Rock Nordeste

Categoria: Música Independente


16:30 · 20.10.2014 / atualizado às 16:35 · 20.10.2014 por
Ao todo, 197 bandas fizeram a inscrição e 35 foram selecionadas para participar do Festival. Foto: Fabiane de Paula.
Ao todo, 197 bandas fizeram a inscrição e 35 foram selecionadas para participar do Festival. Foto: Fabiane de Paula.

A programação completa da maratona de shows gratuitos do III Festival Cuca Independente foi divulgada nesta segunda-feira (20). As 42 apresentações começam nesta quinta-feira (23) e seguem até sábado (25) no Cuca Barra, prosseguindo em novembro nos Cucas Jangurussu e Mondubim.

Um total de 35 bandas foram selecionadas para participar do festival. No final de cada noite, além das apresentações selecionadas, o público irá conferir um show com uma banda convidada.

Confira a programação

Cuca Barra
Quinta (23/10), 17h

Jack The Joker
In no Sense
Intrusor
Devil’s Drinks
The Knickers
Dark Syde (atração de encerramento convidada)

Sexta-feira (24/10), 17h

Cães Sarnentos
ARS
Andrezão GDS
Assum Preto
Coro MC
Carlinhos Nação (atração de encerramento convidada)

Sábado (25/10), 17h

Forrobojazz
Bonillas
Andes
Soso
Soulzen
Batuque Elétrico – Piauí (atração de encerramento convidada)

Cuca Jangurussu
Sábado (22/11), 17h

Demônios do Sertão
Envoke
Scariotz
Soul in Agony
As thy Death
Siege of Hate – S.O.H (atração de encerramento convidada)

Domingo (23/11), 17h

Shift’s Scream
Alka Foxx
Colossais
Nafandus
Coldness
Oráculo (atração de encerramento convidada)

Cuca Mondubim
Sexta (28/11), 17h

Old Books Room
It Girl
Vatz
Amsterdã
Astronauta Marinho
Glauco King & The West Wolves (atração de encerramento convidada)

Sábado (29/11), 17h

Lavage
Luther King
The Andies
Audiólogos
Jardim de Ferro
Felipe Cazaux (atração de encerramento convidada)

16:04 · 28.08.2014 / atualizado às 09:45 · 29.08.2014 por

ZOEIRA

Atualizado ás 9h26

A cena roqueira do Ceará  está alçando novos voos e os frutos já começam a aparecer. As bandas Mafalda Morfina, Jonnata Doll e os Garotos Solventes e Selvagens à Procura de Lei estão se enfrentando em prêmio nacional da música independente. Além de se competir entre si, os cearenses competem ainda com nomes de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Goiás.

> Cearense Jonnata Doll é chamado de “discípulo de Iggy Pop” pela Rolling Stone

O Prêmio Dynamite 2014, é um evento tradicional, que foi até o ano passado apoiado pela Prefeitura de São Paulo, e procura dar visibilidade para bandas indies do Brasil inteiro. Nele são escolhidos os melhores álbuns de rock, punk, indie rock, hip hop, black music, eletrônica, pop, mpb e revelação, além de outros. As casas de shows, colunas, blogs e eventos também entram na lista de indicações.

Na edição deste ano, os três grupos se enfrentam no quesito melhor álbum de rock. Jonnata Doll e os Garotos Solventes apresenta o primeiro trabalho do grupo na disputa, um disco homônimo, lançado recentemente. Mafalda Morfina está enfrentando os grandes com “Carrossel Estático”; e Selvagens à Procura de Lei também entraram na disputa com trabalho que tem como título o nome da banda.

> Música do Selvagens à Procura de Lei é citada em prova de Geografia 

Na categoria heavy metal, outros três grupos do Ceará também estão na disputa: Flagelo, com “Necrofilia”; Gstruds, com “Only Tia Gertrudes is Real”; e Siege of Hate, com Anmalism. Os três disputam também com outras bandas de metal de todo o Brasil. No quesito casa de shows alternativos, o Mambembe e o Portela Café da Bahia, são os únicos representantes nordestinos.

Outra surpresa é a indicação de Verônica Valentino, do grupo Verônica Decide Morrer, entre os indicados de personalidade. Eric Barbosa também concorre na mesma categoria. A banda, conhecida na cena independente de Fortaleza, está tentando voos mais altos pelo País afora. Já na categoria melhor álbum de MPB, o único representante do Ceará na lista é Daniel Groove com o trabalho “Giramundo”.

Para votar no Prêmio Dynamite é necessário cadastrar o email no formulário do site, onde você receberá uma senha através do email cadastrado para acesso ao site. Só é válido um voto pra cada categoria pelo mesmo email.

Ao acessar o site com e-mail e a senha do sistema, você será automaticamente direcionado para a página que lista todos os concorrentes de acordo com a categoria selecionada, com isso você escolherá o seu e efetuará o voto. A votação segue até o dia 20 de setembro.

Cearenses concorrem ao Troféu Banana de Dynamite

BANANA DYNAMITE

O blog Rock Nordeste bateu um papo com o idealizador do Prêmio Dynamite, o produtor cultural André “Pomba”, que falou um pouco sobre o evento. Segundo ele, os vencedores do prêmio são conhecidos na cerimônia de premiação, que será realizada na primeira semana de outubro, em local ainda a confirmar, em São Paulo.

Ele explicou também  que o Prêmio Dynamite de Música Independente surgiu em 2002, inicialmente como comemoração aos 10 anos da revista especializada em rock nacional e independente, Dynamite, uma criação sua.

Entre os artistas que já ganharam o prêmio Dynamite antes do sucesso nacional ele lembrou os nomes da baiana Pitty e dos mato-grossenses do Vanguart. Esses, inclusive, estiveram em Fortaleza no sábado passado.

O prêmio que os ganhadores recebem é um troféu, o tradicional Banana de Dynamite. André disse curtir algumas bandas cearenses, como O Surto e a Insanity.

21:00 · 10.12.2013 / atualizado às 21:00 · 10.12.2013 por

O Blog Rock Nordeste está concorrendo na categoria de Melhor Veículo de Comunicação no Prêmio Peso 2013, que seleciona os destaques da cena rock and roll fortalezense em diversos estilos e áreas.

A votação segue até o dia 17 de dezembro e a entrega da premiação será no dia 20 de dezembro de 2013 no Espaço Criativo Bom Mix, Av. Osório de Paiva 5623, Canindezinho, com entrada também aberta ao público a partir das 19h com a participação especial do VJ Thiago Nascimento e o Grande Rock do Bom Jardim.

O Blog Rock Nordeste é escrito por jornalistas e estagiários do jornal Diário do Nordeste, tendo como principal objetivo divulgar e fomentar a cena de música pesada de Fortaleza e do interior do Estado. Em pouco mais de 1 ano de atividades, o blog possui mais de 570 postagens ressaltando o melhor da música autoral.

Aqueles que apreciam o trabalho do blog podem votar através do link: http://cunder.com.br/premio-peso/

rock-nordeste-capa

 

 

19:03 · 10.12.2013 / atualizado às 16:44 · 12.12.2013 por

Foto: Divulgação

A banda Cidadão Instigado é a sugestão do The Guardian, um dos principais jornais britânicos, para quem quer procurar o melhor da música de Fortaleza, uma das cidades-sede da Copa do Mundo 2014. 

> Fernando Catatau e Clayton Martin, do Cidadão Instigado, fazem show na Praia de Iracema neste domingo (15) 

O jornal publicou uma lista nesta terça (10) com os melhores artistas de cada uma das 12 cidades-sede do mundial. A ideia  é mostrar grupos que vão além dos “clichês carnavalescos” e estereótipos musicais que constroem a imagem do Brasil mundo afora.

YouTube Preview Image

Também figuram na lista bandas como Nação Zumbi, do Recife, Os Mutantes, de São Paulo, e Macaco Bong, de Cuiabá.

Você concorda com o jornal britânico?

18:37 · 03.12.2013 / atualizado às 22:49 · 03.12.2013 por

O guitarrista fortalezense Daniel Parente alcançou um feito realizado somente por grandes músicos de renome nacional e internacional: ter na “cozinha” de seu álbum Ivan e Andria Busic, baterista e baixista da banda de hard rock paulistana Dr Sin, respectivamente. O álbum de música instrumental, que já está gravado, deve ser lançado em 2014.

FOTO: Divulgação.
FOTO: Divulgação.

“Sempre imaginei o Ivan Busic tocando as músicas. Com a mediação do guitarrista Sérgio Buss [músico mineiro que já tocou com Steve Vai nos anos 1990], consegui chegar até o Ivan e fazer a proposta, que de cara adorou a ideia”, relata Daniel Parente. Com a proposta lançada, Daniel manteve contato contato pessoal com o músico durante dois shows realizados pela banda Dr Sin na Capital. “Ficamos mais próximos e fechamos de vez a parceria”, diz. Após a aceitação do baterista, foi a vez de seu irmão Andria Busic embarcar no projeto fazendo a produção do álbum.

O trabalho do guitarrista fortalezense contou com as facilidades oferecidas pela Internet, sendo gravado parte em Fortaleza e parte em São Paulo, no Sonata 84, estúdio de propriedade dos irmãos Busic. “Mandei os arranjos fechados e a bateria programada, dando a liberdade para eles mudarem qualquer coisa da forma que achassem interessante. Aqui em Fortaleza gravei as guitarras em um estúdio particular”, detalha. O álbum ainda conta com a participação do tecladista fortalezense Sérgio Medeiros.

O músico fala da emoção de trabalhar com nomes de relevância no cenário da música pesada brasileira. “É insano trabalhar com o seu ídolo. Na adolescência minhas bandas favoritas eram Dr Sin e Angra”, se regozija. “Trabalhar com eles é fora de sério, tanto pelo profissionalismo como pela qualidade técnica. Eles têm uma maneira simpática de lidar como todos que trabalham, é como se fossem uma banda que estivesse iniciando na carreira. Pedem por favor para todos, tanto que Andria pediu minha autorização ao fazer mudanças nos arranjos que mandei. Os caras são muito legais”.

Crowdfunding

Mesmo com a gravação do álbum, Daniel Parente afirma que a parte mais difícil ainda não foi vencida. “É necessário ainda fazer a mixagem, masterização e duplicação do trabalho”, ressalta o guitarrista. Como forma de bancar essa empreitada, o músico está realizando na Internet um crowdfunding, financiamento coletivo em que o público reúne para alcançar objetivos específicos.

A meta é alcançar R$ 10 mil até o dia 24 de janeiro de 2014. Em uma semana, o guitarrista já recebeu R$ 1,1 mil de 23 apoiadores. “É tudo ou nada, o dinheiro será devolvido automaticamente se não alcançarmos o objetivo”, explica Daniel Parente.

Daniel Parente também é professor de música na Duetos Escola de Música, única escola licenciada pela EM&T no Ceará.

08:00 · 12.11.2013 / atualizado às 08:57 · 12.11.2013 por

A banda cearense Inflame lançou no último dia 7 de setembro álbum homônimo com músicas autorais cantadas em português. Para quem ouve o material, pode nem parecer, mas o trabalho do quarteto foi gravado inteiramente na casa de um dos integrantes da banda. Para contar os passo-a-passo dessa empreitada, o grupo lança no próximo dia 16 de novembro registro da rotina de gravação para provar que é possível – mesmo que com muito improviso – fazer rock and roll de qualidade no quintal da própria casa.

Grupo como o álbum foi gravado e aproveita para ensinar bandas que queiram fazer o mesmo.FOTO: Divulgação.
Grupo como o álbum foi gravado e aproveita para ensinar bandas que queiram fazer o mesmo.FOTO: Divulgação.

>TV DN: Banda Inflame lança novo álbum e já planeja o próximo

A gravação caseira não foi bem a primeira opção da banda cearense. “Nós pesquisamos preços em estúdios de Fortaleza e era tudo acima do nosso orçamento”, diz Alexandre Lucas baterista da banda. “Não é que fosse caro, mas queríamos um estúdio com qualidade, e gravar algo com essa estrutura é preciso pagar mais”, ressalta. Entretanto, o obstáculo não foi o suficiente para impedir os 4 cearenses de gravarem suas músicas.

A solução veio de um técnico de som, amigo da banda e responsável pela gravação do primeiro EP do grupo, Gasolina (2009). “Ele avisou que com o equipamento que tínhamos, e mais alguns novos, poderíamos muito bem gravar o álbum em casa mesmo”, diz o baterista. Equipamento comprados, mãos às obras! Apesar da boa vontade da banda, havia alguns problemas que precisavam ser sanados, como o isolamento acústico. “No documentário nós contamos algumas curiosidades da gravação”, relata Alexandre Lucas.

Um das curiosidades é a gravação das guitarras. Para isolar o som do instrumento, foi preciso colocar o amplificador dentro do porta-malas de um carro. A marca e o ano do veículo não foram especificados. “Quem escuta o álbum mal acredita quando sabe como o disco foi gravado”.

Apesar dos episódios pitorescos, o baterista aponta o caráter pedagógico do documentário, filmado e editado pela própria banda. “Mostramos para outros grupos que é possível gravar as próprias músicas em casa”, comemora Alexandre, ressaltando que é preciso fazer tudo da maneira certa.

14:51 · 11.11.2013 / atualizado às 14:54 · 11.11.2013 por

Notícia das mais tristes possíveis.  De acordo com jornais americanos de hoje, um integrante da banda Yellow Dogs, que foi mencionada por nós do  Rock Nordeste como uma das promessas do rock iraniano, disparou com um rifle contra três membros do grupo. O incidente, conforme publicou o The New York Times ocorreu na madrugada dessa segunda-feira no Brooklyn, onde os rapazes tinham fixado residência.

O “Wall Street Journal” afirmou que o atirador é Raefe Ahkhbar, que depois do atentado teria cometido suicídio.  Ahkhbar teria matado o guitarrista Soroush Farazmand ((Looloosh), o vocalista  Ali Eskandarian (Obaash) e o baterista Arash Farazmand, pois estava inconformado com sua expulsão da banda recentemente.

O Yellow Dogs foi formado em 2006 e depois de atuar clandestinamente no Irã resolveu tentar a sorte nos Estados Unidos, em Nova York. Formada em 2006, a Yellow Dogs atuava clandestinamente no Irã antes de fugir para Nova York.

Eles participaram do filme “No One Knows About Persian Cats (2009), do diretor Bahman Ghobadi, onde ficaram mais conhecidos no meio underground.

Na página oficial da banda, alguns fãs prestaram condolências ao grupo e seus familiares e muitos demonstravam estar estarrecidos com o ocorrido.  “Mas que diabos! Eu ainda estou em choque. Não posso imaginar esse tipo de tragédia”, disse Faranak Karimpour, um fã da banda.

YouTube Preview Image

 

 

11:17 · 21.10.2013 / atualizado às 10:24 · 22.10.2013 por

Músicos do bairro Jangurussu, em Fortaleza, se organizaram e conseguiram montar um estúdio popular para que grupos do bairro possam ensaiar de graça. O projeto, intitulado de Rock de Bordas, é tocado coletivamente e os ensaios são marcados previamente.

Bandas se revesam no estúdio em um associação de moradores. FOTO: Divulgação.
Bandas se revezam no estúdio em um associação de moradores. FOTO: Hartêncio Maciel/Divulgação.

A estrutura não é a ideal, reconhece Alessandra Cavalcante, percussionista e produtora cultural que organiza as atividades do estúdio. A sala, cedida pela Associação dos Moradores do Conjunto São Cristóvão, não possui isolamento acústico e os instrumentos foram disponibilizados pelos próprios músicos, que se revezam no cronograma de ensaios. Entretanto, a iniciativa tem ajudado a fomentar o movimento rock and roll no bairro.

Alessandra, mais conhecida como Leka, afirma que o projeto nasceu de uma conversa casual entre ela e um amigo do meio musical, ambos moradores do bairro Jangurussu. “Ele me falava como o movimento rock já foi muito forte no bairro, mas devido à dificuldades as bandas começaram a definhar”, explica a produtora cultural. Após as primeiras articulações, que tiveram início em março de 2013, as bandas começaram a demonstrar interesse e o projeto cresceu em proporções, alcançando outros bairros. “Nosso objetivo era dedicar um espaço aos grupos aqui do bairro, mas músicos de outros cantos da cidade nos ligam pedindo para marcar um ensaio no estúdio”, diz Leka.

O nome Rock de Bordas se refere justamente a origem das bandas que fazem parte do projeto: a periferia. “Começamos no Jangurussu, mas queremos fazer uma ligação entre as bordas da cidade em direção ao centro”, explica a organizadora da iniciativa ressaltando um das conquistas já alcançadas pelo projeto. “Conseguimos uma mostra de música na Livraria Cultura, em que grupos do projeto se apresentarão”, diz Leka. A data do evento ainda será divulgada pelo projeto.

FOTO: Divulgação.
FOTO: Hartêncio Maciel/Divulgação.

Grupos com experiências – alguns voltaram a ensaiar após o início do projeto, já outros ainda estão aprendendo a tocar – e idades diferentes se revezam nas 2 horas destinadas para cada um. A manutenção do estúdio também é feita coletivamente. “Quando é necessário, pedimos para as pessoas trazerem um cabo, um microfone ou algum instrumentos para substituir aqueles que não estejam funcionando de forma ideal. Também fazemos feijoadas para angariar fundos que bancam a conta de energia elétrica”, explica Leka.

Apesar de não ser uma “militante” do movimento rock, Leka afirma que embarcou na iniciativa pela paixão. “A gente vê a garotada maluca que aprendeu a tocar sozinha e que fazem um negócio de qualidade ‘na raça’. Isso me contagia”, se regozija. “Nesse sentido sou muito romântica. Gosto de curtir os sonhos dos outros”, completa.

Serviço:
Rock de Bordas – Associação de Moradores do Conjunto São Cristóvão (Av. Contorno Norte, 290 – Conjunto São Cristóvão)
Agendamento através da página https://www.facebook.com/pages/Rock-de-Bordas

09:56 · 11.10.2013 / atualizado às 09:56 · 11.10.2013 por
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Mais espaço e menos dias. É essa a equação do Lollapalooza 2014, que, após duas edições brasileiras, deixa o Jockey Club e se instala no Autódromo de Interlagos, nos dias 5 e 6 de abril. É a primeira vez que o festival não será realizado na Páscoa.

O novo local tem 5 vezes o tamanho do Jockey, o que garante maior distância entre os palcos e menos interferência de som durante os shows. A escalação das atrações – serão 80 artistas em dois dias – foi mantida em segredo durante a coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, 10, e só será divulgada no fim do mês. “Posso adiantar que o line-up será mais diverso”, disse Perry Farrell, vocalista do Jane’s Addiction e criador do Lollapalooza.

“Não tenho nada contra o rock clássico, mas o que buscamos são bandas inovadoras de rock alternativo. E não só rock, mas também música eletrônica e hip hop.” Os preços dos ingressos não foram divulgados, mas as vendas começam em novembro.

A grande preocupação da produção com a mudança de local é o transporte. Para provar a comodidade do trem como meio de acesso ao Autódromo, o próprio Perry Farrell usou a linha Esmeralda da CPTM para chegar à coletiva. “Os trens são limpos e, após uma curta conversa e algumas risadas, nós já estávamos aqui. Estávamos nos movendo muito rápido em São Paulo”, elogiou. Além dos bolsões de estacionamento e do incentivo à carona solidária, o festival terá bicicletários para os fãs que preferirem ir pedalando – são 20 km do centro até o Autódromo, segundo a organização.

Melhorias na estrutura foram prometidas, como mais banheiros e áreas de descanso, melhor qualidade das praças de alimentação e a possibilidade de Wi-Fi grátis. “O senso de estilo é o que vai separar este festival dos outros”, define Farrell.

Fonte: Folhapress

18:28 · 26.09.2013 / atualizado às 18:28 · 26.09.2013 por

O Blog Rock Nordeste completa, nesta quinta-feira (26), um ano de idade. Gostaríamos de agradecer imensamente aos milhares de usuários que frequentaram o nosso blog nesse período e que nos motivaram a escrever, com todo carinho, as nossas atuais 470 postagens.

Fizemos parcerias valiosas e acreditamos que ajudamos os cearenses a conhecerem um pouco mais sobre as excelentes bandas que estão fazendo um trabalho competente na cena local. Acreditamos também que ampliamos o alcance das músicas dos nossos artistas ao tornar nosso blog em uma espécie de catálogo sobre os grupos locais.

É com muito orgulho que atravessamos essa nossa primeira etapa com os ótimos resultados, inimagináveis quando fundamos o blog. É com orgulho também que olhamos nosso alcance nas redes sociais crescer a cada dia mais.

Como forma de celebrar o nosso primeiro aniversário, selecionamos as 10 matérias mais lidas do blog nesse período.

Para finalizar, fica o MUITO OBRIGADO de toda a equipe Rock NOrdeste:

Leonardo Bezerra
Miguel Martins
Murilo Viana
Jessika Sisnando

1. Orquestra Eleazar de Carvalho traz repertório do Metallica, Deep Purple, Beatles e Queen para o TJA

2. Paul usa expressões cearenses “eita mah” e “botar boneco” durante o show

3. Arena Castelão divulga preços para o show do Paul McCartney

4. Humberto Gessinger volta a Fortaleza com antigos hits e músicas do novo disco solo

5. Conheça palco e área vip do show de Paul McCartney em Fortaleza

6. 10 músicas de bandas de rock que caíram nas graças de grupos forrozeiros

7. Angra se apresenta com Fabio Lione vocalista do Rhapsody of Fire em Fortaleza

8. Após venda de 7 mil ingressos para show de Paul McCartney promoção em site de compra coletiva e esgotada

9. Otto e Cidadão Instigado tocam em Fortaleza no Greenday Eco Festival 2013

10. Ingressos de show do Paul McCartney começam a ser vendidos em site de compra coletiva

Pesquisar

Rock Nordeste

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

03h10mSelvagens à Procura de Lei lança single e videoclipe do álbum “Praieiro” no Dragão do Mar

03h10mLos Hermanos leva euforia a público fiel de Fortaleza em show do 4º retorno da banda

09h10mEdu Falaschi e banda cearense Coldness tocam clássicos do metal em Fortaleza

11h10mConfirmado: Iron Maiden fará show em Fortaleza em março de 2016

07h10mBlind Guardian arrebata público de Fortaleza com show impecável

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs