Busca

Categoria: Comunicação


07:17 · 03.05.2017 / atualizado às 07:17 · 03.05.2017 por

Com a ida do jornalista Adriano Muniz para o comando da TVC, assume a partir de amanhã a Coordenadoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Ceará, o jornalista Ilo Santiago, profissional que já passou pela redação do Sistema Verdes Mares.

Ilo Santiago já atuava na assessoria de imprensa no gabinete do Presidente Zezinho Albuquerque.

11:10 · 10.03.2017 / atualizado às 11:10 · 10.03.2017 por

O governador Camilo Santana respondeu, na tarde desta quinta-feira (9), a perguntas feitas pelos internautas durante a segunda transmissão ao vivo, via Facebook.

Em uma das respostas, o chefe do Executivo confirmou que 1.400 dos 4.200 profissionais da Polícia Militar, que passaram no último concurso realizado para a categoria, já foram convocados para reforçar a segurança no Estado.

Além disso, o governador confirmou que a chamada do terceiro grupo da Polícia Civil deve ser feita até abril.

Na área da infraestrutura, o chefe do Executivo ressaltou o andamento do pacote de obras nas rodovias do Estado, parte do programa Ceará De Ponta a Ponta.

21:54 · 08.03.2017 / atualizado às 21:54 · 08.03.2017 por

Após intenso trabalho da ABERT, a Medida Provisória 747/2016, que simplifica e desburocratiza o setor de radiodifusão, foi aprovada pelo Senado Federal nesta terça-feira (7).

A MP permite simplificar trâmites de processos administrativos e amplia o prazo para a apresentação do pedido de renovação de outorga das rádios e TVs. Milhares de processos pendentes no MCTIC serão eliminados.

Relatado pela senadora Lúcia Vânia (PSB/GO), com apoio do Senador Romero Jucá (PMDB/RR), o texto prevê que as emissoras poderão apresentar o pedido de renovação durante os 12 meses que antecedem o vencimento da outorga. Até então, esse pedido podia ser feito apenas entre seis e três meses antes do fim do contrato.

A proposta prevê, ainda, que as emissoras com concessão vencida possam ser regularizadas no prazo de 90 dias, além de possibilitar que pedidos de transferência direta de outorga sejam analisados e aprovados mesmo nos casos em que o pedido de renovação ainda esteja tramitando nos órgãos competentes.

Os pedidos de alteração de objetos sociais e a modificação de controle societário das empresas de radiodifusão dispensarão a prévia anuência do órgão regulador. Em tese, não existirá mais transferência indireta de outorga.

O diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik, afirmou que “as mudanças aprovadas são um marco para o setor, que tem sofrido por anos pressionado por uma infinidade de normas e regulamentos sem sentido para os dias de hoje”.

A proposta permite, também, transferir a outorga em situação precária, desde que atendidos os requisitos legais e regulamentares.

Agora a MP segue para sanção do presidente da República, Michel Temer.

13:02 · 22.02.2017 / atualizado às 13:02 · 22.02.2017 por


O governador Camilo Santana realizou, na tarde desta terça-feira (21), o primeiro contato direto, ao vivo, com internautas, via Facebook. O chefe do Executivo ressaltou que esse é um compromisso firmado por ele e que será realizado toda terça-feira, às 13h. “Não queria perder essa oportunidade de conversarmos, de batermos um papo, de responder perguntas, sugestões, críticas. Quero cumprir rigorosamente essa data”, disse.

Antes de responder às perguntas, o governador falou sobre as ações realizadas, referindo-se à sua agenda recente. “Esses dias foram muitos intensos, estivemos no Cariri, inaugurando e visitando obras. Depois fomos para a região dos Inhamuns, onde inauguramos o Batalhão do Raio, em Tauá. Em breve, vamos inaugurar o Raio em Canindé. A meta é intensificar o policiamento nas cidades de médio e grande portes, Fortaleza e Região Metropolitana. Ontem estive em Guaiúba, onde tive o prazer de autorizar a construção do Polo Químico Industrial. Será pioneiro no Nordeste algo desse porte. O Estado vai investir em toda a estrutura e 27 empresas já assinaram protocolo, com o intuito de se instalarem nessa área, que vai gerar dois mil empregos diretos”, disse.

A primeira pergunta foi de Diego Lima, que questionou sobre a convocação da terceira turma dos aprovados no concurso da Polícia Civil. “Chamei duas turmas no ano passado e pretendo chamar, até o final de março ou início de abril, a terceira turma. Lembrando que todas as ações que fizermos precisam ser feitas com muita responsabilidade para que comprometam a situação fiscal do Estado”, frisou o governador.

Célio Júnior perguntou quando será instalado o Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) de Canindé. “Sábado implantamos em Tauá e, logo depois do Carnaval, em março, vamos levar para Canindé. Aqui mesmo pelo Facebook estarei anunciando a data exata”, disse.

Rosa Diógenes perguntou quando será anunciado o concurso para agentes penitenciários. “Tudo o que posso dizer agora é que vão estudando pois, em breve, estaremos lançando o concurso. Estamos definindo o número de vagas, mas adianto que serão no mínimo mil”, antecipou.

Wilder Caldas questionou sobre a possibilidade da instalação de uma usina de dessalinização do Pecém. “Desde que assumi o governo, tenho buscado essa alternativa. Estamos vivendo o pior período de seca e a dessalinização é uma grande saída para consumo humano. Visitei Dubai, o maior centro de água dessalinizada do mundo. O problema é que o custo é muito alto. Estamos lançando uma Parceria Público-Privada, que traria essa experiência, mas sairia por 1 dólar cada metro cúbico, mais de R$ 3. Já a água que viria da transposição do São Francisco custaria R$ 0,50”, explicou o chefe do Executivo.

Evandir Florêncio perguntou se uma base do Ciopaer será instalada no Sertão Central. “Sim, uma das minhas decisões na segurança pública foi interiorizar as bases do Ciopaer. Antes, a nossa base só ficava em Fortaleza e demorava o tempo de deslocamento. Hoje, temos uma base no Cariri, uma em Sobral, estou comprando dois novos helicópteros e um deles vai ficar na base do Sertão Central, que ficará em Quixadá e vai ajudar muito as ações de segurança no Ceará”, esclareceu.

Carlos Taffarel perguntou sobre o teleférico na localidade Vila do Caldas, em Barbalha. “Está em obras. O órgão licenciador fez alguns questionamentos. Finalmente conseguimos a isenção da área e espero estar em breve subindo lá o cruzeiro de Caldas. Em breve estarei em Barbalha autorizando a duplicação da estrada Barbalha-Missão Velha e aproveitarei para anunciar essa obra que é um sonho antigo e vai impulsionar o turismo da região”, respondeu.

Kleiza Pessoa questionou sobre a aprovação da média salarial para Polícia e Bombeiros Militares. “Enviei o projeto de lei para a Assembleia Legislativa e deverá ser votado depois do Carnaval. É um compromisso que assumi e, mesmo com muitas dificuldades, quero esclarecer que foram pesquisadas todas as médias do Nordeste, atualizadas para 2016 e até o final do meu governo, todos os militares, ativos e inativos, ganharão a média do Nordeste”, informou.

Manoel Lopes perguntou sobre o novo residencial do “Minha Casa, Minha Vida” no Crato. “Um já foi entregue no ano passado, tive oportunidade de entregar, beneficiando 500 famílias. Entreguei lá também o novo camelódromo, um grande centro comercial que vai atender aos comerciantes e às pessoas que usufruem desse mercado. Fui visitar o segundo empreendimento do ‘Minha Casa, Minha Vida’, a construtora prometeu que entregaria até o final de março. A Caixa colocou que uma das condições para fazer era a construção do acesso, que é responsabilidade da construtora. Vamos ficar na cola para que possamos entregar essas unidades, peço que fiscalizem as obras, pois as famílias estão esperando com muita ansiedade”, disse.

Perto do fim da transmissão, Camilo Santana falou sobre alguns dos sonhos mais antigos do povo cearense, entre eles, a refinaria no Pecém. “Vamos trabalhar muito para trazer a refinaria. Estive na China, em Dubai, Amsterdam, em busca de investimentos. O ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra, afirmou que vai abrir um concessão para empresas estrangeiras explorarem petróleo no Brasil. Isso viabiliza a refinaria no terreno que era da Petrobras”, disse.

“Entre nossos sonhos, um já é realidade que é a siderúrgica. O outro é o HUB da TAM, que não desistimos. Já conseguimos a ampliação do aeroporto, em março abriremos um leilão para a iniciativa privada. O terceiro, estaremos em Roterdã para firmar essa parceria do porto de lá com o porto do Pecém. A ideia é atrair novos investimentos para trazer mais desenvolvimentos para nossos jovens, o povo trabalhador do Ceará”, concluiu.

12:11 · 18.02.2017 / atualizado às 12:11 · 18.02.2017 por


O presidente da câmara de Vereadores de Fortaleza, Salmito Filho, cumpriu agenda em brasilia, ao lado de Parte da bancada do PDT.

Salmito, Adail Jr., Didi Mangueira, Mairton Fêlix, Iraguassu Filho, John Monteiro, Renan Colares e Zier Férrer acompanharam a tramitação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Ainda na câmara, na Secretaria de Comunicação da Casa trataram da renovação do convênio da TV Digital da Câmara de Fortaleza que está integrada à Rede Legislativa.

Salmito e os vereadores receberam o apoio do Deputado Federal André Figueredo do PDT.

Por fim, parte da bancada do PDT também participou do 4o Seminário Nacional de Vereadores e Vereadoras do PDT do Brasil, momento de encontro, formação e articulação partidária onde o PDT deverá fortalecer os núcleos da base do partido em todo o Brasil com o apoio dos Vereadores.

07:49 · 19.11.2016 / atualizado às 07:49 · 19.11.2016 por

Desde criança, nos deslocamentos entre Fortaleza e Manituba, nas alvoradas do sertão, o rádio sempre foi meu companheiro. Não havia Internet até então e esse era o único meio de conexão com o resto do mundo. Através dele, o mundo todo junto a mim.

Àquela época, a energia era gerada por um motor movido a óleo, com desligamento programado para as 21 horas. A partir daí, só o velho companheiro, devidamente disposto embaixo da rede, na varanda, sob a luz das estrelas. São mais do que lembranças, são sentimentos. O rádio faz parte da minha história, o rádio AM.

Cresci ouvindo as lendárias palminhas da rádio Sociedade, de Salvador, Bahia. Ainda hoje essa é uma lembrança que me transporta para aqueles tempos. Eram poucas emissoras. Além da Sociedade, costumava ouvir a Rádio Excelsior, também da Bahia, a Verdes Mares e a Assunção, de Fortaleza, a Globo, do Rio e, mais próximo, a Sertão Central, de senador Pompeu e a Difusora Cristal de Quixeramobim.

Sou um operário e ativista do rádio AM. Foi nele que me encontrei e é nele que me realizo como profissional. A migração da banda AM para a FM, apesar de comemorada por boa parte das emissoras comerciais, principalmente do sudeste brasileiro, para mim, não veio para solucionar os problemas desse veículo. Transformar a frequência AM em FM, definitivamente, mesmo diante das justificativas de seus defensores, não me pareceu uma medida adequada.

Primeiro, porque deveria ter havido um amplo debate com a sociedade e com radiodifusores e suas entidades representativas, e não apenas com aquelas. Segundo, porque acredito ser um passo atrás na democratização da comunicação, já que o alcance do rádio FM é bem inferior ao do AM, logo, a cobertura resta prejudicada, deixando muitas áreas periféricas e rurais descobertas, até mesmo por conta da geografia regional. E, terceiro, porque encarece ainda mais a atividade do rádio.

A migração das emissoras que operam em AM para FM requer das emissoras um alto investimento financeiro para aquisição de equipamentos, num cenário de crise como esse vivido pelo País, e não é de agora. Logo, pode ser uma sentença de morte para muitas emissoras, porque, por mais que se busque colocar o rádio, sobretudo interiorano, como um veículo competitivo no cenário de mídia, não são dadas condições reais para esse veículo.

O que observo é uma nítida concentração das mídias destinadas pelos governos e grandes empresas à TV, por exemplo, em detrimento do rádio, que é o veículo mais acessível à população. O rádio é o veículo das massas, da inclusão, do dia a dia do povo. Isso não pode ser ignorado.

O argumento de que a migração oferece uma melhor qualidade nas transmissões, não é suficiente para justificar tamanha ruptura com um sistema de transmissão que é mais abrangente, que alcança mais pessoas, que democratiza o acesso a comunicação.

Na prática, essa migração vem atender a grandes emissoras comerciais, na maioria localizadas nos maiores centros do País, que até então operavam na faixa AM, e que há muito tempo buscavam um meio de enfrentar a concorrência com as FM’s. Mas, e as demais emissoras, das cidades pequenas do interior do País?
O que também me causou espanto foi a rapidez com que esse projeto foi analisado e aprovado pelo Governo: Menos de quatro meses, quando uma simples alteração no quadro societário de uma emissora ou o processo de concessão de uma outorga pode durar anos. A morosidade do Ministério das Comunicação, ao meu ver, se faz seletiva.

A defesa do rádio AM é a defesa da própria sociedade, da inclusão, da preservação de um jeito de fazer comunicação local, de prestar serviço, de valorizar a cultura regional.

Lamentável que em vez de fortalecer, o Governo tenha optado por extinguir uma freqüência que faz parte da própria história da comunicação no País.

 

Sérgio Machado
Radialista, Diretor-Presidente do Sistema Maior de Comunicação, é integrante do Conselho de Administração da Fundação Canudos.

 

06:55 · 18.11.2016 / atualizado às 06:55 · 18.11.2016 por

O Sistema OCB/SESCOOP-CE lançará as bases do Prêmio Cooperativismo Cearense de Jornalismo nesta sexta-feira, 18 de novembro, por ocasião do II Encontro de Comunicação, que acontecerá no Hotel Sonata da Praia de Iracema.

Em 2017, a Organização das Cooperativas Brasileiras no Ceará (OCB-CE) completa 45 anos. A data, significativa para o movimento cooperativista no Estado, motivou a Direção na busca de expandir/divulgar o bom nome do Cooperativismo – ferramenta de inclusão social – por meio do certame.

O Encontro

O tema do II Encontro de Comunicação em 2016 é “Cooperativismo é confiança”. O jornalista Samuel Zanello Milléo Filho, Coordenador de Comunicação do Sistema Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná) será o palestrante.

Cinco objetivos orientam o Encontro, aberto aos profissionais de Comunicação das cooperativas e imprensa local:

1º Estreitar a relação entre os comunicadores (jornalistas, publicitários e relações públicas) das cooperativas filiadas;

2º Fortalecer a presença das cooperativas na imprensa local;

3º Abrir espaço para a reflexão sobre o trabalho em rede no Cooperativismo;

4º Mostrar as boas práticas do setor – o reconhecimento do movimento pela sociedade;

5º Despertar a atenção dos comunicadores de fora do Sistema para este nicho de mercado.

17:36 · 17.11.2016 / atualizado às 17:36 · 17.11.2016 por

IMG_2818
O prefeito Roberto Cláudio participou, na manhã desta quinta-feira (17/11), do Programa Paulo Oliveira, da Rádio Verdes Mares AM (Verdinha 810). No local, o gestor respondeu questionamentos e tirou dúvidas de ouvintes e do apresentador em diversas áreas como limpeza urbana, saúde e segurança pública, além de anunciar ações a serem implementadas a partir do próximo ano.

“Na saúde, vamos fazer o que a gente não conseguiu nesses quatro anos, tendo total prioridade. Outras duas áreas que ganharam relevância são a da segurança municipal, que o Moroni vai liderar e coordenar esse esforço, já a outra não é uma tarefa direta do município, mas com economia em desaquecimento, a crise e o desempregos passam a ter um efeito nefasto para a cidade. Por isso, vamos lançar um grande pacote que envolverá capacitação para o trabalho e mudanças na legislação urbana, aproveitando o Plano Diretor, para tornar a cidade mais flexível”, Roberto Cláudio.

Saúde
Sobre a pasta da Saúde, informou que embora esta tenha sido a área em que mais investiu nos últimos anos, ainda há muito a se fazer. “Construí 18 novos postos, em 12 anos que me antecederam, foram dois. Há seis anos atrás não tínhamos nenhuma UPA na cidade, agora vamos ter 12. Abrimos 250 leitos hospitalares. Mesmo com tudo isso, precisamos de mais médicos, leitos hospitalares e atenção aos CAPS nesse segundo mandato”, declarou.

Já relacionado a falta de medicamentos, afirmou que, com a informatização, montagem de central de abastecimento único e implementação de scanners para controlar entrada e saída de medicamentos, os fortalezenses poderão contar com 84 medicamentos básicos obrigatórios nos postos.

Anunciou, ainda que, a partir do próximo ano, escolherá três postos de saúde em cada regional, sendo em um total de 18, que funcionarão das 7h às 0h para serviço ambulatorial básico de emergência aberto à população.

Novas convocações e concurso
Mesmo tendo passado por 3 anos de crise, o gestor lembrou que conseguiu honrar os compromissos, pagando os funcionários públicos em dias, antecipando 13º salário e, ainda, realizou quatro concursos para 4.100 novas vagas em diversas áreas. Para os próximos quatro anos, anunciou que convocará mais mil novos guardas, médicos, profissionais da saúde e professores, todos em cadastro reserva, além de realizar novo concurso para assistente social.

Segurança Pública
Roberto Cláudio anunciou que para os próximos quatro anos, uma nova política para segurança pública será implementada na cidade. “Serão escolhidos 50 espaços públicos, entre praças, mercados e areninhas, onde iremos montar torres de observação, com câmera de segurança, deixar dois guardas municipais em observação 24h nessas torres e outros dois em motocicletas rodando no entorno. Para cada dois postos de observação, conversamos com o governador Camilo Santana, teremos uma equipe reduzida do Raio de suporte. Os pontos serão aqueles de maior frequência de furtos, assaltos e homicídio”, afirmou.

Desemprego
Para fortalecer e gerar renda na cidade, contou que irá lançar pacote de capacitação para o trabalho, atrelado a mudanças nas legislações urbanas municipais, que tornarão a cidade mais flexível para criação de comércios, shopping e clínicas, em áreas que hoje não recebem esses tipos de empreendimentos, através da flexibilização do plano diretor. A exemplo, citou projeto especial no Presidente Kenedy, que possibilitou a construção de shopping, gerando empregos e renda naquela região.

Inauguração até o final do ano
No final do programa Paulo Oliveira, Roberto Cláudio citou algumas das obras a serem inauguradas até dezembro deste ano, entre elas o novo túnel da Padre Antônio Tomás até a Via Expressa, os dois viadutos da Raul Barbosa com rotatória e ponte duplicada, areninhas do Polo de Lazer do Conjunto Esperança e Serviluz, Avenida Ponta Mar e algumas praças.

06:46 · 11.11.2016 / atualizado às 06:46 · 11.11.2016 por

Após intenso trabalho da ABERT na noite desta quarta-feira (9), o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto do relator José Rocha (PR/BA) à Medida Provisória 472/16, que prevê a flexibilização permanente do programa A Voz do Brasil. De acordo com o texto, as emissoras de rádio poderão veicular o noticiário com início entre 19h e 20h, no máximo.

Os três destaques que acabavam com a flexibilização foram rejeitados pelos deputados. Os parlamentares do PT, PCdoB e PSOL votaram em bloco contra as rádios.

Após a aprovação da Câmara, a flexibilização da Voz do Brasil ainda precisa ser analisada pelo Senado para se tornar permanente. Se aprovada, seguirá para a sanção presidencial.

A flexibilização permanente do programa é uma antiga reivindicação da ABERT. De acordo com o presidente da Associação, Paulo Tonet Camargo, “os radiodifusores têm que correr contra o tempo. A MP deve ser aprovada até o dia 22 de novembro, ou perderá a validade. A aprovação pelo Senado ainda é uma etapa a ser vencida, mas com o empenho dos radiodifusores, será possível sensibilizar os senadores e o horário alternativo se tornará definitivo”.

Tonet explica que “A Voz do Brasil continuará no ar e haverá uma melhor audiência para as rádios. A ABERT, mais que nunca, vai lutar para que a flexibilização permanente seja implantada”, afirma.
Atualmente, a transmissão é feita de segunda a sexta-feira, em cadeia nacional de rádio, das 19h às 20h.

O texto-base da MP havia sido aprovado na sessão de terça-feira (8) à noite, mas faltava a votação dos destaques, alterações propostas ao texto original. Na quarta, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Mais (DEM/RJ), colocou a MP na pauta de votações e, com a rejeição dos destaques, o texto foi aprovado.

A MP original previa o horário alternativo apenas durante a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, de 5 de agosto a 18 de setembro de 2016. Mas a proposta foi modificada pelos deputados, tornando a flexibilização permanente.

19:06 · 07.11.2016 / atualizado às 19:06 · 07.11.2016 por

IMG_2527

O diretor jurídico do Grupo Edson Queiroz, Advogado Roberto Costa, recebe em solenidade no Palácio do Planalto o aditivo que transforma a rádio Assunção de Sobral em FM. No início do ano o mesmo ocorreu com a emissora do SVM no Cariri.

IMG_2528

Roberto Costa esteve com o presidente da Abert, Paulo Tonet, o presidente da câmara do deputados, Rodrigo Maia, e presidente Temer.