Busca

Categoria: Chuva


07:00 · 12.07.2017 / atualizado às 07:25 · 12.07.2017 por

A quadra chuvosa já terminou no nordeste brasileiro, mas o clima agradável, com os termômetros chegando até aos 18°C nas madrugadas está agradando a população do sertão cearense. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) tem explicação para esse fenômeno. Nesta época do ano se inicia o inverno no Hemisfério Sul, atingindo a maioria dos estados brasileiros.

A baixa sensação termina não é sentida somente nas regiões serrana, como no Maciço de Baturité. Em Quixadá, onde a temperatura média chega aos 34°C, nestes últimos dias, nos inícios das manhãs, tem ficado na casa dos 24°C. Na Serra do Estevão, distante 20Km do Centro da cidade, os moradores estão usando agasalhos durante a noite. Alguns estão trocando a cachaça pelo vinho.

No Sertão Central, na terça-feira a manhã começou com garoa e temperatura de 20°C. Hoje, foram 24°C.

Ainda conforme a Funceme o clima parece ser ainda mais frio em razão da sensação térmica. Nessa época do ano os ventos começam a se intensificar no Nordeste até chegar ao mês de setembro, quando as médias de velocidade são maiores e as rajadas mais fortes, atraindo os pilotos de voo livre para a região. Mas até lá quem quiser sentir um pouquinho mais de frio basta subir até Guaramiranga e Pacoti, no Maciço de Baturité. Nas madrugadas a temperatura está beirando os 15°C por lá.

Até a próxima sexta-feira (14) o céu estará parcialmente nublado durante todo o dia no Ceará. Pela analise dos meteorologistas da Funceme essa nebulosidade está associada a áreas de instabilidade que se formaram no Oceano Atlântico, provocadas por um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL). No intervalo das últimas 24 horas houve registro de chuva apenas em Itaiçaba, na região do litoral oeste. Foram apenas 4,2mm.

Neste início de julho o clima serrano se estende por todo o Interior do Ceará 

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

18:35 · 31.03.2017 / atualizado às 20:33 · 31.03.2017 por

Exatamente uma semana após um empresário registrar em vídeo, no seu telefone celular, a queda de um raio sobre um monólito em Quixadá, mais uma descarga atmosférica de alta intensidade foi captada em um celular nesta cidade do Sertão Central.

O motorista de carro-pipa Guilherme Lima, de Quixadá, foi o primeiro a postar o vídeo do raio nas redes sociais. Ele informou ao Diário do Nordeste que a imagem foi gravada por um amigo, que estava viajando de Fortaleza para Quixadá, pela BR-122. O raio caiu  por volta das 16 horas à margem da rodovia federal, entre Ibaretama e Quixadá.

Guilherme Lima garantiu que o vídeo é autêntico e que o motorista, o qual seguia sozinho, em princípio ficou assutado e depois, eufórico. Sem revelar o nome do autor do vídeo Lima ainda disse que após fazer o registro inusitado o amigo não perdeu tempo passou a compartilhar no Facebook.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:30 · 20.03.2017 / atualizado às 07:55 · 20.03.2017 por

As chuvas de março trouxeram muita alegria para o sertanejo cearense, mas também preocupação após o rompimento de algumas barragens no Interior do Estado. O caso mais grave ocorreu na madrugada da última sexta-feira, em Assaré, no Cariri. Em Quixadá, algumas barragens, de pequeno porte, também romperam. Os problemas foram registrados no distrito de Dom Maurício, a cerca de 20Km do Centro da cidade.

Para os moradores deste Município, apesar do intervalo dos últimos dias, as chuvas devem continuar, elevando o nível de água dos barreiros, como também são conhecidos os açudes de pequeno porte. Por esse motivo a liderança comunitária do distrito de Califórnia (Fotos), um dos maiores de Quixadá, está convocando os moradores a participarem de um mutirão nesta segunda-feira (20).

Conforme um dos líderes comunitários, Erandir Mozinho, o açude da comunidade deverá sangrar com as próximas chuvas. Completamente seco o reservatório recebeu um volume significativo neste mês de março. Encheu, trazendo alegria para dezenas de famílias. Entretanto, as chuvas avariaram a parede do açude. Há necessidade de manutenção, para evitar um dano maior.

O mutirão de restauração e limpeza deverá começar às 7h30. É importante a colaboração de todos. Quem puder ajudar deverá levar suas ferramentas. A estrada de acesso ao lugarejo e a passagem molhada no rio Choró também precisam de reparos, mas esses serviços são de responsabilidade da prefeitura, acrescentam as lideranças da comunidade.

Veja também no Diário do Nordeste > Chuva forte rompe açude e deixa casas e ruas alagadas em Assaré 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 17.03.2017 / atualizado às 07:25 · 17.03.2017 por

O sertanejo costuma festejar o início do inverno no dia de São José, 19 de março. Para os fiéis, motivo de esperança e momento de preces quando as chuvas não chegam. Foi assim nos últimos cinco anos, mas dessa vez, contrariando as previsões dos pessimistas, o Estado todo voltou a ser banhado, e para muitos a quadra invernosa está apenas começando.

Barreiro do Cancão, em Canindé, é mais um que sangra no Interior do Ceará. Foto > Assis Veira

Os barreiros, pequenos reservatórios hídricos construídos nas comunidades e propriedades rurais, estão enchendo. Alguns nem suportaram o volume inesperado de água . As paredes acabam arrombando. Eles não estão na lista de monitoramento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), mas são a salvação para milhares de famílias que moram nas zonas rurais.

Um desses barreiros é o Canção, no distrito de Ipu, em Canindé. O reservatório começou a transbordar, está sangrando. Pelas expectativas da população em breve estará desaguando no São Mateus, um dos 153 açudes públicos monitorados pela Cogerh, seco deste o fim do ano de 2014. O Açude São Mateus, juntamente com o Açude Sousa, são responsáveis pelo abastecimento da área urbana deste Município.

Enquanto para muitos a maior quantidade de chuvas é motivo de alegria, para outros, como os moradores do distrito de Dom Maurício, em Quixadá, o momento é de tristeza. A parede do sangradouro do barreiro da comunidade arrombou com as últimas chuvas. O prefeito Ilário Marques foi ao local e após avaliar os danos autorizou a realização dos reparos.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulgou oficialmente a redução da severidade da seca no Ceará. O diagnóstico positivo é resultado das chuvas acima da média histórica em fevereiro, 30%, consequência da atuação direta da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal sistema indutor de precipitações no Estado durante a quadra chuvosa.

Veja também no Diário do Nordeste > Nível de seca extrema no Ceará diminui quase 90%

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 15.03.2017 / atualizado às 08:05 · 17.03.2017 por

 

O clima foi literalmente agitado no início da noite desta terça-feira (14) em Quixadá e outras cidades da região. Apesar de não ter chovido durante todo o dia, pouco tempo após o sol de por uma chuva forte, acompanhada de raios e trovões surpreendeu os moradores. Muitos confessaram nas redes sociais que ficaram assustados. Outros, aproveitaram o momento para fotografarem os raios.

Foto > Dário Lobo

Uma dessas descargas elétricas naturais de alta intensidade atingiu o transformador da Faculdade Cisne e deixou o prédio às escuras. O raio causou apenas danos materiais. O impacto só não foi maior porque o para-raio desarmou a rede de alimentação da unidade de ensino superior. As aulas já foram normalizadas, explicou um dos diretores.

Até a publicação desta edição a reportagem não havia conseguido manter contato com a assessoria da Enel, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no Estado, que realiza o monitoramento dos raios. Os últimos dados emitidos são de 17 de fevereiro, com 9.774 descargas.

Veja a edição especial do Diário do Nordeste > Raios no Ceará 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 13.03.2017 / atualizado às 09:00 · 13.03.2017 por

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) não registrou chuvas no município de Canindé neste domingo, todavia, segundo informações e fotografias publicadas nas redes sociais, algumas ruas da cidade chegaram a alagar. Os pluviômetros instalados nas residências apontaram pouco mais de 50 milímetros, mas foi o suficiente para impedir o tráfego de veículos e de pedestres por algumas horas.

Segundo a Funceme, o ultimo registro de chuvas em Canindé ocorreu no dia 5 de março, apenas 12mm. Dois dias antes as precipitações foram de 34mm e no dia anterior, 2, foram 35,4mm. Os dados são de coletas do Posto do distrito de Esperança, a cerca de 10Km do Centro da cidade e até a publicação desta edição não havia registro oficial de chuva nesta segunda-feira no município.

Noutra cidade do Centro do Estado, Quixadá, a prefeitura aproveitou o domingo para realizar serviços de desobstrução de galerias em áreas onde já estão ocorrendo alagamentos. Também não choveu nas últimas 24 horas na área urbana. Entretanto, na zona rural, no distrito de Tapuiará, o órgão meteorológico do Estado registrou 12mm. No sábado, 11, choveu 28mm naquela região.

Como a probabilidade é de mais chuvas nesta segunda-feira (13) no Sertão Central os moradores de algumas áreas de Quixadá estão preocupados. É o caso de quem reside na Rua Estudante José Enéas Monteiro Lessa, próximo ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O alagamento está aumentado a cada chuva.

Chuvas no Estado

Além do Sertão Central a Funceme prevê para hoje, nebulosidade variável com eventos de chuva no Maciço de Baturité, na região jaguaribana, na Ibiapaba e no Litoral. Apenas no Cariri e Inhamuns vai ficar parcialmente nublado.

As 10 maiores chuvas nas últimas 24 horas foram de 87mm em Bela Cruz, 66mm em Pires Ferreira, 58mm em Granja, 55mm em Orós, 52,7 mm em Lavras da Mangabeira, 50mm em Ererê e Cedro, 45mm em São Gonçalo do Amarante, e 44,2mm em Morada Nova.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 12.03.2017 / atualizado às 09:30 · 12.03.2017 por

A Zona de Convergência Intertropical, denominada pelos meteorologistas de ZCIT continua próxima do Ceará provocando nebulosidade em todo o Estado, inclusive no Sertão Central, onde a ocorrência de chuvas costuma ser menor em relação às outras regiões. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) prevê para este domingo (12) nebulosidade variável com chuvas em todo o Ceará no decorrer do dia.

Segundo a Funceme, outro sistema meteorológico, um Cavado de Altos Níveis (CAN), sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária, a aproximadamente 12km de altura, continua atuando no sul da região Nordeste do Brasil, favorecendo a formação das nuvens. Todavia, até a publicação desta edição o órgão oficial do Estado não havia registrado chuvas expressivas no Sertão Central e nem no Maciço de Baturité.

Até às 9h30 desta manhã foram registradas precipitações em 45 municípios cearenses. No dia anterior banharam 101, inclusive, a segunda maior chuva do dia ocorreu em Quixeramobim, no Centro do Estado, com 85 milímetros, no distrito de Lacerca, seguido de 70mm na localidade de Paus Brancos e 65mm no posto de Manituba, outro distrito de Quixeramobim.

Mesmo assim o Fogareiro, maior açude deste Município, continua seco, de acordo com o monitoramento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Na mesma situação continua a barragem Quixeramobim, na CE-060, que atingiu sua cota zero ainda em outubro de 2015.

A barragem Quixeramobim ainda continua completamente seca

Maciço de Baturité

Na região serrana mais próxima de Fortaleza, no Maciço de Baturité, a Funceme registrou chuvas apenas em Itapiúna, 10mm e no Açude Acarape do Meio, 4,2mm, em Redenção. Ontem (11) o Diário do Nordeste publicou edição sobre o Acarape do Meio. Veja mais > Chuvas constantes no Maciço de Baturité começam a mudar paisagem serrana

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:00 · 11.03.2017 / atualizado às 10:00 · 11.03.2017 por

As chuvas registradas durante esta semana na macrorregião do Maciço de Baturité, a maior nas últimas 24 horas, 56 milímetros em Itapiúna, já estão mudando a paisagem serrana. A água voltou a correr nos rios, riachos e até a formar cachoeiras.

Em Redenção, onde a maior chuva registrada na semana foi de 16,4mm, na quinta-feira, o Açude Acarape do Meio, o primeiro a abastecer Fortaleza, recebeu um volume considerável de água, após atingir a sua menor cota, no início de março deste ano.

Ainda falta muito para o Acarape do Meio encher, mas a água acumulada nos últimos dias e a continuidade das precipitações na região, são bons sinais, comentou a moradora Luzienne Souza. Ela mesma fez os levantamentos do nível do açude. A barragem de 32 metros de altura aumentou 2,30 metros nesta semana. “Para quem imaginava no início do ano que o Acarape fosse secar, é motivo de festa”, comentou.

Foto > Vagner Cândido

O Acarape do Meio, atualmente com capacidade para 29,6 milhões de metros cúbicos, é um dos menores açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Conforme gráficos da Companhia, logo no início do seu monitoramento, em 2004, atingiu seu nível máximo, em fevereiro daquele ano. Os picos hídricos voltaram a ocorrer em maio do ano seguinte, em junho de 2007, em abril de 2009, e dois anos depois no mês de maio.

Daquele ano, 2011, para cá, o volume do Acarape do Meio caiu vertiginosamente, chegando a apenas 346 mil litros, no início de março deste ano.

Situação de reservas hídricas permanece crítica no Ceará 

Segundo a Cogerh, os destaques nos aportes dos reservatórios públicos nos últimos sete dias, são o Araras (Varjota), o Edson Queiroz (Santa Quitéria), o Castanhão (Alto Santo), o Acaraú Mirim (Massapê)e o General Sampaio, neste município. Entretanto, o aporte durante este ano, até esta sexta-feira, era de apenas 285 milhões de m³.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 06.03.2017 / atualizado às 09:35 · 06.03.2017 por

Aproximadamente uma hora de chuva foi o suficiente para provocar alagamentos e causar transtornos em vários bairros de Quixadá, no Centro do Estado. Além do entorno do terminal rodoviário da cidade, onde o problema persiste há mais de duas décadas, noutros pontos, como a Rua Padre Cícero, no bairro Triângulo, após nove anos os moradores voltaram a viver o drama da água invadindo suas casas.

A Avenida José Caetano voltou a se transformar em um rio. A água correu até por áreas mais altas, como o Centro e no Planalto Universitário.

No início desta manhã a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) havia registrado 57 milímetros, no posto Custódio, 79mm no posto Quixadá e 72,6mm no açude Cedro. Entretanto, nos pluviômetros instalados em algumas residências da cidade, as chuvas do início da noite deste domingo (6) chegaram aos 100 mm. Porém, este número não é oficial.

Ainda conforme a Funceme, durante todo o mês de janeiro deste ano, choveu 72,7 mm em Quixadá, dentro da média histórica. Em fevereiro foram 235,6mm, com um desvio pluviométrico positivo de 130,6 mm. Neste mês de março, em cinco dias, havia chovido apenas 38,4 mm. A média é de 171,1mm.

Embora a população tenha esperado uma enchente na última quinta-feira (2), conforme as autoridades alertaram, com vendavais, chuvas intensas e raios, o prognóstico se confirmou nesta cidade somente 48 horas depois, com trovoadas e raios. Desta vez, os bairros Baviera, Carrascal e até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Renascer, tiveram o acesso interrompido.

A reportagem do Diário do Nordeste percorreu a cidade à procura dos pontos críticos e não conseguiu ter acesso a alguns locais, como o Conjunto da Palha. A água voltou a invadir várias casas, todavia não houve registro de danos mais graves. Apenas uma árvore caiu na pracinha do Cemitério Municipal Nossa Senhora do Carmo.

Previsão meteorológica

Apesar das chuvas terem parado, o dia amanheceu nublado em Quixadá. A Funceme prevê para esta segunda-feira (6) mais possibilidade de chuvas, isoladas, em todo o Estado. Esse quadro deve prosseguir nesta terça e quarta-feira, com chuvas em todas as regiões.

O quadro atual está sendo provocado por um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12 km de altura sobre o leste da Bahia. Na imagem do satélite GOES-13, canal Visível, das 8h local, é possível observar nuvens mais significativas sobre o sul do Ceará.

De acordo com a Funceme, o outro sistema meteorológico responsável chuvas no Estado, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) se afastou do norte do nordeste brasileiro.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

22:00 · 02.03.2017 / atualizado às 22:20 · 02.03.2017 por

Quixadá
O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgou mensagem de alerta para cidades do Centro do Estado e da região serrana de Baturité a partir da primeira hora até a meia-noite desta sexta-feira (3). Há risco de vendaval, raios e acumulados significativos de chuva nessas áreas do Ceará.

De acordo com a Defesa Civil do Ceará a intensidade e localização das chuva serão previstas apenas com algumas horas de antecedência e com a utilização de radares meteorológicos da rede cearense. 

Na lista divulgada pelo órgão estão Aratuba, Baturité e Capistrano na região do Maciço de Baturité e Boa Viagem, Canindé, Caridade,  Choró, Madalena, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim e Senador Pompeu no Sertão Central.

Veja mais no Diário do Nordeste > Fortes chuvas devem atingir o Ceará nesta sexta; há possibilidade de vendaval e raios

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161