Busca

Prefeito Roberto Cláudio visita empresa de eletricidade na Suécia

19:09 · 16.05.2018 / atualizado às 19:09 · 16.05.2018 por

O Prefeito foi recebido por diretores da MälarEnergi, empresa pública de eletricidade, com sede na cidade de Västerås e que produz energia a partir da incineração de resíduos sólidos. A forma inovadora como a questão do resíduo sólido está sendo tratada na Suécia, com a mais avançada planta tecnológica que transforma lixo em energia, foi a pauta do primeiro compromisso do prefeito Roberto Cláudio no terceiro e último dia de sua viagem a Estocolmo.

Nesta quarta-feira (16/05), o Prefeito de Fortaleza foi recebido por diretores da MälarEnergi, empresa pública de eletricidade, com sede em Västerås, cidade a cerca de 100km de Estocolmo e que produz energia a partir da incineração de resíduos sólidos, além de possuir também plantas para produção de água encanada e purificação de águas residuais.

Recepcionado pelo CEO da MälarEnergi, Niklas Gunnar, e pelo diretor Magnus Eriksson, o Prefeito ouviu dos dirigentes suecos o compromisso de visitarem Fortaleza, já no próximo mês de agosto, para discutir a possibilidade de intercâmbio de tecnologia e de experiências, inclusive com a abertura de investimentos internacionais nessa área, garantindo a transformação de lixo em energia e, portanto, em dinheiro.

“A gente estava, hoje, numa empresa que é modelo internacional, o que abre novas perspectivaste para a cidade de Fortaleza, onde já temos esse esforço contínuo de tratar a questão do lixo de forma diferenciada, inovadora. Não só mudando hábitos da Cidade, como ajudando a construir uma fonte de renda, de recursos financeiros e na produção de energia”, afirmou Roberto Claudio.

No segundo compromisso na agenda desta quarta-feira, o Gestor foi recebido pela vice-prefeita para Meio Ambiente de Estocolmo, Katarina Luhr, com quem tratou de políticas públicas ambientais que garantam cidades mais sustentáveis, como, por exemplo, o uso do biogás como combustível na frota de ônibus urbanos.

Sobre políticas públicas de mobilidade, o Prefeito ouviu um elogio da vice-prefeita de Estocolmo quando se referiu ao sistema de bicicleta compartilhada de Fortaleza, explicando que o Bilhete Único da Capital garante ao usuário de ônibus o acesso gratuito às bicicletas do sistema compartilhado, tanto do Bicicletar como do Bicicleta Integrada.

“Nesse campo, Fortaleza está mais avançada que Estocolmo. Nós ainda não garantimos gratuidade para quem utiliza o sistema compartilhado de bicicletas. Essa integração do ônibus com a bicicleta é um belo modelo”, afirmou Katarina Luhr, que, desde 2014, é a responsável pelas políticas com foco em questões de sustentabilidade e pelo Pacto Climático de Estocolmo. Como resultado do encontro, ficou a garantia de que as Prefeituras de Fortaleza e Estocolmo possam assinar, em breve, termos de cooperação na área de transporte público sustentável e na área de meio ambiente.

Após conhecer os projetos desenvolvidos pela Secretária de Meio Ambiente de Estocolmo, Roberto Claudio reuniu-se com o fundador e consultor da U&We, Peter Wrenfelt, e com o consultor Adalberto Alencar, coordenador-geral da Fundação Educacional Popular em Defesa do Meio Ambiente (Cepema), com sede em Fortaleza e consultor da U&We Suécia, além de consultor de coordenador da Rede Terra do Futuro América Latina.

A U&We atua como catalisador de negócios, desenvolvendo projetos que envolvam métodos de participação e financiamento em programas em áreas verdes que promovam serviços ecossistêmicos e a biodiversidade no ambiente urbano. O Prefeito anunciou para os consultores o desejo de ve-los apoiando na implantação da Operação Urbana Consorciada do Parque Rachel de Queiroz, que abrange área em dezoito bairros de Fortaleza.

“Foram três dias muito intensos, com resultados muito bons e já concretos, como o Acordo de Cooperação Tecnica com a Fryshuset para prevenção da criminalidade juvenil, com a garantia de abrir um equipamento em parceria com a Rede Cuca para utilização de tecnologia social com promoção de oportunidades e prevenção de violência juvenil.

Além de diversas possibilidades de novas parcerias com a Prefeitura de Estocolmo, com empresas públicas e privadas, na área de transporte público sustentável e em especial na área de geração de energia a partir do lixo e também do uso do biogás como fonte de combustível para transporte público. A gente sai daqui não só com termos de cooperação técnica já assinados, mas com perspectivas de novos termos de cooperação técnica com a Prefeitura de Estocolmo e de investimentos privados”, concluiu Roberto Cláudio.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *