Busca

Categoria: Nordeste


19:57 · 01.02.2017 / atualizado às 19:57 · 01.02.2017 por

O Consórcio composto pela cearense PB Construções, Passareli (SP) e Construcap (SP) ficará responsável pela conclusão das obras de transposição do Rio São Francisco. As empresas venceram o pregão da concorrência, com o menor preço ofertado: R$ 442 milhões. O desconto foi de aproximadamente 23% em relação ao preço base.

O início das obras depende agora da agilidade da análise da proposta e velocidade de contratação por parte do Ministério da Integração Nacional. O contrato prevê todos os serviços necessários para conclusão do Trecho Norte da Transposição do São Francisco, conclusão das Estações de Bombeamento, canais, túneis e obras complementares. As obras serão desenvolvidas entre Salgueiro (PE) e Jati (CE).

06:07 · 30.12.2016 / atualizado às 06:07 · 30.12.2016 por

Empresas dos nove estados nordestinos e norte de Minas Gerais e Espírito Santo financiaram, em 2016, mais de R$ 205 milhões com o Cartão BNB. O produto, que inclui a opção Cartão BNB Agro, foi lançado em 2016 pelo Banco do Nordeste como opção inovadora, ágil e segura de crédito, já tendo sido contratado por mais de mil empreendedores.
O Ceará é o segundo estado com maior valor financiado pelo Cartão BNB, com R$ 33 milhões contratados até dezembro.

O Cartão BNB financia a compra de mercadorias para estoque, matéria-prima e insumos em até 36 meses e máquinas, veículos e equipamentos em até 72 meses. O produto atende micro, pequenas, médias e grandes empresas, dos setores industrial, comercial, de prestação de serviços e turismo, todas com benefício de 15% de desconto sobre os juros do FNE para os pagamentos realizados em dia.
Com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), o produto é focado em contratações das linhas de longo prazo e capital de giro com crédito rotativo e limite pré-aprovado pelo Banco do Nordeste.

09:00 · 17.12.2016 / atualizado às 09:00 · 17.12.2016 por

O Nordeste apresentou crescimento de 0,20% na inflação em novembro, seguindo tendência de queda ao longo do ano. O índice da Região, no entanto, ainda é superior ao nacional, que registrou alta de 0,18% no período. A avaliação é do Escritório de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste.

Segundo o Etene, os gastos que compõem o grupo “Saúde e Cuidados Pessoais” subiram 0,70%, sendo responsáveis por quase metade da inflação do Nordeste em novembro. Em Fortaleza e Recife, esses produtos tiveram aumento mais elevado, de 0,77% e 0,71%, respectivamente. Salvador, por sua vez, teve o crescimento percentual para esse gênero, com alta de 0,65%.

No acumulado de doze meses, a inflação regional registrou 7,89%, também superior à nacional, de 6,99%. A região metropolitana de maior inflação no período continua sendo Fortaleza, ao apontar crescimento de 9,25%. Na mesma base de comparação, Salvador, que possui o maior peso no cálculo realizado para o Nordeste, assinalou índice de 7,33%, e Recife, elevou os preços em 7,75%.

Ainda levando em consideração novembro, Recife foi a cidade onde se verificou o maior índice inflacionário (0,60%). Fortaleza e Salvador apresentaram inflação de 0,13% e 0,05%, respectivamente.

Cenário nacional

Dentro do cenário de desaceleração da alta de preços, o Brasil apresentou elevação de 0,18% em novembro, ante índice de 0,26% no mês anterior. A inflação divulgada é também a menor para os meses de novembro desde 1998. O processo de desinflação no país reflete-se na comparação com a inflação acumulada em 2016, de 5,97%, inferior à verificada no mesmo mês de 2015 (9,62%).

Em outra base de comparação, a inflação brasileira assinala crescimento de 6,99% nos últimos doze meses, ante 7,87% e 8,48%, em outubro e setembro, respectivamente, reforçando a trajetória descendente dos preços.

O Etene estima que, caso a inflação seja inferior a 0,50% em dezembro, o ano de 2016 terminará abaixo de 6,5%, ficando dentro do intervalo da meta inflacionária estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional, que é 4,5%, com tolerância de variação em 2%, para cima ou para baixo.

08:11 · 10.12.2016 / atualizado às 08:11 · 10.12.2016 por

IMG_3506

“Prestigiar o Nordeste é prestigiar o Brasil”. A frase foi proferida pelo presidente Michel Temer na tarde desta sexta-feira, na sede administrativa do Banco do Nordeste, em Fortaleza, durante a solenidade de assinatura do decreto que regulamenta a liquidação e renegociação de dívidas dos trabalhadores rurais. O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) participou do encontro.

Michel Temer afirmou que o diálogo é uma marca forte se seu governo, de modo que aplicá-lo à realidade do Nordeste tem sido uma constante no relacionamento entre Governo Federal, Congresso Nacional, Estados e Municípios. O presidente fez essa referência ao destacar a ação conjunta que permitiu a concretização da Lei 13.340/2016, objeto da regulamentação que vai garantir aos trabalhadores do Nordeste e também do Norte do Brasil condições para quitar ou renegociar seus débitos com os bancos públicos.

Temer fez uma referência especial ao senador Eunício Oliveira, relator da matéria no Senado, pela luta intransigente na defesa do homem do campo. O presidente aproveitou para fazer uma avaliação das principais iniciativas do Governo Federal no sentido de fazer o Brasil voltar a crescer, mas com responsabilidade fiscal e social. “O que fazemos é o trivial. Para arrumar a casa, não podemos gastar mais do que se arrecada. Faremos isso para que possamos zerar o déficit orçamentário”, assegurou.

Bastante emocionado, Eunício Oliveira relembrou sua atenção aos agricultores endividados em função da seca, chegando a ser escolhido como relator de três matérias tratando do tema. Ao agradecer o empenho do presidente Michel Temer, do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e de colegas do Congresso, como o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), Eunício destacou que a medida vai beneficiar 1,5 milhão de trabalhadores do campo.

“Esse povo sofrido não teve condições de saldar suas dívidas porque a seca dizimou a lavoura e o seu rebanho. Mas podemos anunciar que a nova lei vai perdoar até 95% das dívidas, sem precisar de advogados ou intermediários”, declarou Eunício, ao ressaltar que a maioria dos beneficiados são famílias de pequenos produtores rurais.

Eunício ainda destacou a presença do Ministro das Cidades, Bruno Araújo, que veio ao Ceará fazer a entrega de 5194 unidades habitacionais do programa Minha Casa Minha Vida, na mesma solenidade. O vice-prefeito de Fortaleza, Gaudêncio Lucena, participou do ato de entrega.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, fez uma verdadeira prestação de contas das ações do Governo Federal em defesa do Nordeste e, em especial, do Ceará. Ele. Citou os R$ 115 milhões destinados ao Cinturão das Águas, R$ 44 milhões para ações emergenciais de garantia hídrica para Fortaleza e Região Metropolitana e R$ 140 milhões para abastecimento de água por meio de carros-pipa, em parceria com o Exército.

Helder Barbalho ainda citou a Transposição do São Francisco, como uma obra que vai atuar de forma estruturante para a segurança hídrica do Nordeste. Ele informou que já foi publicado o edital para contratação da nova empresa responsável pela obra do Eixo Norte, que vai levar água para o Ceará. A previsão, segundo o ministro, é que as águas cheguem ao Ceará em agosto de 2017.

O presidente do Banco do Nordeste, Marcos Holanda, agradeceu a determinação do Governo Federal em priorizar a região, destacando que muitos são os motivos que fazem o Nordeste especial. E um deles, segundo o gestor, é ter jovens talentos em abundância.

06:25 · 30.11.2016 / atualizado às 06:25 · 30.11.2016 por

IMG_3209

O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) integrou, nesta terça-feira (29), comitiva de senadores nordestinos que participou de reunião com o presidente Michel Temer e os ministros da Integração Nacional, Helder Barbalho e das Cidades, Bruno Araújo. Os parlamentares foram reforçar o pedido para que o governo priorize ações na região a fim de minorar os efeitos da seca, problema comum a todos os estados do Nordeste.

De acordo com o senador cearense, Temer confirmou visita aos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco no próximo mês para anunciar medidas efetivas de enfrentamento a estiagem, e principalmente, relacionadas as obras da transposição do Rio São Francisco. “Nós temos que ultimar essa questão da solução para a chegada das águas do Rio São Francisco ao Ceará e a Paraíba e por isso o presidente vai in loco lá verificar o tamanho do problema que estamos vivendo”, informou.

O investimento na revitalização do Rio São Francisco também foi tema do encontro no Palácio do Planalto. “Ainda discutimos sobre o assoreamento do Rio São Francisco, da sua revitalização, para que no futuro a gente tenha condição de receber essa água”, acrescentou Eunício.

O grupo de parlamentares ainda tratou sobre a renegociação das dívidas dos pequenos e médios agricultores com pendências no Banco do Nordeste além de solicitar especial atenção do governo na análise dos projetos para cidades que tenha decretado estado de emergência em razão da seca.

O ministro da Integração, Helder Barbalho, tem reiterado que as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco, que garantirá segurança hídrica a mais de 12 milhões de pessoas nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, estão em ritmo acelerado e com média de execução acima da que vinha sendo registrada antes da gestão do presidente Michel Temer.

Segundo o cronograma do ministério, a obra que já conta com 90,85% das estruturas concluídas precisa alcançar 95,6% para que tenha água nos dois eixos: norte e leste. A partir daí as obras complementares estarão sendo entregues de forma sequencial. A expectativa é concluir o Eixo Leste até dezembro deste ano para que a água comece a percorrer os municípios da Paraíba no próximo ano. Já o reservatório de Jati, no Eixo Norte, deve ter água até agosto de 2017 para abastecer o estado do Ceará e, consequentemente, a região metropolitana de Fortaleza.

18:24 · 26.11.2016 / atualizado às 18:24 · 26.11.2016 por

IMG_3117

Em cobrança ao Governo Federal, os governadores do Nordeste divulgaram uma carta, neste sábado (26), em compromisso ao equilíbrio fiscal do País. O documento foi elaborado durante reunião dos gestores na sexta (25).

Os gestores relataram que os ajustes fiscais já estão sendo realizados desde 2015 relatando, por exemplo, que o conjunto de Estados saiu de um déficit primário de R$ 9,5 bilhões em 2014 para um resultado positivo de R$ 6,5 bilhões no final de 2015.

Eles pedem maior respeito a autonomia das unidades da Federação e ações integradas com a União e os municípios.

11:08 · 25.11.2016 / atualizado às 11:08 · 25.11.2016 por

Hoje, em Pernambuco, os governadores do nordeste se reúnam para avaliar cenários e definir uma posição sobre a PEC do controle dos gastos públicos e a seca.

Atolados em dívidas, sem dinheiro no caixa para pagar fornecedores, os governadores estão presos ao governo federal, ao congresso e vendo a popularidade desabar.

A saída será fechar logo empréstimos com bancos estrangeiros e receber o dinheiro da repatriacão.

15:30 · 11.11.2016 / atualizado às 15:30 · 11.11.2016 por

IMG_2650

Os secretários de Agricultura do Nordeste se reuniram nesta sexta-feira (11), em João Pessoa (PB), para discutir e traçar ações de melhoria na área. O Ceará foi representado pelo secretário Odilon Aguiar e pelo superintendente da Adagri, Augusto Júnior. Na pauta dos trabalhos estavam o fortalecimento da cadeia produtiva do leite, o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste e a desburocratização das ações do setor.

IMG_2649

“Essa foi uma excelente oportunidade de buscarmos experiências e ideias para a agropecuária. Vivemos o quinto ano consecutivo de seca e temos que buscar soluções de preservar a produção e garantir o desenvolvimento da agropecuária. São milhões de empregos que estão em risco”, explicou Odilon Aguiar.

07:39 · 26.10.2016 / atualizado às 07:39 · 26.10.2016 por

IMG_2194

O deputado federal Danilo Forte, acompanhou o governador do Ceará, Camilo Santana, em audiência em Brasília, com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, e o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz.

No encontro, Danilo Forte alertou para a situação hídrica do Ceará, além de chamar a atenção para a importância da retomada imediata das obras da Transposição do Rio São Francisco, que se encontram paralisadas.
“Estamos no quinto ano consecutivo de uma seca que vem castigando os cearenses e precisamos dar uma resposta para o povo. A suspensão da obra aconteceu no setor norte, em território Pernambucano, região estratégica para que as águas cheguem ao Ceará”, defendeu o parlamentar.
Na mesma linha, o deputado lembrou que em conversa com o Presidente Michel Temer, foi feita uma sugestão para o uso do Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro para dar segmento as obras.
“É necessário que o Governo Federal dê prioridade absoluta a essa empreitada. Nesse sentido, a ajuda das Forças Armadas seria de extrema relevância. O povo nordestino não aguenta mais esperar.

Precisamos transformar este projeto em realidade. Não estamos apenas levando água, estamos levando vida e desenvolvimento aos nordestinos”, disse.
Ao final da audiência, o ministro Hélder Barbalho se comprometeu a discutir a situação das obras da transposição com o Presidente da República. Danilo Forte se sentiu confiante que as medidas serão empreendidas para a retomada das obras.

14:14 · 21.10.2016 / atualizado às 14:14 · 21.10.2016 por

IMG_2087

O céu é o limite para cerca de 170 universitários do Nordeste (Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe). Os estudantes de engenharia testam 15 aeronaves em escala reduzida, projetadas e construídas dentro de 13 instituições de ensino, para disputar a 18ª Competição SAE BRASIL AeroDesign. Baseada em desafios reais enfrentados pela indústria aeronáutica, a competição de engenharia será realizada entre 3 e 6 novembro, no DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), em São José dos Campos (SP).

As 15 equipes nordestinas integram as 95 inscritas – 88 brasileiras e sete estrangeiras. No total, mais de 1,3 mil participantes – entre estudantes, professores orientadores e pilotos – representarão 77 instituições de ensino superior do Brasil (18 Estados e Distrito Federal) e do Exterior (México, Polônia e Venezuela).

Esta edição contará com 22 equipes de São Paulo, 17 de Minas Gerais e sete do Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro e Paraná serão representados por seis cada. Santa Catarina possui cinco equipes. Rio Grande do Norte aparece com quatro. Pernambuco e Distrito Federal têm três equipes cada. Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso e Paraíba, com duas. Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí e Sergipe estão com uma equipe cada. Entre as estrangeiras, há quatro equipes da Venezuela, duas do México e uma da Polônia.