Busca

Categoria: Negócios


15:45 · 31.03.2017 / atualizado às 15:45 · 31.03.2017 por

O Sebrae e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) se uniram para apoiar pequenos negócios inclusivos e sociais, estimulando seu crescimento sustentável, elevando sua competitividade e fortalecendo suas capacidades de proporcionar impacto socioambiental positivo e escalável. O prazo de inscrições para a chamada de Casos Incluir 2017 termina no dia 17 de abril. Essa iniciativa visa mapear e reconhecer modelos de negócios comprometidos com a geração de impacto positivo à sociedade e com a inclusão socioeconômica de cidadãs e cidadãos de menor renda.

Podem participar potenciais empreendedores, microempreendedores individuais (MEI), donos de microempresas ou de empresas de pequeno porte e produtores rurais comprometidos com o desenvolvimento de soluções capazes de gerar impacto social positivo. Eles podem inscrever suas ideias de negócio, casos e boas práticas por meio do site do PNUD: http://bit.ly/2kZBxJY.

Serão contempladas seis categorias: ideia inovadora, negócio com soluções de impacto social, negócio com soluções de impacto ambiental, negócio de impacto em escala, negócio inclusivo em cadeias de valor, negócio rural de impacto. A chamada prevê também um reconhecimento especial às iniciativas que se destacarem nas temáticas de gênero, juventude, terceira idade e integração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no negócio.

Desde 2014, o Sebrae incentiva a criação de negócios de impacto social em todo o país, porque acredita na força do empreendedorismo como fator capaz de transformar realidades. “O PNUD tem um vasto conhecimento sobre negócios inclusivos e sociais e a nossa parceria contribui para ampliar o acesso a mercados por esses novos modelos de negócios e fortalecer a construção de ambientes mais favoráveis para esses negócios inovadores que são capazes de incluir empreendedores de menor renda na sociedade e, ao mesmo tempo, gerar lucro”, afirma a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes.

“O PNUD acredita que os pequenos negócios exercem um papel fundamental para encontrar soluções inovadoras capazes de potencializar o crescimento econômico, reduzir as desigualdades e promover o desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, nossa parceria com o Sebrae vai catalisar e reconhecer as melhores práticas dos negócios de impacto social no país que tenham como propósito de transformar para melhor a vida das pessoas”, disse Maristela Baioni, representante residente assistente para programa do PNUD no Brasil.

Os finalistas serão encaminhados aos programas de fomento a negócios de impacto social apoiados pelo governo federal, investidores, incubadoras e aceleradoras para identificação de eventuais oportunidades de incentivo, investimento e apoio à implementação.

A Chamada faz parte dos esforços para a implementação da Agenda 2030, à medida que busca mapear soluções de negócios capazes de responder às demandas apontadas pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que têm como premissa o equilíbrio das três dimensões do desenvolvimento sustentável: econômica, social e ambiental. Lançada em setembro de 2015, a Agenda 2030 é um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade.

16:24 · 29.03.2017 / atualizado às 16:24 · 29.03.2017 por

O prefeito Roberto Claudio marcou um golaço administrativo, nesta quarta-feira (29.03), em Frankfurt, na Alemanha, numa reunião com o CEO da FRAPORT, (Frankfurt Airport Services Worldwide), Stefan Schulte, empresa alemã que administrará o Aeroporto Internacional Pinto Martins pelos próximos 30 anos.

Falando por mais de 50 minutos em inglês fluente (morou nos EUA por seis anos, enquanto fazia mestrado e doutorado) RC cumpre uma agenda que busca posicionar a Prefeitura de Fortaleza como parceira nas ações que devem garantir os investimentos que irão reconfigurar o terminal aeroportuário da Capital.
Competência na administração e na comunicação quando fala de Fortaleza.

06:39 · 15.03.2017 / atualizado às 06:39 · 15.03.2017 por


O leilão dos quatro aeroportos que serão concedidos à iniciativa privada – Salvador (BA), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS) – será realizado na quinta-feira (16/03), às 10h, na BM&FBovespa, em São Paulo.

A oferta inicial no leilão, 25% da outorga, deverá ser de no mínimo R$ 31 milhões para o aeroporto de Porto Alegre (RS), de R$ 310 milhões para Salvador (BA), de R$ 53 milhões para Florianópolis (SC) e de R$ 360 milhões para Fortaleza (CE). A sessão será transmitida em tempo real pela TV BM&FBovespa – http://tvbmfbovespa.com.br

12:19 · 13.02.2017 / atualizado às 12:19 · 13.02.2017 por
A Heineken anunciou nesta segunda-feira (13) que assinou acordo com a japonesa Kirin para compra da Brasil Kirin, em uma transação que a tornará a segunda maior fabricante de cervejas do país.

Incluindo dívidas, a Heineken informou que pagará US$ 1,09 bilhão (R$ 2,2 bi) pela Brasil Kirin, que fabrica a cerveja Nova Schin  a fim de aumentar sua presença no mercado brasileiro, fortalecer seu portfólio de marcas e ganhar escala.

Após a conclusão do negócio, a companhia holandesa passará a ter uma participação de mercado de quase 19%. No caso da Kirin, o acordo marca a sua saída do Brasil. O grupo japonês pagou cerca de US$ 3,9 bilhões em 2011 por 12 cervejarias, uma unidade em Fortaleza, mas o negócio depois perdeu fatia de mercado e teve os custos elevados pela fraqueza da moeda local.

09:30 · 12.02.2017 / atualizado às 09:30 · 12.02.2017 por

 Cid Gomes sumiu do noticiário político. Esta cuidando dos seus galpões, da empresa de energia solar e do seu último empreendimento: um loteamento na Serra da Meruoca onde está erguendo projeto ao estilo Alfaville. O cliente compra o terreno e constrói sua casa de luxo.

“Ele está feliz. Me ofereceu um terreno. Não quero comprar”, disse Oman Carneiro, amigo e seguidor dos Ferreira Gomes.

Cid Gomes está vivendo entre Fortaleza e Sobral.  Cuida três dias da política e três dias dos negócios.

10:19 · 22.10.2016 / atualizado às 11:29 · 22.10.2016 por

Pecém

O governador Camilo Santana participou na manhã desta sexta-feira (21) de reunião com mais de 130 empresários, executivos e investidores japoneses, a convite da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil.

Na ocasião, o governador mostrou aos empresários as potencialidades, infraestrutura e a capacidade de receber investidores estrangeiros no Estado. Entre os projetos, o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), a Zona de Processamento de Exportação (ZPE), a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) foram destacados por Camilo Santana.

IMG_2135

O governador Camilo Santana destacou a importância da reunião com os empresários japoneses para conseguir investimentos para o Ceará. Camilo destacou, também, o potencial da ZPE do Ceará para atrair investimentos internacionais, além das facilidades para a logística da produção.

Camilo Santana confirmou que o Ceará tem protocolo de intenções assinadas com diversos investidores para se instalar na área do Complexo Industrial e Portuário do Pecém e na ZPE, com destaque para a Companhia Siderúrgica do Pecém.

O encontro tem o objetivo de consolidar as relações comerciais e culturais entre o Brasil e Japão. Além disso, a apresentação aproveita para destacar que o perfil econômico do Estado se encaixa nos interesses de investimentos do empresariado e governo japonês no país, sobretudo para indústrias dos setores calçadista, têxtil, petroquímico, metalmecânico, agroindústria, granito e de alimentos.

 

15:32 · 14.09.2016 / atualizado às 15:32 · 14.09.2016 por

image

O secretário da Agricultura, Pesca e Aquicultura, Odilon Aguiar, se reuniu na manhã desta quarta-feira (14) com a diretoria da empresa Crusoe Foods. Na pauta da audiência estava a discussão da produção de sardinhas e atum em conservas. Atualmente, a empresa instalada no município de São Gonçalo do Amarante, emprega 250 pessoas, produz por dia 200 mil latas em conserva de sardinha e 100 mil latas de atum para abastecer o mercado brasileiro.

A Crusoe Foods é a primeira fábrica de conservas de atum e sardinha na Região Nordeste. O empreendimento exigiu investimentos de mais de R$ 20 milhões e é o resultado da associação da empresa cearense R&B Aquicultura com a Crusoe Foods do Brasil, do grupo espanhol Jealsa, um dos maiores produtores de conserva da Europa.

04:59 · 10.08.2016 / atualizado às 04:59 · 10.08.2016 por

image

O governador Camilo Santana, acompanhado do secretário da Infraestrutura, André Facó, e do diretor-presidente da Cearáportos, Danilo Serpa, conheceu nesta terça-feira (9) as instalações do Porto de Rotterdam (PoR), considerado um dos principais terminais marítimos do mundo. Em setembro do ano passado, o Governo do Ceará e o Porto de Rotterdam firmaram convênio para a elaboração do plano de desenvolvimento para o Porto do Pecém, que consiste na integração entre porto, indústria e Zona de Processamento de Exportação (ZPE), e na atração de novos investimentos para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). “Essa parceria com os holandeses, que têm um dos principais portos do mundo, será muito importante para o crescimento do nosso Porto do Pecém e possibilitará, ainda, a geração de empregos e o desenvolvimento da região”, citou o governador Camilo Santana.

Nesta quarta-feira (10), o diretor internacional do Porto de Rotterdam, René van der Plas, vai apresentar ao governador as propostas para o Porto do Pecém, ZPE e CIPP, resultado da assessoria. “Essa apresentação é um dos frutos do convênio firmado entre o Ceará e o porto holandês. São apontamentos preciosos que vão garantir ainda mais crescimento para o Porto do Pecém”, observa André Facó. Para Danilo Serpa, a assessoria irá direcionar o Porto do Pecém em relação à gestão portuária. “Pecém apresentou crescimento nesses anos de funcionamento, mas agora, com essa assessoria de um porto como Rotterdam, acreditamos que será um crescimento muito mais significativo”, declara.

Visitas técnicas

Na manhã desta terça, após assistirem a uma apresentação sobre o PoR, a comitiva visitou de barco os principais pontos do terminal. “Conhecemos a estrutura que faz de Rotterdam um Hub Port importante como ele é. Tivemos atenção especial para as áreas de contêineres e tancagem do Porto”, destacou o secretário de Infraestrutura. A visita foi guiada pelo diretor internacional do PoR.
A visita oficial à Holanda segue até o próximo dia 12. “Essa parceria com Rotterdam marca um novo tempo para o Porto do Pecém. Além do contato com o pessoal do terminal, vamos também nos encontrar com representantes de empresas que atuam aqui na Holanda e têm interesse em investir no Ceará”, informa André Facó.

Porto do Pecém

O Governo do Ceará tem realizado diversas ações para ampliar e modernizar o Porto do Pecém. Dentre as melhorias, que colocarão o porto entre os mais eficientes do mundo, estão a ampliação do Terminal de Múltiplo Uso, a construção de mais três berços (dois já concluídos), a construção de uma nova ponte, além do novo descarregador e da segunda esteira transportadora de minério de ferro. Com as obras e o início do funcionamento da Companhia Siderúrgica (CSP), a expectativa é de que o movimento no porto seja quintuplicar.

Porto de Rotterdam

O Porto de Rotterdam é o maior porto marítimo da Europa e atua como Hub Port. Ele está localizado na cidade de Rotterdam, na Holanda do Sul, nos Países Baixos. De 1962 até 2002, foi o porto mais ativo do mundo. Atualmente, foi ultrapassado por portos asiáticos, como os de Singapura e de Xangai, mas continua tendo vital importância para o transporte marítimo e para as operações de comércio exterior. Sua importância, tanto atual quanto histórica, fazem dele uma atração à parte na área logística.

Abrangendo 105 quilômetros quadrados, o Porto de Rotterdam estende-se por uma distância de quarenta quilômetros (25 milhas), funcionando como um importante ponto de trânsito para o transporte de granéis e de outras mercadorias entre o continente europeu e de outras partes do mundo.

06:43 · 09.07.2016 / atualizado às 06:43 · 09.07.2016 por

O design do prédio do Hub de Inovação do Nordeste (Hubine) apostará na sustentabilidade. O resultado da chamada pública do projeto de arquitetura para a concepção plástica, volumetria e implantação física do espaço foi anunciado nesta sexta-feira, 6, durante o XXII Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento. A ideia vencedora é do arquiteto Reginaldo Faria de Souza, que receberá R$ 35 mil.

“Um edifício democrático, convidativo, que desperte o interesse da comunidade para as atividades que ali serão desenvolvidas é o resultado almejado, enquanto questões de sustentabilidade estejam em seu coração, transfigurando seus espaços”, explicou Reginaldo.

O projeto visa uma edificação sustentável em todos os aspectos. Serão utilizados materiais e tecnologias locais, reuso de águas pluvial e cinzas, equipamentos minimizadores de consumo e uso de água, com tratamento e destinação de resíduos e efluentes, energia solar, materiais recicláveis e madeira certificada.

O Hubine funcionará na sede do Banco do Nordeste, em Fortelza (CE) e será espaço de apoio a negócios inovadores e iniciativas voltadas para criação de produtos, serviços e soluções capazes de contribuir com a dinamização da economia regional.

O prédio

O Hub de Inovação do Nordeste terá dois andares. “No pavimento térreo, temos os ambientes para treinamento e capacitação, integrados por uma grande e aconchegante área de convivência que se inicia no seu interior, prolongando-se ao exterior através do deck, emoldurando e dialogando com o canal e sua farta arborização. No pavimento superior, temos o chamado ‘núcleo duro’ do programa, onde desenvolvem-se seus espaços para empresas e a administração”, detalha Reginaldo Souza.

08:08 · 07.05.2016 / atualizado às 08:08 · 07.05.2016 por

image

Foi publicado no Diário Oficial da União, o decreto presidencial autorizando a expansão da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Estado do Ceará. Trata-se de uma grande conquista para o povo cearense que contou com uma articulação do líder do Governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães, e do governador do Ceará, Camilo Santana, junto à presidente Dilma Rousseff.

Com a decisão, a ZPE Ceará passará de 4.271,4 hectares para 6.182,44 hectares, incorporando área de 1.911,04 hectares. A nova área será dividida por setores, sendo o Setor II Norte destinado para a captação de um projeto de refinaria compacta e moderna e o Setor II Sul para indústrias dos setores calçadista, têxtil, petroquímico, metalmecânico, agroindústria, granito e alimentos.

“Essa conquista é determinante para atrairmos novos investimentos para o Ceará, garantindo mais empregos e melhorando a economia do nosso Estado”, comentou Camilo Santana em sua rede social.

Para José Guimarães, a medida tomada pela presidente Dilma “é de extrema importância para o desenvolvimento do Ceará, pois em um momento de incerteza econômica mostra o compromisso do governo federal com o Ceará”.