Busca

Categoria: Água


09:00 · 13.08.2017 / atualizado às 19:50 · 13.08.2017 por

Conforme Cogerh, a Barragem Germinal, no Maciço de Baturité, continua sangrando após três meses.

A Barragem Germinal sangrou, atingiu o seu aporte hídrico máximo, há três meses, represando as águas do rio Pacoti. Hoje, o reservatório continua com 100% do seu volume, segundo o monitoramento da Cogerh, entretanto, os dados da capacidade do Germinal foram corrigidos para 2,1 milhões de m³, um milhão a menos em relação ao volume divulgado quando sangrou pela primeira vez, no dia 8 de maio passado.

Mesmo assim a barragem situada no Maciço de Baturité mantém o seu aporte, bem diferente da situação do Açude Castanhão. Neste sábado (12) o maior reservatório hídrico do Estado está próximo da sua pior cota desde o início do monitoramento, em janeiro de 2004, quando chegou ao mínimo de 4,73%, conforme os gráficos exibidos no portal da Cogerh. Ontem, o Castanhão armazenava 4,77% do seu volume de água. Sua capacidade é de 6,7 bilhões de m³.

Ontem o Castanhão está próximo de atingir o nível hídrico mais crítico da sua história desde o início do seu monitoramento.

Sobre o aporte hídrico do Estado, conforme a Cogerh, os 155 açudes, distribuídos em 12 bacias hidrográficas, cuja capacidade total é 18,64 bilhões de m³, apresentam volume de 2,10 bilhões de m³, o equivalente a 11,27%. Pelos dados da Companhia estatal, a maior alteração dois meses após o fechamento da quadra chuvosa ocorre no Castanhão, responsável pelo abastecimento da capital cerrense, Fortaleza.

Inauguração da Barragem Germinal

Na sexta-feira (11) o governador  Camilo Santana inaugurou o reservatório público acompanhado do ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, do secretário de Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira; do presidente da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Neuri Freitas; do presidente da Companhia de Gestão e Recursos Hídricos (Cogerh), João Lúcio Farias; e ainda deputados estaduais, federais, além de gestores municipais. Eles acompanharam o despejo de milhares de alevinos na barragem.

Ainda na solenidade de inauguração o governador anunciou a instalação de adutoras para as duas cidades beneficiadas pela Barragem Germinal, Palmácia e Pacoti. A oferta hídrica para abastecimento da população das duas cidades ocorrerá ainda este ano, acrescentou. Com investimentos de R$ 22 milhões, a barragem é garantia do abastecimento de água para 13 mil famílias, completou o gestor estadual.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

12:00 · 16.07.2017 / atualizado às 17:36 · 16.07.2017 por

Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) realizou neste sábado (15) o transporte de 21 cisternas de polietileno, uma espécie de plastico, para duas comunidades serranas de difícil acesso na zona rural de Choró, no Sertão Central. Pela manhã o helicóptero pousou na localidade de Conceição, a cerca de 20Km do Centro da cidade. Um caminhão-tanque da Ciopaer também seguiu para o local, para o reabastecimento do helicóptero.

A prefeitura de Choró não informou mais detalhes acerca da operação, mas as cisternas tinham como destino as comunidades de Cafundó e Escondido, na Serra do Teixeira, cerca de 5Km acima. Nas duas localidades moram 21 famílias, que em razão da dificuldade de acesso, realizado somente em trilhas com alguns trechos ingrimes, ficam praticamente isoladas.

A entrega das cisternas nas duas comunidades seria realizada no início de abril, com a presença do governador do Estado, Camilo Santana, mas a solenidade foi cancelada em razão da chuva na região naquele dia. A mídia do Estado havia sido mobilizada, inclusive com credenciamento de jornalistas para acompanharem os voos. Ontem, foi finalmente realizada, de forma discreta.

Dessa vez não houve divulgação e nem solenidade oficial para a operação. Além de um pequeno grupo de curiosos, apenas o prefeito Marcondes Jucá e alguns secretários assistiram as manobras aéreas. Apenas o transporte de uma cisterna foi divulgado no Facebook da prefeitura. No início da tarde publicou fotos e o vídeo do início do transporte das cisternas. Não foi informado se a operação foi concluída.

 

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:30 · 13.07.2017 / atualizado às 07:50 · 13.07.2017 por

Apenas com 3,6% da sua capacidade, o equivalente a 260 mil m³, o Açude Quixeramobim tem água o suficiente para auxiliar o abastecimento dos consumidores desta cidade até novembro deste ano. A avaliação foi feita pelo gerente regional da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e pelo diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) deste Município, Miguel Fernandes.

Atualmente a barragem de Quixeramobim está apenas com 3,6% da sua capacidade

Construído no período de outubro de 1958 a dezembro de 1960, a princípio se imaginava que o Açude Quixeramobim tivesse capacidade para 64 milhões de m³, entretanto, após uma batimetria, análise técnica realizada com a utilização de equipamentos eletrônicos, em 2011, se constatou a real capacidade da barragem, funcionando como uma ponte sobre o rio homônimo, na CE-060. O reservatório tem capacidade apenas para pouco mais de um décimo dos cálculos inciais.

Em razão do baixo aporte, em setembro de 2015 o Açude Quixeramobim secou totalmente. Houve necessidade de captar água do Açude Pedras Brancas, no município vizinho, Banabuiú, para atender a população da cidade. Mesmo assim a barragem, que acumulou apenas 4,2 % da sua capacidade com as chuvas deste ano, auxilia no sistema de abastecimento do SAAE. A barragem também costuma ser a primeira a sangrar na região. a última vez ocorreu em abril de 2011. Os dados são da Cogerh.

Veja a atual situação hídrica de Quixeramobim no Diário do Nordeste 

Racionamento hídrico continua em Quixeramobim

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 30.06.2017 / atualizado às 08:01 · 30.06.2017 por

Pedra Branca deverá ser a próxima cidade do Centro do Estado a ter poços profundos perfurados pela Superintendência de Obras hidráulicas (Sohidra) para abastecimento da população. As outras três cidades da região são Boa Viagem, Canindé e Quixeramobim. Juntas, conforme dados dos órgãos estaduais, têm mais de 500 poços perfurados.

Em Quixeramobim foram perfurados mais de 10 poços em áreas públicas para abastecer a cidade

Para viabilizar a perfuração dos poços em Pedra Branca o gerente regional da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), Paulo Ferreira realizou visita técnica na cidade. O objetivo foi estudar os locais de instalação. Cada poço será interligado a uma das caixas d’água que estão estrategicamente distribuídas nos bairros. O controle é feito pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) do Município.

A Cogerh não informou quantos poços serão perfurados na cidade. Conforme dados do órgão estadual de gestão dos recursos hídricos , os dois açudes de onde a água é captada para abastecer a população, o Trapiá II e o Capitão Mor, estão no seu volume morto. A população de Pedra Branca enfrenta racionamento deste outubro do ano passado, quando o açude Capitão Mor ainda estava com 24,4% da sua capacidade.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:00 · 13.05.2017 / atualizado às 12:00 · 14.05.2017 por

Pouco mais de 48 horas após a direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Canindé instalar um transformador em substituição ao furtado no fim de semana passado, o órgão responsável pelo abastecimento d’água para a população está enfrentado um novo desafio. Nesta sexta-feira (12) a balsa onde a bomba de sucção fica instalada afundou.

O problema com a balsa ocorreu no Açude Sousa, outro reservatório de abastecimento de Canindé

A pane paralisou o bombeamento para a Estação de Tratamento de Água (ETA), mas como ocorreu com o transformador furtado, sendo instalado outro, o diretor do SAAE de Canindé, Francisco de Sousa Rocha e sua equipe iniciaram os reparos para regularizar o abastecimento de aproximadamente 20 mil unidades de consumo.

Sobre o furto do transformador, de 300 quilos, a delegacia regional da Polícia Civil, em Canindé, continua realizando investigações para identificar e prender os autores bem como recuperar o equipamento que custa em torno de R$ 8 mil a R$ 10 mil, pertencente ao patrimônio do Município. Detalhes das investigações não foram revelados.

Boatos de sabotagem são desmentidos por técnico do SAAE

Após os problemas enfrentados pelo SAAE de Canindé, com o furto do transformador e o afundamento da balsa surgiram boatos de que ocorreram por sabotagem, provavelmente por antipatizantes da atual administração, todavia, o coordenador do laboratório da ETA, Noberto de Abreu, a balsa afundou em razão do desgaste. Estava muito velha.

O técnico do SAAE também informou que o abastecimento de água da cidade não foi afetado. Após a instalação do transformador a água continua sendo captada normalmente do Açude São Mateus. A balsa afundou noutro açude da cidade, o Sousa. A informação preliminar não estava correta.

Veja mais no Diário do Nordeste 

Furto, em Canindé, ameaça abastecimento

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

01:30 · 16.04.2017 / atualizado às 07:25 · 16.04.2017 por

Menos de mês após sangrar e cinco dias depois ser esvaziado da noite para o dia o Açude Tijuquinha, localizado em Baturité, voltou a sangrar. Segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh)  a barragem com capacidade para 881 mil m³ voltou a atingir seu volume máximo neste sábado (15).

Açude Tijuquinha atingiu seu volume máximo novamente neste sábado, 15.

A recarga hídrica foi motivo de festa para moradores de Baturité. Quando o açude foi esvaziado pela Cogerh a população criticou, mas de acordo com o órgão de gerenciamento hídrico a medida era necessária para o desassoreamento e também para a limpeza do reservatório. Na sua primeira recarga do ano também acumulou muita lama.

No início de abril o Tijuquinha voltou a acumular água novamente.

O Tijjuquinha havia sangrado pela primeira vez este ano no dia 17 de março. Menos de uma semana depois, no dia 21, ficou totalmente seco. Foram necessários apenas 28 dias para atingir o seu volume máximo novamente. Com a água mais limpa será possível abastecer a cidade novamente. A manobra realizada pela Cogerh funcionou ainda nestes primeiros 15 dias do mês de abril.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 12.03.2017 / atualizado às 09:30 · 12.03.2017 por

A Zona de Convergência Intertropical, denominada pelos meteorologistas de ZCIT continua próxima do Ceará provocando nebulosidade em todo o Estado, inclusive no Sertão Central, onde a ocorrência de chuvas costuma ser menor em relação às outras regiões. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) prevê para este domingo (12) nebulosidade variável com chuvas em todo o Ceará no decorrer do dia.

Segundo a Funceme, outro sistema meteorológico, um Cavado de Altos Níveis (CAN), sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária, a aproximadamente 12km de altura, continua atuando no sul da região Nordeste do Brasil, favorecendo a formação das nuvens. Todavia, até a publicação desta edição o órgão oficial do Estado não havia registrado chuvas expressivas no Sertão Central e nem no Maciço de Baturité.

Até às 9h30 desta manhã foram registradas precipitações em 45 municípios cearenses. No dia anterior banharam 101, inclusive, a segunda maior chuva do dia ocorreu em Quixeramobim, no Centro do Estado, com 85 milímetros, no distrito de Lacerca, seguido de 70mm na localidade de Paus Brancos e 65mm no posto de Manituba, outro distrito de Quixeramobim.

Mesmo assim o Fogareiro, maior açude deste Município, continua seco, de acordo com o monitoramento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Na mesma situação continua a barragem Quixeramobim, na CE-060, que atingiu sua cota zero ainda em outubro de 2015.

A barragem Quixeramobim ainda continua completamente seca

Maciço de Baturité

Na região serrana mais próxima de Fortaleza, no Maciço de Baturité, a Funceme registrou chuvas apenas em Itapiúna, 10mm e no Açude Acarape do Meio, 4,2mm, em Redenção. Ontem (11) o Diário do Nordeste publicou edição sobre o Acarape do Meio. Veja mais > Chuvas constantes no Maciço de Baturité começam a mudar paisagem serrana

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:00 · 17.02.2017 / atualizado às 09:48 · 17.02.2017 por

Canindé
Os prefeitos de Canindé e Caridade, juntamente com representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), do Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), ainda da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), do Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar) e comunidades organizadas nestes dois municípios pretendem definir nesta sexta-feira (17) um plano de combate ao desperdício de água da adutora que liga o açude General Sampaio, neste município, às duas cidades.

A adutora de engate rápido, com 53Km de extensão, começou a funcionar em dezembro de 2014. Dois anos depois passou a apresentar uma série de vazamentos, prejudicando o bombeamento para Caridade e Canindé, além de causar desperdício de água. Para agravar ainda mais o problema o açude General Sampaio está com apenas 1,71% do volume, equivalente a 549 milhões de metros cúbicos.

Uma das articuladoras da operação, a prefeita de Canindé, Rozario Ximenes, já havia organizado uma reunião com o grupo no início da semana. Na oportunidade, a qualidade dos tubos utilizados na adutora de engate rápido foi questionada. Entretanto, como a empreiteira não tem mais responsabilidade sobre a obra, uma das sugestões foi criar um consócio para administrar a adutora. A ideia partiu do ex-prefeito de Caridade, Júnior Tavares.

No encontro, na avaliação do técnico da Cogerh, José de Arimateia, o grande gargalo, são os bolsões de água criados dentro da canalização da adutora. No distrito de São Domingos, em Caridade, foram instalados seis motores para o bombeamento da água. Hoje, apenas dois deles estão funcionando. O SAAE de Canindé utiliza 85% das águas do General Sampaio, beneficiando 46 mil moradores; a Cagece 10%, em Caridade, atendendo 11,5 mil consumidores, e o Sisar 5%.

Embora seja a cidade mais beneficiado Canindé arca com a maior parte das despesas para abastecimento da sua população. ‘’Ou se aprende a trabalhar juntos, ou não iremos a lugar nenhum. A seca é uma responsabilidade de todo nordestino. Compramos água de R$ 40,00 e depois de tratada vendemos por R$ 18,00, isso é impossível de acreditar, mas existe em Canindé” disse o chefe do SAAE, Francisco de Sousa Rocha.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:22 · 18.01.2017 / atualizado às 09:22 · 18.01.2017 por
34 pipeiros, segundo organizadores, participaram do ato na última terça (Fotos: José Avelino Neto)
34 pipeiros, segundo organizadores, participaram do ato na última terça (Fotos: José Avelino Neto)

Banabuiú. Em nota oficial enviada a imprensa, a 10ª Região Militar, do Exército Brasileiro, disse deverá pagar os débitos em atraso dos motoristas cadastrados na Operação Carro-Pipa na semana que vem. A resposta foi enviada na última terça-feira (17), depois que os pipeiros promoveram um protesto na cidade de Banabuiú, Morada Nova e Limoeiro do Norte. Os motoristas alegam que já estão há cinco meses sem receber salário. Revoltados com a situação eles bloquearam estradas nas cidades onde houve as manifestações.

De acordo com a nota o Exército “está empenhando todos os esforços para regularizar os referidos pagamentos”. A nota esclareceu, também, que entre os problemas que resultaram no atraso está “pendências no cadastro dos prestadores de serviço, e uma falha operacional e logística”.

Em Banabuiú o ato começou por volta de sete da manhã da última terça. Ônibus foram impedidos de seguir viagem nos dois sentidos. As viagens para Quixadá com transportes alternativos também foram suspensas. Funcionários de uma fábrica de ferro silício, que fica na entrada da cidade, chegaram ao trabalho a pé.  Joana Dark Pereira, 28, perdeu uma consulta que deveria fazer no hospital da cidade porque também não conseguiu chegar ao local com o bloqueio. “Já era para eu ter chegado no hospital, agora, vou perder minha consulta. A pessoa não tem nada a ver com isso e ainda fica no prejuízo”, disse ela, discordando do ato.

Operação é de responsabilidade do Exército; motoristas estariam há cinco meses sem receber salário
Operação é de responsabilidade do Exército; motoristas estariam há cinco meses sem receber salário

De acordo com os organizadores cerca de 34 pipeiros participaram do ato. Vanderlândio Silveira Carneiro, 42, à frente do movimento, explicou que os motoristas passam por dificuldades. Sem dinheiro, eles ainda teriam que arcar com as despesas de manutenção dos veículos.

“Desde setembro que a gente não recebe nada! A gente soube que tem um dinheiro aí que caiu mas a gente teve uma reunião com o Coronel do Exército em Fortaleza e ele disse que voltou por causa de uma burocracia. A gente não tem mais crédito nem para comprar fiado!”, disse Vanderlândio.

A Operação Carro-Pipa é subordinada ao Exército Brasileiro e de competência do Governo Federal. No fim de novembro, a expectativa do Exército era fechar 2016 com a destinação de R$ 1,06 bi, um incremento de 15,3% em relação aos R$ 920,8 mi de 2015. Em 2017, os recursos devem ficar acima de R$ 1 bi. Até o fim do ano quase 900 municípios do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe, Bahia e norte de Minas Gerais eram atendidos pela Operação.

Leia a matéria completa na editoria Regional da edição desta quarta-feira (18) do Diário do Nordeste >> Pipeiros suspendem serviço por falta de pagamento

__________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

14:37 · 14.01.2017 / atualizado às 19:27 · 14.01.2017 por
Encontro reuniu 21 profetas, de acordo com organização, no IFCE de Quixadá
Encontro reuniu 21 profetas, de acordo com organização, no IFCE de Quixadá

Quixadá. Terminou neste sábado (14) mais uma edição dos Profetas da Chuva. O encontro aconteceu no auditório do Instituto Federal do Ceará (IFCE). De acordo com a organização 21 profetas participaram desta edição e, se eles estiverem certos, o ano de 2017 deve apresentar chuvas dentro da média.

As previsões foram feitas para um público de quase 600 pessoas que lotou o auditório do IFCE. A plateia ficou entusiasmada com as previsões que reacendiam a esperança do cearense, que já há cinco anos, sofre com a falta d’água, um fator que tem elevado os prejuízos no Estado, como a seca dos açudes e a morte dos mananciais hídricos.

Encontro encerrou-se neste sábado (14)
Encontro encerrou-se neste sábado (14)

Entre as previsões apresentadas, havia quase uma unanimidade em afirmar que o ano deverá apresentar chuvas. A profetisa Lourdinha, de 71 anos, a única mulher entre o quadro de atuais profetas de Quixadá, contou que fez suas observações com base nos ensinamentos do pai.

Ela utilizou uma tabela onde contou todos os meses do ano as chances de chuva com base na observação de pedaços de madeira, deixada debaixo das telhas da cozinha. Para sua surpresa, o resultado apresentou a probabilidade de chuvas. “Eu fiz esta experiência e vi que o ano vai ser bom, vai ter chuva, sim. Não vai ser de muita coisa não, mas vai dar pra gente sobreviver”, profetizou.

Cada profeta levou seu instrumento, colhido através do trabalho em campo de observação na natureza, para comprovar o que dizia. Restos do formigueiro, pedaços de árvores tradicionais da vegetação cearense, ninho do João de Barro, entre outros.

O organizador do evento, Helder Cortez, se diz satisfeito com a edição deste ano. Ao fazer um balanço  e comparando com os anos anteriores, ele avaliou que o encontro está se fortalecendo ainda mais na missão de perpetuar a sabedoria popular do sertão.

“Precisamos melhorar a logística, ter meios de acomodar mais gente. Temos que rever algumas coisas, mas, no geral, essa edição foi a melhor. Nos temos aqui profetas tradicionais e que tem trazido suas previsões com bastante fundamentação, o que tem deixado o público bem animado, envolvido e esperançoso”, relatou.

Leia a matéria completa na edição de amanhã do Domingo Digital do Diário do Nordeste

__________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com