Busca

Categoria: Manifestação


11:03 · 27.06.2017 / atualizado às 11:03 · 27.06.2017 por

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) realizará, na manhã desta terça-feira (27)um arraiá em defesa do concurso público que contemple todas as áreas administrativas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/CE). O evento, que tem caráter informativo, é realizado em frente ao Detran/CE do bairro Maraponga. Não há paralisação, pelo contrário, há uma barraca com comidas típicas onde o usuário desfrutará das guloseimas.

A diretoria da entidade sindical distribui panfletos explicando os detalhes que afetarão diretamente a sociedade, caso o Detran/CE lance o edital nos moldes da superintendência do órgão, que anunciou o concurso apenas para agente de trânsito, vistoriador e áreas de nível superior. O sindicato critica o posicionamento da atual gestão do órgão que, em reunião, comunicou que não abrirá vagas no certame para médicos, assistentes sociais e trabalhadores administrativos de nível médio. Sendo assim, o Detran/CE colocará em extinção o quadro administrativo, prejudicando diretamente cerca de 500 servidores ativos e aposentados.

A superintendência informou que não há como fazer concurso para os setores administrativos de nível médio por falta de vagas, sendo que, conforme documento oficial do órgão, 71 servidores ingressaram com o pedido de aposentadoria e estarão afastados das respectivas funções no mês de julho. O Sindetran/CE apresentará um estudo elaborado há 10 anos pelo DIEESSE que aponta vagas ociosas no Detran, atualmente essas vagas estão preenchidas por terceirizados. Há 36 anos o Detran não realiza concurso público.

20:53 · 26.04.2017 / atualizado às 20:53 · 26.04.2017 por

Diante de notícias divulgadas pelo SINTRO (Sindicato dos Rodoviários) nos meios de comunicação relativas à manifestação política programada para a próxima sexta, dia 28, que intitulam de Greve Geral, o Sindiônibus vem a público apelar aos diretores desse sindicato que evite a prática recorrente de bloqueio de garagens, terminais e corredores de transporte, assim como evite depredação dos ônibus e agressão aos profissionais de transporte que busquem continuar atendendo à população.

Ao atrapalhar injustificadamente o transporte coletivo sem se preocupar com as pessoas que dependem dele para realizar seus deslocamentos, muitas vezes por motivos inadiáveis como tratamentos de saúde ou atender a uma oportunidade de emprego, o Sintro adota uma prática ilegal e contumaz de perturbação da ordem e uma agressão covarde e violenta à população e aos próprios profissionais das empresas de transporte que desejam garantir seu direito de deslocamento e acesso ao serviço.

Qualquer paralisação no sistema de transporte obrigatoriamente necessita de justificativa objetiva e procedimentos legais, tais como a comunicação prévia ao Sindiônibus e aos usuários com uma antecedência de 72 horas e a definição de uma frota mínima para o atendimento à população. Sempre que as paralisações ocorrem, apesar de não haver qualquer notificação que permitam minimizar os efeitos negativos à população e aos trabalhadores, o Sindiônibus adota medidas para prover atendimento às áreas prejudicadas, evidentemente de maneira precária e com atrasos, mas envidando todos os esforços para que as pessoas não fiquem desassistidas.

O Sindiônibus entrará com uma ação na Justiça na tentativa de coibir qualquer tentativa do Sintro de perturbar a ordem e levar prejuízos à operação de transporte.
Esperamos que as pessoas que estão à frente desse movimento reavaliem suas ações guiadas pela razão, sensibilidade e respeito ao cidadão. Ao participar desta ação anarquista, aplicam um golpe baixo e ainda mais duro na população, que fica refém da violência e desrespeitados no seu legítimo direito de ir e vir.

14:04 · 19.04.2017 / atualizado às 14:04 · 19.04.2017 por
O deputado estadual Moisés Braz (PT) participou na manhã desta terça, 18 de abril, de Ato Público unificado dos sindicatos de Trabalhadores Rurais (Straaf) e de Servidores Públicos Municipais do município de Aurora (região do Cariri) contra a Reforma da Previdência (PEC 287) e a Reforma Trabalhista.
No discurso em frente à sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Aurora (Straaf), o deputado Moisés Braz avaliou os impactos da PEC 287 na vida dos trabalhadores e da economia das cidades.
“Nós , agricultores e agricultoras, que desenvolvemos o município colocando a comida na mesa da sociedade seremos massacrados por essas reformas de um governo ilegítimo e impopular. Os professores que educam nossos filhos também perderão aposentadoria especial, assim como os trabalhadores rurais. Com menos gente se aposentando, o comércio das cidades vai quebrar. Em Aurora circulam mensalmente mais de R$ 2 milhão dos benefícios de aposentados rurais e urbanos . Anualmente, são mais de R$ 42 milhões todos os anos somente das aposentadorias. É esse dinheiro que vai começar a faltar nas economias dos municípios porque menos gente vai conseguir se aposentar. Os governos do PT mexeram nas previdência, é verdade. Mas foi tudo negociado, conversado com as centrais sindicais e os trabalhadores. O que esse governo está fazendo agora é uma perversidade”, afirmou o parlamentar. Segundo ele, vai ser quase impossível para a maioria dos homens e mulheres do campo contribuirem por tanto tempo com a seguridade social tendo em vista as condições climáticas que tornam as safras irregulares e o desgaste sofrido pelos trabalhadores do campo no dia a dia.
Moisés voltou a conclamar os trabalhadores a cobrar o posicionamento da bancada federal cearense contra a reforma da Previdência. “Vocês sabem quem foi votado aqui em Aurora. Está na hora de ligar para eles, cobrá-los o compromisso e a confiança depositada neles e dizer que vocês não aceitarão que seus direitos sejam  retirados”, afirmou.
09:41 · 01.04.2017 / atualizado às 09:41 · 01.04.2017 por

Pais, amigos e autistas realizam no dia 2 de Abril, às 16h, caminhada na Av. Beiramar (em frente ao Náutico) alusiva Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

Objetivo é informar sobre o transtorno, que afeta 70 milhões de pessoas no mundo, diminuir o preconceito, ampliar o conhecimento sobre as políticas públicas e as estratégias contemporâneas de tratamento e inclusão social.

Segundo Kellyane Chaves, uma das organizadoras do evento, a ideia é chamar atenção sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). “O autismo ainda é um assunto distante e que gera dúvidas e preconceitos. Afalta de informação acaba implicando pais com receio de fazer atividades em público com os filhos, o que prejudica o desenvolvimento social da criança. Por isso, iremos caminhar com faixas, bandeiras, balões azuis, distribuir panfletos vestidos de azul, a cor que simboliza o autismo. Buscamos com essa ação levar mais informação e diminuir o preconceito”, diz.

Ao final da caminhada, serão soltados dezenas de balões azuis, simbolizando a conscientização.

15:39 · 11.03.2017 / atualizado às 15:39 · 11.03.2017 por

O deputado Heitor Férrer (PSB) criticou, durante pronunciamento na Assembleia, nesta quinta-feira (09), a inclusão da Cagece na lista de concessões anunciada esta semana pelo Governo Federal. O parlamentar destacou a informação trazida pela imprensa nos últimos dias e defendeu que a água é uma questão de segurança pública, um bem vital que deva permanecer sob o domínio do Estado.

“Quando se fala em privatizar a distribuição de água nós temos que ter cuidado. Nós temos que advertir o povo do Ceará que, ao entregar a distribuição pública da água à iniciativa privada, o Governo do Estado está dando o atestado de incompetência porque diz que a empresa Cagece está dando prejuízo”, criticou.

Heitor defendeu que se é o esse o caso, o Estado refaça os cálculos e enxugue a empresa para que a sociedade não corra o risco de ter esse bem entregue à iniciativa privada, que vai auferir lucros com a sua comercialização. “O empresário vai ter interesse na água porque o consumo é garantido e o pagamento é certo. A água é um bem essencial vital e uma questão de segurança pública, ela não pode ser dada à iniciativa privada. O Estado que mostre a sua competência e administre bem a empresa. Porque o empresário, quando entra em uma iniciativa, legitimamente, ele visa o lucro e quem vai bancar esse lucro é o cidadão cearense”, argumentou.

O parlamentar afirmou ainda que a sociedade precisa se mobilizar contra a privatização. “Nós não podemos permitir que o estado do Ceará siga esse perverso caminho de querer privatizar um bem essencial à vida como é a água”, concluiu.

13:23 · 06.03.2017 / atualizado às 13:23 · 06.03.2017 por

Os grupos que atuam na avenida Beira Mar se uniram e vão protestar contra assaltos e pedir segurança.

” Convidamos todos os corredores 🏃, nadadores 🏊🏻, ciclistas 🚴, triatletas 🏊🏻🚴🏃 e assessorias a participarem da *Caminhada pela segurança 🚨 dos atletas*.
Será no próximo sábado, dia 11/03 às 06:00, saindo do Boteco Praia e terminando na Praça dos Peixes.
Contamos com todos vocês.

10:33 · 24.01.2017 / atualizado às 10:33 · 24.01.2017 por
Servidores públicos estaduais prometem protestar contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que traz a proposta da Reforma da Previdência. O ato será em frente a sede do INSS na Rua Pedro Pereira, no Centro, a partir das 9h. Entre os pontos propostos da Reforma estão 65 anos como idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres, sem diferenciação. A medida atinge a iniciativa privada e setor público, os centros urbano e rural.  
A Diretoria colegiada do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social (Sinprece) garante que os recursos da Seguridade Social vêm das contribuições de empregados, empregadores, impostos e receitas da União e, que, conforme levantamentos realizados por estudiosos, não há crise na Previdência.
O cálculo indevido piorou a situação dos trabalhadores em 2016, quando o Congresso Nacional aprovou o aumento da Desvinculação de Receitas da União (DRU), de 20% para 30%, para serem usados no pagamento da dívida pública. Outro ponto questionado são as isenções que os governantes oferecem aos grandes empresários do agronegócio, deixando de receber bilhões ao ano. Na mesma data, é comemorado, também, o dia do aposentado. Segurados que estiverem na agência, serão informados quais os principais males da Reforma da Previdência.   

 

11:02 · 08.01.2017 / atualizado às 11:02 · 08.01.2017 por
08:00 · 03.01.2017 / atualizado às 08:00 · 03.01.2017 por
15:09 · 30.12.2016 / atualizado às 15:11 · 30.12.2016 por

IMG_4075

Os servidores da Prefeitura de Umirim estão interditando a BR-222, em frente à sede do Executivo Municipal, para protestar contra os três meses de salários atrasados. Eles fizeram barricadas e incendiaram pneus. A revolta dos funcionários se agravou devido à promessa do prefeito Zé da Marieta em pagar os vencimentos atrasados antes de deixar o mandato, no próximo domingo (01).

Apesar do prefeito ter assegurado o pagamento, nada foi depositado na conta dos servidores. Para se protegerem, os funcionários do setor de contabilidade da Prefeitura tiveram que sair do prédio. Já o prefeito, tudo indica, não está no município. Zé da Marieta não conseguiu eleger o sucessor. No próximo domingo Felipe Uchôa (PSD) assume a Prefeitura.