Roberto Moreira

Naumi Amorim: “só ficou uma cadeira trocada, quebrada e rasgada”