Autor: Editor


08:00 · 02.01.2020 / atualizado às 08:30 · 02.01.2020 por

Uma residência localizada à Rua Maria Alves de Mesquita, em Pedra Branca, teve sua sala incendiada acidentalmente na noite desta quarta-feira, primeiro dia de 2020. A moradora informou à Polícia Militar que a lâmpada da sua sala havia queimado e acendeu uma vela sobre o sofá para iluminar o cômodo. A vela caiu sobre o móvel e o fogo se alastrou.

Como a guarnição mais próxima do Corpo de Bombeiros fica em Quixeramobim, a mais de 80 km de distância, ela mesma tentou apagar o fogo, sofrendo queimadura superficial na mão esquerda. Como as chamas começaram a se espalhar rapidamente ela pediu socorro aos vizinhos, que conseguiram apagar o incêndio evitando que atingisse os outros cômodos da casa.

O nome da moradora não foi revelado. A Polícia confirmou apenas que ela foi socorrida ao hospital do Município.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 02.01.2020 / atualizado às 06:55 · 02.01.2020 por
Jovem de Quixeramobim comemora com a família sua aprovação do Instituto Tecnológico da Aeronáutica. Foto > Arquivo pessoal

Desde criança, Emanuel Gefferson Maciel Sampaio, hoje com 20 anos, sonha em seguir os passos do pai, o policial militar Geibson Sampaio. Entretanto, com a dedicação aos estudos este jovem natural de Quixeramobim conseguiu alçar um voo mais alto. Ele foi aprovado em dos vestibulares mais difíceis e concorridos do País, do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

Sobre a aprovação Gefferson explicou não haver segredos. O  importante foi estudar 14 horas por dia, de domingo a domingo, para alcançar o seu objetivo. A formação do ensino fundamental, na Escolinha Luz do Saber e no Colégio Senso, na sua cidade, foram o alicerce para a complementação dos estudos, no Ari de Sá e Colégio da Polícia Militar do Ceará, em Fortaleza.

Além do pai, o novo integrante do ITA dedica a sua aprovação à sua mãe, a cuidadora de idosos Ana Elisa e à sua irmã, Geissiane, 13 anos. Ela também pretende ingressar na instituição de ensino superior da Força Aérea Brasileira. Já é aluna do Colégio da Polícia Militar. Está concluindo o ensino fundamental.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 02.01.2020 / atualizado às 07:20 · 02.01.2020 por
A prefeitura de Quixadá prometeu um espetáculo com menos barulho mas mesmo assim muitos pets ficaram assustados com as explosões. Fotos > Alex Pimentel

A tradicional queima de fogos no réveillon popular de Quixadá ainda continua causando discussão nas redes sociais. A prefeitura havia anunciado uma novidade no show pirotécnico da passagem de ano, sem a utilização de bombas e de rojões, garantindo que o espetáculo seria apenas luminoso, mas não foi isso o que ocorreu. Quem foi à Praça José de Barros e assistiu a queima de fogos ouviu rajadas contínuas de explosões.

Não demorou muito para os donos de animais e representantes de ONGs protetoras de animais manifestarem suas indignações nas redes sociais, com os estouros dos fogos, que se estenderam pelos sete primeiros minutos do Ano Novo.  Quem desconfiou da proposta se precaveu e levou o seus pets para o sítio ou lugar distante da cidade, como a estudante Amanda Queiroz. Mas quem imaginou no “silêncio” sofreu.

Infelizmente mais um ano trancada no meu quarto com meus filhotes peludos, triste, pois eles sofrem com esses malditos fogos“, comentou a moradora Patrícia Pompeu, se referido aos estrondos dos produtos explosivos.

A Assessoria da prefeitura justificou ter cumprido o prometido. Não foram utilizados rojões e nem bombas, todavia, apesar de os fogos de artifício silenciosos fazem bem menos barulho que os convencionais, os ruídos são inevitáveis, porque a propulsão é feita com pólvora, ressaltou.

Todavia, quem foi à praça e assistiu o espetáculo no céu ouviu as explosões das bombas quando os fogos eram arremessados, mesmo com o acompanhamento musical da banda Limão com Mel, cantando “Marcas do que se foi”, uma das preferidas do público na passagem para o Ano Novo.

Essa festa é realizada apenas uma vez no ano e os fogos queimam rapidinho. A gente até entende a preocupação com os animais, mas quem cuida e se preocupa pode tomar precauções para evitar o sofrimento deles, já que sabe o que vai acontecer. Ter bom senso é sempre bom“, comentou o autônomo Marcelo Martins elogiando o espetáculo.

A Praça José de Barros recebeu um bom público na virada do ano. Muitos saíram de casa depois da meia noite. 
O que atraiu o público à praça foram os shows das bandas Limão com Mel e Noda de Caju.
As duas bandas repetiram repertórios das suas últimas apresentações em Quixadá, no Pula Fogueira.

Outras cidades

Ibicuitinga, Morada Nova, Pacoti, Aracati e Paraipaba também haviam prometido queima de fogos mais silenciosas nos seus réveillons, mas até a publicação desta edição, a reportagem do Diário do Nordeste ainda não havia confirmado se cumpriram a promessa.

Apenas de Guaramiranga, no Maciço de Baturité, houve confirmação da utilização dos artefatos explosivos especiais. Quando um canhão começou a disparar, com estouros bem menos barulhentos, o público foi ao delírio e ficou impressionado com o que viu.

Guaramiranga surpreendeu o público com o espetáculo pirotécnico mais bonito e silencioso da sua história. Foto > Divulgação
Utilizando a cobertura de um prédio como base a queima de fogos mais silenciosos pode ser vista de toda a cidade. Foto > Divulgação

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

10:00 · 01.01.2020 / atualizado às 10:07 · 01.01.2020 por

O arrombamento de um imóvel em Quixeramobim foi a primeira ocorrência policial registrada em 2020 no Sertão Central. Segundo informações de uma moradora do bairro Planalto Sabonete, na periferia da cidade, à Polícia Militar, ao chegar em casa, por volta de 0h20 e percebeu que alguns objetos foram levados, dentre eles um botijão de gás, uma prancha modeladora de cabelos, o seu telefone celular e o carregador do aparelho.

Uma equipe de policiamento foi ao local e constatou que algumas telhas da coberta do quarto haviam sido retiradas. A suposição é de que o autor do furto adentrou a casa pelo telhado. Já dentro da residência o criminoso abriu a porta da cozinha, por onde fugiu com os produtos relacionados pela vítima. Ela foi orientada a registrar o Boletim de Ocorrência na delegacia da Polícia Civil.

Os policiais militares ainda realizaram rondas na região à procura do arrombador e dos objetos furtados, todavia, até a publicação desta edição, ainda não haviam obtido êxito.

Mesmo assim , de acordo com a Polícia, foi a passagem de Ano Novo mais tranquila dos últimos anos. Nenhuma outra ocorrência foi registrada na região até o início desta manhã.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

09:00 · 01.01.2020 / atualizado às 09:35 · 01.01.2020 por
Atleta de 70 anos concluiu a Corrida de São Silvestre. Fotos > Arquivo pessoal

Foram quase três horas, mais de duas em relação ao queniano de 23 anos, Kibwott Kandie, que além de vencer a 95ª Corrida de São Silvestre, ainda bateu o recorde da maratona, com 42min59s, mas o engenheiro civil Helder Caldas, com 47 anos a mais, cruzou a linha de chegada superando mais um desafio físico e mental, concluindo a prova em 2h53min47s.

No percurso da corrida de rua mais famosa da América do Sul o representante cearense fez questão de levar com ele o banner da instituição a qual se dedica há 11 anos, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Ele trabalha há uma década no campus do Instituto em Quixadá, onde nestes últimos anos é o diretor.

Quando me aposentei da Engenharia Civil, em 2008, fiz concurso para o IFCE. Fui aprovado em primeiro lugar e passei a lecionar no curso de Edificações, em Quixadá. Eu já tinha experiência na sala de aula. Durante 20 anos fui professor do curso de Engenharia Civil na Universidade de Fortaleza, a Unifor“, ressaltou o maratonista.

De acordo com o corredor septuagenário o segredo para manter a boa forma está na prática de hábitos saudáveis, da alimentação aos exercícios físicos constantes. Com essa fórmula Helder Caldas pretende participar das próximas corridas da São Silvestre. Quanto à colocação, não importa, afinal, dessa vez se inscreveram mais de 35 mil competidores.

O tempo da corrida, marcado no cronômetro de pulso de Helder Caldas foi apenas um detalhe, mesmo para quem chegou aos 70 anos. O importante é concluir a prova de 15 km.
Quando o atleta Helder Caldas cruzou a linha de chegada, mais uma vez fez o seu gesto da vitória, pessoal, erguendo os braços.
Com a inscrição 31.913 e o banner do Instituto Federal do Ceará (IFCE), Helder Caldas cruzou o percurso de 15 km da São Silvestre.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 31.12.2019 / atualizado às 07:35 · 31.12.2019 por

Dois homens foram presos nesta segunda-feira (30) por tráfico de drogas na cidade de Morada Nova, área circunscricional do 9º Batalhão da Polícia Militar, com sede em Quixadá. A Polícia chegou aos suspeitos através de denúncia anônima, de que eles estavam vendendo drogas no bairro da Várzea, na periferia da cidade.

Os policiais militares averiguaram a denúncia  localizaram a “boca de fumo” e encontraram 177 gramas de maconha enterrada no quintal. Em seguida chegaram ao paradeiro dos traficantes, o primeiro, morador da residência onde foram realizadas as buscas, e o segundo, cunhado dele, que havia enterrado 349 gramas de maconha e uma balança de precisão, na beira do rio, próximo à casa dele.

Presa em flagrante a dupla ainda confessou à Polícia que integrava uma facção criminosa e um deles que fazia depósitos bancários da venda das drogas na conta corrente de outro faccionado, cujos nomes não foram revelados porque as investigações ainda estão em andamento, informou um policial.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com a Delegacia da Polícia Civil em Morada Nova, mas até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 31.12.2019 / atualizado às 06:55 · 31.12.2019 por

Seis bandidos armados com pistolas, revólveres e escopetas invadiram uma residência na zona rural de Banabuiú e após renderem os moradores e ameaçarem inclusive de morte, roubaram quatro telefones celulares, R$ 3 mil, um revólver calibre 38 com munições e um automóvel Chevrolet Corsa Sedan de cor prata.

Ainda de acordo com informações da Polícia o assalto ocorreu por volta das 7h da manhã desta segunda-feira (30), na localidade de Governo I. Na fuga a quadrilha abandonou o carro roubado na estrada. O veículo rompeu uma cerca de arama farpado. Foi encontrado pelo proprietário, que naquele momento seguia para a sua residência.

Equipes da Polícia Militar realizaram buscas na região, todavia, até a publicação desta edição os criminosos não haviam sido localizados e nem identificados.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 31.12.2019 / atualizado às 22:40 · 30.12.2019 por
Show pirotécnico na Pedra do Cruzeiro, em Quixadá, será uma em que prefeituras prometem menos barulho de explosões de fogos. Foto > Alex Pimentel

No início do mês, o apelo de um radialista à prefeitura de Quixadá, através das redes sociais, levou este município do Interior do Ceará a exigir da empresa responsável pela realização do show pirotécnico anunciando a chegada do Ano Novo a alterar a logística da queima dos fogos. Os rojões, que causam o barulho mais intenso, foram excluídos do espetáculo, e o processo de combustão dos sais de diferentes metais que o tornam luminoso e colorido, também será mais silencioso, divulgou a prefeitura.

Além de Quixadá, Ibicuitinga, Morada Nova, Pacoti, Aracati, Paraipaba, são algumas das cidades cearenses que em respeito aos animais e às pessoas mais sensíveis, aderiram à fórmula mais silenciosa do tradicional espetáculo visual. Os efeitos luminosos vão começar na contagem regressiva para a virada do ano, mas dessa vez sem os estrondos habituais, garantem os organizadores. A maioria até destacou nas divulgações das suas festas: Queima de fogos silenciosa.

Guaramiranga, no Maciço de Baturité, também entra nessa relação, mas a iniciativa de reduzir os ruídos provocados pelos fogos partiu do Ministério Público do Ceará (MPCE). Os promotores de Justiça elaboraram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e a prefeitura concordou. Rojões “treme-terra” e outros produtos do gênero que provoque barulho em excesso, serão proibidos, inclusive em eventos particulares.

Como funciona

Especialistas em pirotecnia explicam o segredo. Quando os artefatos químicos são arremessados no ar as bombas que armazenam esses compostos explodem, provocando estrondos e e a combustão desses elementos. No caso dos fogos silenciosos, sem as bombas de arremesso, queimam gradativamente, tão logo são lançados, não causando uma grande explosão. Entretanto, sem o impulso das bombas geralmente não atingem alturas elevadas, dificultando a visibilidade do espetáculo, mas é possível ver por mais tempo.

Sem fogos

Sobral, a maior cidade da região Norte do Estado, não vai realizar queima de fogos. O Município  aboliu a prática no ano passado. Uma lei, aprovada pela Câmara Municipal em 27 abril de 2018 regulamentou o manuseio e soltura dos rojões, foguetes, fogos de artifício e artefatos pirotécnicos que causam poluição sonora. A lei entrou em vigor 45 dias depois. A população aprovou e desde então apoia a iniciativa, tendo como principais beneficiários seus animais.

Os pets

A explosão dos fogos realmente causa um grande desconforto aos pets. No caso dos cães, que além de olfato, têm audição mais sensível, a percepção sonora é 100 vezes superior a de um ser humano. Se um segundo já é o suficiente para atormentar esses animais, imagina alguns minutos, a festa acaba se tornando um pesadelo para eles. Esses estrondos também irritam outros animais, como gatos e assustam os humanos”, explica o médico veterinário André Medeiros, especialista em pequenos animais.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

06:00 · 31.12.2019 / atualizado às 09:35 · 01.01.2020 por
O professor e diretor do IFCE de Quixadá vai participar da Corrida de São Silvestre nesta terça-feira. Foto > Arquivo pessoal

O engenheiro civil Helder Caldas, 70 anos, será um dos milhares de maratonistas da Corrida de São Silvestre, tradicional prova realizada na capital paulista no último dia do ano. Acompanhado da família ele pretende percorrer os 15 km do trajeto pelo primeiro ano e concluir a prova.

No início, quando eu tinha 27 anos, aceitei o desafio pelo vigor da juventude. Hoje, pretendo demonstrar a quem já passou dos 60 que a força do corpo está na mente. Com hábitos saudáveis podemos chegar longe. Essa é uma forma de estimular outras pessoas com mais de 60 a se exercitarem“, explicou o atleta septuagenário.

Nascido em Fortaleza, mas com o coração em Quixadá, desde quando passou a se dedicar ao campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE), há 10 anos, no início como professor do curso de Edificações e atualmente diretor geral da unidade, Helder Caldas também pretende representar o seu campus com a inscrição  entre os mais de 30 mil corredores de todo o mundo.

A prova para a categoria masculina tem início programado para às 8h, com mais de duas horas de duração. Quando houver a largada a competição completará 95 anos.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

10:00 · 30.12.2019 / atualizado às 10:10 · 30.12.2019 por
Com o auxílio de bombas costais os os bombeiros militares foram eliminando os focos de fogo na mata seca da localidade de Açudinho. Fotos > Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros do Ceará consegui debelar neste domingo (29) as últimas chamas do incêndio que estava destruindo a mata nativa de uma área serrana no município de Capistrano. O combate ao fogo teve início na quarta-feira (26), quando a guarnição do 6º Batalhão de Bombeiros Militares, sediada em Guaramiranga, começou a agir.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a dificuldade maior foi o acesso até os locais dos focos de fogo. Outro desafio foi o tempo quente associado à mata seca. Uma viatura, pás, enxadas e abafadores foram utilizados para eliminar os focos de incêndio. Os bombeiros militares ainda usaram motoserras, soprovarredores e bombas costais.

Os bombeiros enfrentaram a fumaça e o forte calor dentro da caatinga para eliminarem todos os focos de fogo.

Ainda não foi possível realizar o levantamento exato da área devastada pelo incêndio, que de acordo com os bombeiros, teve início em uma região de Baturité, município vizinho. A estimativa é de mais de 300 hectares. A insistência de agricultores em brocarem suas terras com a prática de queimadas, tem sido a principal causa.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags