Busca

15:07 · 15.10.2015 / atualizado às 15:13 · 15.10.2015 por
Foto: Dário Matos
Foto: Dário Matos

A banda cearense Selvagens à Procura de Lei volta a sua terra natal no próximo dia 1º de novembro, às 19h, para mais um lançamento musical. Dessa vez, o quarteto sobe ao palco do Anfiteatro do Centro Dragão do Mar para a prémiere do videoclipe do single “Tarde Livre”, que integra o disco “Praieiro”. Os ingressos custam R$ 30 (meia) R$ 60 (inteira).

O novo disco é, em parte, resultado de uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo do novo disco – atingindo a meta de R$44 mil – e reflete a realidade do grupo cearense após fixarem residência em São Paulo.

Todo autoral, “Praieiro” traz composições dos quatro integrantes. Para os arranjos, os garotos contaram com a participação de músicos de cantores como Seu Jorge, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Confira apresentação em que a banda dá um prévia do novo disco: 

15:51 · 10.10.2015 / atualizado às 11:59 · 11.10.2015 por

los hermanos em fortaleza

 

Atualizado às 11h48 de 11/10

Há pouco mais de três anos, o Los Hermanos havia estabelecido seu último contato com o público cearense na barraca Biruta, em show que fazia parte de um dos “retornos” da banda, após o grupo ter declarado “recesso por tempo indeterminado”, em 2007.

Pelo vigor com que a fiel e volumosa legião de fãs da banda carioca se manifestou na apresentação que eles realizaram na última sexta-feira  no Centro de Eventos do Ceará, até parece que o tempo de espera pelo novo show foi bem maior.

A relação entre o Los Hermanos e seus seguidores apaixonados não é mesmo para qualquer banda, principalmente quando se trata de um grupo que lançou seu último disco de inéditas há 10 anos e que está se reunindo pela quarta vez para apresentações após o recesso anunciado em 2007. E isso fica muito claro logo no início do show.

Pontualmente às 23h30, conforme o previsto, Marcelo Camelo, Rodrigo Amarante, Bruno Medina e Rodrigo Barba subiram ao palco. O simples fato de o quarteto ter dado as caras arrancou gritos de euforia que perduraram por cerca de um minuto.

Camelo e Amarante estavam visivelmente satisfeitos com a recepção calorosa e suficientemente à vontade para deixar que os primeiros versos de “O vencedor“, música de abertura do concerto, fossem cantados apenas pelos fãs.

E assim seria durante toda a apresentação dos barbudos. Entre grandes hits e músicas menos consagradas, não haveria sequer uma canção executada pelo Los Hermanos cujas letras não fossem acompanhadas pelo público “de cabo a rabo”, em menor ou maior intensidade.

O clima eufórico permaneceu com “Retraro pra Iaiá” e “Além do que se vê“. Após a banda emplacar “Todo Carnaval tem seu fim“, veio a primeira saudação. “E ahê, galera!”, gritou Amarante, simples e direto.

A propósito, não há como deixar de reparar que o vocalista está com bem mais fios brancos na barba que em sua última passagem com o Los Hermanos pela capital cearense.

Mas se na aparência Amarante envelheceu, na alma, não. Em sua performance, ainda é possível perceber os mesmos trejeitos e balançados de cabeça, bastante evidentes, por exemplo, quando ele toca “Cadê teu suin?“.

Após “Samba a Dois“, Camelo escapou um pouco de seu jeitão mais discreto para conversar. “Nossa, quanta gente!“, disse ele. De fato, o público presente esgotou o frontstage e a grande maioria dos ingressos da pista.

“Muito obrigado pelo carinho depois de tantos anos”, complementou. Logo depois, veio um dos trunfos da noite. “Cara estranho“, talvez a melhor do disco “Ventura”, aqueceu os motores novamente.

Mas até então o Los Hermanos vinha seguindo à risca o repertório executado em Recife, no último sábado (3). Foi então que os acordes e vocais rasgados de “Condicional” – que, de acordo com o jornal Diário de Pernambuco, não estava no set list apresentado na capital pernambucana – deram um toque especial à noite. Mais uma vez, o carisma de Amarante aflorou, com danças e rebolados no palco.

Erros técnicos

“Pois é” deu início a uma grande sequência de músicas que trouxe um clima mais “down” ao show. Em “Morena”, percebeu-se um erro na projeção computadorizada do palco, mas ninguém se sentiu abalado. Nem a banda, nem o público.

A levada brega de “A outra” trouxe o ápice da dor de cotovelo, seguida pelo bolero de “Paquetá” e pela dolorosa “Sentimental“, durante a qual foram exibidas projeções de vaga-lumes de arrepiar. Mais um erro técnico visual, entretanto, surgiu e acabou cortando um pouco do clima.

los hermanos em fortaleza 2

O primeiro disco da banda só veio a ter o merecido destaque tardiamente, com “Tenha Dó” e “Descoberta“, que novamente deram energia ao concerto, mas tecnicamente deixaram a desejar. Nas duas músicas, boa parte do som dos instrumentos e das vozes foi ofuscado pelo alto volume de um dos pratos da bateria de Rodrigo Barba. Mas os fãs pareceram não se importar com isso.

Em “Deixa o Verão“, Barba se sobressaiu com um belo solo de bateria improvisado no momento de pausa da música. Quem ficou mais apagado mesmo na apresentação foi Bruno Medina, de longe o cara mais discreto do quarteto carioca.

Após “Último romance” e “A flor“, veio a pausa do show. “Adeus você” abriu o bis, mas o grande presente da noite foram as três últimas músicas. O Los Hermanos resgatou novamente “Ana Júlia“, assim como tinha feito em Recife, e os fãs aprovaram.

Há de se admitir que é um pouco estranho observar a banda tocando a música que foi o seu primeiro grande sucesso, talvez por ela ser uma canção muito “quadrada”, que não serve de parâmetro para a enxurrada criativa que foi produzida pelo grupo em seus quatro discos.

O grande momento vem mesmo com “Quem sabe“. Amarante larga a guitarra, anda no palco feito bêbado, coloca um fã para cantar e se deita no chão. “Pierrot” encerrou o show de duas horas, composto de 29 músicas, deixando a sensação de que o Los Hermanos ainda vai promover muitas e muitas turnês “de retorno”.

Ficou em seus fãs o sentimento muito bem resumido por um deles, que disparou: “era para ter uns quatro shows desses por ano”. Mas, um dia, a vida útil de uma banda que não traz lançamentos se esgota, não importa o quanto seus fãs sejam apaixonados e estejam dispostos a desembolsar cifras bastante generosas pelas apresentações.

Se a banda pretende continuar mantendo viva a sua grande legião de fãs, mais cedo ou mais tarde terá de voltar à atividade plena e lançar novos trabalhos. E o grupo já mostrou que tem capacidade para se reinventar. Basta querer.

Fotos: Patrício Lima
Vídeos: Vanessa Madeira

Set List

O vencedor
Retrato pra Iaiá
Além do que se vê
Todo Carnaval tem seu fim
O vento
Cadê teu suín?
Do sétimo andar
Samba a Dois
Cara estranho
Condicional
Pois é
Morena
Um par
O velho e o moço
A outra
Paquetá
Sentimental
Primeiro andar
Tenha dó
Descoberta
Deixa o verão
De onde vem a calma
Conversa de botas batidas
Último romance
A flor

Bis
Adeus você
Ana Júlia
Quem sabe
Pierrot

09:06 · 09.10.2015 / atualizado às 09:08 · 09.10.2015 por

12067777_888667001218052_497956882_n

O Let’s Go Rock Bar, em Fortaleza, recebe nesta sexta-feira a parceria entre Edu Falaschi, que já foi vocalista do Angra e atualmente integra o Almah, e a banda cearense Coldness.

Juntos, eles prometem entregar ao público um repertório repleto de clássicos do heavy metal mundial, passando por músicas de bandas como Iron Maiden, Metallica, Kiss e Judas Priest.

Na abertura, antes de acompanhar Falaschi, a Coldness irá mesclar em seu set list as faixas de seus dois álbuns: “Existence” (2012) e “Intervention” (2015).

Serviço
Edu Falaschi + Coldness
Local: Let’s Go Rock Bar (Av. Almirante Jaceguai, Dragão do Mar)
Horário: 21h
Preços: Pista: R$30,00 | Camarote: R$50,00
Pontos de venda:
– Konibaa Express (Av. Desembargador Moreira, 2005 – Telefone: 3224-7396 – 18hs às 22hs).
– Kangaço (Galeria Pedro Jorge, 2º andar – 9hs às 17h30)
– Boundless (Shopping Aldeota)
Vendas online: http://www.ingressando.com.br/edu_falaschi__09102015_2100/p
Censura: 16 anos
Realização: Let’s Go Rock Bar
Mais informações: (85) 9 8669-3746 | 9 9769-6355

11:18 · 06.10.2015 / atualizado às 15:04 · 06.10.2015 por

iron maiden em fortaleza

Atualizado às 14h10

Por essa você já aguardava faz tempo. O Iron Maiden fará show em Fortaleza no dia 24 de março de 2016. A informação foi confirmada pela Arte Produções nesta terça-feira. Se você ainda não está acreditando, confira no site oficial da banda.

O avião Jumbo Jet “Ed Force One”, pilotado pelo vocalista Bruce Dickinson, irá aterrissar na capital cearense, transportando a banda, toda a equipe, produção de palco e mais de 12 tolenadas de equipamentos.  Na turnê mundial, a aeronave irá percorrer 88.500 quilômetros por 35 países em 6 continentes.

A Arena do Centro de Formação Olímpica, que tem capacidade para cerca de 20 mil pessoas e fica ao lado da Arena Castelão, será o palco da apresentação da lenda do heavy metal.

Acompanharão o grupo britânico na turnê brasileira as bandas Anthrax e The Raven Age.Além da capital cearense, a turnê mundial “The Book of Souls” também passará por outras quatro cidades no ano que vem: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e São Paulo.

Confira como serão as vendas:

– Pré-venda Fã Clube: 23/11/2015 à 00:01h no site www.livepass.com.br
– Pré-venda Samsung: 24/11/2015 à 00:01h no site www.livepass.com.br
– Vendas para o público: 26/11/2015 à 00:01h no site www.bilheteriavirtual.com

07:56 · 06.10.2015 / atualizado às 10:21 · 06.10.2015 por

blind foto

Atualizada às 10h16

Nem é preciso fazer uma enquete para afirmar com segurança que poucos (ou pouquíssimos) são os fãs do Blind Guardian que saíram insatisfeitos do espetáculo que a banda apresentou na última sexta-feira, no Siará Hall, em Fortaleza.

Os coros de “The Ninth Wave“, música do disco “Beyond the Red Mirror” (2015), ressoaram na casa às 22h45,  abrindo o set list da noite 15 minutos antes do previsto. Após executar a faixa de seu mais recente trabalho, o grupo alemão voltou mais de 20 anos no tempo e tocou a acelerada “Banish From Sanctuary“, do disco “Follow the Blind” (1989).

Bastou que se completasse a primeira tríade de faixas com “Nightfall“, uma das mais marcantes de toda a carreira do grupo e uma das melhores do imbatível disco “Nightfall in Middle-Earth” (1998), para que o quarteto alemão já tivesse mostrado a que tinha vindo. Pela frente o público iria presenciar um show enérgico, tecnicamente perfeito e repleto de grandes clássicos.

blind 16

Logo em seguida, com “Fly“, o vocalista Hansi Kürsch pôs à prova seus agudos rasgados e se saiu muito bem. Hansi, aliás, mostrou que é o “cara” da banda. Daqueles vocalistas sem o qual um grupo com mais de 20 anos de estrada não sobrevive.

O show de sincronia e habilidades individuais da dupla de guitarristas André Olbrich e Marcus Siepen e a enxurrada de bumbos duplos do baterista Frederik Ehmke são admiráveis, mas é o frontman quem carrega a energia e a alma do Blind Guardian.

No show, Hansi vez por outra cobrou manifestações eufóricas dos fãs, com gestos, falas e gritos. Em quase todos os intervalos entre as músicas, falou um pouco sobre as faixa que viria a seguir e deu um tom de ansiedade interessante ao show. Se sentiu em casa.

blind 18

Após tocar “Prophecies“, um dos grandes achados do mais recente álbum do Blind Guardian, o público provou que já tinha sido conquistado. “Olê, olê, olê, olá, Guardian, Guardian”, entoou. “Fortaleza, you’re fucking crazy!!”, respondeu o vocalista. Em “Lord of the Rings”, uma das mais aguardadas da apresentação, o público tomou a liberdade de assumir os vocais.

A única possível decepção do show foi ver que Hansi não atingiu os mesmos agudos que nas versões de estúdio de algumas faixas. Isso pôde ser percebido, por exemplo, em “I’m Alive“, do grandioso álbum “Imaginations From the Other Side” (1995). Mas nada que tenha se sobressaído diante da grandiosidade da apresentação. Talvez ele tenha feito isso apenas para poupar a voz.

blind 14

O show já chegava perto das duas horas de apresentação, quando a banda saiu do palco pela segunda vez. O pedido por “Mirror Mirror” ganhou força, e os fãs logo seriam correspondidos. No retorno, o Blind Guardian emplacou “Into the Storm” e “The Bard Songs“. O público pediu novamente o clássico do disco lançado em 1998. “Your wish is a command!!”, bradou Hansi, antes do grupo encerrar o concerto com “Mirror Mirror”.

Além de ter sido mais um capítulo marcante na história das apresentações de metal de Fortaleza e um forte candidato a melhor show do ano na Capital, a passagem do Blind Guardian por aqui também serviu para mostrar que é possível, sim, produzir um show de qualidade no Siará Hall, casa conhecida por ter uma acústica bastante complicada (vide a apresentação do Dream Theater).

Isso é justificado em parte pelo fato de o concerto ter sido realizado no galpão externo da casa, e não no espaço interno. Esse, sim, tem condições sonoras regulares. Mas  os créditos também vão para a equipe técnica de som da banda e para a produtora, Empire, que está completando 15 anos de existência e já avisou que mais coisa boa vem por aí. Tomara.

FOTOS: JL Rosa

SET LIST

The Ninth Wave
Banish From Sanctuary
Nightfall
Fly
Tanelorn
Prophecies
The Last Candle
Lord of the Rings
Mordred’s Songs
Majesty
I’m Alive
And Then There Was Silence

BIS

Sacred Words
Twilight of The Gods
Valhalla
War of Wrath

BIS 2

Into the Storm
The Bard’s Song
Mirror Mirror

 

09:41 · 02.10.2015 / atualizado às 09:41 · 02.10.2015 por

mad m

É um rock bom de se ouvir, fácil de pegar, sem complicações. Daqueles para curtir na estrada, em alto volume. Em seu primeiro EP, a Mad Monkees passeia pelo grunge, stoner rock, metal…. mostra uma nova face do guitarrista cearense Felipe Cazaux, que tem um trabalho solo marcado essencialmente pelo blues.

Cazaux convidou os parceiros Capoo Polacco (guitarra), Hamilton de Castro (baixo) e PH Barcellos (bateria) para juntos comporem os arranjos e formarem a banda, que foi revelada há cerca de um mês e fará sua estreia ao vivo neste domingo, no Amici’s Bar. A festa começa às 18 horas e conta ainda com as apresentações das bandas Swan Vestas e Mugshot.

O primeiro EP da Mad Monkees já está disponível no site Bandcamp e nas principais plataformas digitais (Deezer, Spotify, Apple Music, Google Play etc.). Além disso, o trabalho conta com quatro vídeos de performance ao vivo em estúdio no YouTube.

Serviço
Mad Monkees – Show de Estreia
Quando: domingo (4), a partir das 18 horas
Onde: Amici’s Bar (praça do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura)
Ingressos: R$ 20 (antecipado, à venda no Santa Tatuagem e Birosca 1545); R$ 30 (na hora)
EP, camisetas e material promocional à venda no show
Mais informações informações: (85) 98801 7462

11:33 · 01.10.2015 / atualizado às 11:40 · 01.10.2015 por

blind guardian

Para os headbangers que marcarão presença no show do Blind Guardian nesta sexta-feira, aqui estão algumas
informações importantes. Os portões do Siará Hall, que recebe a apresentação da banda alemã de power metal,
serão abertos às 21h.

A banda cearense de heavy e thrash metal DarkSyde fará o show de abertura a partir  das 21h30. O show do Blind Guardian está previsto para começar às 23h, mas para aquele fã que pretende ver os caras de pertinho ou conferir o primeiro show, vale a pena chegar antes do horário previsto para o início das entradas na casa.

A Empire, produtora do concerto, pede que os expectadores do show levem documento com foto para ser exibido
no momento da entrada, juntamente com os ingressos.

As vendas para o show continuam na Parada do Rock (Galeria Pedro Jorge) e na Clikks (Via Sul, Shopping Benfica,
North Shopping e Shopping Parangaba). Ainda será possível adquirir ingressos pelo site Ingressando e na bilheteria do evento no dia da apresentação, a partir das 19h.

Para mais informações, ligue (85) 98669-3746 ou (85) 99769-6355.

10:49 · 04.09.2015 / atualizado às 11:08 · 04.09.2015 por

JayVaquer

O cantor e compositor Jay Vaquer é a grande atração deste sábado (5), do Let’s Go Rock Bar, com seu show “Porradaria Frenética“. Também se apresentam as bandas cearenses Mafalda Morfina e Reite.

Jay Vaquer traz na bagagem 15 anos de carreira, 7 álbuns lançados (6 deles de estúdio, 5 autorais e um CD/DVD gravado ao vivo). Conseguiu emplacar hits como “Cotidiano de um Casal Feliz” e “A Falta que a Falta Faz“, duas músicas do disco “Você não Me Conhece“, de 2005. Os dois clipes bombaram na MTV Brasil naquela época.

Seu CD mais recente CD, “Umbigobunker!?“, de 2011, recebeu indicação ao Grammy Latino como o disco mais bem produzido do ano.

Em 2013 lançou um álbum inaugurando a série “Transversões“, onde aborda o trabalho de outros compositores, registrando esse exercício em CDs. O primeiro volume, intitulado “Antes da Chuva Chegar”, traz canções de Guilherme Arantes. Jay Vaquer prepara seu novo álbum autoral, que tem lançamento previsto para o final do ano.

Já a banda cearense Mafalda Morfina é formada por Luciana Lívia (Voz e Composições), Renato Manteiga (Bateria), Thiago Arena (Guitarra) e Carla Keyse (Baixo), também é atração no evento em mais um show da turnê de seu último disco, “Carrossel Estático”, lançado no ano passado.

Show Porradaria Frenética, de Jay Vaquer, e show da Mafalta Morfina 
Onde: Let’s Go Rock Bar (Av. Almirante Jaceguai, Dragão do Mar)
Quando: sábado (05 de setembro).
Horário: 21h
Censura: 16 Anos
Participações: Reite
Preços: Pista: R$35,00 (2º Lote) | Camarote: R$55,00 (2º Lote)
Pontos de venda:
– Konibaa Express
– Boundless
– Kangaço
Realização: Empire e Astron Produções
Mais informações: (85) 9 8669-3746 | 9 9769-6355
Vendas online: http://www.ingressando.com.br/jay_vaquer__05092015_2100/p
Link do evento: https://www.facebook.com/events/425203267685209/

15:15 · 19.08.2015 / atualizado às 22:05 · 19.08.2015 por
canibal
Cannibal Corpse é uma das bandas que fará show no Complexo Armazém. FOTO: Divulgação.

Atualizado às 22h02

Para a felicidade dos headbangers, a banda de death metal Cannibal Corpse e o grupo de thrash metal Testament são os mais novos integrantes da já repleta agenda de shows internacionais de Fortaleza deste ano.

As apresentações, realizados pela Produções 4U, acontecem no próximo dia 15 de novembro no Complexo Armazém (Av. Almirante Barroso, 444 – Praia de Iracema)  e fazem parte de uma turnê conjunta das duas bandas pela America Latina.

Os ingressos para as apresentações de Fortaleza começam a ser vendidos pelo preço promocional limitado de R$ 66,60 a partir das 0h desta quinta-feira (20) no site de vendas da produtoraApós o encerramento desse lote de ingressos,  a entrada custará R$ 80 (meia) e R$ 160 (inteira).

No Brasil, Cannibal Corpse e Testament também passam no mês de novembro por Porto Alegre (17), Curitiba (18), Rio de Janeiro (20), São Paulo (21) e Belo Horizonte (22).

A Produções 4U também trouxe para a Capital em fevereiro deste ano o Sonata Artica e é responsável por realizar os shows do Nightwish, no próximo dia 23 de setembro, e da Tarja Turunen, que acontece no dia 18 de outubro. A produtora também já confirmou a apresentação do ex-vocalista do Judas Priest, Tim “Ripper” Owens, em Fortaleza.

07:40 · 13.08.2015 / atualizado às 07:40 · 13.08.2015 por

Atual guitarrista do Megadeth e com uma carreira solo ativa em paralelo, Kiko Loureiro acumula anos de experiência e conhecimento que culminaram na série inédita no Brasil chamada”Music Business“.

Na série de 4 vídeos, o guitarrista compartilha conhecimentos acumulados ao longo de mais de 20 anos, que vão ajudar músicos iniciantes a conquistarem uma carreira sólida. Para você que sonha em viver exclusivamente de música, Kiko busca mostrar como uma carreira de sucesso não depende de dinheiro e sorte.

Além disso, a série também contempla os músicos que já são profissionais, ensinando-os a alcançar resultados mais rápidos e satisfatórios.

Confira o primeiro vídeo abaixo e cadastre-se no site de Kiko para receber os demais.