Busca

Categoria: Arte


06:30 · 16.01.2018 / atualizado às 06:20 · 16.01.2018 por

O desenhista e produtor de Quixadá, Fábio Márcio, está produzindo desenhos animados.

O desenhista e produtor de animação Fábio Márcio de Sousa, 32 anos, natural de Quixadá,está começando a ganhar destaque na área de desenhos animados. Além de criar o seu canal no Youtube, a TV Animar, ele está produzindo uma série de desenhos e pretende em breve conquistar espaço nesse mercado cada vez mais promissor a nível nacional.

A paixão pelos desenhos surgiu quando ainda era criança. Além de conquistar diversos concursos ganhou dinheiro realizado alguns trabalhos. Mas foi em 2011 que começou a atuar profissionalmente, ministrando oficinas de desenho nos Centros de Referência da Secretaria de Ação Social de Quixadá. As oficinas seguiram por sete anos, acrescentou.

Segundo ele, um grande momento vivido pela animação se deu nos anos 90, com os animes japoneses que saltaram dos mangás – como são conhecidos os quadrinhos japoneses – para as telas de TV e principalmente no gosto dos jovens e crianças. Se transformaram também em brinquedos e jogos eletrônicos, além de mania.

Em 2014, com o surgimento do curso de animação, ministrado pela Escola de Cinema do Sertão, do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura e Meio Ambiente, participou como aluno e foi convidado para ser o coordenador das turmas seguintes onde ficou pouco mais de dois anos. O canal TV Animar surgiu logo após a formação especial.

Ele ainda realizou oficinas com alunos carentes de escolas públicas de Quixadá e ganhou um prêmio no Festival Taquari, em Pernambuco, em 2014, com o filmeSem Águas só Magoas”, da Escola de Cinema. Uma produtora foi criada pelo Instituto Assum Preto que leva o mesmo nome para realizar produções cinematográficas e também trabalhos audiovisuais, ressaltou.

No seu currículo Fábio Márcio tem ainda um projeto focado na inclusão social. Trata-se de um série de vídeos em desenhos animados ensinando a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 05.12.2017 / atualizado às 12:35 · 06.12.2017 por

Casa de Saberes Cego Aderaldo está aberta até a noite para cursos, oficinas e visitações.

A Casa de Saberes Cego Aderaldo, novo equipamento cultural da Secretariaria de Cultura do Ceará (Secult) no Sertão Central, na cidade de Quixadá, divulgou a programação das suas atividades para este mês de dezembro. Nesta terça e quarta-feira, das 14h às 20h30, segue a Oficina – Ferramentas de documentação para o Patrimônio Edificado. O público alvo são jovens, adolescentes e adultos, com interesse em Patrimônio Cultural.

Nesta quinta (7) e sexta-feira (8), das 14 às 20 horas, jovens, adolescentes e adultos, com interesse em Patrimônio Cultural e na arte do cordel, poderão participar da oficina Saberes TradicionaisCordel Contemporâneo. O ministrante do curso será o poeta de literatura de cordel e professor Klévisson Viana. Ele também é autor de histórias em quadrinho. O artista popular natural de Quixeramobim é reconhecido nacionalmente pelo seu talento.

Na semana passada, nos dias 24 e 25 de novembro,  o espaço cultural da Secult, gerido pelo Instituto Dragão do Mar, com atividades  voltadas à arte, educação, saberes tradicionais, patrimônio cultural e natural, promoveu um curso de bordado livre com 20 horas/aula ministradas por uma artesã especializada, Lúcia Ferreira, e uma Oficina de Gestão e Produção Cultural com a gestora do Cineteatro São Luiz e uma das criadoras do Festival Jazz & Blues de Guaramiranga, Rachel Gadelha.

Cancelamento de curso

A Casa de Saberes Cego Aderaldo informou nesta quarta-feira (6) que por motivo de força maior foi adiado curso de Saberes TradicionaisCordel Contemporâneo, a ser ministrado pelo poeta de literatura de cordel e professor Klévisson Viana.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

13:00 · 12.11.2017 / atualizado às 12:45 · 12.11.2017 por

Única comunidade quilombola do Sertão Central, a do Sítio Veiga, vai promover atividades culturais.

Visita à Casa de Saberes Cego Aderaldo, missa afro, forró da melhor idade, torneio quilombola, noite cultural e a dança de São Gonçalo. Essa será a programação da VII Semana da Consciência Negra, promovida pela Comunidade Quilombola do Sítio Veiga, na Serra do Estevão, distante 25Km do Centro de Quixadá.

Conforme as lideranças da comunidade afrodescendente a programação terá início nesta terça-feira (14), com a visita dos quilombolas à Casa de Saberes Cego Aderlado, um equipamento cultural administrado pelo Centro Cultural Dragão do Mar, vinculado à Secretaria de Cultura do Estado, o qual começou a funcionar este mês.

As atividades comemorativas seguem até o dia 25 deste mês, quando o Mestre da Cultura Joaquim Roseno e suas pastorinhas apresentarão para o público a Dança de São Gonçalo, uma tradição secular da comunidade, fechando mais um ciclo de preservação dos costumes quilombolas do Sítio Veiga, onde residem 39 famílias.

Mestre Joaquim Roseno comanda a Dança de São Gonçalo dos quilombolas do Sítio Veiga.

VII Semana da Consciência Negra
De 14 a 25 de novembro
Sítio Veiga – Distrito de Dom Maurício
Quixadá – Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

19:30 · 01.10.2017 / atualizado às 19:25 · 01.10.2017 por

Currais retrata o sofrimento dos flagelados na seca de 1932 no Ceará. Fotos > Cleyton de Paula

O espetáculo cênico “Currais”, que retrata a saga dos retirantes da seca de 1932 em um dos maiores campos de concentração do Brasil, o da barragem do Açude Patu, em Senador Pompeu, onde milhares de flagelados morreram, teve sua avant-première neste fim de semana em Quixadá. Produzida pelo Instituto Assum Preto, foi apresentada noite da última sexta-feira pela Companhia de Dança Rastro no do campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) em Quixadá.

Conforma a fundadora e diretora da Cia. Rastro, a coreografa e bailarina Gerlídia Tavares, a encenação musical tem 25 minutos de duração com a participação seis bailarinos, quatro homens e duas mulheres, e duas crianças, ainda um ator. A coreografia retratando o sofrimento dos flagelados da pior seca enfrentada no Ceará é encenada em um cenário virtual. Após a sua estréia “Currais” será apresentado nas cidades cearenses onde foram criados campos de concentração para evitarem o êxodo dos sertanejos famintos à capital, Fortaleza.

No roteiro da turnê, além de Senador Pompeu estão Quixeramobim, Ipu, Crato, Jucás, antigamente conhecida como São Mateus e, Fortaleza.

Gerlídia Tavares e sua equipe recebeu elogios pela apresentação do espetáculo “Currais”. 

Veja também a reportagem especial no Diário do Nordeste

Campos de concentração no Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

07:30 · 29.09.2017 / atualizado às 07:40 · 29.09.2017 por

A saga dos retirantes da seca em um dos maiores campos de concentração do Brasil, o da barragem do Açude Patu, em Senador Pompeu, será retratada no espetáculo Currais, apresentado pela Companhia de Dança Rastro e o Instituto Assum Preto, na noite desta sexta-feira (29), a partir das 19 horas no auditório do campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) em Quixadá. O espaço cultural no IFCE será  aberto ao público.

A Cia de Dança Rastro, há 15 anos em atividade, apresentará o espetáculo Currais no IFCE de Quixadá. 

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

06:00 · 22.09.2017 / atualizado às 06:10 · 22.09.2017 por

Estudantes estão tendo a oportunidade de apreciar uma exposição especial de Arte Sacra em Senador Pompeu.

O Museu de Arte Sacra e Devocional, situado na cidade de Senador Pompeu, no Centro do Estado, se tornou uma das atrações da região. Neste período da 11ª Primavera nos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) o espaço cultural pertencente ao museólogo Adriano Souza se tornou o centro das atenções, principalmente para caravanas de estudantes da região.

Até o próximo domingo (24) o único Museu exclusivamente dedicado a essa temática no Interior do Ceará estará aberto ao público com a exposição permanente Arte Sacra: Ofício e Devoção, explica Adriano Souza. As visitas podem ser feitas das 9h às 12h ou agendadas através do telefone (88) 9 9780 8062. O Museu fica localizado na Travessa Padre Lino Aderaldo 377 no bairro Nova Brasília.

Museu de Arte Sacra e Devocional

Travessa Padre Lino Aderaldo 377
Senador Pompeu – Ceará
Visitas – Das 9h às 12h
Telefone (88) 9 9780 8062

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

07:00 · 11.08.2017 / atualizado às 07:00 · 11.08.2017 por

No encerramento dos cursos do projeto ArtCultura os alunos apresentaram vários espetáculos artísticos.

Um projeto desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) de Quixeramobim formou 335 alunos em vários curso de artes e de cultura como música, canto, dança, artes cênicas e artesanato. Na formação, iniciada em maio e concluída esta semana, os participantes tiveram até aulas de inglês.

A culminância da formação ocorreu no auditório do Memorial Antônio Conselheiro, com a participação da secretaria de Cultura e Turismo, Ruanna Fernandes e do prefeito Clébio Pavone. Professores e alunos apresentaram vários espetáculos para o público que lotou o auditório do Memorial.

Para os aprendizes, na maioria jovens, além da formação, o ArtCultura surgiu como uma oportunidade para demonstrarem o seu talento e a necessidade de a cidade promover mais espetáculos culturais utilizando seus espaços públicos como o auditório do Memorial Antônio Conselheiro.

A secretária de Cultura e Turismo de Quixeramobim e os professores do ArtCultura receberam elogios.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

10:00 · 08.07.2017 / atualizado às 10:50 · 08.07.2017 por

A Feira de Artes de Banabuiú, a Banartes, se encerra nesta sábado (8) a sua 26ª edição recebendo elogios da população local dos visitantes. Desde a última quinta-feira o clima é de festa e de receptividade na cidade que voltou a respirar, arte, cultura e diversão após quatro anos sem a sua realização. O show de encerramento desta noite no corredor cultural será com Thiago Ribeiro e Vicente Nery. Ontem, a banda Matruz com Leite encantou o público.

Repetindo a programação desta sexta-feira, ainda pela manhã começam as feiras de Agricultura Familiar, Artesanato, Gastronomia e de Micro e Pequenos Negócios. Ainda pela manhã tem apresentações teatrais e a premiação dos vendedores e à tarde, a partir das 15 horas, o concurso de Voz Mirim, seguido do Festival Gastronômico e do Camarão Fest Gourmet.

Ainda de acordo com a programação oficial, à noite, a partir das 19 horas, tem o Show de Calouros, o Festival da Canção, e logo depois a premiação das modalidades no espaço especialmente montado para a maior festa cultural da cidade. Ainda no clima de festejos juninos a arena principal foi decorada com bandeirinhas e uma cidade matura foi montada no seu entorno.

Aproximadamente 80 mil pessoas, esse é o número de participantes estimados pela organização da Banartes nestes três dias do evento realizado pelo Governo Municipal de Banabuiú com o apoio da Casa Civil do governo do Estado. A Feira volta a fazer parte do calendário cultural da cidade, garante o prefeito Edinho Nobre.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 07.07.2017 / atualizado às 08:40 · 07.07.2017 por

Pouco mais de dois meses após a morte do cantor Belchior, fãs e músicos de Quixeramobim realizarão um show especial em homenagem ao “Rapaz latino americano”. O tributo acontecerá no largo da Ponte Metálica, no Centro da cidade, a partir das 20 horas. O espaço é aberto ao público e o evento será gratuito. Entretanto, quem quiser, poderá levar um quilo de alimentos não perecíveis. Os produtos arrecadados serão doados a instituições de caridade do Município.

Segundo os organizadores do Tributo a Belchior, vários músicos participarão da homenagem, dentre eles Azanias, Sergianne Cruz, Marquinhos Mel, Gil Raiz, Índio e os cantores Karine Suelanne, Ailton Siqueira, David Einstein, Elzo Barbosa, Jordan Prazeres, Milla e Rafael Oliveira. O artista Jardel Rocha fará caricaturas ao vivo e estudantes do Clube do Desenho da Escola Cel Humberto Bezerra apresentarão seus trabalhos sobre o artista no Painel “Parede da Memória”.

A comissão organizadora do Tributo a Belchior é formada pelo advogado Pedro Igor Azevedo, o artista e designer de joias Francisco Rabelo, o coordenador de Patrimônio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo Ailton Siqueira, pelos professores Carlos Alberto Carneiro e Cláudia Oliveira, e ainda pela radialista Izaurinha Reis. O evento recebe o apoio da Secretaria de Cultura de Quixeramobim.

Artistas e fãs de Belchior vão se reunir lo largo da Ponte Metálica para homenagearem Belchior

Rapaz Latino Americano

Antônio Carlos Belchior nasceu em Sobral (CE), no dia 26 de outubro de 1946 e morreu aos 30 de abril deste ano em Santa Cruz do Sul (RS).

Ainda criança, no Ceará, Belchior foi cantador de feira e poeta repentista. Estudou música coral e piano com Acácio Halley. Seu pai tocava flauta e saxofone e sua mãe cantava no coral da igreja.  Na infância recebeu influência dos cantores do rádio Ângela Maria, Cauby Peixoto e Nora Ney. Foi programador de rádio em Sobral. Em 1962, mudou-se para Fortaleza, onde estudou Filosofia e Humanidades. Começou a estudar Medicina, mas abandonou o curso no quarto ano, em 1971, para dedicar-se à carreira artística.

No início da carreira ligou-se a um grupo de jovens compositores e músicos, como Fagner, Ednardo, Rodger Rogério, Teti, Cirino entre outros, conhecidos como o Pessoal do Ceará.

Em 1972 Elis Regina gravou sua composição Mucuripe (com Fagner). Gravou seu primeiro LP em 1974. O segundo, Alucinação (Polygram, 1976), consolidou sua carreira, lançando canções de sucesso como Velha roupa colorida, Como nossos pais, que depois foram regravadas por Elis Regina e Apenas um rapaz latino-americano. Graças a estes hits, Alucinação vendeu 30 mil cópias em apenas um mês.

Hoje, esses e outros sucessos como Paralelas, são cantados por todo o País, mas um dos seus hits mais conhecidos é Rapaz latino americano, pseudônimo de Belchior.

Veja mais no Diário do Nordeste 

Obra de Belchior pode virar patrimônio do CE

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

12:00 · 03.06.2017 / atualizado às 11:30 · 03.06.2017 por

O Centro Cultural Rachel de Queiroz recebeu nesta sexta-feira (2) o Sarau Cultural da Escola de Ensino Fundamental José Linhares da Páscoa. Na programação, apresentações musicais, de repentistas e cordéis, declamação de poesias e até peça de teatro. A Banda Municipal de Música recebeu o público com musicas de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, e Lia Almeida interpretando Alceu Valença, Raul Seixas e Belchior encerrou o encontro.

A tendinha colorida armada na entrada do Centro Cultural já demonstrava a importância do sarau

Entretanto, os protagonistas da maior parte das apresentações foram os alunos da Escola. O espaço cultural se tornou pequeno. Na entrada, uma tendinha colorida e dezenas de livros, a maioria infantis, recebiam os visitantes de páginas abertas. Havia também cordéis pendurados no varal e até um espaço especial com exibições de pinturas e peças afro. “A ideia da  Escola José Linhares da Páscoa era exatamente essa, incentivar a leitura e a cultura popular nordestina”, explicou a diretora Daniella Alves.

A diretora da Escola José Linhares da Páscoa, Daniella Alves, agradeceu a sua equipe pelo sucesso do sarau

Por esses motivos tudo foi cuidadosamente planejado. Houve declamação do cordel “Lampião lá do sertão”, pelo aluno do 5º Ano Henrique Martins e acompanhando o gênero, a professora Rayana Fernandes, convidada, declamou o seu próprio cordel. Os professores da Escola, Luis Carlos, declamou o soneto “Almas de pedra”, de autoria dele e Benzer dos Anjos interpretou sua performance poética “As paixões violentas por coisa nenhuma”.

Dentre os convidados, o poeta popular e repentista Guilherme Calixto apresentou sua obra “Devaneios de um poeta”. Um convidado especial, João Eudes Costa, pesquisador e historiador, acompanhou atentamente toda a programação, das 16 às 19 horas. Na avaliação dele o sarau foi muito interessante, como mais uma forma de preservar a cultura popular e as raízes nordestinas. “Espetáculos dessa natureza devem ser apresentados com frequência”, ressaltou.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161