Busca

00:00 · 24.04.2017 / atualizado às 18:45 · 23.04.2017 por

Erguida em meados de 2010 no pátio externo do Cemitério das Almas da barragem do Açude Patu, em Senador Pompeu, uma cruz de metal com 12 metros de altura, está sob o solo. A base e o monumento metálico ficaram retorcidos e parte da escultura de metal, de Jesus Cristo, crucificado, desapareceu. Entretanto, a sobra da cruz ao sol não mostra nenhuma imperfeição.

O monumento foi construído por iniciativa do Fórum Popular de Preservação do Patrimônio Histórico Artístico da Fé e do Meio Ambiente juntamente com a igreja católica, o Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antônio Conselheiro, artistas, profissionais liberais  e entidades associativas e sindicais, foi inaugurado na 27ª Caminhada da Seca, naquele ano.

O idealizador do cruzeiro foi o padre Roberto Costa. Na época ele era o administrador da paróquia de Nossa Senhora das Dores. Foram necessários R$ 5 mil para confeccionar a peça. A população e os comerciantes da cidade ajudaram. O monumento em homenagem as vítimas da seca também marcou os 90 anos de fundação da paróquia.

No início da semana o Ministério Público do Ceará, através do promotor de Justiça Geraldo Nunes Teixeira, firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a prefeitura de Senador Pompeu, justamente para restaurar os marcos históricos, culturais e religiosos da seca na cidade. O cruzeiro de metal vai entrar na lista.

O curioso é que dentre todas as edificações simbólicas do sofrimento dos flagelados da seca de 1932 apenas o cemitério das almas da barragem está boa condição de conservação, apesar das chuvas deste ano que inclusive danificaram parte da estrada por onde os fiéis seguem todos os anos em romaria até o campo santo.

Ainda não se sabe porque o cruzeiro caiu, mas o fato começou a causar discussão na cidade. Todos os marcos do flagelo da seca em Senador Pompeu estão danificados, exceto o campo santo das almas da barragem. Para uns mais um milagre do santo coletivo. Para outros o mistério sobre o cruzeiro continua, pelo menos  até surgir uma explicação lógica.

Veja mais no Diário do Nordeste 

Monumento homenageará vítimas da seca 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

00:00 · 24.04.2017 / atualizado às 18:10 · 23.04.2017 por

O aposentado Raimundo Alves Nogueira é um exemplo de saúde e disposição. Na manhã do último domingo ele estava caminhando com o seu jumento à margem da CE-060, na localidade de Varjota, na zona rural de Quixadá, mas não era passeio. Afirmando ter nascido em 1926, portanto com 91 anos de idade, ele já havia percorrido uma légua, a procura de emprego.

Ele explicou que é viúvo, e para não se sentir solitário, prefere caminhar, acompanhado do seu amigo que carrega no lombo algumas bugigangas pessoais. “Tenho filhos. Eles me tratam muito bem, mas prefiro ficar no meu sertão, cuidando do meu terreninho“, justifica a distância da família que mora em Fortaleza.

Percebendo que seria o personagem de uma reportagem do Diário do Nordeste aproveitou a oportunidade para pedir um emprego. “Se tiver alguém que tenha uma propriedade para eu cuidar não tenho medo não“, e como qualificação profissional, além da lucidez de causar inveja, afirma que nunca consumiu bebida alcoólica, além de outras vantagens.

PEC da Previdência

Sobre a aposentadoria, seu Raimundo explicou que ainda pretende continuar dando “trabalho” ao Governo, pelo menos por mais uns 10 anos. Apesar de mal dar para pagar as despesas a merreca que recebe é um direito que foi conquistado com muito suor, de quem trabalhou desde criança na roça e levou alimentação à mesa de muita gente.

Quanto as mudanças na aposentadoria dos brasileiros o sertanejo disse com clareza ser um direito de qualquer um ter pelo menos um pouco de dignidade no fim da vida, mesmo que isso demore alguns anos. “Não tenho culpa se ainda estou forte e saudável“, ressaltou.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

16:30 · 23.04.2017 / atualizado às 16:35 · 23.04.2017 por

Aproximadamente 40 passageiros, o motorista e o assistente de um ônibus intermunicipal viveram momentos de terror na madrugada deste domingo (23) quando seguiam de Campos Sales, no sul do Estado, com destino a Fortaleza pela CE-060. Eles foram assaltados por quatro indivíduos armados, todos usando balaclavas. A quadrilha roubou todos os pertences de valor.

Segundo informações da Polícia Militar o ônibus assaltado, da Guanabara, seguia viagem na retaguarda em comboio com outro ônibus da empresa. Os bandidos deixaram o primeiro ônibus passar e em seguida atravessaram um automóvel Corsa de cor prata na rodovia estadual, a altura do distrito de São Miguel, na zona rural de Quixeramobim.

Quando o ônibus parou os bandidos renderam o motorista e o obrigaram a adentar uma estrada vicinal. O coletivo seguiu até um local isolado, próximo à comunidade de Garaúnas. Muitos passageiros ficaram desesperados. Alguns passaram mal e temiam que seriam executados. Os assaltantes agiam com muita violência, comentou um morador da região onde o assalto ocorreu.

O Centro de Operações Policiais Militares (Copom) do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM) informou que no ônibus da frente seguiam dois policiais militares como passageiros. A Polícia acredita que a quadrilha sabia dos policiais, por esse motivo não interceptou o primeiro ônibus.

Tão logo tomou conhecimento do assalto a Polícia Militar enviou equipes para a região. Até a publicação desta edição o policiais ainda faziam varredura nas estradas quem ligam Quixeramobim ao distrito de Bonfim, também conhecido como Km 20, na zona rural de Senador Pompeu, a procura dos criminosos. O assalto ocorreu por volta das 3 horas.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 23.04.2017 / atualizado às 08:31 · 23.04.2017 por

O Comitê organizador dos Jogos Olímpicos de São João dos Queiroz (JOSJQ) está correndo contra o tempo para realizar a 30ª edição consecutiva da competição, considerara pelos moradores dessa comunidade da zona rural de Quixadá a mais antiga do Ceará e talvez do Brasil. Eles devem receber mais de 500 atletas e equipes de várias cidades da região. Os Jogos Olímpicos são realizados na segunda quinzena do mês de julho.

Entretanto, como ocorreu na Vila Olímpica do Rio de Janeiro as obras correm o risco de não serem concluídas, melhor, nem iniciadas, faltando pouco mais de 90 dias para o acendimento da tocha olímpica. Essa é a preocupação do presidente do Comitê Olímpico rural, Alexandre Neto. O Parque Olímpico ainda aguarda as obras. Ele se refere ao ginásio poliesportivo, que está com o seu telhado comprometido além da necessidade de reparos.

Quanto ao entorno do ginásio, onde são realizadas as partidas de futebol de campo, as corridas, arremesso de peso, também precisa de cuidados e quem sabe uma estrutura receptiva um pouco melhor para o público. A Escola de Ensino Fundamental João Gonçalves da Rocha, ao lado do ginásio poliesportivo funciona como o hotel da Vila Olímpica para os atletas visitantes.

A respeito das Olimpíadas de São João dos Queiroz o prefeito de Quixadá, Ilário Marques, informou que se empenhará com sua equipe para assegurar a realização do evento. Providências já estão sendo adotadas para os reparos do ginásio, que em breve passará a ser administrado pela Secretaria de Educação do Município. Posteriormente será realizada licitação para uma obra completa, quem sabe até a construção de uma vila olímpica no distrito onde os jogos se tornaram tradição.

Alexandre Neto confirmou o compromisso do prefeito em realizar os reparos para a realização dos Jogos Olímpicos de São João dos Queiroz. Como se trata de uma edição especial eles querem fazer bonito, principalmente para os visitantes. Após cinco anos vai haver novamente prova de natação. Com as chuvas deste ano o açude da comunidade encheu. Será mais uma dentre mais de uma dezena de modalidades disputadas durante o mês de julho por atletas de várias cidades da região.

Além de modalidades mais populares como o futebol, o handebol e o vôlei existem algumas bem peculiares aprovadas pelo Comitê especial. A sinuca é uma delas. Havia também a corrida de jegues, mas por encontrarem irregularidades, como infringir a Lei de Proteção aos Animas, foi excluída. Corrida mesmo, só de atletas e de bicicletas.

Enquete
Qual a importância dos Jogos Olímpicos de São João dos Queiroz para você

Alexandre Neto
Presidente do Comitê Olímpico

Acredito que somos o único lugar do mundo que realiza uma competição com espírito olímpico. Não se trata apenas de uma competição, mas de uma festa, uma confraternização com nossos vizinhos e escolhemos o esporte para realiza-la“.

Roberto Rivelino da Silva
Professor de Educação Física

É gratificante saber que uma comunidade do nosso município se reúne a três décadas para promover uma competição dessa natureza. O esporte é com certeza uma das formas mais simples de educar as pessoas e esses Jogos Olímpicos realizados em São João dos Queiroz são o exemplo disso“.

Letícia Evelin Oliveira
Estudante Atleta

Nasci e estou crescendo em um lugar muito especial, afinal não é em todo canto que a gente tem a oportunidade de participar todos os anos de uma olimpíada, principalmente ao lado da família e dos amigos. Uma força dessas com certeza todo atleta olímpico gostará de ter“.

Veja também no Diário do Nordeste

Comunidade rural anseia restauração de ginásio

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:30 · 23.04.2017 / atualizado às 07:20 · 23.04.2017 por

Neste domingo (23) Quixadá vai conhecer a suas representante da beleza no concurso Miss Quixadá Be Emotion. Conforme os organizadores do concurso, Sávio Oliveira e Sérgio Murilo, a disputa pelo título na passarela ocorrerá a partir das 20h30 no auditório da Cisne – Faculdade de Quixadá. Os ingressos são limitados e custam R$ 10,00 cada.

Larissa Nobre, Jaiane Braga, Tereza Laís, Leila Noronha, Lyana Almeida, Lorena Rabelo, Amanda Araújo e Caroline Rodrigues são as oito candidatas finalistas à disputa pela coroa de Miss. Elas representam bairros de Quixadá: Alto São Francisco, Baviera, Centro, Herval, Irajá, Monte Alegre, Planalto Universitário e São João.

As candidatas ainda concorrem ao título de de Miss Popularidade pela internet. As votações seguem até o meio-dia deste domingo, 23, na página do Miss Quixadá no Facebook. Cada curtida vale dois pontos e o compartilhamento, um.

O concurso é licenciado oficial do Miss Ceará Be Emotion, o único que leva ao Miss Brasil Be Emotion.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161