Rock Nordeste

Categoria: Rock brasileiro


18:37 · 06.03.2014 / atualizado às 18:38 · 06.03.2014 por
Em 6 de março do ano passado, o cantor de 42 anos foi encontrado morto em seu apartamento. FOTO: Divulgação

Ao completar exato um ano, nesta quinta-feira (6), a morte de Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., é lembrada nas redes sociais por artistas, amigos e fãs. Os integrantes do Charlie Brown também lançaram hoje um novo clipe, para a faixa “Dona do meu Pensamento”, do disco “Camisa 10 (Joga Bola até na Chuva)”, de 2009.

Em 6 de março do ano passado, o cantor, de 42 anos, foi encontrado morto em seu apartamento em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista. O laudo policial concluiu que o artista morreu devido a uma overdose de cocaína. Amigos como o rapper MV Bill e a apresentadora Sônia Abrão, prima de Chorão, publicaram mensagens no Twitter em memória do cantor. Hoje à tarde, o vocalista e skatista está entre os assuntos mais comentados na rede social.

Além de postar montagem com mensagem de luto e um vídeo, Sônia Abrão divulgou uma missa em homenagem ao primo. A celebração está marcada para as 19h, na igreja Santa Edwiges, no bairro do Boqueirão, em Santos, cidade natal do músico. Junto à mensagem sobre Chorão, o cantor MV Bill aproveitou para lembrar ainda a morte do rapper paulistano Sabotage, morto em janeiro de 2003.”#1AnoSemChorao #11AnosSemSabotage”, escreveu. Em sua conta oficial no Twitter, o grupo de rap Racionais MC’s também lamentou a morte. “Você deixou saudade!! #1AnoSemChorão #Paz”, escreveram.

Di Ferrero, vocalista da banda NX Zero, também homenageou o colega. “1 ano sem o chorones! saudade desse cara! Só desejo muita paz onde quer que esteja! Se depender de mim sempre será lembrado! #choraoeterno”, escreveu ele em sua conta no Twitter. Ferrero fez uma montagem no Instagram, reunindo três fotos em que aparecem juntos. Também por meio de uma foto, o músico foi lembrado pelo apresentador Marcos Mion. O Santos Futebol Clube, para o qual Chorão torcia, postou ainda uma montagem no Facebook lembrando um ano da morte.

Festival em tributo

Os fãs de Charlie Brown Jr. vão poder lembrar o legado de Chorão e Champignon baixista da banda, também morto no ano passado, em setembro no festival Tâmo Aí na Atividade, a ser realizado no próximo mês em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo.
O evento, marcado para 13 de abril, no Estância Alto da Serra, deve reunir os integrantes remanescentes do grupo.

Para complementar o tributo, está prevista participação de Mano Brown, Nando Reis, Supla, Marcelo Nova, João Gordo, Marcelo D2, Zeider (Planta e Raiz), Di Ferrero (NX Zero), Sandrão e Helião (RZO), Digão e Canisso (Raimundos) e Marcelo (Strike), entre outros músicos.

Fonte: Folhapress

 

08:24 · 15.09.2013 / atualizado às 08:24 · 15.09.2013 por
Foto: I Hate Flash/Divulgação Rock in Rio
Foto: I Hate Flash/Divulgação Rock in Rio

Dinho Ouro Preto está numa crise de meio de idades. Dinho é jovem: pula e corre pelo palco com um pique invejável até pra gente mais nova que ele. Dinho envelheceu: esquece as letras de vários de seus hits e joga para o público cantar, na tentativa de tapar o buraco.  Dinho é moleque: faz protesto contra políticos e canta usando nariz vermelho. Dinho acha que é jovem: a quantidade exagerada de “cara”, “velho”, “tá ligado” e “caralho” que fala soa como forçação de barra para os jovens de verdade.

Lobão disse uma vez que o vocalista do Capital Inicial é o único roqueiro de sua geração que ainda pode tocar sem camisa. Mas, no primeiro show do dia no palco Mundo do Rock in Rio, Dinho, 49, não ficou descamisado.

No meio dessa crise sem-crise, os momentos auge do show do Capital Inicial foram músicas de outras bandas: Charlie Brown Jr. e Raimundos. O grupo fez uma homenagem a Champignon, baixista do Charlie Brown, morto na semana passada, e a Chorão, vocalista da mesma banda, morto em março.

“Vocês sabem que o rock está de luto essa semana. A gente quer pagar pau para o Charlie Brown, vocês ajudam? Já esqueço as letras do Capital, imagina as dos outros…”, disse, aproveitando o momento de sensibilidade coletiva para assumir com graça o problema de memória. Contando com o esperado coral de apoio do público, conseguiu cantar “Só os Loucos Sabem” bem e até o final.

No outro momento cover do show, um dos mais animados da apresentação, deixou a galera cantar (e pular) praticamente sozinha toda a letra de “Mulher de Fases”, dos Raimundos.

Hits da banda embalam a noite

Foto: I Hate Flash/Divulgação Rock in Rio
Foto: I Hate Flash/Divulgação Rock in Rio

Outros hits tiveram parte dos vocais gentilmente cedidos por Dinho ao seu público, como “Música Ligeira“, “Natasha” e “À Sua Maneira“, com destaque para “Fátima”, em que o vocalista desceu para interagir com a plateia, deixando um branco conceitual na canção.

O Capital animou a plateia com uma fartura de hits e também não perdeu a chance de entrar na onda dos protestos. “Poucas coisas nos dão mais prazer do que rock and roll e falar mal de político”, disse Dinho Ouro Preto, puxando o momento “o gigante acordou” do show. “Não sei o que é pior: Natan Donadon, o primeiro presidiário congressista, ou o Congresso, por deixar ele lá.”

“Fechem os olhos e elejam o [alvo de protesto] de vocês. Eu escolho o parlamento brasileiro, pelo conjunto da obra”, bradou o vocalista, antes de colocar um nariz de palhaço para cantar “Saquear Brasília” (“Eles mentem e não sentem nada. Eles mentem na sua cara”).

No fim do show, o público puxou um coro de “Que País é Esse?”, na tentativa de ouvir um dos clássicos hits de protesto brasileiro. Em vão. O Capital gastou os minutos finais de sua apresentação coreografando uma foto da banda com a galera ao fundo para postar no Facebook. Dinho puxou o coro: “1, 2, 3 e… Do ca..!”.

Fonte: Folhapress

10:34 · 10.04.2013 / atualizado às 10:36 · 10.04.2013 por

A banda Shadowside,  se apresentou na última segunda-feira (8) no ilustre teatro Olympia, a mais antiga sala de espetáculos musicais de Paris e uma das principais da Europa. O grupo  é uma das atrações da “Hellish Rock tour” ao lado dos renomados Helloween e Gamma Ray. A longa excursão já passou por 14 países e deve se apresentar em mais 3.

FOTO: Divulgação
Banda no ilustre teatro Olympia. FOTO: Divulgação

O grupo formado por Dani Nolden (vocal), Raphael Mattos (guitarrista), Fabio Carito (baixo) e Fabio Buitvidas (bateria) está em turnê divulgando o álbum mais recente do grupo, intitulado de “Inner Monster Out” e lançado em 2011.

Com a apresentação, Shadowside se torna a primeira banda brasileira de metal a tocar no respeitado palco francês. Elis Regina, Tom Jobim e outros grandes músicos nacionais também fizeram performances no ilustre local.

Nomes como The Beatles, Madonna, Jimmy Hendrix, Led Zeppelin, The Doors, The Rolling Stones, Black Sabbath, Celine Dion, Elton John, KISS, Luciano Pavarotti já passaram pelo lugar.

23:21 · 29.03.2013 / atualizado às 15:10 · 30.03.2013 por

osmutantes

Não sei como o Sérgio Dias consegue levar a banda sozinho, mas os Mutantes continuam a todo o vapor, se preparando para a turnê do novo disco Fool Metal Jack, que será lançado no mercado internacional no dia 30 de abril. A galera vai dar o pontapé inicial no Psych Austin Fest, em Austin, Texas no dia 27 de abril, antes de fazer o um percuros pelo oeste americano.

O ápice da turnê mutantica será no Festival de Verão Solid Soud, em North Adams, no dia 21 de junho, abrindo para os caras do Wilco. Para o Brasil, nada ainda. É aguardar para ver no que vai dar.

Mas você não vai assistir (ainda que isto seja o sonho de muitos) à participação de Rita Lee e nem de Arnaldo Baptista, que, definitivamente, não fazem mais parte do grupo.  Atualmente, Sergio Dias (vocal e guitarra) é acompanhado por Esméria Bulgari (vocal), Vitor Trida (guitarra), Vinicius Junqueira (baixo), Amy Crawford (teclado) e Ani Cordero (bateria).

Em 2006, com Arnaldo e Dinho (batera original) se reuniram com Sérgio e Zélia Duncan para gravar um especial sobre Tropicália no Barbican Art Centre, em Londres. O negócio deu tão certo que Sergio não quis mais parar. O ruim é que nem todo mundo quis dar continuidade, e Arnaldo e Zélia pularam logo fora.

Depois foi a vez do Dinho. Para o vocal feminino, o incansável guitarrista dos Mutantes chamou Bia Mendes, que participa de quase todas as músicas do disco, Haih Or Amortecedor, de 2009. Essa também já zarpou, ano passado.

Segue o tracklist de Fool Metal Jack e as datas e locais da turnê americana

 

1. The Dream is Gone
2. Fool Metal Jack
3. Piccadilly Willie
4. Ganjaman
5. Look Out
6. Eu Descobri
7. Time and Space
8. To Make It Beautiful
9. Once Upon a Flight
10. Into Limbo
11. Bangladesh
12. Valse LS

Turnê

April 27 Austin, TX—Austin Psych Fest
April 28 Dallas, TX—Kessler Theater
April 30 Tucson, AZ—April 30
May 1 San Diego, CA—The Casbah
May 2 West Hollywood, CA—Troubadour
May 3 Santa Cruz, CA—Moe’s Alley
May 4 San Francisco, CA—The Independent
May 7 Porltand, OR—Star Theater
May 8 Seattle, WA—The Triple Door
May 9 Boise, ID—Neurolux
May 10 Salt Lake City, UT—TBD
May 11 Las Vegas, NV—Hard Rock Café
June 21-3 North Adams, MA—Solid Sound Festival

 

YouTube Preview Image
04:51 · 05.03.2013 / atualizado às 21:57 · 05.03.2013 por
Capa do novo disco da banda Os Mutante. FOTO: Divulgação
Capa do novo disco da banda Os Mutante. FOTO: Divulgação

A banda brasileira Os Mutantes lançou na última segunda-feira (4) novo álbum, o “Fool Metal Jack”. As novas faixas foram disponibilizadas para audição via streaming pela gravadora do disco, Krian Music. O lançamento oficial acontece dia 30 de abril.

Com boa parte das músicas cantadas em inglês, o álbum sucede o “Haih ou Amortecedor”, de 2009, e é o segundo trabalho registrado pela banda após a reunião em 2006, que chegou a contar com a participação de Zélia Duncan nos vocais. O título do álbum é uma brincadeira com o filme “Full Metal Jacket”, do diretor Stanley Kubrick.

Por enquanto, a gravadora aunciou a distribuição do novo trabalho da banda nos EUA e não há previsão para lançamento no Brasil. O grupo realiza excursão por território norte americano nos próximos meses.

A banda realizou em dezembro show no Festival Psicodália, maior evento de rock psicodélico brasileiro, ocasião em que tocaram, na íntegra, o álbum “Tudo foi feito pelo sol”, um dos trabalhos clássicos do grupo.

Confira o “Fool Metal Jack” na íntegra.

 

23:40 · 28.11.2012 / atualizado às 08:45 · 29.11.2012 por

A cantora Rita Lee escreveu em seu perfil oficial no Twitter, nesta quarta-feira (28), que perdeu o patrocínio de um banco para shows após abaixar as calças em cima do palco.

“Alegrai-vos, reacionários, perdi o patrocínio de um banco porque mostrei a bunda”, escreveu. “Nunca tive padrinho, nunca fui amiga de cartola, nunca recebi incentivo, nunca fiz teste do sofá. Bye bye mini tour ‘Reza'”, continuou a cantora, em referência aos shows que faria para promover as canções de seu disco mais recente.

Em 4 de novembro, durante uma apresentação em Brasília, a cantora mostrou o bumbum para o público. Dois dias depois, Rita Lee escreveu: “Mostrar a bunda no palco é um ato de amor, do tempo em que roqueiro tinha cara de bandido, você ainda não era nascido”, em resposta a um fã que comentou sua atitude em Brasília.

Em 28 de janeiro, Rita Lee chegou a ser detida pela polícia em Aracaju no que seria seu show de despedida. Durante a apresentação, a cantora criticou a atuação dos policiais presentes no local. A roqueira foi denunciada por 35 policiais militares por apologia ao crime/criminoso e por desacato logo depois do show.

As informações são da Folhapress.

13:37 · 14.11.2012 / atualizado às 13:43 · 14.11.2012 por

Após a turnê de reunião da banda Viper, que reliza último show no dia 02 de dezembro em São Paulo, desta vez quem se prepara para voltar aos palcos, pelo menos temporariamente, é a banda brasileira de heavy-metal Symbols. o show de reunião acontece em comemoração aos 15 anos de banda.

Edu Falaschi (centro), ex-vocalista do Angra, participa de show com a banda Symbols em comemoração aos 15 anos do grupo. FOTO: Divulgação.

O evento acontecerá no Manifesto Rock Bar, em São Paulo, às 18h, e contará com um repertório voltado para os dois lançamentos do grupo paulista, que contou com a seguinte formação: Edu Falaschi (vocal), Tito Falaschi (baixo e vocal), Demian Tiguez (guitarra), Rodrigo Arjonas (guitarra) e Rodrigo “Indian” Mello (bateria).

A banda foi fundada em 1997 e teve como destaque os irmãos Falaschi cantando juntos nos dois primeiros álbuns, “Symbols” e “Call To The End”. Com a repercussão da banda, em 2001 o vocalista Edu Falaschi foi convidado a assumir os vocais da banda Angra.

Mais informações:
Data: 23 de dezembro (domingo)
Local: Manifesto Rock Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi
Informações: 11 3168-9595

10:21 · 20.10.2012 / atualizado às 10:28 · 20.10.2012 por

O grupo raimundos deve participar da trilha sonora de um longa metragem brasileiro sobre zumbis e o baixista da banda, Canisso, deve atuar no filme.

“Desalmados – O Longa” está em fase de pré-produção e captação de recursos, e em breve, vai ser lançado um projeto de crowdfunding (cotas) que deve premiar os investidores com vários brindes.

O filme é dirigido por Armando Fonseca e Raphael Borgi. Canisso vai interpretar um personagem chamado Walter.  A temática de zumbis voltou a fazer sucesso internacional desde divulgação da série The Walking Dead.

Agora o cinema nacional busca entrar na cena com o longa. A ideia veio de um curta produzido pelo mesmo grupo. “Desalmados- O Vírus” conta a história de cinco jovens paulistanos que tentam sobreviver em meio a uma infestação de zumbis.  O longa deve ser uma reprodução da ideia inicial.

Confira o Teaser do filme que promete ser um banho de sangue:

YouTube Preview Image
23:01 · 04.10.2012 / atualizado às 18:56 · 11.10.2012 por
A formação original da banda Os Mutantes que gravou o álbum Tudo Foi feito Pelo Sol. FOTO: Divulgação.

Depois de retomar as atividades em 2006, a banda Os Mutantes prepara show em que vai tocar na íntegra, com a formação original, o álbum Tudo Foi Feito pelo Sol, gravado em 1974. O show será realizado no dia 30 de dezembro de 2012 no Festival Psicodália, maior festival brasileiro de rock psicodélico, na cidade de Rio Negrinhos, em Santa Catarina.

Composto por Sérgio Dias, Túlio Mourão, Antônio Pedro de Medeiros e Rui Motta, o disco foi um marco na carreira da banda e assinalou definitivamente sua fase progressiva.  Em entrevista à produção do festival, o vocalista e guitarrista Sérgio Dias, afirma que o álbum marca o período áureo da banda, que, segundo ele, durou pouco.

O show também marcará o reencontro no palco da formação original do disco, que é o mais vendido da história dos Mutantes e, ainda, o que agregou maior número de fãs pelo mundo.

Para o vocalista, tocar o álbum depois de três décadas é uma chance de interagir com um público totalmente novo. “O grande barato será olhar nos olhos da nova geração, curtindo um trabalho de tanto tempo atrás. Eles verão o tamanho e o peso do que existia por trás dos mutantes”, comemora.

Confira o vídeo de divulgação em que é anunciando a participação da banda Os Mutantes:

Pesquisar

Rock Nordeste

Só mais um site WordPress
Posts Recentes

03h10mSelvagens à Procura de Lei lança single e videoclipe do álbum “Praieiro” no Dragão do Mar

03h10mLos Hermanos leva euforia a público fiel de Fortaleza em show do 4º retorno da banda

09h10mEdu Falaschi e banda cearense Coldness tocam clássicos do metal em Fortaleza

11h10mConfirmado: Iron Maiden fará show em Fortaleza em março de 2016

07h10mBlind Guardian arrebata público de Fortaleza com show impecável

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs