Roberto Moreira

Categoria: Tecnologia


07:56 · 13.02.2019 / atualizado às 07:56 · 13.02.2019 por

Lembrando que já tratou do tema do cyberbulling na Câmara Municipal de Fortaleza, em 2017, o deputado estadual Acrísio Sena (PT) falou hoje (12/2), na tribuna da Assembleia Legislativa, sobre crimes cibernéticos. “A influência das redes sociais na política e a consequente ameaça à democracia, a confidencialidade dos dados pessoais e a segurança do comércio eletrônico vêm preocupando líderes do mundo inteiro”, ressaltou o parlamentar.

Segundo Acrísio, no Brasil, pouco mais de 139 milhões de pessoas usam Internet. Destes, 85% usam todos os dias e, em média, cada brasileiro fica 9h14m conectado na rede, a maior parte (89%) através de seu dispositivo celular. Ele listou crimes como racismo, preconceito religioso, prostituição infantil, apologia ao crime, desvios bancários, lavagem de dinheiro e exposição de privacidade, citando que crianças e mulheres são as principais vítimas.

Em 2018, houve 17.584 denúncias de violência ou discriminação contra mulheres envolvendo mais 4 mil sites. “Estamos na luta, com companheiros da Polícia Civil, junto ao governador Camilo Santana, para implementarmos uma Delegacia especializada em crimes cibernéticos”, finalizou.

11:28 · 07.02.2019 / atualizado às 11:28 · 07.02.2019 por

Uma resolução publicada na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União prevê que médicos brasileiros possam realizar as chamadas telecirurgias. Esse tipo de procedimento é feito por uma tecnologia manipulada, como um robô, por exemplo, em que os comandos são feitos por um médico que está em outro local.

A norma exige, no entanto, que outro médico com a mesma habilitação do cirurgião remoto esteja presente no local onde o procedimento está sendo feito. O objetivo é que ele possa atuar no caso de alguma alteração no processo.

A Resolução Nº 2.227/18 foi criada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e deve entrar em vigor a partir de maio deste ano. De acordo com relator da norma, Dr. Aldemir Soares, o intuito é agilizar os procedimentos médicos e facilitar a vida dos pacientes, já que, dessa forma, longos
deslocamentos podem ser evitados.

“O retorno médico, que você tem que voltar lá para mostrar todos os exames, por exemplo, você vai poder fazer isso a distância. E se ele entender que a distância já está resolvido, não precisa fazer a presencial. É nesse sentido que a gente regulamenta que isso possa valer como uma consulta completa.”

A mudança, porém, não é unanimidade no meio clínico. Os Conselhos Regionais do Rio Grande do Sul, São Paulo e Ceará apresentaram discordâncias em relação à regulamentação dos atendimentos online no Brasil. Essas entidades criticaram o texto publicado pelo CFM e disseram que têm sugestões técnicas a apresentar.

12:30 · 06.02.2019 / atualizado às 12:30 · 06.02.2019 por

Principal aplicativo de mensagens do mundo, o WhatsApp anunciou nesta terça-feira (5) uma nova ferramenta, que permite bloquear a tela do aplicativo e desbloqueá-la apenas com função biométrica de reconhecimento digital ou facial. A novidade, até o momento, é exclusiva para iPhones. Não há previsão da chegada dessa função para celulares com sistema operacional Android.

A ferramenta permite determinar uma quantidade de tempo para o bloqueio, desde a última vez em que o aplicativo foi utilizado. Se bloqueado, só será permitido o acesso com uso de autenticação biométrica, funções disponíveis nos celulares da Apple.

De acordo com o WhatsApp, a nova função vai fortalecer a privacidade do usuário e impedir que outras pessoas usem o aparelho sem permissão para ler mensagens.

18:36 · 04.02.2019 / atualizado às 18:36 · 04.02.2019 por

Com uma palestra focada em tecnologias digitais em segurança, a cargo do especialista em Cidades Inteligentes, Renato de Castro, será lançado, amanhã, dia 5/2, no auditório da Federação das Indústrias do Ceará, o Instituto Iracema Digital. O movimento, que reune os atores de TIC do estado – governos, academia, empresas e startups, objetiva transformar o Ceará em uma vitrine do potencial de pesquisa, desenvolvimento e inovação aqui existente, divulgando e valorizando o que é feito em todo o Estado. De acordo com seu Presidente, Ricardo Liebmann, o Ceará registra várias iniciativas de inovação, de aceleração de startups, detém uma estrutura de educação bem distribuida em todo o território, entretanto falta um organismo catalizador desse ambiente, que possa promover interação entre empresas, academia, governos e sociedade, dando visibilidade as ações e iniciativas, divulgar as inteligências e as potencialidades, projetando nosso Estado na área de Ciência, Tecnologia e Inovação.

O instituto Iracema Digital vem cumprir esse papel, e surge exatamente da necessidade do setor, que já é pujante, com capacidade de promover o crescimento acelerado da economia do Estado. A estratégia, na visão de seus idealizadores, ensejará maior interação entre o segmento, aumentando o volume de negócios das empresas, ampliando a captação de recursos e investimentos da academia na perspectiva de melhorar a qualidade de vida no Ceará.

Sem fins lucrativos, o Iracema digital fez sua avant première na Feira do Conhecimento de 2018, realizada pelo Governo do Estado. Maturado, o movimento ambiciona ser um hub de inovação no estado, promovendo a articulação necessária ao ecossistema de TIC, ajudando o Ceará a se tornar mais próspero e justo pela contribuição do setor, através de softwares, bases de dados, datacenters, nuvens, Internet, Inteligência Artificial, robótica, IOT . A diretoria executiva do Iracema Digital tem na presidência Ricardo Liebmann, CEO da Secrel, na Diretoria de Inovação & Negócios Claudio Ricardo, Secretário da Fundação de Ciência Tecnologia e Inovação – Citinova, da prefeitura de Fortaleza, na Diretoria de Desenvolvimento & Marketing, Mauro Oliveira, professor do IFCE Aracati, e na Diretoria de Pesquisa & Relações Internacionais Rossana Andrade, CEO do Lab GREAT.

14:36 · 20.12.2018 / atualizado às 14:36 · 20.12.2018 por
Em momento de transição tecnológica, o Brasil convive com duas realidades distintas: em 2017, 20,6 milhões de pessoas de 10 anos ou mais acessaram a Internet pelas chamadas Smart TVs (16,3% da população que utilizou internet), enquanto 11,9 milhões de pessoas moravam em domicílios dependentes do sinal analógico, que está em processo de substituição pelo digital. Os dados são da publicação de Tecnologia da Informação e Comunicação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC TIC), divulgada hoje pelo IBGE.

O crescimento na utilização de TVs para o acesso à Internet foi rápido: em 2016, 13,1 milhões (11,3% da população) utilizaram a função no aparelho, enquanto o número passou para 20,6 milhões em 2017 (16,3%), um acréscimo de mais de 7 milhões de usuários. O aumento absoluto só não foi maior que no celular, que pulou mais de 12 milhões em um ano, de 109,8 milhões em 2016 (94,6%) para 122,5 milhões em 2017 (97%).

“A pesquisa trouxe um crescimento da utilização da TV para o acesso à internet. Chamou a atenção, porque vai na direção contrária ao microcomputador e tablet, que caíram no mesmo período”, destaca a pesquisadora Adriana Beringuy, citando a queda da utilização de computadores e tablets para o acesso de 65,9%, em 2016, para 58,5%, em 2017.

11:36 · 09.12.2018 / atualizado às 11:36 · 09.12.2018 por

Seja nos computadores, celulares, tablets ou televisões. Não importa por meio de qual aparelho, mais da metade da população mundial já têm acesso à internet, ou seja, 3,9 bilhões de pessoas estão conectadas. A informação é da Organização das Nações Unidas.

De acordo com a agência da ONU para informação e comunicação, a estimativa é que até o final deste ano, 51,2% da população tenha acesso à internet. A agência informou, ainda, que os países mais ricos do planeta apresentaram crescimento de 30 pontos percentuais no uso da internet, passando de 51% em 2005 para 81% em 2018.

Além disso, o crescimento foi muito mais significativo nos países em desenvolvimento, que inclui o Brasil, onde em 2005 apenas 7,7% da população tinha acesso à internet, e hoje esse número chega a 45%.

A África representa o maior índice de crescimento, subindo de 2% há 13 anos, para 24,5%.

O relatório mostrou também que quase toda população mundial vive em áreas com acesso a redes de telefonia. Destes, cerca de 90% podem utilizar a internet por meio de dados móveis.

08:44 · 19.11.2018 / atualizado às 08:44 · 19.11.2018 por
Já imaginou uma casa que conversa com você e atende aos seus comandos? Construída em plástico protendido e automatizada, a Casa Inteligente mostra como viver dia a dia com o futuro, sem precisar investir muito. A iniciativa estará aberta à visitação do público durante a Feira do Conhecimento, de 21 a 24 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará  e conta com o apoio das empresas Mallory, Pixels e Impacto Protensão.
De acordo com o gerente Acadêmico da Pixels – Escola de Design e Tecnologia, Sandro Mesquita, a Casa Inteligente é controlada por comando de voz, usando o assistente virtual JARVIS. “Esse assistente interage com o usuário não apenas no controle elétrico da casa, mas também com conversação, acesso à internet, pesquisas, controle do Windows do computador, entre outras funções. É possível comandar tudo pelo celular, com um aplicativo desenvolvido por nossa escola”, explica.
A Casa Inteligente está equipada com diversos produtos da Mallory, uma das maiores empresas de eletroportáteis do Brasil e que oferece produtos das linhas Cozinha, Lar, Cuidados Pessoais e Ventilação. Cafeiteira, ventilador, liquidificador e fritadeira são alguns exemplos de equipamentos que funcionam na casa via automação.
Já a construção da Casa Inteligente, em plástico protendido, é fruto de um trabalho da empresa Impacto Protensão e que resultou em uma confortável, sustentável e criativa opção de moradia. O protótipo, desenvolvido pelo engenheiro Joaquim Antonio Caracas, proprietário da empresa cearense, visa atender à população de baixa renda. O principal enfoque na construção foi o uso de materiais e elementos construtivos de baixo impacto ambiental e integração com conceitos como desempenho (rapidez e praticidade na montagem) e qualidade.
13:50 · 05.11.2018 / atualizado às 13:50 · 05.11.2018 por

O secretário Chefe do Gabinete do Governador do Ceará, Élcio Batista, cumpre agenda oficial no Exterior desde esta segunda-feira (5). Até a próxima quinta-feira (9), Élcio estará em Lisboa, onde participa, entre outras agendas, da Web Summit 2018, a mais renomada feira de tecnologia do mundo, que chega pela terceira vez à capital portuguesa. Na pauta, as estratégias do Ceará para a implantação de um ecossistema de inovação e práticas de governo digital.

Nesta segunda, Élcio tem encontro com a Câmara de Comércio e Indústria Luso Brasileira (CCILB), para conhecer detalhes do regime societário e tributário para startups portuguesas; mapear os principais players do mercado e oportunidades de intercâmbio Brasil-Portugal. Visita ainda a Uniplaces HQ e a Farfetch, grandes cases de sucesso do país em tecnologia e se encontra com diretores do Deutsche Bank.

De terça a quinta-feira, ele participa da Web Summit 2018, em articulações com a Agência para o Investimento e Comércio Exterior de Portugal (AICEP) e Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI).

Élcio ainda terá encontro com o secretário de Estado da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro, para alinhar acordo de colaboração para a implementação de boas prática de governança digital; com o Conselho da Agência de Modernização Administrativa; e finaliza a agenda portuguesa proferindo palestra sobre os avanços e potencialidades do Ceará no Circuito Eça de Queiroz.

08:33 · 01.11.2018 / atualizado às 08:33 · 01.11.2018 por

A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pelo processo de migração do sinal de TV no Brasil, e a população de Juazeiro do Norte e de outras 4 cidades da região tiveram o sinal analógico de TV desligado às  23h59 desta quarta-feira, 31. A decisão foi tomada pelo Gired, liderado pelo presidente da Anatel, Juarez Quadros, e homologada por Gilberto Kassab, Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O processo entra em sua fase final, estando completamente em dia com o cronograma. Além do Cariri, as regiões de Campo Grande (MS), Rio Branco (AC), Boa Vista (RR), e Sobral (CE) também tiveram  sinal desligado nesta quarta-feira, assim o cronograma definido pelo MCTIC passa a estar totalmente em dia.

Com a mudança, os cerca de 170 mil domicílios da região assistirão à programação da TV aberta apenas pelo sinal digital, que tem muito mais qualidade de som e imagem. Na região do Cariri, desde julho de 2017, diversas ações foram realizadas para informar e orientar a população, entre elas a Patrulha Digital, em que estudantes percorreram as ruas para verificar na casa das pessoas se seus aparelhos de TV já estavam preparados, mutirões de instalação da antena digital e do conversor, divulgação de informações nas contas de água do município de Crato, além de visitas às comunidades de diversos bairros. A entidade também contou com a parceria da Associação dos Surdos do Juazeiro do Norte, como forma de incluir a comunidade surda no projeto e orienta-los sobre a mudança.

“As ações de mobilização social e os espaços na mídia local foram fundamentais para conseguirmos levar informação às pessoas, sem deixar ninguém para trás. É válido ressaltar também a importância do trabalho diário de atendimento em todos os municípios, onde a cada atendimento pudemos vivenciar a alegria das famílias que passaram a ter acesso ao sinal digital”, afirma Carla Prata, consultora de mobilização da Seja Digital.

Para possibilitar que as famílias de menor renda tivessem acesso ao sinal digital, a Seja Digital distribuiu kits gratuitos, com conversor e antena. Até o momento, mais de 98 mil famílias já foram beneficiadas e estão assistindo à sua programação favorita por meio do sinal digital. Mesmo após o desligamento do sinal analógico, a entidade continuará distribuindo os kits gratuitos por pelo menos mais 30 dias.

A expectativa é que a região de Juazeiro do Norte siga os passos de Brasília, São Paulo e Recife, e em pouco tempo 100% dos domicílios tenham acesso ao sinal digital. Os canais de atendimento também continuarão à disposição da população para oferecer todo suporte necessário mesmo após o desligamento. O site www.sejadigital.com.br e a central telefônica 147 (ligação gratuita) continuam disponíveis para os moradores que ainda tiverem dúvidas sobre como se preparar para o sinal digital.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

11:45 · 20.10.2018 / atualizado às 11:45 · 20.10.2018 por

Este é o penúltimo fim de semana antes do desligamento do sinal analógico em algumas cidades do Cariri (Juazeiro do Norte, Barbalha, Caririaçu, Crato e Missão Velha), que será realizado dia 31 de outubro. Por isso, se você comprou a antena digital e o conversor ou já retirou o kit gratuito distribuído pela Seja Digital, mas ainda não fez a instalação, aproveite o tempo livre para instalar esses equipamentos. Quem não se preparar a tempo ficará sem ver TV.

Vale lembrar que os televisores de tubo ou de tela plana fabricados até 2010 precisam de um conversor para receber o sinal digital. Se sua TV já possui conversor embutido, basta conferir se sua antena é digital. O processo é simples. O mais indicado é instalar sua antena no telhado da casa. Depois, conecte o conversor à sua TV e faça a sintonia dos canais. Se ainda tiver dúvidas, ligue gratuitamente para 147 ou acessesejadigital.com.br.

Para saber se têm direito ao kit gratuito, com antena digital e conversor com controle remoto,  e agendar a retirada dos equipamentos, basta acessar o site www.sejadigital.com.br ou a central telefônica 147. Não deixe para a última hora.

Na região, o desligamento do sinal analógico já começou. A qualquer momento, as emissoras podem desligar o sinal e a transmissão será feita apenas pelo sinal digital.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

 

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Roberto Moreira

Jornalista com mais de 40 anos de atuação acompanha de lupa os movimentos da classe política. Crítico, ácido e atuante, o blog leva ao leitor fatos reais.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags