Busca

Maioria no Supremo rejeita pedido de suspender nova denúncia contra Temer

09:03 · 21.09.2017 / atualizado às 09:03 · 21.09.2017 por

Por maioria de votos, o Supremo Tribunal Federal deverá manter o pedido da Procuradoria-Geral da República e encaminhar à Câmara dos Deputados uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer. Na sessão encerrada no início da noite dessa quarta-feira, 7 dos 11 ministros já haviam votado pelo prosseguimento das investigações contra o presidente da República. Apenas 1 foi favorável à suspenção da denúncia.

Votaram pelo encaminhamento da ação os ministros Edson Fachin, relator do caso, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Já Gilmar Mendes defendeu a suspensão da ação até o fim das investigações das participações de membros do Ministério Público Federal nas gravações feitas por Joesley Batista. Gilmar também acolheu o pedido da defesa de que os autos voltem à PGR.

Pouco antes do início da sessão, a nova procuradora-geral, Raquel Dodge, que estava presente no plenário, encaminhou aos ministros uma manifestação na qual se posiciona contra o pedido de Temer de tentar barrar o envio dos autos à Câmara.

Na denúncia encaminhada pelo Ministério Público ao Supremo, na semana passada, Temer é acusado de participação em organização criminosa e obstrução da justiça. A ação é um dos últimos atos de Rodrigo Janot como procurador-geral da República, que deixou o cargo no domingo.

O julgamento da ação no Supremo deve ser retomado a partir das 14h desta quinta-feira. Ainda faltam votar Marco Aurélio, Celso de Mello e a presidente da Casa, ministra Cármen Lúcia.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *