Rock Nordeste

Categoria: Lançamento


19:53 · 08.10.2014 / atualizado às 20:07 · 08.10.2014 por
Cientista se comunica apenas com sons emitidos por meio de um aparelho eletrônico. Foto: Getty Images
Cientista se comunica apenas com sons emitidos por meio de um aparelho eletrônico. Foto: Getty Images

O Pink Floyd realmente não está jogando fácil com os que esperam há 20 anos por um disco de inéditas do grupo. O novo álbum,”The Endless River“, tem data de lançamento marcada para o próximo dia 10 de novembro.

O cientista Stephen Hawking,  sofre de esclerose lateral amiotrófica, doará sua voz artificial a uma das faixas do novo álbum, intitulada “Talkin’ Hawkin’”, segundo informações vazadas pelo site Reddit.

Essa não é a primeira vez que o físico marca presença em um trabalho do grupo britânico.  Há 20 anos, no disco “The Division Bell (1994)“, Hawking já havia gravado na faixa “Keep Talking“.

Ouça

Ouça prévias do novo álbum:

20:59 · 25.09.2014 / atualizado às 21:03 · 25.09.2014 por

seja gentil

Conhecido por ser um ferrenho defensor dos direitos dos animais, o cantor britânico Morrissey, ex-líder da banda The Smiths, causou polêmica nesta semana na internet, ao lançar uma camiseta que foi considerada violenta por alguns fãs.

O produto traz estampada a frase “Be kind to animals or I’ll kill you”, que, em tradução livre, quer dizer “seja gentil com os animais ou eu te matarei”.

A camiseta está sendo vendida por cerca de R$ 100 em meio a diversas outras peças da linha oficial de Morrissey. A roupa com a frase está disponível em três cores diferentes.

Segundo o site “True to You“, que funciona como uma página oficial do cantor, uma versão americana do site será lançada na sexta (26).

As informações são da Folhapress

15:26 · 25.09.2014 / atualizado às 15:41 · 25.09.2014 por

Para saciar um pouco da ansiedade dos fãs, o Pink Floyd liberou um trecho de uma música do aguardado álbum “The Endless River, que chega às lojas no dia 10 de novembro.

Ouça:

Já havia sido revelado a capa do disco que será o primeiro a ser lançado pelo grupo em 20 anos. O último disco, “The Division Bell“, é de 1994. “The Endless River” é uma homenagem ao tecladista Rick Wright, que morreu de câncer em 2008.

O novo projeto irá ter músicas das sessões de gravação do disco de 1994, com regravações, acréscimos de novas partes e tecnologias de gravação.

Segundo o comunicado oficial, publicado no site da banda, “The Endless River” é um “álbum instrumental de quatro partes”, com uma faixa, “Louder Than Words”, de letras compostas pela esposa de David Gilmour, Polly Samson. O disco tem produção de Gilmour, Phil Manzanera, Youth e Andy Jackson, e já está disponível para pré-venda.

capa tje endless

08:36 · 19.09.2014 / atualizado às 08:43 · 19.09.2014 por

zuzuuuzuzuz

Aguardado com ansiedade por fãs do Queen em todo o mundo, o pomposo “Queen Forever” será lançado no próximo dia 10 de novembro no Reino Unido. Apesar da promessa de novas gravações com a participação de Freddie Mercury em vocalizações inéditas, o disco peca e muito para os admiradores da banda, pois apenas uma música pode ser considerada, de fato inédita, a balada Let Me In Your Heart Again.

Outra promessa da banda foi lançar três músicas com o rei do pop, Michael Jackson, oriundas de parceria com Mercury nos anos 1980. Para tristeza dos fãs, somente There Must Be More To Life Than This entrou na lista, com algumas alterações da versão já conhecida de grande parte daqueles que admiram a banda. Uma versão balada de Love Kills também pode ser considerada como a “novidade” no disco duplo que conta com 36 músicas. Uma versão simples com 20 músicas também será lançada.

O consolo fica por conta do ótimo tracklist que traz músicas nunca antes lançadas em uma coletânea do grupo, e agora pode ser apreciada por aqueles que não conhecem muito os B-sides do Queen. As três “novas” músicas foram apresentadas por Brian May e Roger Taylor, em entrevista para a Rádio BBC de Londres. Confira as músicas:

Queen Forever – Simples
Let Me In Your Heart Again
Love Kills – The Ballad
There Must Be More To Life Than This (William Orbit Mix)
It’s A Hard Life
You’re My Best Friend
Love Of My Life
Drowse
Long Away
Lily Of The Valley
Don’t Try So Hard
Bijou
These Are The Days Of Our Lives
Las Palabras De Amor
Who Wants To Live Forever
A Winter’s Tale
Play The Game
Save Me
Somebody To Love
Too Much Love Will Kill You
Crazy Little Thing Called Love

Queen Forever – Duplo

CD1
Let Me In Your Heart Again
Love Kills – The Ballad
There Must Be More To Life Than This (William Orbit Mix)
Play The Game
Dear Friends
You’re My Best Friend
Love Of My Life
Drowse
You Take My Breath Away
Spread Your Wings
Long Away
Lily Of The Valley
Don’t Try So Hard
Bijou
These Are The Days Of Our Lives
Nevermore
Las Palabras De Amor
Who Wants To Live Forever

CD2
I Was Born To Love You
Somebody To Love
Crazy Little Thing Called Love
Friends Will Be Friends
Jealousy
One Year of Love
A Winters Tale
‘39
Mother Love
It’s A Hard Life
Save Me
Made in Heaven
Too Much Love Will Kill You
Sail Away Sweet Sister
The Miracle
Is This The World We Created
In The Lap Of The Gods…Revisited
Forever

16:33 · 15.09.2014 / atualizado às 16:37 · 15.09.2014 por

freddie 2

Uma vodca oficial do Queen será lançada no Reino Unido em breve. A bebida, batizada de Killer Queen, é uma homenagem ao vocalista Freddie Mercury, morto em novembro de 1991 em decorrência de Aids.

O lançamento da vodca acontecerá durante as comemorações dos 40 anos desde o lançamento do hit “Killer Queen”, incluído no terceiro álbum do grupo, “Sheer Heart Attack” (1974) e que elevou a banda de rock britânica ao sucesso.

O guitarrista do Queen Brian May descreveu a vodca como “a fábrica de chocolates Willy Wonka para adultos”, fazendo referência à história infantil “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, escrita por Roald Dahl em 1964 e adaptada duas vezes para o cinema.

“Freddie amava vodca e costumava carregar um ‘cooler’ de gelo seco cheio de vodca com ele nas turnês. A Killer Queen Vodka é o tributo perfeito”, disse o músico.

Um comunicado de divulgação da bebida explica que ela é “sete vezes destilada utilizando um processo de filtração antigo, com areia de quartzo e carvão de bétula.”

As informações são da Folhapress

10:25 · 09.09.2014 / atualizado às 10:36 · 09.09.2014 por

O músico cearense Rafael Balboa é uma das figuras carimbadas do circuito musical cearense e atualmente integra o time da Casa do Blues, evento semanal que realiza shows gratuitos em todos os sábados deste ano no Estoril. Na manhã desta terça-feira (9), Balboa lançou a música “I Love You So Bad”, com participação da cantora Elaine Portobello, integrante das bandas 4joy e Bella Vox.

Rafael Balboa finaliza álbum solo, previsto para ser lançado em novembro
Rafael Balboa finaliza álbum solo, previsto para ser lançado em novembro. FOTO: Fernanda Siebra/Agência Diário

>>Guitarristas em voo solo

A canção é a segunda divulgada pelo guitarrista do seu vindouro álbum, intitulado “Birth” e previsto para ser lançado em novembro. A primeira música lançada foi a “Let me tell you ‘bout this girl”. Ambas ainda são prévias, mas dão uma ideia de como ficará o resultado final do trabalho. O álbum foi gravado no estúdio Magnólia e produzido por Lucas Guterres.

Passando por grupos como Killer Queen (Queen cover) e Full Time Rockers, o guitarrista vem investindo cada vez mais em carreira solo, com músicas voltadas para o rock, funk, soul e R&B. Rafael Balboa antes de embarcar na música autoral ainda integrou as bandas covers Lítio, Revoluta, Bluesnake, Crazy Train e Drive Sex.

O guitarrista é acompanhado nos palcos de Rildney Bixin (bateria), Argeu Herbster (teclado) e Eduardo Jorge (baixo). No disco, teve a participação ainda de Cláudio Mendes (teclado), Thiago Mãozinha (sax), Ricardo Abreu (trompete), Daniel Costa (trombone) e Robertinho Marçal (batera).

Confira as músicas do trabalho solo do guitarrista:

08:29 · 09.09.2014 / atualizado às 09:53 · 09.09.2014 por

david bowie

David Bowie irá lançar uma coletânea de grandes sucessos  chamada “Nothing Has Changed” em novembro. O trabalho será disponibilizado em duas versões, uma com CD triplo e outra com CD duplo, e incluirá uma nova música, chamada “Sue (Or In A Season of Crime)“.

A canção inédita foi produzida por Tony Visconti e foi gravada neste ano. Ela será lançada juntamente com o álbum no dia 17 de novembro, no Reino unido.  Juntamente com o novo single, será lançado um B-side inédito: “Tis A Pity She’s A Whore“.

Nothing Has Changed” também terá músicas como “Liza Jane“, o primeiro single de Bowie, e hits como “Ziggy Stardust” e “Life on Mars?

Confira a tracklist

Edição com 3 discos e versão digital 

CD 1

‘Sue (or In A Season Of Crime)’
‘Where Are We Now?’
‘Love Is Lost (Hello Steve Reich Mix by James Murphy for the DFA Edit)’
‘The Stars (Are Out Tonight)’
‘New Killer Star (radio edit)’
‘Everyone Says ‘Hi’ (edit)’
‘Slow Burn (radio edit)’
‘Let Me Sleep Beside You’
‘Your Turn To Drive’
‘Shadow Man’
‘Seven (Marius De Vries mix)’
‘Survive (Marius De Vries mix)’
‘Thursday’s Child (radio edit)’
‘I’m Afraid Of Americans (V1) (clean edit)’
‘Little Wonder (edit)’
‘Hallo Spaceboy (PSB Remix) (with The Pet Shop Boys)’
‘Heart’s Filthy Lesson (radio edit)’
‘Strangers When We Meet (single version)’

CD 2

‘Buddha Of Suburbia’
‘Jump They Say (radio edit)’
‘Time Will Crawl’ (MM remix)
‘Absolute Beginners (single version) (5.35)
‘Dancing In The Street’ (with Mick Jagger)
‘Loving The Alien (single remix)’
‘This Is Not America’ (with The Pat Metheny Group)
‘Blue Jean’
‘Modern Love (single version)’
‘China Girl (single version)’
‘Let’s Dance (single version)’
‘Fashion (single version)’
‘Scary Monsters (And Super Creeps) (single version)’
‘Ashes To Ashes (single version)’
‘Under Pressure (with Queen)’
‘Boys Keep Swinging’
“Heroes’ (single version)’
‘Sound And Vision’
‘Golden Years (single version)’
‘Wild Is The Wind (2010 Harry Maslin Mix)’

CD 3

‘Fame’
‘Young Americans (2007 Tony Visconti mix single edit)’
‘Diamond Dogs’
‘Rebel Rebel’
‘Sorrow’
‘Drive-In Saturday’
‘All The Young Dudes’
‘The Jean Genie (original single mix)’
‘Moonage Daydream’
‘Ziggy Stardust’
‘Starman (original single mix)’
‘Life On Mars? (2003 Ken Scott Mix)’
‘Oh! You Pretty Things’
‘Changes’
‘The Man Who Sold The World’
‘Space Oddity’
‘In The Heat Of The Morning’
‘Silly Boy Blue’
‘Can’t Help Thinking About Me’
‘You’ve Got A Habit Of Leaving’
‘Liza Jane’

Edição com 2 discos e versão digital 

CD 1

‘Space Oddity’
‘The Man Who Sold The World’
‘Changes’
‘Oh! You Pretty Things’
‘Life On Mars?’
‘Starman (original single mix)’
‘Ziggy Stardust’
‘Moonage Daydream’
‘The Jean Genie (original single mix)’
‘All The Young Dudes’
‘Drive-In Saturday’
‘Sorrow’
‘Rebel Rebel’
‘Young Americans (original single edit)’
‘Fame’
‘Golden Years (single version)’
‘Sound And Vision’
“Heroes’ (single version)’
‘Boys Keep Swinging’
‘Fashion (single version)’
‘Ashes To Ashes (single version)’

CD 2

‘Under Pressure’ (with Queen)
‘Let’s Dance (single version)’
‘China Girl (single version)’
‘Modern Love (single version)’
‘Blue Jean’
‘This Is Not America’ (with The Pat Metheny Group)
‘Dancing In The Street’ (with Mick Jagger)
‘Absolute Beginners (edit)’
‘Jump They Say (radio edit)’
‘Hallo Spaceboy’ (Pet Shop Boys remix) (with The Pet Shop Boys)
‘Little Wonder (edit)’
‘I’m Afraid Of Americans V1 (clean edit)’
‘Thursday’s Child (radio edit)’
‘Everyone Says ‘Hi’ ‘
‘New Killer Star (radio edit)’
‘Love Is Lost (Hello Steve Reich Mix by James Murphy for the DFA Edit)’
‘Where Are We Now?’
‘Sue (or In A Season Of Crime)’

19:14 · 08.09.2014 / atualizado às 19:32 · 08.09.2014 por

Depois de um hiato de  oito anos, eis que o irlandês Damien Rice finalmente anunciou um novo álbum de inéditas. Intitulado “My Favourite Faded Fantasy”, o terceiro disco de Rice, produzido por Rick Rubin, aparece com oito faixas, e deve chegar às lojas (britânicas, pelo menos) no dia 11 de novembro, pela Warner Bros Records.

Rice estourou mundialmente em 2002, com o disco “O”, e em 2006 lançou “9”. Agora, depois de oito anos de silêncio, o artista lança um disco com oito  músicas, e com um título mais elaborado. É esperar para ver se os som do músico continua contagiante como os dois primeiros trabalhos.

My Favourite Faded Fantasy
01. My Favourite Faded Fantasy
02. It Takes A Lot To Know A Man
03. The Greatest Bastard
04. I Don’t Want To Change You
05. Colour Me In
06. The Box
07. Trusty And True
08. Long Long Way

YouTube Preview Image
09:30 · 03.09.2014 / atualizado às 09:18 · 03.09.2014 por

bmayQue Brian May é um dos principais guitarristas da história do rock, isso todo mundo  sabe. Que ele foi autor de muitos  hinos do estilo  musical, isso também tem muita gente que tá careca de saber. Agora, que o lendário guitarrista do Queen é autor e coautor de uns  livros falando sobre sua matéria preferida, a astrofísica, poucos sabem.

Brian May é músico, cantor, compositor e criador de guitarra. Graduado em Matemática e Física no  Imperial College London, e PhD em Astrofísica, é também   reitor da Liverpool John Moores University. May lança, no dia 21 de outubro, um livro para falar de sua amiga inseparável nos últimos 50 anos, sua “Old Lady”, a famosa “Red Special”.

Brian May e seu pai, Harold May, começaram a construir a guitarra elétrica em 1963. Ele sonhava com uma guitarra que iria superar qualquer das guitarras elétricas feitas comercialmente, e seu pai tinha o conhecimento técnico e as habilidades para ajudar a tornar o sonho realidade. Brian tocou a Red  em todos os álbuns do Queen, e em todos os shows da banda pelo mundo.
Neste livro, o leitor vai  descobrir tudo o que sempre quis saber sobre o instrumento único de Brian. O guitarrista fala sobre todos os aspectos da Red especial, desde o seu nascimento até quando ele tocou no telhado do Palácio de Buckingham, assim como no Live Aid e na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Tudo isso é acompanhado com diagramas originais, rascunhos e notas que datam da construção da guitarra, bem como uma seleção de fotografias, incluindo Brian no palco com a guitarra, além de outros momentos.

“Meu pai e eu decidimos fazer uma guitarra elétrica. Eu projetei um instrumento a partir do zero, com a intenção de que ela teria uma capacidade para além de tudo o que estava lá fora, mais ajustáveis​​, com uma maior variedade de tons e sons, com uma vibração melhor, e com uma capacidade de alimentação de volta no ar de uma forma “boa”, diz Brian May.

Construindo “Old Lady”

“Por volta de 1958, Brian May  viu os amigos comprando guitarras elétricas das marcas Gibson e Fender, mas ele não podia comprar. Determinados, Brian e seu pai, Harold, encontraram a solução perfeita: construir eles mesmos uma guitarra, seguindo as orientações de Brian, que sabia muito o que queria.

Em 1963, iniciou a ‘gestação’ da Red em um pequeno dormitório da casa que virou oficina. O primeiro problema foi achar a madeira potente, a madeira certa. Encontraram uma chaminé feita de mogno que um amigo de Brian lhe deu e ele foi esculpindo-a com um estilete até encontrar a forma certa. O corpo foi feito com duas camadas de compensado sarrafeado de 18mm com dois núcleos em carvalho de uma mesa, uma característica da Red special são suas cavidades internas, feitas para se obter feedback de uma forma controlada, Brian decidiu fazer essas cavidades, pois quando começou a aprender guitarra, percebeu que as guitarras hollow-body possuim mais feedback que as guitarras comuns de corpo sólido.

fdsfdfdf

O tremolo foi feito a mão por ele, usando uma faca de cozinha, molas da suspensão de uma velha moto dois parafusos, um pedaço de aço que foi trabalhado para para servir como base do tremolo e para a alavanca foi utilizado uma agulha de crochê da mãe de Brian. A ponte também foi feita a mão pelo própio Brian, ela possui pequenos rolamentos para que as cordas, com a ação da alavanca, não sofram quase nenhuma fricção. Depois, percebeu que as coisas estavam dando errado. Um dia, nervoso, jogou tudo pela janela. Mas reiniciou a construção.

Ele e o pai decidiram criar as ferramentas para poder ter um trabalho mais detalhado, único. Buscou na caixa de botões da mãe, o que seriam as marcações. Terminada a tal criação, ainda faltavam os capatadores, o tremolo e outras coisas. Os primeiros captadores foram feitos pelo própio Brian, mas ele acabou comprando um conjunto de Burns tri-sonic que ele modificou, invertendo a bobina e o imã do captador central e os captadores da ponte e do braço foram parafinados, outro aspecto curioso e particular da Red special são seu chaveamento, que possui 6 chaves do tipo on-on 3 delas para ligar cada captador separadamente em série e outros 3 para inverter a polaridade os captadores, possibilitando 21 opções de ligação.

Brian levou a obra prima para a escola e mostrou-a para um amigo, que de tão impressionado, quis trocar a guitarra dele de marca famosa pela “Old Lady”. Ele não trocou. A Red Special foi polida e envernizada com uma cor avermelhada. Mas ainda não estava do jeito que ele queria. O som não era puro, não era o que ele imaginava. Um dia, por acaso, ele havia esquecido a palheta, e pegou uma moeda de 6 pences e o som saiu do jeito que ele sonhou: puro, limpo. Assim nascia esta guitarra tão cobiçada e única, que jamais haverá outra com tal sonoridade. O custo total dela não chegou a oito libras (cerca de 40 reais).”

com Wikipedia

YouTube Preview Image
11:39 · 29.08.2014 / atualizado às 13:57 · 29.08.2014 por

capa

Os caras do Glauco King & The West Wolves acabaram de disponibilizar no Youtube o vídeo da música “Você Sabe O Que Eu Quero Fazer Com Você“, do álbum Sexy Offender, lançado este ano. O clip, dirigido por Macos Pagu, mostra uma animação bem divertida da banda com umas cenas picantes e engraçadas. Bem bolado.

O Glauco King, para quem não conhece, é um frontman exótico, mesmo pros padrões da vertente musical em que está inserido. Grotesco, cativante, marginal, sua figura andrógina exala selvageria e provocação. É inspirado em parte pelos travestis de esquina da Barra do Ceará e em parte pelos valentões frequentadores de bares-inferninhos da mesma região, situada à extremo oeste de Fortaleza, onde ele reside e toma referência para as canções.

Sua banda de apoio, The West Wolves, é enérgica, rápida e caceteira. Tocam um rock n’ roll brutal, que finca as duas patas dianteiras no punk e as duas patas traseiras no glam. É formada por Rafael Sobral (bateria), Willian Ferreira (baixo) e André Ressaca (guitarra).

Surgido em meados de 2013, o grupo lançou por essa época o single “Sexy Offender”, o que conquistou abertura em festivais como Cuca Independente, Manifesta! e Mostra Petrúcio Maia. Pouco depois, foi indicado e venceu na premiação “Peso – Melhores do Rock Cearense”.

Em abril do ano seguinte, soltam o segundo single, “Nasci Pra Ser a Vergonha do Vovô”, que ganha entrada nos festivais Grito Rock, Sobral Ecoa Rock e Rock Cordel. Em julho, lançam o disco de estreia, “Sexy Offender”.

Atualmente, eles estão realizando shows de divulgação do seu CD e caçando cada vez mais espaço na selva de pedra que é a cena autoral, mas, garantem os lobos do oeste, isso não é lá um grande problema, afinal lugar de animais como eles é na selva mesmo.

Com assessoria

Pesquisar

Rock Nordeste

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

03h10mSelvagens à Procura de Lei lança single e videoclipe do álbum “Praieiro” no Dragão do Mar

03h10mLos Hermanos leva euforia a público fiel de Fortaleza em show do 4º retorno da banda

09h10mEdu Falaschi e banda cearense Coldness tocam clássicos do metal em Fortaleza

11h10mConfirmado: Iron Maiden fará show em Fortaleza em março de 2016

07h10mBlind Guardian arrebata público de Fortaleza com show impecável

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs