Busca

Categoria: Segurança Pública


12:07 · 04.05.2017 / atualizado às 12:07 · 04.05.2017 por

O deputado Audic Mota, primeiro secretário da Assembleia Legislativa, recebeu nesta terça-feira, 2, o comunicado oficial de que o Batalhão PM do Raio, em Tauá, terá  o reforço de mais uma equipe de militares. O Comando Geral da corporação confirmou o atendimento às reivindicações de ampliação para os quadros do 5° Pelotão / 3ª Cia / BP Raio, com destacamento de mais dois sargentos e dois soldados.

O cronograma da primeira etapa de interiorização do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) cumpre, assim, mais um estágio.

No município de Tauá, o governador Camilo Santana inaugurou a oitava das nove sedes a receber unidade do Raio no Interior do Estado do Ceará.

A implantação envolveu investimento de aproximadamente R$ 1 milhão, apenas na aquisição de motos e viatura para a unidade – sem contar com a compra de armas, fardamento e equipamentos de proteção.

O efetivo especializado conta com 37 policiais militares distribuídos em quatro equipes, com 16 motos e uma viatura, que ajudam no monitoramento das áreas de maior incidência de crimes de homicídio, roubo e tráfico de drogas.

O novo BPRaio atua, para além de Tauá, com ações em outros sete municípios da região: Aiuaba, Arneiroz, Catarina, Mombaça, Parambu, Piquet Carneiro e Quiterianópolis.

11:04 · 04.05.2017 / atualizado às 11:04 · 04.05.2017 por
Os guardas municipais de todo o Ceará estão mais próximos de ter uma representação estadual. Nesta quarta-feira, o deputado Domingos Neto e o vereador Márcio Cruz, que representa a categoria, se reuniram com o ministro  do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Na pauta, estava a reforma estatutária do Sindicato dos Agentes Municipais de Segurança Pública do Estado do Ceará (Sindiguardas).

De acordo com o compromisso do ministro, em até 60 dias, a entidade sindical poderá ter abrangência em todo o estado. Hoje, o  Sindiguardas representa os profissionais apenas da região metropolitana de Fortaleza. No Ceará, há 72 municípios que contam com o valioso trabalho dos guardas municipais na segurança das nossas cidades e da população. “O ministro se comprometeu a agilizar o processo e garantir o registro em 60 dias. Agradeço o apoio do ministro nesta importante causa para o nosso estado”, explica Domingos Neto.

11:49 · 30.04.2017 / atualizado às 11:49 · 30.04.2017 por
12:46 · 21.04.2017 / atualizado às 12:46 · 21.04.2017 por

Localizado na região dos Inhamuns, Parambu tem convivido com as incertezas e o receio de novas ondas de ataques criminosos.

O município sofreu diversos ataques de bandidos ao longo dos anos. Na maioria das vezes os criminosos tomavam as ruas atirando em todas as direções apavorando a comunidade e inibindo os poucos policiais militares locais. O último ataque resultou na explosão da única agência bancária da cidade, deixando-a inutilizada e forçando a população buscar atendimento bancário no município de Tauá (60 km de Parambu).

“Vivemos em um clima de terror, parece uma terra sem leis. Só tem 2 policiais na cidade e é quando tem.” Afirma o senhor Antônio Alves morador local.

Mesmo com baixo efetivo policial, Parambu surpreende por ser o berço de quatro deputados estaduais. Naumi Amorim (atualmente prefeito de Caucaia), Aderlânia Noronha, Leonardo Araujo e Joaquim Noronha. Os quatro deputados já chamaram a atenção do Governo do Estado para a questão da segurança em Parambu e na região dos Inhamuns, mas mesmo assim, o baixo efetivo de policiais militares permanece.

Cansado de esperar por ações do Governo do Estado o prefeito de Parambu Raimundo Filho Noronha decidiu agir como podia. Mesmo em um momento de limitado repasse aos municípios Filho Noronha publicou, no último dia 06/04, edital para a contratação de 50 (cinquenta) guardas municipais.

“Por mais segurança em Parambu vamos contratar esses 50 guardas municipais e assim amenizar o problema de segurança que vem se alastrando pelo estado.” afirma Filho Noronha.

O edital está disponível no site da prefeitura e o período de inscrição será até o próximo dia 19/04.

 

16:48 · 20.04.2017 / atualizado às 16:48 · 20.04.2017 por

O Sindiônibus, a Segurança Pública do Estado e a Prefeitura de Fortaleza, através da Etufor e Secretaria de Conservação e Serviço Público, reuniram-se, na tarde desta quinta-feira (20), para elaborar uma operação de segurança que garanta a normalidade do serviço de transporte coletivo de passageiros para a população.

Os ônibus de Fortaleza irão circular em comboios e com escolta da polícia a partir das 17h de hoje, sem previsão para o fim desta operação.

Diretoria do Sindiônibus

21:01 · 19.04.2017 / atualizado às 21:01 · 19.04.2017 por

O deputado Vitor Valim condenou os ataques a ônibus na região metropolitana de Fortaleza. “Doze ônibus foram incendiados em diversos bairros e a inteligência da polícia não sabia. O secretário vai na periferia, encosta pobre na parede, faz propaganda e não deixa a polícia ocupando os locais para delatar gente de bem dos bandidos. Ele tá se divertindo”, atacou.

Valim disse que o certo  é entrar nas áreas de risco e implantar policiamento, escola, posto de saúde, projetos culturais, tudo supervisionado pela segurança pública. Os policiais são expostos aos criminosos e o secretário vai com seus 200 seguranças. O ataque aos ônibus expõe toda falta de controle”, explicou. Valim foi mais além “quero e defendo a “profissionalização da segurança policiais militares no comando porque eles conhecem as cidades”.

13:02 · 31.03.2017 / atualizado às 14:04 · 31.03.2017 por

O Prefeito em execício, Moroni Torgan, foi a Câmara Municipal de Fortaleza explanar sobre o conjunto de ação que integram o Plano Municipal de Proteção Urbana – PMPU, no qual tem sua coordenação. Segundo Moroni, as ações práticas previstas no plano são fruto de experiências exitosas em diversas cidades do mundo. Foi apresentado o aplicativo Olho Vivo, ferramenta tecnológica que vai proporcionar armar a população usando a tecnologia, uma vez que a comunicação da população com a célula de segurança próxima a sua casa e a resposta se dará em um curto espaço de tempo, informando inclusive a localização da ocorrência através de GPS do smartphone de quem está enviando a informação, com a garantia do mais absoluto sigilo. Poderão ser enviados fotos, vídeos e áudios relacionadas a ocorrência. Também serão implantadas as Células de Segurança, com a presença da Guarda Municipal e integrado com a Polícia Militar, diminuindo o tempo de atendimento as ocorrências. Será criado o Conselho Municipal de Proteção Urbana, órgão colegiado que contará com a presença dos diversos setores da sociedade e do poder público, com o objetivo de definir prioridades e diretrizes do PMPU. Presente no plenário, o Vereador Michel Lins (PPS) demonstrou entusiasmo com as ações do PMPU: “Se fala tanto em armar a população e a guarda e com essa ação, a Prefeitura dá um passo importante na melhoria da segurança pública do nosso município, armando a comunidade de forma simples, inteligente e eficaz, com uma ferramenta que é do dia-a-dia das pessoas, através de smartphones. O caso dá morte da Dandara por exemplo, foi resolvido através da gravação de vídeo, pela própria população”

O Plano Municipal de Proteção Urbana – PMPU conta com as ações secundárias, que são as iluminação de ruas, praças e avenidas, urbanização, construção, reforma e ampliação das praças e demais áreas de lazer da cidade e deve beneficiar primeiramente cerca de 6 mil quadras, que equivale a um terço do total dos quarteirões da cidade ao final de 2 anos.

11:46 · 30.03.2017 / atualizado às 11:46 · 30.03.2017 por

Preocupado com a crescente violência no Estado, o deputado Roberto Mesquita (PSD) quer aliar a tecnologia no enfrentamento ao problema. O parlamentar está propondo a criação de um aplicativo para tablets e celulares para permitir o encaminhamento de denúncias diretamente à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (CIOPS). A partir da notificação, o atendimento será feito da mesma forma como ocorre quando o cidadão liga para o 190.

 O “Cidadão Protegido”, que deverá rodar em todos os sistemas operacionais, vai permitir, segundo Mesquita, mais agilidade no contato e na interação do usuário com os órgãos de segurança, sendo esse feedback essencial para a montagem de estratégias de enfrentamento à violência. “A participação da sociedade é indispensável. Segurança Pública é uma atividade que não é exclusiva do Estado, e sim da sociedade em seu conjunto”, argumenta Roberto Mesquita.

O parlamentar ressalta no seu projeto que o aplicativo deverá ser acessível e de fácil navegação, para que possa alcançar a maior parte da população. Observa também que todas as denúncias serão devidamente registradas para fins de estatísticas e controle das informações. Tal como ocorre no contato por meio do 190, a aplicação garantirá o anonimato do usuário.

Além da comunicação diretamente com a CIOPS, a ferramenta fornecerá telefones e endereços dos órgãos competentes de acordo com o tipo de denúncia, inclusive o 181, o disque-denúncia do Governo do Estado. O “Cidadão Protegido” irá identificar a localização do usuário no momento da denúncia e fornecer um número de registro da denúncia, contendo também uma tela de advertência sobre o crime de denunciação caluniosa e comunicação falsa de crime.

07:38 · 23.03.2017 / atualizado às 07:38 · 23.03.2017 por

Com 18 votos a favor e um contra, uma comissão formada por representantes de órgãos municipais, estaduais e federais deu a aprovação ambiental para a construção da nova sede do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE). A proposta é que a estrutura seja feita na região da Praia do Futuro e, nesta tarde (22), foi discutida a licença ambiental para a implantação. A reunião foi realizada na Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) da Prefeitura de Fortaleza e contou com a participação do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, e do adjunto da pasta, Alexandre Ávila, juntamente com o comandante do Comando de Polícia Especializada (CPE) da PMCE, coronel Aginaldo de Oliveira.

Também participou do encontro a secretária da Seuma, Águeda Muniz, e representantes de órgãos como a Câmara Municipal de Fortaleza, as Secretarias de Finanças e de Desenvolvimento Econômico do Município, Procuradoria Geral do Município, Instituto de Planejamento de Fortaleza (Ipanfor), Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE), Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), Federação de Entidades de Bairros e Favelas de Fortaleza, Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Sindicato das Construtoras do Ceará (Sinduscon), entre outros.

Durante o evento, o secretário André Costa falou da atuação da Polícia nas Unidades Integradas de Segurança (Unisegs), como o trabalho desenvolvido pelo Grupo de Apoio às Vítimas de Violência (GAVV) e o Ronda Escolar. Seu adjunto, Alexandre Ávila, pontuo a importância da parceria público/privada e o comandante do CPE, coronel Aginaldo, ressaltou as ações desenvolvidas pelos policiais no sentido de coibir atos criminosos. Como exemplo, ele destacou a Operação Ocupação Marco Zero, realizada entre os dias 04 e 10 deste mês pela SSPDS e suas vinculadas, juntamente com outros órgãos parceiros. A ofensiva se desenvolveu em bairros situados nas Áreas Integradas de Segurança 1 e 7 (AIS 1 e 7), tendo a Barra do Ceará como sede. Também foi frisado durante a reunião o fato de não ocorrer casos de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPS), que são os roubos, e homicídios na região da operação desde o início dos trabalhos policiais.

De acordo com Aginaldo de Oliveira, a mudança da sede do BPChoque é necessária tendo em vista que o prédio atual, já antigo, não comporta mais o efetivo e as viaturas empregadas no Batalhão. A aprovação ambiental da implantação foi realizada após discussão e votação, com 18 votos favoráveis, um contra e uma abstenção. Agora, a implantação aguarda algumas tramitações jurídicas.

10:30 · 14.03.2017 / atualizado às 10:30 · 14.03.2017 por

Ao justificar sua posição, o parlamentar aponta o Estatuto do Desarmamento como uma das causas principais para o crescimento da violência no Brasil. “O Estatuto do Desarmamento foi criado para diminuir o índice de homicídios no Brasil, mas passados alguns anos só cresceu. Em 2012, o índice oficial do Governo Federal era de 40 mil assassinatos. No último levantamento, ainda no Governo Dilma, este índice passou para 60 mil e, atualmente, já se fala em mais de 70 mil homicídios por ano.  Esta escalada maluca não pode continuar”, justificou. 

Odécio faz um alerta: a liberação da arma de fogo deve chegar apenas às mãos de pessoas preparadas para o seu manuseio.

Os membros da Comissão de Segurança decidiram por uma audiência pública de porte de arma de fogo para a Guarda Municipal. Porém, na última sessão da Comissãode Segurança, houve um pedido de vistas do processo pelo vereador Acrísio Sena (PT)aceito pela presidência da comissão.

O vereador Odécio Carneiro é cristão evangélico e bacharel em Direito, pós-graduado em Gestão de Segurança Pública e Defesa Social. Tem vasta experiência nacional e internacional como Policial Federal. Na Câmara, além de ser membro da Comissão de Segurança, também está na Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor e do Contribuinte.