Busca

Tag: Agenor Neto


10:53 · 04.07.2016 / atualizado às 10:53 · 04.07.2016 por

agenor 10

O deputado Agenor Neto criticou na Assembleia Legislativa, a falta de compromisso do Governo do Estado em relação aos investimentos da saúde pública do Ceará.

O parlamentar destacou requerimento de sua autoria, que pede a liberação, por parte do Governo do Estado, de emendas parlamentares, no âmbito do Programa de Cooperação Federativa (PCF), destinadas à área da saúde pública estadual. Ele ressaltou que, dentre essas emendas, R$ 500 mil foram destinados por ele para o custeio do Hospital Regional de Iguatu, mas nada ainda foi liberado.

Agenor Neto criticou o governador Camilo Santana que, na última quarta-feira (29), liberou recursos para aquisição de ambulâncias para diversos municípios, e enquanto isso manda a sua base aliada votar contra a liberação de recursos para atender os hospitais polos do interior. “O requerimento de minha autoria é para que o Governo libere as emendas de todos os deputados que destinaram recursos para a saúde do Ceará”, disse.

O peemedebista salientou que, diariamente tem vivenciado o drama da população cearense, tanto da capital como do interior, que não possuem as condições mínimas de atendimento nas unidades de saúde por falta de recursos. “Nem os remédios, cujos recursos o Governo desconta de forma antecipada, estão sendo repassados para os municípios”, pontuou.

10:21 · 17.06.2016 / atualizado às 10:21 · 17.06.2016 por

agenor neto

O deputado Agenor Neto (PMDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, durante a sessão plenária desta quinta-feira (16/06) para criticar o Governo do Estado pela falta de liberação de recursos de emendas parlamentares para a saúde da região Centro Sul. O parlamentar lembrou que conseguiu aprovar na Lei Orçamentária Anual (LOA) uma emenda de R$ 7 milhões para o Hospital Regional de Iguatu, porém até o momento nada foi liberado.

Agenor Neto também informou que alocou, por meio do Programa de Cooperação Federativa (PCF), recursos no valor de R$ 500 mil para o hospital de Iguatu, mas os recursos não foram liberados, enquanto emendas de outros parlamentares foram atendidas. “Essa emenda é do ano passado e até hoje não foi liberada, mas o governo liberou emendas dos deputados da sua base de apoio. Observem bem como o governo trata os deputados, e os recursos para a saúde”, disse.

O parlamentar disse que no ano passado se reuniu com o secretário de saúde do Estado, Henrique Javi, e solicitou a liberação de R$ 1,6 milhão para o custeio do mesmo hospital, e até hoje não houve uma resposta. “Houve também um encontro de prefeitos do Centro Sul com o Executivo e nenhuma demanda foi atendida”, explicou.

Segundo o peemedebista, um grupo de vereadores de oposição do município de Iguatu foi ao Ministério Público local pedir a intervenção no hospital regional. “No meio desse grupo tem uma vereadora do PCdoB, a Cida Albuquerque, que inclusive está sendo denunciada pela compra de votos, e esse inquérito não sai do Ministério Público, está lá há dois anos, isso é muito grave”, disse.

Agenor Neto disse que encaminhou novamente requerimento de sua autoria solicitando a liberação de recursos das emendas de todos os deputados para investimentos na saúde. “Esse painel vai mostrar quem realmente tem compromisso com o povo, e quem tem discurso que não condiz com a prática”, pontuou.

O parlamentar foi aparteado pelos deputados Evandro Leitão (PDT), Tomaz Holanda (PMDB), Roberto Mesquita (PSD) e Ely Aguiar (PSDC).

07:25 · 16.06.2016 / atualizado às 07:25 · 16.06.2016 por

agenor 10

O deputado Agenor Neto externou, durante pronunciamento na sessão plenária desta quarta-feira (15/06), preocupação com a possibilidade de a vaquejada não ser oficializada como esporte no Brasil, sobretudo no Ceará. Atualmente existe uma lei no Estado que regulamenta o esporte e está sendo analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O deputado destacou a importância da atividade no Ceará, que além de manter a tradição nordestina, se apresenta como fonte geradora do turismo, gerando mais de 200 mil empregos no ano. “São números muito significativos e, nesse momento de crise acentuada, não podemos perder o potencial de geração de emprego e de resgate da cultura do homem nordestino”, destacou.

O parlamentar relatou que seu pai, José Ilo Dantas, quando foi prefeito de Quixelô, construiu um parque de vaquejada que gerava emprego e renda, além de levar pessoas para o município. Ele também lembrou que, da mesma forma, em Iguatu, seu pai foi fundador do Parque João Vicente Alves, que sediou o 1º Circuito Brahma de Vaquejada. “Foi o maior evento daquele momento”, disse.

Agenor Neto informou ainda que participou, no último dia 11, no município de Morada Nova, da festa do Dia do Vaqueiro, que ocorre há mais de 70 anos na cidade. “Pude presenciar a preocupação dos vaqueiros com a possibilidade de acabar com a vaquejada”, pontuou.

O peemedebista enalteceu a luta do senador Eunício Oliveira pela renegociação das dívidas dos agricultores nordestinos. “Essa lei vai ocasionar um estímulo para que os nossos agricultores possam continuar produzindo, nesse momento tão difícil que vive o nordeste brasileiro, com uma das piores secas da história”, ressaltou.

15:34 · 10.06.2016 / atualizado às 15:38 · 10.06.2016 por

image

O deputado estadual Agenor Neto (PMDB) destacou, durante pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (09/06), a audiência com o senador Eunício Oliveira (PMDB) e com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para tratar da liberação da Faculdade de Medicina para Iguatu.

O encontro aconteceu na quarta-feira (08/06), em Brasília, e segundo o parlamentar, ficou garantido pelo ministro que até o próximo mês o MEC irá lançar o edital com a viabilização da Faculdade de Medicina em Iguatu. “Saímos convictos de que essa nossa luta irá se consolidar, porque entendemos que o curso de Medicina é de grande importância para o desenvolvimento do nosso município”, disse.

Agenor Neto observou que, antes do afastamento da presidente Dilma Rousseff, o governador do Estado, Camilo Santana, informou que a Faculdade de Iguatu já havia sido viabilizada. “Quando houve esse anúncio, ocupei esse espaço para dizer que não havia nada para comemorar, pois não havia publicação de nenhum edital, mas mesmo assim usaram até carros de som em nosso município para anunciar a liberação do curso, mas era apenas politicagem”, afirmou.

O parlamentar destacou que, ainda na quarta-feira, ele e o senador Eunício Oliveira também se reuniram com o ministro da Aviação Civil, Maurício Quintella, para tratar da liberação de recursos, no valor de R$ 78 milhões para ampliação do Aeroporto do Cariri. “O senador Eunício conseguiu o compromisso do ministro em viabilizar esses recursos para a concretização desse importante empreendimento”, disse.

Agenor Neto também informou que cobrou do ministro a liberação de recursos para ampliação do aeroporto Tomé da Frota, em Iguatu. “Essa obra é muito importante para o desenvolvimento do município e do Estado já que vai viabilizar voos para Fortaleza e outras cidades do Nordeste”, assinalou.

 

06:36 · 09.06.2016 / atualizado às 22:57 · 08.06.2016 por

image

O deputado estadual Agenor Neto (PMDB) e o senador Eunício Oliveira (PMDB) se reuniram nesta quarta-feira (08/06) com o ministro da Educação Mendonça Filho, para tratar sobre a liberação da Faculdade de Medicina para Iguatu. “Demagogicamente, no apagar das luzes do governo anterior anunciaram a liberação desses cursos, inclusive publicaram em jornais, em sites, em carros de som, quando na verdade nada foi concretizado, apenas politicagem”, disse Agenor Neto.

Segundo Agenor Neto, durante a reunião o ministro sinalizou com um prazo para a publicação do edital autorizando a abertura dos cursos em Iguatu. “O que o ministro nos disse foi que num prazo de 30 dias o MEC estará solucionando a pendência, inclusive com a publicação do edital”, disse. “Estamos atentos nessa luta, com apoio total do senador Eunício Oliveira, para que possamos consolidar mais esse sonho para a região Centro Sul”, completou.

Aeroporto de Iguatu

O parlamentar também esteve em audiência com o ministro da Aviação Civil, Maurício Quintella (PR), para tratar da liberação de recursos para ampliação do Aeroporto de Iguatu. “Essa obra é muito importante para o desenvolvimento do nosso município, pois vai viabilizar vôos comerciais para Fortaleza e outras cidades do Nordeste, gerando emprego e renda para a nossa região”, disse.

09:52 · 11.05.2016 / atualizado às 09:52 · 11.05.2016 por

agenor 10

O deputado Agenor Neto(PMDB), esteve com o vice-presidente Michel Temer. Passaram uma hora conversando. O encontro vazou.

Agenor Neto tem dito que seu projeto é  Iguatu e ficar no Ceará. Ministro? DNOCS? BNB? Ele não revelou nada.

07:30 · 04.05.2016 / atualizado às 07:30 · 04.05.2016 por

Agenor neto 4

O deputado Agenor Neto (PMDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, durante a sessão plenária desta terça-feira (3) para destacar uma reportagem do Jornal Diário do Nordeste que aponta uma investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação à gestão da saúde pública do Estado.

Segundo a reportagem, as deficiências no setor da saúde do Estado estão sendo investigadas em três auditorias realizadas pelo TCE, envolvendo a administração de unidades de saúde por organização social, terceirização de profissionais por meio de cooperativas e a gestão da Saúde por meio do Executivo.

Para o parlamentar, existe uma desgorvenança por parte do Governo do Estado. “Neste mês estamos completando um ano da grande crise da saúde em nosso Estado, com repercussões até na imprensa nacional, e até agora nada foi feito, como mostra claramente a reportagem do jornal”, disse. Ele lembrou que durante a campanha eleitoral foi vendida a imagem de uma saúde para ser exemplo para o resto do país. “Inclusive na época, o ex-deputado Ciro Gomes, ao ser nomeado para a Secretaria de Saúde do Estado, tentou acabar com os piscinões dos hospitais de Fortaleza, mas seus métodos resultaram na morte de vários pacientes do interior, que não puderam ser transferidas para a Capital”, pontuou.

Falta de prioridades

Agenor Neto voltou a criticar a falta de prioridades na aplicação dos recursos dos governos Cid Gomes e do atual, Camilo Santana. “O governo anterior priorizou, em detrimento da saúde do Ceará, a construção de um aquário, que já custou mais de R$ 100 milhões, e o atual está festejando a conquista de um empréstimo de mais de R$ 400 milhões para a continuidade dessa obra”, observou.

O peemedebista lembrou a aquisição pelo Estado de quatro tatuzões (equipamento para cavar túneis) por um preço de R$ 137 milhões. “Nós pagamos mensalmente R$ 3,5 milhões para fazer uma revisão desses equipamentos, e de 2012 até agora já foram gastos R$ 140 milhões, e enquanto isso o povo morre por falta de atendimento na saúde”, lamentou.

O deputado conclamou a imprensa para verificar in loco a situação crítica na saúde dos municípios do interior do Ceará. “Podem ter a certeza: o problema da saúde no interior é tão ruim quanto na capital ou pior. Muitos estão morrendo porque não conseguem uma transferência para um leito de UTI”, disse.