu a movimentação política que fez para tornar realidade a renegociação das dívidas dos produtores rurais prejudicados pela estiagem. A norma, inclusive, recebeu o nome de Lei Eunício Oliveira, e já está em sua terceira edição, beneficiando milhões de trabalhadores do campo.

Segundo o presidente do Senado, o Banco do Nordeste está visitando os municípios cearenses com o intuito de divulgar os benefícios da renegociação. “Não conseguimos perdoar as dívidas porque o Conselho Monetário Nacional não permite, mas conseguimos a possibilidade de quitação com o pagamento de apenas 5% da dívida”, comemorou.

Quanto à atuação do Dnocs, Eunício afirmou que o órgão estava sem recursos. Entretanto, em 2017, os recursos foram alocados para tenha efetivas condições de ajudar a população a conviver com a seca que atinge ainda mais forte os carentes.

O encontro foi organizado pelo presidente em exercício do PMDB no Ceará, Gaudêncio Lucena, que destacou a necessidade de se aliar a atuação política com o conhecimento técnico para o alcance dos objetivos. Para ele, o contato direto com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, e com órgãos como Dnocs e Banco do Nordeste são preponderantes para que os municípios desenvolvam projetos exitosos e sustentáveis.

O Diretor Geral do Dnocs, Ângelo Guerra, destacou que o momento atual é de muita vontade política, materializada na disposição do senador Eunício em fortalecer o órgão. Segundo ele, o Dnocs atua em várias frentes para minimizar os efeitos da seca, como a construção de barragens, a transferência de água por meio de adutoras, a perfuração de poços profundos, sistemas de abastecimento e apoio à piscicultura.

Ângelo disse ainda que não basta cuidar das barragens existentes e construir novas, sendo necessária a preservação das nascentes de água e revitalização das matas ciliares. “Vivemos a maior seca da nossa história e os cursos d’água estão perdendo vazão. Não basta para nós somente armazenar, mas atuar também na conservação”, destacou o diretor geral do Dnocs, ao ressaltar que órgão contará com mais recursos para ampliar suas ações em breve.

O diretor do Banco do Nordeste Porfírio Almeida, por sua vez, destacou que a atuação do senador Eunício Oliveira foi imprescindível para solucionar o problema das dívidas dos agricultores. Segundo ele, com a regularização dos débitos contraídos em função da seca, eles podem retomar a capacidade de produção. Pela chamada Lei Eunício Oliveira, que já está na terceira edição, há possibilidade para o produtor repactuar as dívidas contraídas até 2011 com descontos de até 95%.

Porfírio ressaltou que esse é o maior desconto de dívidas já oferecido pela instituição financeira em toda sua história. Ao destacar a adesão não carece do pagamento de honorários advocatícios, o diretor do BNB informou que dos R$ 17,1 bilhões em operações cobertos pela lei, R$ 2,3 bilhões foram contraídos no Ceará, por um total de 136 mil clientes. “Pedimos o apoio de todas as prefeituras para que esse benefício chegue aos agricultores e possamos repactuar com todos eles até o fim do ano”, defendeu.

Entre as mais de 600 pessoas que participaram do encontro, estiveram cerca de 65 prefeitos e prefeitas de partidos como PMDB, PSDB, PR, PSD, PMB, PR, SD, PDT e PT, além de ex-prefeitos e vice-prefeitos. Eunício colocou-se à disposição, como presidente do Congresso Nacional, para reforçar as fileiras da luta em defesa do desenvolvimento dos municípios brasileiros, em especial, das cidades cearenses.

07:14 · 17.02.2017 / atualizado às 07:14 · 17.02.2017 por

O PMDB vai reunir prefeitos, vice-prefeitos e lideranças políticas de todo Estado, nesta sexta-feira, 17, para debater a crise hídrica e as dívidas dos agricultores dos 184 municípios cearenses. O encontro contará com a presença do presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira.

Entre os palestrantes estão confirmados o Diretor Geral do Dnocs, Ângelo José de Negreiros Guerra, e o Gerente de Recuperação de Crédito do Banco Nordeste (BNB), Alan Coelho Silva. O encontro organizado pelo presidente em exercício do PMDB, Gaudêncio Lucena, é destinado a gestores peemedebistas e aliados do PSDB, PR, SD, PMB e PSD, com previsão de início às 11h30min, no restaurante Sal e Brasa, em Fortaleza.

O Governo Federal tem prestado apoio ao Ceará no combate aos efeitos da seca, tanto por meio de projetos estruturantes, via Ministério da Integração Nacional, como também autorizando o envio de recursos para ações emergenciais por intermédio da Defesa Civil Nacional.

No tocante à renegociação das dívidas dos agricultores prejudicados pela seca, o Banco do Nordeste informou que mais de 10.300 produtores rurais já foram beneficiados pela Lei 13.340, com a regularização de 12,6 mil operações de crédito.

06:28 · 16.02.2017 / atualizado às 06:28 · 16.02.2017 por

O PMDB vai reunir prefeitos, vice-prefeitos e lideranças políticas de todo Estado, nesta sexta-feira, 17, para debater a crise hídrica e as dívidas dos agricultores dos 184 municípios cearenses. O encontro contará com a presença do presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira.

Entre os palestrantes estão confirmados o Diretor Geral do Dnocs, Ângelo José de Negreiros Guerra, e o Gerente de Recuperação de Crédito do Banco Nordeste (BNB), Alan Coelho Silva. O encontro organizado pelo presidente em exercício do PMDB, Gaudêncio Lucena, é destinado a gestores peemedebistas e aliados do PSDB, PR, SD, PMB e PSD, com previsão de início às 11h30min, no restaurante Sal e Brasa, em Fortaleza.

O Governo Federal tem prestado apoio ao Ceará no combate aos efeitos da seca, tanto por meio de projetos estruturantes, via Ministério da Integração Nacional, como também autorizando o envio de recursos para ações emergenciais por intermédio da Defesa Civil Nacional.

No tocante à renegociação das dívidas dos agricultores prejudicados pela seca, o Banco do Nordeste informou que mais de 10.300 produtores rurais já foram beneficiados pela Lei 13.340, com a regularização de 12,6 mil operações de crédito.

04:55 · 07.02.2017 / atualizado às 04:55 · 07.02.2017 por

Neste 7 de fevereiro, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) comemora 10 anos de história. O órgão do governo estadual que cuida dos pequenos produtores já foi palco de atuação do governador Camilo Santana e do chefe da Casa Civil Nelson Martins. Hoje, com mais um petista à frente, Dedé Teixeira, cuida de mais de 1 milhão de agricultores familiares em todo Estado do Ceará.

Nos últimos 10 anos, foram entregues 34.685 títulos de propriedade rural e instaladas 116.143 cisternas de placa. Além disso, a trigéssima edição do Hora de Plantar, programa criado por Eudoro Santana, atende somente neste ano 150.639 agricultores, sendo 22.694 apenas no Cariri.

20:49 · 30.01.2017 / atualizado às 20:49 · 30.01.2017 por

O Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce), vem cumprindo cronograma de distribuição de sementes do programa Hora de Plantar nas cidades da região da Ibiapaba e Cariri.

Nesta segunda-feira, 30, uma força tarefa realiza a distribuição de sementes na região do Sertão dos Inhamuns, nos municípios de Parambu, Aiuaba, Arneiroz, Quiterianópolis e Tauá.

Em 2017, mais de 150 mil agricultores serão atendidos pelo programa, que entrega mudas de manivas de mandioca, mudas de caju e de essências florestais, sementes de milho híbrido e variedade, sorgo e palma forrageira.

07:03 · 29.01.2017 / atualizado às 07:03 · 29.01.2017 por

Na próxima terça-feira (31), a partir das 9h, no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), secretários municipais de agricultura e representantes de prefeituras se reúnem para o Encontro com Secretários Municipais de Agricultura, com o objetivo de conhecer os principais programas da secretaria, que em 2017 completa 10 anos de criação

Mais de 120 secretários de agricultura e representantes de municípios cearenses estarão reunidos, nesta terça-feira (31), no auditório da SDA, para conhecer e debater sobre os principais programas voltados para os agricultores familiares do Estado e que são executados pela secretaria. O objetivo, segundo o secretário da SDA Dedé Teixeira, é aproximar ainda mais os beneficiários e gestores da realidade da secretaria e discutir as principais políticas públicas para o setor. O encontro está previsto para acontecer das 9h às 17h.

Na ocasião, os coordenadores apresentarão os principais projetos, que atualmente atendem a milhares de agricultores e agricultoras em todo o Estado do Ceará, do Programa Hora de Plantar, que em 2017 beneficia mais de 150 mil agricultores, através da distribuição de sementes até o Garantia Safra, que este ano já vem atendendo quase 200 mil produtores rurais, que tiveram perda da safra igual ou superior a 50%. O Ceará é o Estado que mais paga o benefício em todo o País e neste ano já injetou na economia local R$22 milhões.

Serão apresentados os projetos das coordenadorias da Cadeia Produtiva da Pecuária (Coape), do Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Codaf), do Desenvolvimento Territorial e Combate à Pobreza (Codet), de Crédito Rural e Políticas Afins (Cocred), as Unidades de Gerenciamento de Projeto (UGP) Paulo Freire e São José e os órgãos vinculados Ematerce (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) , Idace (Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará), Ceasa, Conselho de Desenvolvimento Rural, Coordenadoria de Programas e Projetos Especiais (Coppe), além do Instituto Agropolos do Ceará, um dos principais parceiros da secretaria na execução de projetos de desenvolvimento rural e capacitação.

O encontro com os secretários de agricultura já aconteceu em 2015 e agora também vai apresentar um balanço do biênio 2015-2016 do que já foi executado, o que está em fase de execução e o planejamento para 2017. “Essa aproximação é muito importante para que todos possam se inteirar, tirar as dúvidas e participar da gestão”, destacou Dedé Teixeira.

Fortalecendo a agricultura familiar

“Hoje, de alguma maneira, estamos em todos os 180 municípios cearenses, com área rural, atuando com alguma ação de assistência técnica rural, projeto produtivo, acompanhando e apoiando iniciativas ou programas estruturantes como a execução de sistemas de abastecimento, perfuração de poços, cisternas ou de inovação tecnológica. Somos um dos pioneiros no uso da energia eólica e solar na agricultura familiar e produzindo frutas em pleno semiárido e seca”, explicou o secretário Dedé Teixeira, que completa um biênio à frente da pasta.

Capacitação e acesso ao crédito. Com informação e desburocratização para produzir, o perfil do agricultor e da agricultora familiar mudaram bastante nos últimos anos. “Em 2016, em várias regiões do Ceará, tivemos aumento da produção de frutas com o uso da técnica de irrigação por gotejamento. Este é um trabalho fantástico, que os técnicos da Ematerce vem desenvolvendo, dando condições de produção com qualidade e uso de pouca água. O mesmo acontece com a palma, onde um produtor de Quixeramobim produziu em 2016 mais de dois milhões de raquetes para o Hora de Plantar”, disse Antônio Amorim, presidente da Ematerce e ex-secretário adjunto da SDA, que vai apresentar os dados da Ematerce.

A marca da secretaria, que já foi criada e ocupada pelo atual governador Camilo Santana, é atuar no fortalecimento da agricultura familiar, na sustentabilidade de ações e projetos que promovam a produção e a integração de famílias e comunidades tradicionais como a Quilombola e Indígena com foco no jovem e na mulher.

Atendimento

Em 10 anos de atendimento aos agricultores familiares, a SDA tem diversificado o foco de atuação, que vai desde programas com uso de novas tecnologias como os tanques de resfriamento e inseminação na área da Caprinocultura até acesso ao crédito para projetos com uso de energia renovável, irrigação por gotejamento e reuso de água cinza.

“Mesmo com a maior estiagem dos últimos 60 anos, conseguimos incrementar a produção de leite derivado da Ovinocaprinocultura no Sertão dos Inhamuns, Sertão Central, em mais de 25 municípios e estamos ampliando esse trabalho. Várias secretarias de desenvolvimento agrário como a recém-criada de Minas Gerais, vieram conhecer nossas experiências de convivência com o semiárido, porque somos referências em vários projetos como o Hora de Plantar (distribuição de sementes), Mandala, Cajucultura, Cisternas, São José, Paulo Freire entre outros”, destacou Márcio Peixoto, coordenador das Cadeias Produtivas da Pecuária da SDA.

Cartão

Em fase de desenvolvimento, o Cartão do Agricultor deverá ser lançado nos próximos anos com o objetivo de acelerar o atendimento e o acompanhamento dos agricultores e agricultoras aos programas e benefícios da SDA. Atualmente, já foram cadastrados 1.200.290 beneficiários. “Com o acesso a esse banco de dados, a secretaria poderá dá uma resposta mais rápida para o produtor, priorizando as ações e melhorando os serviços prestados”, definiu o secretário Dedé Teixeira.

09:45 · 18.01.2017 / atualizado às 09:45 · 18.01.2017 por

O Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), reuniu representantes de 102 municípios, que serão atendidos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em 2017.

O PAA é um programa do Governo Federal, em parceria com os Estados que adquire produtos dos agricultores familiares e faz a doação para escolas, creches e equipamentos públicos e entidades socioassistenciais que atendem pessoas em situação de insegurança alimentar ou vulnerabilidade social.

Segundo o secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, para 2017 a perspectiva de investimento é de R$ 13 milhões.

O encontro capacitou gestores do PAA em todos os municípios beneficiados.