Busca

Categoria: Água


08:00 · 21.03.2018 / atualizado às 07:55 · 21.03.2018 por

Açude Inteligente, cisternas de placa e Programa Água Doce; durante aproximadamente 20 minutos a prefeita de Canindé, Rozário Ximenes, teve a oportunidade de apresentar essas três experiências utilizadas no sertão do Ceará para convívio com a seca a uma seleta plateia internacional, no 8º Fórum Mundial da Água, realizado em Brasília. Os participantes conheceram o modelos durante a exposição do Painel Temático: Equidade da água como prioridade, nesta terça-feira (20).

A prefeita cearense destacou para a plateia formada por pesquisadores, estudantes, empreendedores e chefes de Estado de todo o planeta a necessidade urgente de a população mundial utilizar de forma racional esse bem precioso da humanidade, esgotável, que é a água. No caso do Ceará, ao longo dos anos vêm sendo desenvolvidas políticas públicas para convívio com essa cíclica situação climática, a seca. O Estado continua enfrentando uma estiagem que se iniciou havia seis anos.

Durante a apresentação Rozário Ximenes estava acompanhada do prefeito de Zimbábue, na África, Matin Moyo; do secretário de Meio Ambiente de São Paulo, Maurício Brusadin; do presidente da Agência de Água e Saneamento de Buenos Aires, capital da Argentina, José Luis Inglese; e do vice-presidente da Agência de Água e Mudança Climática da França, Thierry Burlot.

A prefeita cearense foi a única mulher a participar do Painel Temático  sobre a equidade da água. Foto > VCRepórter

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

12:00 · 18.03.2018 / atualizado às 10:30 · 18.03.2018 por

Semana das Água será realizada no Maciço de Baturité com foco na sustentabilidade dos mananciais.

Ambientalistas, pesquisadores, estudantes, lideranças sociais, gestores, técnicos, políticos e moradores da região serrana com preservação da Mata Atlântica no Ceará participam a partir da manhã desta segunda-feira (19) da XV Semana das Águas do Maciço de Baturité, que este ano tem como temaÁgua, sustentabilidade e vida“. Neste dia, dedicado ao padroeiro deste Estado, a programação será aberta com a Caravana das Águas.

De acordo com os organizadores do evento, às 7hs, três ônibus partirão de Aracoiaba, uma das 13 cidades que formam esta região, em visita aos principais açudes do Maciço. Os participantes conhecerão os mananciais, observarão suas condições, incluindo a quantidade a qualidade da água,  terão a oportunidade de conversarem com moradores dessas áreas. No retorno, ao meio-dia, será servido um almoço coletivo.

A programação da XV Semana das Águas segue na manhã da terça-feira (20), a partir das 8 horas, com concentração dos participantes no Campus da Liberdade, da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em Redenção. No auditório do campus será realizado o Seminário Territorial das Águas.  Será um momento de estudos e debates sobre o tema principal do evento, tendo como foco a construção coletiva de políticas publicas relacionadas a água.

7ª Romaria das Águas

O ápice da semana ecológica, que na quinta-feira (22) comemora o Dia Mundial da Água, está programado para o próximo domingo (25), quando às 7 horas terá início a 7ª Romaria das Águas, com uma celebração ecumênica na parede do Açude Tijuquinha e no Convento dos Padres Jesuítas, em Baturité. O encerramento está previsto para o meio-dia, com um almoço partilhado, acompanhado de apresentações culturais com artistas da região, dentre eles Cecília do Acordeon, de Ocara.

Resultado de imagem para semana das águas do maciço de baturitéNo início deste mês de março o Açude Tijuquinha voltou a sangrar. Atualmente está com 95% da sua capacidade.

A Semana das Águas do Maciço de Baturité é realizada pela Incubadora Tecnológica da Unilab e Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Aracoiaba (STTR).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 09.01.2018 / atualizado às 13:40 · 09.01.2018 por

Enfrentando a pior crise hídrica da sua história a administração municipal de Pedra Branca, no Centro do Estado, está encontrando na perfuração de poços profundos a salvação para assistência à população, tanto na sede como na zona rural. O distrito de Mineirolândia, distante 20Km do Centro da cidade, é um exemplo. A localidade será abastecida pelos poços perfurados na região.

De acordo com a prefeitura, a excelente vazão dos poços do Sítio Volta possibilita a instalação da rede de abastecimento, com tubos de 100mm e 75mm. O serviço será realizado através de parceria entre a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Pedra Branca. A montagem da rede terá início nesta terça-feira (9), acrescentou o SAAE.

Noutras duas comunidades rurais, Olho D’água e Situação, um poço profundo com vazão de 12 mil litros por hora possibilitou a ligação da adutora dessas localidades que há mais de ano dependia do abastecimento emergencial da Operação Pipa. O serviço foi realizado pelo SAAE, aliviando o sofrimento dos moradores, com água nas torneiras das suas casas.

A mesma estratégia vem sendo utilizada na cidade onde está concentrada a maioria dos 42 mil habitantes do Município. Em maio, um poço perfurado no bairro Riso do Prado, com vazão de 14,5 mil litros por hora, passou a dar apoio a três rotas da Operação Pipa, possibilitando maior distribuição de água para a população.

> 39 municípios do Ceará têm água garantida somente até fevereiro

Pedra Branca é uma das cidades do Ceará em situação hídrica de criticidade alta. Outras 39 só tem água até fevereiro. O levantamento foi divulgado na última sexta-feira (5) pelo Grupo de Contingência formado por representantes de várias instituições relacionada ao setor hídrico do Estado.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 30.11.2017 / atualizado às 06:30 · 30.11.2017 por

O sistema de abastecimento d’água de Barrocas / Onça, está com 45% das obras concluídas. Foto > SDA

A comunidade de Barrocas, na zona rural de Quixeramobim, será a 42ª a receber abastecimento d’água através de sistema de distribuição neste bimestre no Interior do Ceará. Segundo a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará 45% da obra, realizada através do Projeto São José, já foi concluída. O valor do serviço é R$ 1.674.118,22. Serão beneficiadas 245 famílias.

O secretário chefe da Casa Civil, Nelson Martins, informou que essa é a terceira obra do Projeto São José em andamento no município de Quixeramobim. As outras duas estão sendo executadas nas comunidades de Volta e Trapiá. Ele acrescentou haver preocupação do governador Camilo Santana, com a segurança hídrica de quem mora em áreas onde há escassez de água.

Conforme a SDA comunidades rurais de Aracati, Beberibe, Cascavel, Choró, Crateús, Guaraciaba do Norte, Itatira, Morada Nova, Novo Oriente, Ocara, Palhano, Quixadá, Redenção, Russas, Saboeiro, São Benedito e Senador Pompeu já foram contempladas este ano com sistemas de abastecimento d’água através do Projeto São José III. O Projeto atua também com sistemas de reuso da água.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 16.11.2017 / atualizado às 07:30 · 16.11.2017 por

Carros-pipa voltaram a circular pelas estradas do Interior do Ceará com destino às comunidades.

No feriado da Proclamação da República as comunidades rurais assistidas pela Operação Pipa, do Governo Federal, começaram a receber novamente a visita dos carros-pipa. A meta dos pipeiros é repor o abastecimento paralisado havia uma semana até o próximo domingo. “Começamos nesta quarta-feira e não vamos descansar no fim de semana“, comentou o presidente do Sindicato dos Pipeiros do Ceará (Sinpece), Eduardo Aragão.

Ainda de acordo com o líder da categoria o retorno dos pipeiros às rotas estabelecidas pelas equipes da 10ª Região Militar ocorreu devido ao empenho do Comando Militar do Nordeste (CMNE) e da 10ª Região Militar. As reivindicações da categoria foram atendidas na reunião realizada na véspera do feriado. Os comandantes concordaram na substituição do equipamento de rastreamento GPipa, pivô das reclamações, por uma versão mais nova do aparelho.

A reportagem do Diário do Nordeste acompanhou uma das rotas, do Canal da Integração, em Morada Nova, até o distrito de Califórnia, na zona rural de Quixadá. A rota tem 120Km. O carro-pipa despejou 16 mil litros de água em três cisternas orientadas pela apontadora Marly Ferreira de Lima. Era a primeira entrega do dia, comentou o motorista Leandro Eder dos Santos.

O morador Antônio Batista dos Santos, da Califórnia, ficou feliz com o retorno do carro-pipa.

Algumas cisternas já estavam completamente secas. Um alívio quando o carro-pipa chegou.

No Ceará mais de 800 mil habitantes são assistidas pela Operação Pipa federal.

O movimento continua intenso nos mananciais de captação de água autorizados pela coordenação da Operação. As maiores concentrações de carros-pipa parados estão em Morada Nova, no entorno do Canal do Trabalhador; em Orós, no entorno do segundo maior açude público do Ceará; em Madelena, no Açude Umari, de onde passou a ser captada água para abastecimento dos moradores rurais deste município e vizinhos, e em Banabuiú, onde está situado o terceiro maior açude do Estado, o Arrojado Lisboa.

Veja mais no Diário do Nordeste

Carros-pipa voltam a abastecer no Interior

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

08:00 · 15.11.2017 / atualizado às 07:50 · 15.11.2017 por

Um dos mananciais mais movimentados no início desta manhã é o do Canal da Integração, em Morada Nova.

Nesta quarta-feira (15), feriado do Dia da Proclamação da República, mais de 1.700 carros-pipa cadastrados no programa emergencial de abastecimento d’água, a Operação Pipa, estão voltando a circular no Ceará. A confirmação é do presidente do Sindicato dos Pipeiros do Estado do Ceará (Sinpece), Eduardo Aragão.

Os carros-pipa começaram a encher seus tanques com cargas d’água nos mananciais autorizados pela coordenação da Operação Pipa às 5 horas desta manhã. A cada meia hora começaram a sair para as suas rotas. O objetivo é normalizar o abastecimento das comunidades rurais assistidas pelo programa o mais rápido possível.

Eduardo Aragão ressaltou que a paralisação da categoria, a qual se estendeu por uma semana, encerrou graças ao empenho do comando da 10ª Região Militar do Exército Brasileiro, que não mediu esforços para levar e assegurar junto ao Governo Federal as reivindicações dos pipeiros. Todos os equipamentos de rastreamento do GPipa serão substituídos.

Além da mudança da versão anterior do rastreador para o novo modelo, a coordenação da Operação Pipa concordou com a reposição das rotas atrasadas, em razão da paralisação e também encaminhou ao Ministério da Integração solicitação para reavaliação de reajuste dos valores das rotas por quilômetro percorrido.

Veja também no Diário do Nordeste

Comunidades dependem de poços, adutoras e carros-pipa

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

07:00 · 13.11.2017 / atualizado às 08:50 · 13.11.2017 por

No sábado (11) pipeiros e moradores bloquearam um trecho da BR-020 no Sertão Central.

Aproximadamente 1.600 carros-pipa cadastrados no programa emergencial de abastecimento d’água para comunidades rurais do Ceará, o Operação Carro-Pipa, do Governo Federal, continuam sem circular pelas cerca de 20 mil rotas no Estado. A informação é do Sindicato dos Pipeiros do Estado do Ceará (Sinpece) que resolveu manter a paralisação após o comando geral da 10ª Região Militar do Exército Brasileiro, responsável pelo controle e fiscalização do serviço dos pipeiros na região não ter atendido a principal reivindicação da categoria, a substituição do sistema de monitoramento das rotas.

A manifestação dos pipeiros teve inicio na última segunda-feira (6). Três dias depois, eles se reuniram com a coordenação da 10ª Região Militar. Foram oferecidas 500 unidades de uma nova versão do GPipa Brasil, para substituir as maquinas com problema instaladas nos carros-pipa.

O Sinpece informou que apresentou a lista de reivindicações ao coordenador da Operação Pipa no Ceará, coronel Claudemir Rangel. O comando maior justificou a necessidade de analisá-las e dar retorno posteriormente. Enquanto a pendência continuar os carros-pipa deverão continuar parados.

No sábado (11) um grupo de pipeiros, juntamente com a comunidade da localidade de Santa Cruz do Banabuiú, no município de Pedra Branca, interditou a BR-020, à altura do Sítio Feiticeiro. Eles usaram pneus e galhos secos de árvores para bloquearem o tráfego na rodovia federal.

Na manhã desta segunda-feira (13) um comboio de pipeiros pretende seguir de Banabuiú para Orós. Segundo o presidente do Sinpece, Eduardo Aragão, vão realizar mais uma manifestação para alertarem as autoridades acerca do problema de monitoramento das suas rotas.

Paralisação atinge Pernambuco e Bahia

Ontem (12), além do Ceará, grupos de pipeiros de Pernambuco e da Bahia também aderiram à paralisação. Estão enfrentando a mesma situação, acrescentou a presidência do Sinpece, justificando que o movimento poderá se estender por todo o Nordeste, já que o serviço de rastreamento das rotas é utilizado pela mesma empresa.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

00:00 · 23.10.2017 / atualizado às 06:00 · 23.10.2017 por

Baixo volume do açude Pedras Brancas, que abastece Quixadá, começa a atingir nível crítico.

O baixo volume do açude Pedras Brancas, de onde é captada a água para abastecer a população de Quixadá, está se tornando motivo de preocupação para muitos moradores desta cidade do Sertão Central. Apesar de a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) assegurar aporte hídrico no açude até o início de 2018, o baixo nível, de apenas 6,3% da sua capacidade, foi a justificativa para a queda na qualidade da água, afetando a Estação de Tratamento de Água (ETA).

Neste domingo (22) a reportagem do Diário do Nordeste seguiu até a Central de Bombeamento da Cagece, no distrito de Tapuiará, onde fica instalada a balsa com os motores de bombeamento da água. O quadro aparenta ser mais grave. O nível da água baixou muito, ao ponto de expor um imenso cemitério de centenas de árvores. É possível inclusive acompanhar os dutos até a balsa com água um pouco acima da cintura, comentaram alguns moradores. Nunca haviam visto o Pedras Brancas nessa situação.

Conforme dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), deste do início de 2004, quando o Pedras Brancas começou a ser monitorado, o seu volume era de 453 milhões de m³, o equivalente a quase 10% da sua capacidade. Em julho de 2009 o reservatório que faz divisa com o município de Banabuiú chegou a acumular 91% de água, mas exceto em maio de 2010, quando repôs a sua carga, atingido 82%, a queda tem sido vertiginosa.

A situação é de desolação no açude Pedras Brancas. O lugar parece um enorme cemitério de árvores mortas.

Uma faixa de espuma amarronzada pode ser vista em uma boa extensão da margem do açude.

Várias canoas estão ancoradas, sem uso. Com o baixo volume de água a pesca acabou.

A partir de junho de 2o16 Quixeramobim também passou a receber água do açude Pedras Brancas, através de uma adutora. Foi a solução para resolver o colapso que afetou a cidade vizinha. Os dois reservatórios do município, a Barragem Quixeramobim e o Fogareiro, secaram. No início de junho a Barragem recebeu um pouco de água, com as chuvas da quadra invernosa, mas nos últimos dias atingiu o seu volume morto novamente. A situação do Fogareiro não é diferente.

Veja também no Diário do Nordeste

Consumidores de Quixadá desconfiam de colapso hídrico

Fortaleza não depende apenas do Açude Castanhão para seu abastecimento

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

07:00 · 10.10.2017 / atualizado às 07:00 · 10.10.2017 por

Moradores da sede de Banabuiú e das localidades de Sítio Lopes, Lagoa da Serra, Sítio Santa Rosa, Lagoa Grande e Boqueirão serão contemplados com abastecimento de água domiciliar. Para garantir a continuidade das obras de implantação do sistema de abastecimento de água no Município, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) acolheu a demanda apresentada pelo deputado federal Danilo Forte.

Conforme o deputado, a Funasa liberou o pagamento de parcela no valor de R$ 1,8 milhão. A obra, com investimento total de R$ 6 milhões, da alcançou 50% de execução. O projeto conta com a construção de estação para captação e tratamento de água, reservatórios, rede de distribuição e ligações domiciliares. Quando estiver concluído garantirá melhor qualidade de vida para centenas de moradores.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

06:30 · 09.10.2017 / atualizado às 06:20 · 09.10.2017 por

Desconfiado da qualidade da água  da Cagece Giliarde Silva armazenou em um tambor. Ficou surpreso com o que viu.

“A água está chegando à torneira muito turva. Pagamos pelo serviço e nos fornecem lama”, esse é o diagnóstico feito pelo publicitário Giliarde Silva a qualidade da água fornecida pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) fornecida para a sua residência, em Quixadá. O consumidor armazenou o liquido em um tambor, fez um registro fotográfico e divulgou nas redes sociais criticando a Cagece.

Outros consumidores de Quixadá também estão reclamando da qualidade da água fornecida pela Cagece. Um deles, Flávio França, ambientalista, aponta que a Estação de Tratamento de Água (ETA) esta com a licença de operação vencida há anos. Para ele, o baixo nível do Açude Pedras Brancas, de onde é captada a água para abastecer a população da cidade, está interferindo diretamente na qualidade da água.

A professora Micarla Nascimento ficou assustada ao pegar água no balde. Além da cor amarronzada notou um mau cheiro o qual comparou ao de fezes. O problema já vinha sendo notado por ela desde o fim do mês de setembro, mas resolveu se manifestar somente após outros consumidores também notarem o problema em outros pontos de Quixadá, considerado de saúde pública.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com a Cagece. As ligações não foram atendidas. Todavia, através das emissoras de rádio da cidade a Companhia anunciou que nesta terça-feira (10) estará realizando serviço de limpeza nos tanques e filtros da ETA. O fornecimento de água na rede será interrompido nesse dia. Outros detalhes não foram informados pela Cagece.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161