Roberto Moreira

Categoria: Meio Ambiente


09:48 · 23.04.2019 / atualizado às 09:48 · 23.04.2019 por

Após uma série de audiências públicas com diferentes segmentos da sociedade, a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz, espera que o novo Código de Obras e Posturas do Município, mais conhecido como Código da Cidade, seja aprovado “até o fim de maio”. Ela ressalta que a necessidade de atualização do Código, que já tem 38 anos, é uma unanimidade. “É um grande salto para todos os setores: para o ambiental, por contemplar a sustentabilidade; para o imobiliário, por melhorar a perspectiva de novos produtos; e para os licenciamentos, por prever processo eletrônico e o consolidar o Fortaleza Online”, avalia.

08:29 · 30.03.2019 / atualizado às 08:29 · 30.03.2019 por
O evento Hora do Planeta acontece neste sábado e ocorre em 180 países e territórios, que utilizam o ato simbólico de apagar as luzes por uma hora a cada ano para fazer essa pausa e refletir sobre como a natureza está conectada às vidas das pessoas. Em Brasília o evento terá nove horas de programação com diversas atividades ligadas à sustentabilidade, como feira de adoção de animais, feira sustentável, espetáculos artísticos e oficinas. Das 20h30 às 21h30, serão apagadas as luzes. Em Brasília, entre os monumentos que confirmaram a participação está a Câmara dos Deputados.
10:14 · 29.03.2019 / atualizado às 11:13 · 29.03.2019 por

A Assembleia Legislativa do Ceará, em alusão às comemorações internacionais dos dias da Síndrome de Down (21 de Março) e da Conscientização do Autismo (2 de Abril), promove o Workshop Educação Inclusiva, a ser realizado no Auditório Murilo Aguiar, neste sábado, 30, a partir das 8h30.

O encontro, que tem organização e promoção a cargo do gabinete do deputado Audic Mota (PSB), é aberto ao público e vai oferecer uma programação de palestras e debate sobre o tema da inclusão escolar.

Segundo o parlamentar, a reflexão e o envolvimento do poder público e da sociedade nos processos relativos à inclusão escolar, além de necessários, a cada dia, tornam-se mais urgentes.

O Workshop Educação Inclusiva se propõe a refletir sobre diferentes espaços educativos, considerando aspectos do ensino e da aprendizagem como centrais para a inclusão sócio-educacional das pessoas com deficiência.

“O evento será um espaço para debates e trocas de experiências, buscando potencializar o papel da escola e fomentar a ação dessa comunidade na inclusão do sujeito no espaço educativo”, acrescenta”, Audic Mota.

16:06 · 21.03.2019 / atualizado às 16:06 · 21.03.2019 por

O prefeito de Quiterianópolis, Dr. José Barreto, acompanhado do secretário de governo Epaminondas Bezerra, reuniu-se na Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira com os deputados estaduais Acrísio Sena (PT), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Casa, Patrícia Aguiar (PSD), Renato Roseno (Psol) e Delegado Cavalcante (PSL). Eles discutiram ações conjuntas sobre os impactos ambientais provocados pelas atividades da empresa de mineração Globest na região.
Segundo o prefeito, desde 2013, a empresa Globest operava sem anuência e sem alvará de funcionamento, documentos emitidos pela Secretaria do Meio Ambiente do município de Quiterianópolis. Segundo Acrísio, ficou acertada a realização de uma audiência pública naquele município. “Falei com o secretário do Meio Ambiente do Ceará, Artur Bruno, que deve articular com o Nutec uma análise sobre a contaminação por metais na água. Após termos posse destes estudos, marcaremos da data da audiência”, explicou o parlamentar.

09:01 · 01.03.2019 / atualizado às 09:01 · 01.03.2019 por

A Marquise Ambiental iniciou testes, em Fortaleza, com o protótipo de um novo caminhão compactador de lixo desenvolvido pela Ford. Com capacidade de 24 m3, o “super caminhão” é o primeiro do segmento no Brasil com essas características.

O Ford Cargo 1723 8×2 oferece uma capacidade 14% acima do maior disponível atualmente no mercado, com 21 m³. Segundo Paulo Studart, diretor de operações da Marquise Ambiental, a companhia está sempre atenta às mais modernas tecnologias disponíveis e em desenvolvimento para uso em sua operação para proporcionar um melhor nível de serviço aos clientes.

Terceira maior empresa de meio ambiente e limpeza urbana do Brasil, a Marquise Ambiental está presente em cidades como Fortaleza e Caucaia (CE), Natal (RN), João Pessoa (PB), São Gonçalo (RJ), Manaus (AM), Osasco, Taubaté e São Sebastião (SP). A empresa dispõe de uma frota com cerca de 1.000 caminhões próprios e terceirizados, incluindo 300 compactadores de lixo. Os veículos trabalham de 16 a 20 horas por dia.

A adoção deste modelo, além de possibilitar melhorias significativas no aumento da produtividade, com estimativas entre 15% a 20%, também proporciona outros benefícios. “Esse tipo de caminhão, já utilizado em outros países, é uma solução logística para o segmento de limpeza urbana, pois possibilita transportar mais resíduos com menos viagens ao aterro sanitário, o que implica em menos custos diretos e indiretos”, explica Studart. “Além disso, reduz o número de veículos para execução da coleta e, consequentemente, a emissão de gases na atmosfera”.

Os testes serão feitos em um período de 12 meses e deverão se estender a outros municípios onde a Marquise Ambiental atua.

10:03 · 19.02.2019 / atualizado às 10:03 · 19.02.2019 por

A cada dia a construção civil tem investido em alternativas ambientais, seja na gestão de resíduos ou simplesmente destinando uma ampla área verde. O plantio de árvores é apenas uma das metas de algumas empresas no ramo de construção civil, em Fortaleza. O contato com a natureza despertou o interesse dos compradores que, geralmente associam o negócio aos benefícios à saúde e ao bem-estar diário.

Em pesquisa publicada pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), a poluição do ar provoca uma série de doenças respiratórias, como asma, bronquite e rinite, afetando principalmente as crianças e idosos. Com base nesses estudos, o mercado está em constante mudança instalando técnicas inovadoras e de conservação do meio ambiente.

“Mais do que um plantio de árvores no meio urbano, estamos levando saúde para a casa de nossos clientes”, disse Júlio Loureço, administrador da Construtora Acopi – empresa que está com um projeto residencial em andamento, no bairro Joaquim Távora, onde serão plantadas cerca de 300 mudas. Loureço acompanha a obra todos os dias e assegura que a natureza estará à vista de todas as varandas, já que as mudas serão adaptadas em toda extensão do empreendimento.

Além disso, o metro quadrado de uma área arborizada valoriza os imóveis que ali estão inseridos devido ao ambiente que se torna agradável com o aumento da umidade do ar, com a redução das ondas sonoras e uma melhor sensação térmica com a diminuição de raios solares.

07:07 · 30.01.2019 / atualizado às 07:07 · 30.01.2019 por
O superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) no Ceará, Herbert Lobo, foi convidado pelo Conselho Temático de Meio Ambiente (COTEMA) para participar, como membro efetivo, do colegiado. O COTEMA é o órgão consultivo e de assessoramento à Presidência da Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC). O conselho tem como objetivo acompanhar e orientar ações de empresas industriais de modo a zelar pela imagem do setor como um todo em questões relativas ao desempenho e gestão ambiental. O convite foi oficializado pelo presidente do COTEMA, Marcos Albuquerque, após consulta e aprovação do presidente da FIEC, empresário Beto Studart.
A apresentação de Herbert ao conselho acontecerá no dia 28 de fevereiro na FIEC, oportunidade em que discorrerá sobre as ações do IBAMA em sua gestão.
06:56 · 14.12.2018 / atualizado às 06:56 · 14.12.2018 por

Nesta sexta-feira (14/12), às 17h, dentro da programação do Ceará Científico 2018, no Shopping RioMar Fortaleza, o governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e Secretaria de Educação (SEDUC), lança o Programa Selo Escola Sustentável. O objetivo da certificação é “fomentar a consciência em relação ao uso racional dos recursos públicos e dos recursos naturais, de forma a engajar, durante o ano letivo, todos que fazem a escola, às ações desenvolvidas para reduzir impactos ambientais e que demonstrem responsabilidade com o bem-estar das pessoas e com a melhoria da qualidade de vida na comunidade escolar”.

De acordo com Artur Bruno, titular da SEMA, o Selo certificará e premiará escolas públicas estaduais que atinjam a pontuação mínima na classificação de projetos e ações em educação ambiental baseados nos quatro eixos: Currículo, Gestão Ambiental Escolar, Espaço Físico e Educomunicação Socioambiental. “Para concorrer, a escola deve possuir Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (Com-Vida) e inserir a educação ambiental como ferramenta de planejamento escolar”, ressalta o secretário.

Sobre o Ceará Científico

Ceará Científico é uma ação empreendida pelo Governo do Estado, conduzida e desenvolvida por estudantes das escolas públicas e que acontece anualmente para estimular a investigação e a busca do conhecimento, de forma cotidiana e integrada, com todas as partes interessadas da comunidade escolar.

18:11 · 11.12.2018 / atualizado às 18:11 · 11.12.2018 por

Nesta quarta-feira (12/12), às 14h30, no auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa, o governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), irá lançar 103 Planos de Coletas Seletivas Múltiplas, entregar 81 de Planos de Recuperação de Áreas Degradadas (lixões), e 11 Planos Regionais de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Os Planos são instrumentos para cumprimento da Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos e foram elaborados em parceria com a Associação dos Gestores Ambientais (Agace) e Associações dos Municípios (Aprece).

“O modelo tecnológico utilizado permite implementação de uma coleta seletiva de forma integrada e consorciada, o que reduz custos para os municípios e pode gerar resultados a curto prazo, garantindo, entre outras coisas, a participação dos catadores. A redução dos lixões vai impactar positivamente na melhoria da qualidade de vida da população e do meio ambiente”, explica o titular da SEMA, Artur Bruno. Entre os objetivos, a não geração de resíduos, bem como sua redução, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição ambientalmente adequada dos rejeitos.

 

23:03 · 23.11.2018 / atualizado às 23:05 · 23.11.2018 por

Dezesseis destaques foram apresentados pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) à proposta de reformulação dos procedimentos de licenciamento ambiental da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

A minuta de resolução foi lida, nesta quinta-feira (22), pela autarquia, durante a reunião ordinária de novembro do colegiado. O documento de 109 páginas e composto de 39 artigos foi elaborado por uma equipe técnica da Semace, depois de ouvir representantes dos setores produtivos, para “modernizar” a Resolução Coema nº 10/2015, que trata do licenciamento de empreendimentos públicos e privados.

A proposta foi apresentada pelo superintendente da Semace e secretário do Coema, Carlos Alberto Mendes, como uma “reformulação”, que começou a ser elaborada a partir de uma consultoria prestada à Semace pelo Banco Mundial.

Os pedidos de destaque são uma prerrogativa dos membros do colegiado, para discutir, em separado, pontos da proposta em análise. O autor pode pedir esclarecimentos e sugerir modificar, tirar ou acrescentar trechos ao texto original.

Os destaques apresentados à minuta serão apresentadas, discutidas e votadas, na próxima reunião ordinária do Coema, marcada para o dia 6 de dezembro.

Na sessão, a Semace também submeterá ao colegiado a redação dos quatro anexos da proposta, entre eles a que lista mais de 300 atividades passíveis de licenciamento. Os anexos tratam também da cobrança de taxas de acordo com o potencial poluidor degradador do empreendimento e da remuneração da análise de estudos ambientais.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Roberto Moreira

Jornalista com mais de 40 anos de atuação acompanha de lupa os movimentos da classe política. Crítico, ácido e atuante, o blog leva ao leitor fatos reais.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags