Busca

10:45 · 19.09.2017 / atualizado às 10:45 · 19.09.2017 por

Com a inclusão de mais de 218 mil famílias no Bolsa Família em setembro, a fila de espera do programa foi zerada pela quarta vez neste ano. Nos meses de janeiro, fevereiro e agosto, todos os beneficiários que aguardavam para entrar no programa também foram incluídos, um feito inédito desde a criação do Bolsa Família. Neste mês, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) repassará mais de R$ 2,4 bilhões a quase 13,5 milhões de famílias brasileiras. O pagamento do benefício, cujo valor médio é de R$ 179,64, começa nesta segunda-feira (18) e segue até o dia 29 em setembro. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dias. Dados do MDS apontam queda de 42% no número de famílias que retornaram ao programa, na comparação com anos anteriores. A pasta estima que, em 2017, aproximadamente 303 mil famílias voltarão a receber o benefício. Os números são inferiores aos patamares de 2016, quando 519 mil famílias retornaram ao Bolsa Família, e de 2015, quando o MDS registrou o retorno de 423 mil famílias.

10:36 · 19.09.2017 / atualizado às 10:36 · 19.09.2017 por

O deputado federal Leônidas Cristino disse que é contra a privatização da Eletrobras, da CHESF, Furnas, Eletrosul e Eletronorte, e que não aceita o pacote de privatizações proposto pelo presidente Michel Temer. Em audiência pública para debater o tema, realizada nesta segunda-feira (18/9) na Assembleia Legislativa, ele observou que a geração e transmissão do sistema elétrico são dois setores estratégicos fundamentais para regular a distribuição no modelo brasileiro.

“Se privatizar a geração e transmissão e a distribuição, quem é que vai regular o sistema elétrico?” indagou o parlamentar. A Eletrobras hoje é monopólio do governo; se deixar a regulação por conta do monopólio do mercado “é óbvio que vão fazer todo tipo de artimanhas para aumentar as tarifas”, afirmou.

Como exemplo do que ocorre com a privatização, Leônidas Cristino citou o caso do sistema ferroviário que em 1997 foi “esquartejado” em quatro regiões pelos compradores. O Brasil tinha à época 40 mil Km de ferrovias, e tem hoje 29 mil km. As tarifas aumentaram e o que era social nas ferrovias, o transporte de passageiros, foi extinto porque não tinha a rentabilidade do transporte de cargas, disse ele.

“Isso vai acontecer também no sistema elétrico se ele for privatizado”, alertou Leônidas Cristino. O deputado lembrou que quando foi privatizada a distribuição de energia não aconteceu a eficiência apregoada, porque teve apagão, as tarifas aumentaram acima da inflação e o dinheiro arrecadado não foi usado para redução de dívida pública. Segundo ele, o governo quer tampar o rombo da dívida pública, hoje de R$ 170 bilhões, com a venda da Eletrobras estimada em R$ 20 bilhões.

Leônidas Cristino disse que está em jogo a soberania do país. “Se a Chesf for privatizada, quem vai tomar conta da vazão do rio São Francisco, da geração de energia hidráulica, do abastecimento de água?”, indagou o deputado. “São eles – a iniciativa privada. Por isso sou contra a privatização da Eletrobras e principalmente da Chesf”, afirmou.

“É um crime que estão fazendo, e não podemos ficar calados”, disse o presidente do Sindicato dos Eletricitários do Ceará, Cesário Macedo. Participaram da audiência os deputados federais Danilo Cabral, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf; André Figueiredo, presidente do PDT no Ceará; José Aírton e Odorico Monteiro; e os deputados estaduais Elmano Freitas e Raquel Marques.

10:34 · 19.09.2017 / atualizado às 10:34 · 19.09.2017 por

O procurador-geral de Justiça do Ceará, Plácido Rios, dará posse, em outubro, aos 300 novos assessores no órgão. São todos cargos comissionados aprovados pela Assembleia Legislativa em lei sancionada pelo governador Camilo Santana. O procurador disse que vai ofertar metade dos cargos às pessoas da casa, enquanto a outra metade será “da livre escolha” do promotor de justiça.

Plácido Rios está sendo criticado pelo conjunto de servidores do Ministério Público. O mundo jurídico também critica. O procurador sustenta que sairá mais barato pagar comissionados.

10:32 · 19.09.2017 / atualizado às 10:32 · 19.09.2017 por

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), lançou o 12º Edital Carnaval do Ceará 2018. O Estado vai apoiar projetos voltados para a produção, circulação e difusão das tradições regionais cearenses nas manifestações carnavalescas em diversas categorias.

O aporte financeiro a ser disponibilizado vai ser de R$ 1.1 milhão, para a seleção de até 57 projetos. O edital está disponível para consulta no site www.editais.cultura.ce.gov.br até o dia 30 de setembro próximo. As inscrições, gratuitas e online, estarão abertas de 2 a 9 de outubro de 2017, feitas pelo mesmo site.

10:31 · 19.09.2017 / atualizado às 10:31 · 19.09.2017 por

O deputado Roberto Mesquita (PSD) defendeu que a reestruturação do judiciário, que vem sendo debatida na Assembleia Legislativa, traga mais celeridade à Justiça cearense. Para o deputado, o mais importante a ser feito nesse momento é criar soluções para que a justiça efetivamente responda aos anseios de quem a procura.

“Espero que ao final desse debate nós encontremos uma proposta justa, para que possamos ter uma Justiça célere e eficaz, que chegue às pessoas, principalmente aos mais carentes, fazendo do Ceará um estado onde as leis funcionem”, defendeu o deputado.

Mesquita fez a fala durante audiência pública realizada  pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (18/09). O debate contou ainda com representações do Tribunal de Justiça, da OAB e da sociedade civil.

O projeto de reestruturação do judiciário em tramitação na Assembleia Legislativa prevê, conforme o TJ, a aglutinação de comarcas, redistribuição de tarefas, criação de novas varas entre outras reformulações. Se aprovado, 17 comarcas serão “aglutinadas” a outras em todo o estado.

10:29 · 19.09.2017 / atualizado às 10:29 · 19.09.2017 por

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), esteve reunido com o presidente da República em exercício, Rodrigo Maia e o ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta segunda-feira (18). Na ocasião, ele conseguiu o compromisso de que as cidades de Lavras da Mangabeira e Mombaça serão contempladas com a instalação de um Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

De acordo com o presidente do Congresso, a reunião foi muito positiva. “O ministro concorda com a ampliação do ensino técnico no Ceará e apoiou os dois projetos”, disse.

No início do mês, Eunício conseguiu junto à pasta a liberação de R$ 3,8 milhões para a conclusão do IFCE da cidade de Acopiara. Mais de mil profissionais já estão sendo contratados para que a escola inicie suas atividades e atenda aos jovens da região.

10:25 · 19.09.2017 / atualizado às 10:25 · 19.09.2017 por

Nesta terça-feira (19), a Mega-Sena promete pagar o prêmio de R$ 13,4 milhões, primeiro dos três concursos da Mega Semana da Primavera. O sorteio será realizado às 20h, no Espaço Loterias CAIXA, próximo ao Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Com o valor, o novo milionário pode receber um rendimento mensal de R$ 73 mil apenas investindo na Poupança da CAIXA. Se preferir aplicar o prêmio em bens, pode adquirir 90 carros esportivos de luxo ou duas mansões a beira mar.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 3,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas na Mega-Sena pelo computador pessoal, tablet ou smartphone. Basta ter conta corrente na CAIXA e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteio, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Mega Semana da Primavera:

Além do concurso de amanhã, outros dois sorteios completam a Mega Semana: um na quinta-feira (21) e outro no sábado (23). Nas Mega Semanas, os apostadores têm mais oportunidades de ganhar, sempre com três concursos durante a semana.

Até o final do ano, os apostadores terão mais duas chances de apostar três vezes na semana. Em outubro e novembro serão realizadas as Mega-Semanas da Sorte e da República, respectivamente, completando as 7 que foram previstas para 2017.

Timemania:

Também será realizado amanhã o sorteio do prêmio acumulado de R$ 8,1 milhões da Timemania. Para jogar, o apostador deve marcar 10 dos 80 números do volante, e escolher um time do coração. Ganha prêmio quem acertar 7, 6, 5, 4 ou até mesmo 3 dos sete números sorteados. Se ainda acertar o Time do Coração, recebe um prêmio adicional. A aposta custa R$ 2,00 e pode ser registrada até as 19h nos dias de sorteio em qualquer casa lotérica do país.

09:49 · 19.09.2017 / atualizado às 09:49 · 19.09.2017 por

A Câmara dos Deputados tentará mais uma vez avançar na discussão das propostas de reforma política que tramitam na Casa. Nesta terça-feira (19), o plenário volta a analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que institui um novo sistema eleitoral e um fundo público para financiar as campanhas. A sessão está marcada para as 9h.

A proposta já está há algumas semanas no plenário, mas não encontra consenso entre as principais bancadas. O texto em análise propõe a adoção do voto majoritário (conhecido como “distritão”) para escolha de deputados para as eleições de 2018 e 2020 e a instalação do sistema distrital misto, que combina voto majoritário e voto em lista preordenada pelos partidos nas eleições proporcionais a partir de 2022.

Outro ponto de destaque da proposta é a instituição de um fundo público para financiamento das campanhas eleitorais. O fundo seria composto por recursos da União, sem valor ainda definido. O fundo deve ser regulamentado por um projeto de lei que já foi aprovado em comissão especial e está para chegar ao plenário.

Na quarta-feira (20), os deputados devem continuar a votação da PEC 282/2016, que trata do fim das coligações partidárias nas eleições de deputados e vereadores a partir do ano que vem. De acordo com a emenda, os partidos poderiam se organizar em federações que funcionariam durante todo o período do mandato dos candidatos eleitos.

A proposta também prevê a adoção de uma cláusula de desempenho para que os partidos só tenham acesso aos recursos do Fundo Partidário e ao tempo de propaganda na rádio e na TV se atingirem um patamar mínimo de candidatos eleitos em todo o país.

As duas PECs enfrentam dificuldades para avançar no plenário, pois nenhuma delas atingiu o mínimo necessário de 308 votos, entre o total de 513 deputados, para aprovação de mudanças constitucionais.

Outro problema é a falta de tempo para construir o apoio da maioria, uma vez que para serem válidas para as eleições do ano que vem, as mudanças precisam ser aprovadas em dois turnos pela Câmara e pelo Senado até o início de outubro, um ano antes do próximo pleito.

(Agência Brasil)

09:17 · 19.09.2017 / atualizado às 09:17 · 19.09.2017 por
Wilton Bezerra
Comentarista esportivo da TV Diário e Rádio Verdes Mares

Além de paixão, o futebol é uma lição de vida.

O futebol desvenda caráter.

Através desse jogo apaixonante, se descobre o seu praticante como egoísta ou altruísta.

Honesto ou não.

Repito sempre que o futebol metaforiza a vida.

Tanto nele, como na vida, as atitudes éticas são raras.

Jô, atacante do Corinthians, beneficiado meses atrás por ação honesta do zagueiro são-paulino Rodrigo Caio, negou ter marcado gol com uso irregular da mão. Diferente de um dos maiores artilheiros do futebol alemão, Miroslav Klose, que confessou irregularidade praticada em lance similar e foi cumprimentado pelos adversários. O exemplo do alemão não fez escola aqui, pelo visto.

Os debates estão no mundo.

Certo ou errado?

Há quem diga o seguinte: não se pode querer mudar o mundo condenando a esperteza de jogador num lance decisivo.

Não há razão para o espanto.

No Brasil, é preciso levar vantagem em tudo.

Ética e honestidade são coisas de otários.

Dentro de campo e fora dele.

08:56 · 19.09.2017 / atualizado às 08:56 · 19.09.2017 por

11h30 – Mario Reis Esteves, prefeito de Barra do Piraí /RJ
Local: Palácio do Planalto

13h00 – Almoço com Fernando Jordão, prefeito de Angra dos Reis/RJ
Local: Palácio do Planalto

15h00 – Deputado Fernando Monteiro
Local: Palácio do Planalto

15h30 – Carlos Henrique P. Gomes, vice-prefeito de Búzios
Local: Palácio do Planalto

16h00 – Deputado Orlando Silva, acompanhado de representantes da Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC
Local: Palácio do Planalto

17h00 – Deputado Carlos Melles, acompanhado de membros do Conselho da Endeavor Brasil
Local: Palácio do Planalto