Busca

Tag: greve


11:43 · 23.06.2015 / atualizado às 11:43 · 23.06.2015 por

Os servidores da Justiça do Trabalho entrarão em greve a partir da zero hora do próximo dia 26 por três dias – 26, 29 e 30 de junho. A paralisação vai atingir as Varas do Trabalho de Aquiraz, Aracati, Baturité, Caucaia, Crateús, Crato, Eusébio, Fortaleza, Iguatu, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Pacajus, Quixadá, São Gonçalo do Amarante, Maracanaú, Sobral e Tianguá; o Posto Avançado da Vara do Trabalho de Maracanaú – Maranguape e a sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Avenida Santos Dumont, 3384.

A greve tem o objetivo de pressionar o Supremo Tribunal Federal, o Senado Federal e Governo Federal pela aprovação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) nº 28/2015 que trata da reposição remuneratória dos servidores do Judiciário Federal.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores da 7ª Região – SINDISSÉTIMA, Bernadette Rabelo, o salário dos servidores da Justiça do Trabalho está muito defasado. “Nosso último plano de cargos e carreiras foi em 2006. Enquanto as carreiras do Executivo, Legislativo e mesmo do Judiciário estadual conseguiram aprovar leis que modificaram consideravelmente a estrutura das carreiras de seus servidores, o Judiciário Federal desrespeita e não valoriza do seu quadro funcional constituído por servidores qualificados. Nesse contexto, o PLC 28/2015 é a chave para alcançarmos a tão justa recomposição”, afirma.

Além das paralisações, na próxima sexta-feira, 26, os servidores vão realizar ato unificado na sede do TRT (Avenida Santos Dumont, 3384) a partir das 9h. Na segunda-feira, 29, o ato será no Fórum Autran Nunes (Avenida Tristão Gonçalves, 912 – Centro), também a partir das 9h, e na terça-feira, 30, a manifestação será na Justiça Federal (Praça General Murilo Borges, s/n – Centro), às 14h, juntamente com os servidores da Justiça Federal e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

 

11:33 · 23.06.2015 / atualizado às 11:33 · 23.06.2015 por

Os servidores da Justiça Federal no Ceará em greve, que até então realizavam suas assembleias diárias na sede da Justiça no Centro, irão se deslocar hoje em comboio à sede do órgão na Aldeota, na rua João Carvalho, 485.

A mudança de local é uma tentativa de fortificar a paralisação, chamar a atenção dos colegas que trabalham em outro ponto e da sociedade para a luta que a categoria vem travando pelos nove anos sem reposição salarial.

Com destino a sede da Justiça na Aldeota, dois ônibus alugados pelo Sindicato dos Trabalhadores da Justiça Federal no Ceará (Sinrajufe/CE) sairão da Praça do BNB, no Centro, pela manhã.

Em greve desde o último dia 16, a categoria pressiona o Senado pela aprovação do PLC 28/2015 que atualiza o Plano de Cargos e Salários dos servidores do Poder Judiciário Federal em todo o Brasil.

O projeto prevê aumento médio no salário de 59,49% aos servidores que seriam pagos em seis parcelas entre julho de 2015 e dezembro de 2017. De acordo com a proposta esse aumento varia de 53% a 78,56%.

07:16 · 15.10.2014 / atualizado às 07:16 · 15.10.2014 por

Os funcionários de nível técnico do Banco Central anunciaram paralisação desde a meia noite desta terça-feira (14). O movimento, em nível nacional, reivindica a reestruturação da carreira, com a imediata suspensão da atuação de analistas em função de técnicos.

O sindicato da categoria pede o cumprimento de três acordos assinados com o governo em 2005, 2008 e 2012 que previa a suspensão da atuação dos analistas na função de técnicos. Segundo o sindicato, a adesão ao movimento já comprometeu a distribuição de dinheirovivo aos bancos comerciais.

(Leonel Rocha)

11:20 · 06.12.2013 / atualizado às 11:20 · 06.12.2013 por

Estudantes e professores de universidades em greve devem desocupar a Assembleia hoje à tarde. Eles estão acampados na sede do poder legislativo do Estado há mais de uma semana. Ontem, representantes do comando de greve se reuniram com deputados estaduais. No encontro, ficou definido que hoje, às 16h, a proposta de desocupação seria apresentada ao restante do grupo.

A decisão foi firmada após acordo que criou uma comissão parlamentar de apoio às universidades estaduais. Também foi assumido o compromisso de uma emenda parlamentar estadual coletiva para angariar mais recursos para as universidades. Uma carta de compromisso foi assinada pelo presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, pelo líder do Governo na Casa, José Sarto, e pelos deputados Tin Gomes, Raquel Marques e Eliane Novais.

Agora pela manhã, representantes dos grevistas se reuniram com deputados estaduais e federais na Casa do Bispo, no centro de Fortaleza. No encontro, os parlamentares federais também assumiram compromisso com a pauta mínima dos grevistas, que inclui concurso público, reestruração da tabela de salários e da infraestrutura universidade e ampliação de recursos para bolsas de pesquisa.

08:22 · 22.12.2012 / atualizado às 08:22 · 22.12.2012 por

Os servidores de nível médio da saúde do Estado, em greve desde o último dia 11, farão manifestação nesta segunda-feira, 24, às 8h, no Hospital do Coração, em Messejana. Os grevistas demandam a aprovação de mensagens na Assembleia Legislativa, relativas à reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e gratificação de plantões nos finais de semana.

O governador Cid Gomes convocou sessão extraordinária na Assembleia Legislativa, nos dias 26 e 27 de dezembro, para votar estas mensagens, no entanto, os trabalhadores estão descrentes, pois já é quarta vez promessa de Cid Gomes.

12:28 · 10.12.2012 / atualizado às 12:28 · 10.12.2012 por

Os servidores de nível médio da saúde do Estado e os agentes de saúde retornarão à greve nesta terça-feira, 11. Para marcar a volta do movimento, o Sindisaúde fará concentração na Secretaria de Saúde, a partir das oito da manhã. A decisão de retornar à greve foi tomada em assembléia no último dia 30. Os servidores lutam pela reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários e a gratificação de plantões de final de semana.

03:48 · 01.12.2012 / atualizado às 03:48 · 01.12.2012 por

Os servidores de nível médio e agentes de saúde do Ceará decidiram retomar à greve a partir do próximo dia 11. A decisão foi tomada durante assembléia geral da categoria realizada nesta sexta-feira, dia 30, em frente ao Poder Legislativo, com a presença de 400 servidores. As duas categorias já paralisaram 45 dias, entre agosto e setembro. O movimento foi suspenso porque ogovernador Cid Gomes se comprometeu atender as demandas até 30 de outubro. Como o prazo terminou e nada aconteceu, os servidores decidiram novamente cruzar os braços. A luta é pela reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários e a gratificação de plantões de final de semana, adicional de insalubridade e licença maternidade de seis meses.

10:34 · 16.11.2012 / atualizado às 10:34 · 16.11.2012 por

Os funcionários do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Apoio a Gestão em Saúde, que prestam serviços à Prefeitura de Fortaleza, farão nesta sexta (16) uma assembléia para decidir sobre a deflagração de greve. Os funcionários já fizeram uma paralisação esta semana. Os terceirizados estão lotados no Instituto Doutor José Frota e reclamam de salários atrasados. A assembléia acontece às 17 horas na sede do Sindsaúde, situado à rua Guilherme Rocha, número 883, no Centro de Fortaleza.

12:37 · 12.11.2012 / atualizado às 12:37 · 12.11.2012 por

Os servidores da Superintendência Estadual do Meio Ambiente do Ceará (Semace) decidiram em Assembleia Geral, na manhã desta segunda-feira (12), na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se), retomar a greve que havia sido suspensa no dia 29 de outubro.

A categoria, que suspendeu a greve na expectativa de ser recebida pelo Governador, decidiu retomar a paralisação, visto que as duas audiências que chegaram a ser marcadas com Cid Gomes, uma no dia 07 e outra no dia 09 de novembro, não aconteceram.

Um novo calendário de atividades está sendo planejado pelo comando de greve, que já tem agendado para amanhã, 13, às 9 horas, um ato em frente à Semace, que deverá contar com a participação de vários sindicatos e categorias que apoiam o movimento paredista dos servidores.

18:27 · 10.10.2012 / atualizado às 18:27 · 10.10.2012 por

Policiais Federais retornaram hoje (10) à greve que completa 65 dias de paralisação. A data tem uma simbologia forte para os servidores, pois ultrapassa o tempo decorrido na greve de 1994 que durou 64 dias. No Ceará a data foi marcada com uma manifestação em frente à sede da Superintendência Regional, onde foi servido um bolo temático.

Nas eleições, mesmo em greve, os servidores cumpriram o acordo firmado com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, de garantia do retorno dos trabalhos durante o período eleitoral.

A greve dos Policiais Federais não foi considerada ilegal e continua dentro dos limites estabelecidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), devendo ocorrer uma nova suspensão para o segundo turno.

A categoria reivindica a reestruturação com a regulamentação, em lei, das funções exercidas pelos policiais federais. Atualmente, apesar de existir normatização exigindo nível superior para ingresso na Instituição, as atribuições são regidas por uma portaria do Ministério do Planejamento de 1989 em que se estabelece nível médio para o exercício das funções. Calcula-se que, por ano, cerca de 200 policiais federais deixam a PF por falta de perspectivas profissionais.