Roberto Moreira

Categoria: Artes


09:16 · 09.11.2018 / atualizado às 12:57 · 09.11.2018 por

Que tal iniciar o fim de semana de uma forma diferente? Se a resposta for SIM, você está convidado para a exposição de artes que acontecerá nesta sexta-feira (9), às 18h, no Colégio Expansão Educacional, na Cidade dos Funcionários, que será aberta ao público. Os alunos, acompanhados pela equipe pedagógica, prepararam um espaço pra lá de valioso a partir da releitura das obras dos artistas Ricardo Ferrari, Aldemir Martins e Tarsila do Amaral.

Os estudantes do ensino infantil, durante toda semana, expressaram o sentimento de liberdade na hora de manusear os pinceis, propagando o sentimento e sensibilidade de cada autor escolhido para ser homenageado. A educação artística é bastante influenciada na escola e, na ocasião, os murais ficarão expostos em uma bela área verde.

A coordenação pedagógica escolheu artistas brasileiros que se destacam pelas cores alegres e paisagem nacional, misturando felicidade e história, como exemplo os quadros de Tarsila do Amaral. Além disso, decidiram também por Ricardo Ferrari, que bem destaca a infância através de imagens e os famosos peixes do artista plástico cearense Aldemir Martins.

Os interessados devem levar donativos que serão doados ao Lar Amparo do Idoso Aconchego de Santa Teresinha. A organização do evento destaca que a instituição que cuida dos idosos necessita em especial de aveia, farinha de arroz mucilon, farinha láctea, etc.

Data: 9 de novembro de 2018

Horário: 18h

Local: Rua Virgílio Paes, 3020, Cidade dos Funcionários

18:19 · 10.03.2017 / atualizado às 18:19 · 10.03.2017 por
21:13 · 20.02.2017 / atualizado às 21:13 · 20.02.2017 por

Em função do sucesso de público e atendendo a diversos pedidos nesse sentido, a Coleção Airton Queiroz, em exposição no Espaço Cultural Unifor, será prorrogada até 9 de julho. Da data de sua abertura oficial, 15 de junho do ano passado, até hoje, a Coleção Airton Queiroz já conseguiu atrair a presença de mais de 94 mil visitantes, constituindo-se em novo marco para as artes visuais no estado.

Segundo o Vice-Reitor de Extensão da Unifor, professor Randal Pompeu, “isso se deve à qualidade e ao volume de obras expostas, contemplando um panorama completo de arte brasileira e um recorte relevante de arte internacional. O reconhecimento do Espaço Cultural Unifor como patrimônio turístico da cidade tem atraído um número maior de turistas, que agora não se limitam a visitar as praias, ao incluir em seu roteiro esta opção cultural”.

Compreender o acesso à arte como forma de sedimentar valores culturais da sociedade. Essa é uma das características do chanceler Airton Queiroz que construiu, ao longo de quatro décadas, um panorama extraordinário que vai do Brasil holandês aos dias atuais. A coleção, uma das mais importantes e completas do país, reúne cinco séculos de história. Parte desse enorme legado está aberto à visitação, na exposição Coleção Airton Queiroz, no Espaço Cultural Unifor, localizado no campus da Universidade de Fortaleza.

A exposição tem curadoria de Fábio Magalhães, José Roberto Teixeira e Max Perlingeiro, sob o olhar atento do chanceler, e reúne 260 obras dos principais nomes das artes plásticas brasileiras, além de artistas internacionais do porte de Monet, Renoir, Miró e Dalí.

07:18 · 17.02.2017 / atualizado às 07:18 · 17.02.2017 por
08:09 · 08.02.2017 / atualizado às 08:09 · 08.02.2017 por

O senador Tasso Jereissati (PSDB) apresentou, na tarde desta terça-feira(7)no plenário do Senado, requerimento de voto de pesar em virtude do falecimento do artista plástico cearense Sérvulo Esmeraldo. Na justificação, ressaltou o seu “espírito inquieto e inovador”, destacando que ele – Sérvulo, “transitava com igual talento em todos os ramos das artes plásticas, como gravura, litogravura, escultura, pintura, ousando experimentar inclusive com as ciências exatas, unindo por exemplo, arte e magnetismo”.

– Além de mestre nas artes desempenhou relevante papel na divulgação e estímulo a novos talentos, sendo curador e organizador de diversos eventos e bienais, nacionais e internacionais, acrescentou.

YouTube Preview Image
08:41 · 04.02.2017 / atualizado às 08:41 · 04.02.2017 por
06:12 · 22.01.2017 / atualizado às 18:41 · 21.01.2017 por

IMG_4509
Na noite de 20 de janeiro, uma comissão de acadêmicos da ACLJ, dentre os mais interessados em artes plásticas, participou da segunda visita guiada da nossa Instituição à Coleção Airton Queiroz, no Espaço Cultural Unifor.

O grupo de acadêmicos foi recebido pelo Prof. Thiago Braga, Chefe da Divisão de Arte, Cultura e Eventos da Unifor.

IMG_4507
A visita teve o aspecto atípico de que os visitantes apresentavam detalhes de seus conhecimentos e de sua experiência pessoal em relação a cada uma das valiosas peças de artes plásticas do acervo que lhes era apresentada, a propósito ou em acréscimo ao que informavam os monitores.

Por exemplo, o termo técnico “arrependimento”, enfatizado pelo acadêmico Sávio Queiroz, relativamente a imagens realizadas originalmente pelos pintores, que desistiam delas e pintavam outras sobrepostas, na mesma tela, sendo que, com o tempo, sombras das pinceladas anteriores tornam-se perceptíveis na obra definitiva.

Como também a observação feita sobre os traços judaístas em obras de mestres do passado de ascendência judaica, como Marc Chagall, tema do interesse e de conhecimento mais profundo do acadêmico Adriano Vasconcelos, estudioso da cultura, da história, da língua e principalmente da diáspora do povo de Israel, atingindo inclusive o Brasil e particularmente o Ceará.

Bem assim o comentário sobre o processo íntimo de observação de obras de arte, de caráter personalíssimo, feito pelo acadêmico Reginaldo Vasconcelos, notadamente a arte abstrata, que cada um deve interpretar à sua maneira. Reginaldo narrou a indagação feita certa feita por um comandante militar, em relação à escultura que ele fez para o quartel, denominada “Poesia Bélica de Penedo”.

Não é através de uma análise cartesiana dos seus elementos que se aprecia um quadro, uma escultura ou uma instalação artística, mas das sensações que o conjunto provoque na espírito do observador, que deve manter a mente livre para absorver, de forma gestáltica, os seus componentes semióticos.

IMG_4508

Nesse diapasão, a monitora Rachel pediu que cada um dos acadêmicos visitantes desse a sua interpretação da pintura “Un Petit Mouton”, de Miguel Barceló, para colher as interpretações mais variadas.

Alguém achou que fosse a reprodução de um bordado, outro que seriam espumas marinhas, enquanto a Arnaldo Santos a imagem lhe pareceu reproduzir areias de uma duna em movimento. Na verdade, segundo o título em francês, o autor se teria inspirado na brancura da lã de um carneiro.

Mais interessante, Rachel transmitiu a informação de que as figuras gordas das obras figurativistas de Fernando Botero Angulo, grande artista plástico colombiano, teriam sido todas elas inspiradas no corpo da doméstica que lhe servia de ama em sua infância.

Isso suscitou o trecho do livro de memórias do acadêmico Reginaldo Vasconcelos, intitulado “Personagem”, o qual, sem saber ainda desse detalhe histórico sobre Botero, usa os traços boterísticos para descrever uma antiga empregada da família, quando ele próprio era menino, coincidentemente.

12:07 · 16.12.2016 / atualizado às 12:07 · 16.12.2016 por
16:58 · 30.11.2016 / atualizado às 16:58 · 30.11.2016 por

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PR) apresentou nesta quarta-feira (30\11) projeto de lei que sugere o reconhecimento do Espaço Cultural Unifor como Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Ceará. “ O espaço foi recentemente reconhecido como Patrimônio Turístico de Fortaleza, mas nossa intenção é expandir este reconhecimento instituindo, desta forma, no calendário estadual como patrimônio Histórico e Cultural do Ceará. Isso permitirá ampliar o fomento e o acesso à cultura e às manifestações artísticas de um dos maiores acervos das artes do Brasil”, justificou a parlamentar.

 

06:46 · 24.11.2016 / atualizado às 06:46 · 24.11.2016 por

IMG_3035

Instrumento importante na disseminação da cultura no Ceará, o Espaço Cultural Unifor e seu idealizador, Chanceler Airton Queiroz, serão homenageados nesta quinta-feira (24), durante sessão solene na Assembleia Legislativa. O evento acontecerá no Plenário 13 de Maio, a partir das 19h. Reconhecido pela Prefeitura como o mais novo Patrimônio Turístico de Fortaleza, em 18 de outubro, o Espaço Cultural Unifor é referência em grandes mostras de arte e de exposições de caráter histórico e tem sido, ao longo dos anos, importante destino cultural de quem visita o Ceará.
Para o autor do requerimento da homenagem, deputado Carlos Matos, graças ao esforço e a dedicação do Chanceler Airton Queiroz, os brasileiros e, em particular, os cearenses têm acesso gratuito à cultura de qualidade. “O futuro de uma sociedade passa pela história da humanidade e é uma honra para o Poder Legislativo reconhecer o papel do Chanceler Airton Queiroz nesse processo de disseminação da cultura aos cearenses”, avalia. Na ocasião, o Chanceler Airton Queiroz receberá placa comemorativa do Parlamento Cearense pela contribuição na disseminação dos valores culturais por meio da arte.

IMG_3034

Espaço Cultural

Situado no 2º piso da Reitoria da Universidade de Fortaleza, o local foi inaugurado oficialmente em 1988. Em 2004, passou por reforma física, tendo sido reaberto com a Mostra Raimundo Cela, uma homenagem ao cinquentenário de morte do artista cearense. Em 2008, ganhou espaço anexo, inaugurado com a mostra Barão de Mauá – O empreendedor. Ao longo da sua existência, o Espaço abrigou várias exposições, como Arte Brasileira nas Coleções Públicas e Privadas do Ceará, Unifor Plástica, História do Ceará em Obras Sacras e Decorativas, Mirabolante Miró, Rembrandt e a Arte da Gravura, Rubens – o gênio do barroco e sua obra gráfica, Leonilson, Antonio Bandeira, Vik Muniz, dentre outras.

Quanto à estrutura física, quem visita o Espaço Cultural Unifor pode desfrutar de instalações e equipamentos que se encontram dentro das normas museológicas do Conselho Internacional de Museus (ICOM). Adiciona-se à estrutura física a atuação de alunos da Unifor de diversos cursos, especialmente treinados e preparados para receber os visitantes e fornecer informações especializadas, contextualizando as exposições e mostras culturais.

IMG_3032

Coleção Airton Queiroz

Atualmente, o Espaço Cultural Unifor abriga a exposição Coleção Airton Queiroz, formado por cerca de 260 obras do acervo particular do Chanceler, distribuídas em 2.200 metros quadrados de área. A coleção, uma das mais importantes e completas do país, reúne cinco séculos de história: do século 17 aos dias atuais. Assim, a mostra reúne obras dos principais nomes das artes plásticas brasileiras, como Aleijadinho, Di Cavalcanti, Portinari, Volpi, Lasar Segall, Anita Malfatti e Leonílson, além de artistas internacionais do porte de Monet, Renoir, Miró e Dalí.

De sua abertura oficial, em 16 de junho passado, até hoje, 67.820 já visitaram a Coleção Airton Queiroz. A partir de parcerias com escolas públicas e privadas, de Fortaleza e interior do Ceará, o Espaço Cultural Unifor estimula a disseminação de cultura e a educação por meio da arte para alunos e professores.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Roberto Moreira

Blog de jornalismo da TV Diário. (www.tv.diario.tv.br). Telejornalismo: (85) 3266.9212

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags