Busca

Categoria: Aviação


07:00 · 20.08.2015 / atualizado às 08:12 · 20.08.2015 por

Luiz Henrique Sabiá 2Quixadá
O esportista Luiz Henrique Tapajós Antunes dos Santos, 43 anos, conhecido como “Sabiá”, chegou a Quixadá no fim da manhã desta quarta-feira, 19. Conhecido mundialmente como um dos experts em várias moralidades de esportes, principalmente aéreos, como b.a.s.e. jump e queda-livre, sendo inclusive recordista de paraquedismo,  ele fica nesta cidade até o próximo sábado, 22, onde faz gravações para o programa “Expedição Sabiá”.

Conforme Sabiá, o programa é uma série documental de 15 episódios de 26 minutos de duração cada. Estão sendo gravadas cenas em vários locais do Brasil. As belezas naturais de Quixadá não poderiam ser dispensadas. O município é, sem dúvida, um dos mais bonitos do país em termos de paisagens exóticas, com seus gigantescos monólitos circundando a cidade. A produção, dirigida por Sylvestre Campe, será exibida semanalmente, a partir de 2016 no canal a cabo OFF.

Além da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedet) de Quixadá, Sabiá está contando com o apoio do empresário Francisco Correia Neto, conhecido como “Chico Neto”, proprietário do Clube de Tiro Esportivo Sertão Central. O avião da equipe de Sabiá pousou na fazenda dele. Sabiá resolveu tocar o solo da Terra dos Monólitos saltando de paraquedas.

A expedição estava programada para começar no início desta manhã, com um salto de um ultraleve. No sábado, Sabiá e sua equipe segue para Aracati, no litoral cearense.

Piloto português
Família sofre para cremar corpo que morreu numa queda de parapente

Enquanto Sabia e sua equipe chegavam em Quixadá familiares do piloto de parapente João Miguel Carvalho Ferreira da Silva, 39 anos, ainda aguardavam liberação da Justiça do Ceará para cremarem o corpo dele em um parque santo na cidade de Fortaleza. João Miguel morreu no início da tarde do último sábado, 15, no distrito de Juatama, na zona rural  de Quixadá, após cair com seu parapente. Ele era casado com uma brasileira, mas os pais, portugueses, preferiram levar as cinzas para sua terra natal.

A família só não sabia que seria uma burocracia para conseguirem realizar a cremação. Houve necessidade de emissão de uma procuração, para realizar o traslado do corpo da unidade de Perícia Forense de Quixeramobim, onde foi feita a necrópsia, para Fortaleza. Ao chegar na capital cearense, outro problema. Havia necessidade de autorização judicial. Até o Consulado de Portugal no Brasil teve que intervir para agilizar a liberação da cremação, explicou um piloto amigo da vítima.

Após quase uma semana, o corpo de João Miguel, que era engenheiro civil e morava em Fortaleza, deverá ser finalmente cremado na tarde desta quinta-feira.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9970 5161, dos fones (88) 9970 5161 ou (88) 8865 6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

08:00 · 19.04.2015 / atualizado às 08:58 · 19.04.2015 por

Quixadá
Um serviço idealizado e realizado pelo estudante de Sistemas e Mídias Digitais da Universidade Federal do Ceará (UFC), Jessé Marques, 25 anos, está despertando o interesse dos internautas para uma nova perspectiva fotográfica das paisagens do Interior do Ceará. São imagens aéreas das principais atrações turísticas e das áreas urbanas das cidades. Conforme o idealizador trata-se do Projeto Pegasus Drone, na realidade um empreendimento, através do qual ele pretende fazer o mapeamento aéreo dos principais pontos geográficos dos municípios cearenses.

P

O universitário pretende formar parcerias com as prefeituras e a iniciativa privada para poder circular por todo o Estado fazendo o registro aéreo das atrações turísticas. Segundo ele, os serviços também são úteis para planejamentos urbanos, inspeção de mananciais e de propriedades rurais e ainda para os órgãos ambientais. Do alto é possível inspecionar com mais facilidade áreas desmatadas e rios obstruídos com barragens ilegais.

O drone, equipado com uma câmera com resolução de 14MP para fotos e até 1080p (Full HD) para vídeos, com ângulo de visão de 140 graus, pode atingir uma altura de 500 metros.  A autonomia de voo é de 15 a 20 minutos. Utilizando apenas a carga de uma bateria o custo é de R$ 600,00. Com duas baterias, esse valor passa para R$ 900,00. Se o cliente preferir seis cargas o preço total é de R$ 1.800,00 o equivalente a cerca de 90 minutos de voo, podendo fotografar e filmar o que quiser nesse período, explica.

Para demonstrar o seu trabalho Jessé Marques criou uma página no Facebook, a Pegasus Drone, e começou a publicar fotos e vídeos de algumas cidades visitadas por ele e sua equipe. A primeira delas foi sua terra natal, o distrito de Itapebussu, no município de Maranguape. Depois registrou imagens da cidade. Em seguida foi ao Maciço de Baturité, região serrana distante cerca de 100 Km de Fortaleza. Ele mesmo ficou deslumbrado com as imagens que capturou. Apesar de ter nascido em Maranguape, cuja parte do território está situada no Maciço, nunca havia visto a região por essa perspectiva.

A última expedição da Pegasus Drone foi realizada em Quixadá, no fim de semana passado. O Açude Cedro e seu entorno foi o ponto preferido para o mapeamento. Utilizando a câmera angular de alta definição alguns ângulos da parede e sua passarela foram observados por uma nova perspectiva. Ele pretendia também registrar outros ângulos da “Galinha Choca”, um dos monólitos mais famosos do mundo. Ficará para outra oportunidade, como também do entorno do açude, incluindo as edificações em ruínas, as quais aguardam restauro.

Veja a reportagem completa no Diário do Nordeste > Estudante desenvolve projeto inovador utilizando drone

P

Fotos > Pegasus Drone

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no  Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central informando e sugerindo reportagens através dos fones (88) 9970.5161 ou (88) 8865.6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

08:30 · 19.10.2014 / atualizado às 08:30 · 19.10.2014 por

Aeroporto de Quixadá 14.10.14 (4)Quixadá
Em julho do ano passado o Diário do Nordeste publicou reportagem sobre estudos de viabilidade concluídos pelo governo federal do Plano de Aviação Regional.  Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Aviação Civil (SAC), além de Jericoacoara, Iguatu e Crateús, o aeroporto de Quixadá também estava com os estudos prontos. À época estavam sendo realizados os projetos preliminares destes aeroportos, que definirá os aspectos da obra, para que sejam então levados à licitação.

Até então as obras não foram iniciadas no terminal aeroviário de Quixadá. A infraestrutura está em condição regular para pousos e decolagens, mas os voos, todos particulares, são registrados apenas durante o dia. O aeroporto não possui rádio para comunicação com as aeronaves.  O contato é feito através de ligação telefônica, pelo celular. Mesmo assim, em média 20 aeronaves, a maioria do modelo King Air B200 e L90, pousam e decolam de Quixadá mensalmente, explicou o operador do aeroporto.

Veja a reportagem completa no Diário do Nordeste > Só um aeroporto em operação.   

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no  Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central informando e sugerindo reportagens através dos fones (88) 9970.5161 ou (88) 8865.6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com