Busca

Categoria: Política


09:14 · 24.09.2018 / atualizado às 09:14 · 24.09.2018 por

A padronização das barracas da feira livre de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza, foi uma das pautas tratadas pelo candidato a deputado estadual, George Valentim que, neste fim de semana conversou com os permissionários. Valentim prometeu, caso seja eleito, apresentar protejo de requalificação da área comercial.

Ainda no fim de semana, Valentim foi recebido pelos moradores de Palmácia, no maciço de Baturité, onde assegurou a continuidade do projeto de asfaltamento da estrada que liga Itapebussu a Serra do Lagedo e Gado dos Ferros a Palmácia. Além disso, também prometeu buscar recursos para a Segurança Pública.

09:11 · 24.09.2018 / atualizado às 09:11 · 24.09.2018 por

A área da Saúde aparece tradicionalmente como uma das principais preocupações da população brasileira. Sucessivas pesquisas apontam dificuldades de acesso aos serviços, o que gera filas, esperas que podem durar anos por um exame ou procedimento e muita insatisfação. Problemas recorrentes, como investimento insuficiente e ineficiência na gestão, carência e/ou desvalorização de recursos humanos, entre outros, já têm reflexos alarmantes na relação médico-paciente, a exemplo do aumento da violência contra os profissionais em hospitais e demais unidades de saúde.

A Associação Paulista de Medicina, legítima representante dos médicos do Estado de São Paulo e defensora de uma saúde de qualidade para todos, compreende que a Saúde não pode mais ser palco de política partidária e/ou de interesses ideológicos/pessoais.

Todas as instâncias de poder e partidos têm a obrigação de tratar a Saúde como Questão de Estado, prioritária. É necessário um pacto nacional, com políticas suprapartidárias consistentes, além de um plano estratégico a curto, médio e longo prazos, que sejam iniciados, implementados e mantidos independentemente de quem esteja no Governo.

A APM e suas 75 Regionais ativas, com o intuito de ampliar esse debate à toda a sociedade, diz não a quaisquer candidatos que venham a utilizar a saúde como trampolim eleitoral. Vimos a público trazer um programa mínimo dos médicos de São Paulo para a Saúde, dividido em sete eixos principais – que serão encaminhadas aos candidatos ao Governo do Estado, à Presidência da República devidamente registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Também os levará aos partidos políticos para que o faça chegar a seus candidatos ao Legislativo, tanto em âmbito estadual quanto federal.

SAÚDE PÚBLICA
Compromisso absoluto com o Sistema Único de Saúde, seus princípios e diretrizes
Revisão da PEC 241, com a imediata reversão do congelamento dos investimentos em saúde por 20 anos
Estabelecimento de limite mínimo de 10% da receita corrente bruta da União em saúde, de forma a não sobrecarregar os estados e municípios.
Obrigatoriedade de o Ministério da Saúde executar a totalidade dos recursos empenhados no Orçamento
Revisão da Tabela SUS com base em estudo de uma comissão mista, formada por representantes do Ministério da Saúde, de médicos e demais profissionais de saúde, de hospitais e prestadores
Qualificação técnica para cargos de gestão
Contratação de novos médicos e funcionários técnicos, unicamente por meio de concursos públicos.
Garantia integral dos direitos das mulheres médicas e contra qualquer tipo discriminação quanto a cargos e equidade de vencimentos
Estabelecimento de normas de segurança aos médicos e demais profissionais de saúde em seus locais de trabalho, para conter eventuais ações de violência
Criação de sistemas de controle social e de fiscalização do uso dos recursos, com transparência em todos os processos licitatórios e demais mecanismos de aquisição de insumos e serviços.
Adoção de políticas, programas e ações de Promoção, Prevenção e Atenção à Saúde.
Cumprimento à Lei 12.842/2013, que resguarda as atribuições exclusivas dos médicos e garante segurança à assistência aos cidadãos.

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA
Redimensionamento do sistema, de acordo com o porte e as necessidades dos municípios, bem como o referenciamento adequado entre as unidades de Saúde.
Equilíbrio nas várias esferas de atenção à saúde com ênfase na atenção básica, no Programa de Saúde da Família, nas ações preventivas, e na urgência e emergência.
Combate à fraude e ao desperdício.
Fiscalização em todas as unidades do SUS para dimensionar e atender necessidades em infraestrutura, materiais, medicamentos, leitos e demais condições adequadas para a assistência de qualidade.

INTERIORIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA
Fim do Programa Mais Médicos e criação imediata de políticas de provimento de médicos às regiões estratégicas.
Aprovação de uma Carreira de Estado para os médicos.
Investimento na infraestrutura nas unidades de Saúde.
Fim da precarização do trabalho médico e condições adequadas ao ético e competente exercício profissional

SAÚDE SUPLEMENTAR
Participação efetiva dos médicos em instâncias decisórias da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)
Regulação e fiscalização rigorosas por parte da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em relação aos reajustes dos planos, cumprimento de prazos máximos de atendimento, correto dimensionamento das redes, fiscalização e punição das empresas, remuneração dos prestadores de serviços e fim da interferência dos planos no trabalho médico.
Agilidade na incorporação de novos procedimentos no rol de procedimentos médicos
Criação de diretrizes, em conjunto com as entidades médicas, para racionalização dos recursos
Fiscalização e cobrança efetiva dos ressarcimentos de planos de saúde ao SUS.

EDUCAÇÃO MÉDICA
Interrupção imediata da autorização para funcionamento de novos cursos de medicina
Reavaliação de todas as faculdades de medicina do Brasil.
Fechamento das escolas médicas que não atenderem os critérios técnicos e científicos para a formação de qualidade em medicina, incluindo hospital e cenário adequado de prática.
Obrigatoriedade de “exame de ordem” aos recém-formados para avaliação de capacitação e entrega do registro profissional aos aprovados.
Estabelecimento de aprovação no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos, como acesso único de portadores de diplomas de Medicina obtidos no exterior ao trabalho médico no Brasil.
Ampliação das vagas de residência médica, de maneira estruturada, com previsão de verba federal para o custeio dos programas.
Revisão das formas de acesso aos Programas de Residência, a partir de critérios mínimos para funcionamento e fiscalização permanente.
Revisão no valor das bolsas e nas condições trabalhistas dos residentes
Valorização da preceptoria.
Combater a proposta do MEC que amplia o tempo de residência impondo estágio obrigatório em saúde da família em várias especialidades.
Rejeitar propostas de serviço civil obrigatório.
Defender a isonomia nos concursos de residência médica sem privilégios para quem adere a programas de governo para trabalho no SUS.

TECNOLOGIA
Modernização de todas as leis e normativas para o uso de ferramentas de última geração e dos recursos de inteligência artificial nos cuidados aos pacientes, no atendimento remoto
Construção de políticas de telesaúde e telemedicina inclusivas, para respostas rápidas e eficientes no campo da assistência e do bem-estar.
Fortalecer a participação de médicos no processo de avaliação e incorporação de tecnologias em saúde no SUS.
Modernizar o arcabouço legal para incentivar o desenvolvimento, compartilhamento e aquisição de novas tecnologias para a medicina e saúde.

JUDICIALIZAÇÃO
Criação de Núcleos Técnicos, com a participação das entidades médicas, e outras iniciativas semelhantes para auxiliar os juízes na tomada de decisões.
Criação regras legais para equiparação de salários e acesso a oportunidades profissionais entre os gêneros
São Paulo, 17 de setembro de 2018
Associação Paulista de Medicina

09:05 · 24.09.2018 / atualizado às 09:05 · 24.09.2018 por

A Inteligência Artificial é uma das tecnologias que têm contribuído para a modernização do setor produtivo do País, dos seus produtos e serviços. O engenheiro Elias Neto, vive essa nova realidade. O morador de São Caetano, em São Paulo, trabalha em uma empresa especializada em inovações. Ele desenvolveu um programa ‘inteligente’ que coleta e interpreta informações de performance de aparelhos domésticos para antecipar panes. Trata-se do conceito de Machine Learning, ou ‘máquinas que aprendem’, em livre tradução do Inglês. Elias explica.
“Você cria vários experimentos de Machine Learning, você cria vários algoritmos, várias equações diferentes para ter certeza de que está sendo eficiente na sua indústria, e você vai verificar qual delas está acertando mais.”
Para o professor de Ciência da Computação da Universidade de Brasília (UnB), Alexandre Zaghetto, a Inteligência Artificial vai ajudar a acelerar as linhas de produção da indústria brasileira.
“A gente poderia ter uma linha de produção, onde os produtos são confeccionados, e um sistema computacional que está englobado na Inteligência Artificial, poderia continuamente fazer a inspeção desses produtos para a questão de qualidade.”
A Inteligência Artificial é uma das tecnologias que fazem parte da Indústria 4.0, a chamada quarta revolução industrial. E para que seja totalmente implementada no Brasil, o setor da indústria, defende que governo priorize políticas que difundam e impulsionem a adoção das novas tecnologias. O gerente executivo de Política Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), João Emílio Gonçalves, explica.
“As tecnologias digitais têm o potencial de contribuir para a solução de grandes problemas nacionais. Então, se a gente pensar em atendimento à saúde, de eficiência energética e mobilidade urbana. Tudo isso pode ser melhorado. A prestação de serviço para a sociedade pode ser melhorada por meio de tecnologias digitais.”

08:53 · 24.09.2018 / atualizado às 08:53 · 24.09.2018 por

Um meteorito que vale três milhões de reais está desaparecido desde o incêndio no Museu Nacional, no início de setembro. O Angra dos Reis pesa apenas 70 gramas, e tem quatro centímetros de largura, mas já deixou pesquisadores de todo o mundo preocupados. Afinal, ele é a rocha mais valiosa dos mais de 400 meteoritos do Museu.
A carrega o nome Angra dos Reis, por ter sido encontrada, pela primeira vez, no litoral fluminense, em 1869. Ela foi a primeira a ser reconhecida, e mais de cem anos depois, outras rochas foram descobertas. Elas ganharam o nome de angritos, em homenagem ao Angra dos Reis. De acordo com a The Meteoritical Society existem apenas 28 delas no mundo.
Estima-se que o meteorito desaparecido tenha mais de quatro bilhões e meio de anos. Os pesquisadores acreditam que essa pequena rocha é capaz de levar à uma resposta final sobre a origem do Sol e dos planetas.
Ainda em busca do meteorito, a curadora do museu, Elizabeth Zucolotto, acredita que ele tenha resistido ao incêndio. Para ela, mesmo que ele tenha queimado ou danificado, ainda assim ele ainda será encontrado.
Na última semana, o ministro da Educação, Rossieli Soares, anunciou a transferência de R$ 8,5 milhões para a Universidade Federal do Rio de Janeiro. O dinheiro faz parte de um repasse de R$ 10 milhões que tem como destino as obras de restauração do museu.

08:52 · 24.09.2018 / atualizado às 08:52 · 24.09.2018 por

Nesta segunda-feira, o céu fica parcialmente nublado a nublado com chuva em toda a região Nordeste. A umidade relativa do ar pode variar de 20 a 95%. No Rio Grande do Norte a temperatura vai variar entre 20ºC e 36ºC. Na Bahia, no Ceará e em Pernambuco, mínima de 15ºC e máxima de 38ºC. No Maranhão, em Alagoas e Sergipe, os termômetros vão variar entre 20ºC e 36ºC. Já na Paraíba e no Piauí, mínima de 18ºC e máxima de 40ºC. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia.
Sara Rodrigues, o tempo e a temperatura

18:18 · 23.09.2018 / atualizado às 18:46 · 23.09.2018 por

 

Uma das principais lideranças políticas do Vale do Jaguaribe, o ex-prefeito de Alto Santo Adelmo Aquino celebrou 72 anos de idade neste sábado (22). E o que era uma grange festa de aniversário tornou-se um expressivo ato politico pela reeleição de Eunício 151 senador.

Ao chegar à celebração, Eunício foi ovacionado pela população presente. Centenas de homens e mulheres, jovens e crianças, adultos e idosos declarando abertamente e de forma espontânea seu apoio e admiração pelo parlamentar.

Entre os presentes, uma agricultora assentada testemunhou ter sido uma das beneficiadas pela Lei Eunício Oliveira, que permitiu desconto de 95% para quitação de dívida contraída em virtude da seca junto ao Banco do Nordeste.

“Estamos aqui para comemorar a vida do amigo Adelmo Aquino, mas quero agradecer o carinho de todos. Testemunhos como o dessa agricultora é que dão sentido ao nosso exercício de vida pública”, ressaltou Eunício. Também estiveram presentes lideranças como o candidato a deputado estadual Leonardo Araújo 15151 e o ex-prefeito de Potiretama, Chico Adelmo.

17:56 · 23.09.2018 / atualizado às 17:56 · 23.09.2018 por


A deputada federal Gorete Pereira  participou de grande caminhada no município de Amontada. Organizada pelo grupo do prefeito Valdir Herbster, a programação foi realizada nas principais ruas do centro da cidade.
Um mar de gente, uma onda azul invadiu a cidade. “Essa calorosa manifestação da população de Amontada é o reflexo de gratidão pelo trabalho, dedicação e compromisso que a deputada Gorete tem tido com o município”, disse o prefeito Herbster. “Obrigada de coração a todos os amigos de Amontada, a quem agradeço na pessoa do prefeito Valdir Herbster”, agradeceu feliz Gorete deputada federal.

17:53 · 23.09.2018 / atualizado às 17:54 · 23.09.2018 por

 

São 50 km de carreata, que começou em São Benedito e passou pelos municípios de Ibiapina, Ubajara e Tianguá. Na noite deste domingo Camilo, Eunicio e Cid farão comício em Marco.

17:49 · 23.09.2018 / atualizado às 17:49 · 23.09.2018 por

O candidato do PSL a Presidência da República, Jair Bolsonaro, comunicou que retoma até no final do mês a campanha nas ruas do Brasil. Bolsonaro se recupera da facada que o atingiu no estômago quando fazia caminhada no centro de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Bolsonaro começou a receber visitas e registra tudo nas redes sociais.

17:44 · 23.09.2018 / atualizado às 17:44 · 23.09.2018 por

É oficial: a partir de agora, os candidatos à cargos no governo não podem ser presos. A única exceção é se forem pegos em flagrante. Isso, porque, a lei eleitoral proíbe prisões dos políticos nos 15 dias que antecedem o primeiro turno da eleição, que será no dia 7 de outubro.
A lei de imunidade eleitoral, como é chamada, garante ao candidato o “pleno exercício da democracia”. Uma prisão poderia permitir que ele fosse afastado da disputa eleitoral.
De acordo com o advogado eleitoral e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, José Eduardo Alckmin, essa é uma forma de garantir a normalidade das eleições.
Se o candidato for pego em flagrante, e for preso, ele ainda continuará disputando a corrida eleitoral, uma vez que a Lei da Ficha Limpa proíbe apenas candidaturas de pessoas condenadas em segunda instância pelo tribunal.
Se houver segundo turno, a lei vale, a partir do dia 13 de outubro, apenas para aqueles que forem concorrer no dia 28.
Além da imunidade para o candidato, a lei vale também para os eleitores. Porém, apenas cinco dias antes da eleição, e dura até 48 horas depois. Nenhum eleitor pode ser preso entre dois e nove de outubro deste ano, a menos que tenha seja pego em flagrante cometendo algum crime.