Busca

Tag: Ibope


10:14 · 02.04.2017 / atualizado às 10:14 · 02.04.2017 por


Sejamos claros: a avaliação do governo Michel Temer, mostrada pela pesquisa do Ibope divulgada nesta sexta-feira (31) é ruim em toda parte. Mais da metade das pessoas (55%) reprova seu governo, o consideram ruim ou péssimo. É a pior média das quatro pesquisas feitas pelo instituto desde que Temer assumiu o poder após o impeachment de Dilma Rousseff. Mas o índice é bem pior na região Nordeste. Ali, o índice de reprovação de Temer bate os 67%. Depois que o ex-presidente Lula elegeu o sertão nordestino para dar a largada da corrida presidencial de 2018, vai se delineando o seguinte: a próxima disputa poderá repetir outra vez o confronto Norte/Sul.

Certamente movida pelo Bolsa Família e demais programas sociais, a evolução dos votos dos governos petistas no Norte e no Nordeste, especialmente, foi se acentuando a cada eleição. Em 2002, no segundo turno, Lula venceu em todos os estados, com exceção de Alagoas, onde a vitória foi de José Serra, do PSDB. Mas o estado onde Lula atingiu o maior percentual de votos foi o Rio de Janeiro. Ali, ele ficou com 78,97%. E o segundo maior percentual foi no Amapá: 75,51%. Entre os estados nordestinos, a maior vantagem foi no Ceará (71,78%) , certamente motivada pelo apoio de Ciro Gomes, que vencera ali a eleição no primeiro turno, como candidato do PPS, e no segundo apoiou Lula.

A eleição de 2006 já mostra o grande aumento da importância do Nordeste. Lula não obteve contra Geraldo Alckmin, do PSDB, vitória tão acachapante. O mapa já começa a se dividir entre Norte e Sul. Alckmin venceu as eleições em São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e em um estado do Norte: Roraima, onde, aliás, teve seu melhor desempenho proporcional, 61,49%. Como, porém, é um estado pequeno, em termos absolutos de voto, tal desempenho não significa muito. Já Lula consegue votações impressionantes no Norte e no Nordeste: 86,80% no Amazonas, 82,38% no Ceará, 84,63% no Maranhão, 78,48% em Pernambuco.

O quadro é muito parecido na primeira eleição de Dilma Rousseff. Seu adversário, José Serra, do PSDB, venceu em São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Espírito Santo, e em três estados do Norte: Roraima, Rondônia e Acre. De novo, em termos percentuais os melhores desempenhos do tucano vieram do Norte, de estados onde o número absoluto de votos não representa muito: 69,67% do Acre e 66,56% de Roraima. E os melhores resultados de Dilma meio que seguem o que já se dera antes com Lula: 80,57% no Amazonas, 77,35% no Ceará, 79,09% no Maranhão, 75,65% em Pernambuco.

Em 2014, a balada foi bem parecida, com vitória mais apertada de Dilma. Aécio Neves, do PSDB, venceu no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre e Roraima. Perdeu em seu estado, Minas Gerais. Mas, aí, os melhores desempenhos estaduais de Aécio já virão do Sul e Sudeste: Santa Catarina (64,59%) e São Paulo (64,31%). E Dilma será, inegavelmente, a campeã do Nordeste: 78,76% no Maranhão, 78,30% no Piauí, 76,75% no Ceará.

Embora a pesquisa do Ibope mostre uma insatisfação generalizada com o atual governo, ela mostra também que essa secessão não acabou. Onde Temer é melhor avaliado é na região Sul, onde sua rejeição é de 48%. Agrupadas na pesquisa, Norte e Centro-Oeste respondem por 49%. E o Sudeste por 52%. Não foi por acaso que Lula foi a Paraíba “entregar água” à população. Seu jogo é mesmo ali.

19:57 · 29.10.2016 / atualizado às 19:57 · 29.10.2016 por

IMG_2149

Foi divulgada neste sábado (29) a segunda pesquisa eleitoral Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Fortaleza no segundo turno:
Segundo o Ibope, a “disputa se acirra e candidatos chegam empatados na reta final”.

O levantamento do instituto foi encomendado pela TV Verdes Mares.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
Votos totais
– Roberto Cláudio (PDT) – 46% (pela margem de erro, entre 43% e 49%)
– Capitão Wagner (PR) – 42% (pela margem de erro, entre 39% e 45%)
– Branco/nulo/nenhum: 9%
– Não sabe/não respondeu: 3%
No levantamento anterior, Roberto Cláudio tinha 51%, Capitão Wagner, 38%, brancos e nulos eram 7% e não sabiam, 4%.

Votos válidos:
– Roberto Cláudio (PDT): 52% (pela margem de erro, entre 49% e 55%)
– Capitão Wagner (PR): 48% (entre 45% e 51%)
Na pesquisa anterior, Roberto Cláudio tinha 57%, e Capitão Wagner, 43%.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.
O Ibope ouviu eleitores nos dias 28 e 29 em Fortaleza. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) sob o protocolo CE-07118/2016.

10:32 · 29.10.2016 / atualizado às 10:36 · 29.10.2016 por

IMG_2281

Foi divulgada nesta sexta-feira (28) a terceira pesquisa Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Florianópolis no segundo turno.
O levantamento do instituto foi encomendado pela RBS TV.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Gean Loureiro (PMDB): 44% (pela margem de erro, entre 41% e 47%)
– Angela Amin (PP): 36% (pela margem de erro, entre 33% e 39%)
– Branco/nulo/nenhum: 16%
– Não sabe/não respondeu: 4%

No levantamento anterior, de 21 de outubro, Gean tinha 49%, e Angela Amin, 30%. Votariam em branco, nulo ou em nenhum 17%, e não souberam/não responderam eram 4%.
Na primeira pesquisa do segundo turno, do dia 10 de outubro, Gean aparecia com 53%, Angela Amin, 26%. Brancos e nulos eram 16%, e não sabiam ou não responderam somavam 5%.

Votos válidos:
– Gean Loureiro (PMDB): 55% (pela margem de erro, entre 52% e 58%)
– Angela Amin (PP): 45% (pela margem de erro, entre 42% e 48%)

No levantamento anterior, Gean tinha 62%, Angela Amin, 38%. Na primeira pesquisa do segundo turno, Gean tinha 67%, e Angela Amin, 33%.
Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
– Gean Loureiro (PMDB): 41%
– Angela Amin (PP): 31%
– Branco/nulo: 20%
– Não sabe/não respondeu: 8%

No levantamento de 21 de outubro, Gean tinha 45%, e Angela Amin, 26%. Votariam em branco, nulo ou em nenhum 21%, e não souberam/não responderam eram 8%

O Ibope ouviu 805 eleitores de Florianópolis, entre os dias 26 e 28 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo SC-05916/2016.

(G1)

10:27 · 29.10.2016 / atualizado às 10:27 · 29.10.2016 por

IMG_2279

Foi divulgada nesta sexta-feira (28) a segunda pesquisa eleitoral Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Porto Velho no segundo turno.
O levantamento foi encomendado pela Rede Amazônica.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance do resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Hildon: 54% (pela margem de erro, entre 50% e 58%)
– Léo: 33% (entre 29% e 37%)
– Branco/nulo/nenhum: 8%
– Não sabe/não respondeu: 5%
No levantamento anterior, Dr. Hildon tinha 51%, Léo Moraes, 35%, brancos e nulos eram 10% e não sabiam, 4%.
Votos válidos:
– Dr. Hildon (PSDB): 62% (pela margem de erro, entre 58% e 66%)
– Léo Moraes (PTB): 38% (entre 34% e 42%)
Na pesquisa anterior, Dr. Hildon tinha 59% e Léo Moraes, 41%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 602 eleitores entre os dias 25 e 27 de outubro em Porto Velho. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) sob o protocolo RO-01257/2016.

(G1)

10:22 · 29.10.2016 / atualizado às 10:22 · 29.10.2016 por

IMG_2278

Foi divulgada nesta sexta-feira (28) a terceira pesquisa eleitoral Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Porto Alegre no segundo turno.
O levantamento do instituto foi encomendado pelo Grupo RBS.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Nelson Marchezan Júnior (PSDB): 44% (pela margem de erro, entre 41% e 47%)
– Sebastião Melo (PMDB): 36% (entre 33% e 39%)
– Branco/nulo/nenhum: 18%
– Não sabe/não respondeu: 2%
No levantamento anterior, Nelson Marchezan Júnior tinha 44%, Sebastião Melo, 33%, brancos e nulos eram 18% e não sabiam, 5%. Na pesquisa do dia 10, Marchezan Júnior tinha com 45% e Sebastião Melo, 33%. Votariam em branco ou anulariam, 18% e não sabiam/não responderam, 4%.
Votos válidos:
– Nelson Marchezan Júnior (PSDB): 56% (pela margem de erro, entre 53% e 59%)
– Sebastião Melo (PMDB): 44% (entre 41% e 47%)
Na pesquisa anterior, Nelson Marchezan Júnior tinha 57% e Sebastião Melo, 43%. No levantamento do dia 10, Marchezan tinha 58% e Melo, 42%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 26 a 28 de outubro em Porto Alegre. A pesquisa eleitoral foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) sob o protocolo RS-00439/2016.

(G1)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

10:15 · 29.10.2016 / atualizado às 10:15 · 29.10.2016 por

IMG_2277

Foi divulgada nesta sexta-feira (28) a segunda pesquisa eleitoral Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Manaus no segundo turno.O levantamento do instituto foi encomendado pela Rede Amazônica.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Artur Neto (PSDB): 47% (pela margem de erro, entre 44% e 50%)
– Marcelo Ramos (PR): 40% (pela margem de erro, entre 37% e 43%)
– Branco/nulo/nenhum: 9%
– Não sabe/não respondeu: 4%
No levantamento anterior, Artur Neto tinha 50%, Marcelo Ramos, 39%, brancos e nulos eram 8% e não sabiam, 3%.
Votos válidos:
– Artur Neto: 54% (pela margem de erro, entre 51% e 57%)
– Marcelo Ramos: 46% (pela margem de erro, entre 43% e 49%)
Na pesquisa anterior, Artur Neto tinha 56% e Marcelo Ramos, 44%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 26 a 28 de outubro em Manaus. A pesquisa eleitoral foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) sob o protocolo AM-03262/2016.

(G1)

10:11 · 29.10.2016 / atualizado às 10:16 · 29.10.2016 por

IMG_2276
Foi divulgada nesta sexta-feira (28) a segunda pesquisa eleitoral Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Macapá no segundo turno.
O levantamento do instituto foi encomendado pela Rede Amazônica.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Clécio Luis (REDE): 56% (pela margem de erro, entre 52 % e 60%)
– Gilvam Borges (PMDB): 37% (pela margem de erro, entre 33% e 41%)
– Branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe/não respondeu: 2%
No levantamento anterior, Clécio Luis tinha com 52% e Gilva Borges, 38%. Votariam em branco ou anulariam, 6% e não saberam/não responderam, 4%.
Votos válidos:
– Clécio Luis (REDE) – 61% (pela margem de erro, entre 57% e 65%)
– Gilvam Borges (PMDB) – 39% (entre 35% e 43%)
Na pesquisa anterior, Clécio tinha 57% e Gilvam, 43%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 602 eleitores entre os dias 26 a 28 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) sob o protocolo AP-07846/2016.

(G1)

09:53 · 29.10.2016 / atualizado às 09:53 · 29.10.2016 por

IMG_2149

A população de Fortaleza vai saber ainda hoje, quem provavelmente será o prefeito de fortaleza. DataFolha e Ibope divulgarão pesquisas.

As pesquisas trarão o reflexo dos debates e da propaganda eleitoral. A campanha para prefeito de Fortaleza historicamente é disputadíssima.

07:08 · 15.10.2016 / atualizado às 07:12 · 15.10.2016 por

A pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta-feira(14), foi encomendada pela TV Mirante.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Eduardo Braide (PMN): 51% (pela margem de erro, entre 48% e 54%)
– Edivaldo Holanda Júnior (PDT): 43% (pela margem de erro, entre 40% e 46%)
– Branco/nulo: 4%
– Não sabe/não respondeu: 2%

Votos válidos:
– Eduardo Braide (PMN): 54% (pela margem de erro, entre 51% e 57%)
– Edivaldo Holanda Júnior (PDT): 46% (pela margem de erro, entre 43% e 49%)

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre 11 e 13 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo MA-04580/2016.

19:20 · 14.10.2016 / atualizado às 19:20 · 14.10.2016 por

Foi divulgada nesta sexta-feira (14) a primeira pesquisa Ibope de intenção de voto para a Prefeitura de Fortaleza no segundo turno. O levantamento do instituto foi encomendado pela TV Verdes Mares.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos totais:
– Roberto Cláudio (PDT) – 51% (pela margem de erro, entre 48% e 54%)
– Capitão Wagner (PR) – 38% (pela margem de erro, entre 35% e 41%)
– Brancos/nulos: 7%
– Não sabem/não responderam: 4%

Votos válidos:
– Roberto Cláudio (PDT): 57% (pela margem de erro, entre 54% e 60%)
– Capitão Wagner (PR): 43% (entre 40% e 46%)

Para calcular os votos válidos, são excluídos da mostra os votos brancos, nulos e os eleitores que se declaram indecisos. Esse procedimento é o mesmo usado pela Justiça Eleitoral na hora de divulgar o resultado oficial da eleição.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre 11 e 14 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo CE- 05035/2016.

(G1 Ceará)