Categoria: Cinema


06:30 · 12.12.2018 / atualizado às 07:00 · 13.12.2018 por
Casa de Saberes Cego Aderaldo recebe nesta quinta (13) o projeto Cine Itinerante – 28º Cine Ceará

Nesta quinta-feira (13) o projeto Cine Itinerante – 28º Cine Ceará, com exibição gratuita de seis curtas-metragens vencedores da edição deste ano do Festival Ibero-americano de Cinema e o curta do projeto Enel Compartilha Animação estará em Quixadá. Segundo os organizadores, a programação tem inicio às 19h30, na Casa de Saberes Cego Aderaldo, defronte à Praça José de Barros.

O Cine Itinerante – 28º Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará (UFC), através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, do Ministério da Cultura, via Secretaria do Audiovisual, da Agência Nacional do Cinema (Ancine), do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secultfor.

A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes. Conta com o patrocínio de SP Combustíveis, M Dias Branco, Banco do Nordeste, Café Santa Clara e Indaiá. .

O projeto é financiado pela Secretaria do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura. Tem parceria com a Secitece e o Centec. Conta com o apoio das secretarias municipais de Cultura de Horizonte, Eusébio, Pacatuba, Aquiraz e Guaiúba, e Campus UFC de Sobral, Quixadá e Russas.

Além de Quixadá, a mostra está passando por mais 19 cidades cearenses. O Cine Itinerante começou no dia 26 de novembro. Os sete filmes já foram exibidos em Maracanaú, Maranguape, Horizonte, Paracuru, Beberibe, Fortim, Itaiçaba, Amontada, Acaraú, Granja, Quixeré, Limoeiro do Norte, Eusébio, Pacatuba e Sobral. A programação segue até a próxima segunda-feira (17). No dia 14 passa por Russas, 15 em Guaiúba, 16 em Aquiraz, 17 em Pacoti. O encerramento está programado para Campos Belos, em Caridade, dia 18.

Os filmes

Nova Iorque, de Leo Tabosa (Melhor filme da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem e Prêmio da Crítica/Júri Abraccine)
O vestido de Myriam, de Lucas Rossi (Melhor Direção da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem; Troféu Samburá– Melhor Curta-metragem).
Só por hoje, de Sabrina Garcia (Melhor Roteiro da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem)
A canção de Alice, de Barbara Cariry (Melhor Produção Cearense da Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem)
Plantae, de GuIlherme Gehr (Troféu Samburá– Melhor diretor de curta-metragem)
A vila (de alunos do projeto Enel Compartilha Animação)

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 16.05.2018 / atualizado às 07:25 · 16.05.2018 por

Mostra africana exigirá prduções cinematográficas em Quixadá, como “Desert Blues” Foto > Divulgação

O Núcleo de Cultura e Arte do campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Quixadá promove nesta quarta (16) e quinta-feira (17) a 1ª Mostra de Cinema Africano. Segundo os organizadores a programação começa no campus da universidade e se estende na na Casa de Saberes Cego Aderaldo, no Centro da cidade, com exibições de curtas e longas-metragens, ainda projeções visuais.O tema da Mostra é Mamma África.

A abertura está programada para hoje,  meio-dia desta quarta-feira, na UFC, com a exibição do curta-metragem “A princesa Yanenga“, seguida do longa-metragem “Desert Blues” e no fim da tarda, a partir das 17 horas, será a vez das projeções visuais de artistas africanos contemporâneos. As projeções serão apresentadas novamente no campus da universidade na quinta-feira, a partir do meio-dia.

As exibições na Casa de Saberes da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) estão previstas para o início da noite da quinta, com a exibição do curta-metragem “O garoto e o crocodilo” e logo depois o lobga “Desert Blues“, produção de 2006, tendo como diretor o francês Michel Jaffrenou.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 02.04.2018 / atualizado às 08:30 · 02.04.2018 por

As Almas da Barragem se tornaram em um santo coletivo, relembrado todos os anos na Caminhada da Seca.

Uma das passagens marcantes da história moderna no Interior do Ceará, os campos de concentração de flagelados da seca de 1932, será rememorada na noite desta terça-feira (3) em Quixadá. De acordo com os organizadores, o momento, programado para as 19 horas no auditório Rachel de Queiroz, na Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), terá a exibição do documentário As Almas Santas da Barragem, e a apresentação do livro Das Santas Almas da Barragem à Caminhada da Seca.

A produção cinematográfica é do diretor do Núcleo de Artes Visuais (NAVI) do Instituto Federal de Educação no Ceará (IFCE), campus de Quixadá, Geraldo Cavalcanti. O livro é de autoria do professor historiador do IFCE e da Universidade Federal do Ceará (UFC), Aterlane Martins. Completando a programação do Cine Debate, após as apresentações eles participam de uma roda de conversa com o público, mediada pelo professor Hildebrando Maciel, da Feclesc.

Os professores integram o Grupo de Estudos e Pesquisas em Patrimônio, Memória e História (GEPPM) da Feclesc.

Cine Debate – Almas da Barragem
Dia 3 de abril – 19 horas
Auditório Rachel de Queiroz – Feclesc

Tombamento de Sítio Histórico

> Lei de Patrimônio deve beneficiar Sítio Histórico de Senador Pompeu

No último sábado o Diário do Nordeste publicou reportagem sobre o processo de tombamento do sítio histórico da barragem do Açude Patu, onde milhares de flagelados morreram de doenças e de fome. O processo de arrastava, mas a partir de uma Ação Civil Pública (ACP), de iniciativa do advogado e historiador Valdecy Alves, tendo o Ministério Público do Ceará (MPCE) arbitrado até multa, o encaminhamento para o reconhecimento começou a andar.

Além da limpeza, os monumentos do Sítio Histórico do Açude Patu deverão ser restaurados.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 16.01.2018 / atualizado às 06:20 · 16.01.2018 por

O desenhista e produtor de Quixadá, Fábio Márcio, está produzindo desenhos animados.

O desenhista e produtor de animação Fábio Márcio de Sousa, 32 anos, natural de Quixadá,está começando a ganhar destaque na área de desenhos animados. Além de criar o seu canal no Youtube, a TV Animar, ele está produzindo uma série de desenhos e pretende em breve conquistar espaço nesse mercado cada vez mais promissor a nível nacional.

A paixão pelos desenhos surgiu quando ainda era criança. Além de conquistar diversos concursos ganhou dinheiro realizado alguns trabalhos. Mas foi em 2011 que começou a atuar profissionalmente, ministrando oficinas de desenho nos Centros de Referência da Secretaria de Ação Social de Quixadá. As oficinas seguiram por sete anos, acrescentou.

Segundo ele, um grande momento vivido pela animação se deu nos anos 90, com os animes japoneses que saltaram dos mangás – como são conhecidos os quadrinhos japoneses – para as telas de TV e principalmente no gosto dos jovens e crianças. Se transformaram também em brinquedos e jogos eletrônicos, além de mania.

Em 2014, com o surgimento do curso de animação, ministrado pela Escola de Cinema do Sertão, do Instituto Assum Preto de Arte, Cultura e Meio Ambiente, participou como aluno e foi convidado para ser o coordenador das turmas seguintes onde ficou pouco mais de dois anos. O canal TV Animar surgiu logo após a formação especial.

Ele ainda realizou oficinas com alunos carentes de escolas públicas de Quixadá e ganhou um prêmio no Festival Taquari, em Pernambuco, em 2014, com o filmeSem Águas só Magoas”, da Escola de Cinema. Uma produtora foi criada pelo Instituto Assum Preto que leva o mesmo nome para realizar produções cinematográficas e também trabalhos audiovisuais, ressaltou.

No seu currículo Fábio Márcio tem ainda um projeto focado na inclusão social. Trata-se de um série de vídeos em desenhos animados ensinando a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 17.11.2017 / atualizado às 18:05 · 17.11.2017 por

Silvero Pereira fez um show especial na abertura do I Festival Sertão & Diversidade em Quixadá.

O ator cearense Silvero Pereira, que viveu a travesti transformista “Elis Miranda”, que se vestia como “Nonato” para garantir seu emprego de motorista, na novela A Força do Querer, da Rede Globo, abrilhantou a abertura do I Festival Sertão & Diversidade na noite desta quinta-feira (16), na Praça da Cultura, no Centro de Quixadá.

O público que havia se acomodado diante do telão instalado ao lado do Centro Cultural Rachel de Queiroz foi surpreendido com uma performance musical do ator no anfiteatro do espaço cultural. Entre as músicas, todas conhecidas e acompanhadas pela plateia, Sivero Pereira dava mensagens de apoio ao segmento LGBT e repudiava o preconceito.

O Chalé da Pedra, na Praça da Cultura, foi colorido com o simbolo do movimento LGBT.

Na abertura do Festival realizado pela Fundação Assum Preto, através da Escola de Cinema do Sertão, juntamente com o Núcleo de Pesquisas e Experimentos Audiovisuais (NAVI), Instituto Federal do Ceará (IFCE) campus de Quixadá e colaboração do Coletivo Sertão Diversidade, o coordenador do evento, Geraldo Cavalcanti, destacou a importância de se quebrar as barreiras sociais.

O secretário municipal do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Pedro Baquit, a diretora da Casa de Saberes Cego Aderaldo, Paula Geórgia Fernandes e parceiros do projeto, inovador na região, prestigiaram a abertura do Festival que tem uma extensa programação e segue até amanhã (18) na Praça da Cultura, na Fundação Cultural, na Casa de Saberes, na Feclesc e no campus do IFCE.

YouTube Preview Image

Hoje (17) tem oficina de grafite e de drag queen no Centro Cultural Rachel de Queiroz; mandala de prosa com o tema TransFormação Cidadã, na Feclesc; mostra competitiva de cinema e abertura da Exposição Expressão Diversidades na Casa de Saberes Cego Aderaldo durante o dia e à noite, no Centro Cultural, Show de Drags e exibição e resultado I Mostra Competitiva de Cinema Desarme seus Olhos.

Segundo os organizadores, o objetivo do Festival é debater assuntos relacionados a gênero e diversidade por meio da linguagem audiovisual. A ideia é ampliar as discussões sobre a temática a partir da vivência de pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais (LGBTs).

Geraldo Cavalcanti abriu o Festival na Praça da Cultura acompanhado dos parceiros.

A programação inclui uma mostra de cinema na Praça da Cultura.

I Festival Sertão & Diversidade

De 16 a 18 de novembro
Programação do Festival
Quixadá – Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

07:00 · 15.11.2017 / atualizado às 06:55 · 15.11.2017 por

Ator Silvero Pereira prestigiará abertura do Festival Sertão & Diversidade em Quixadá.

A Fundação Assum Preto, através da Escola de Cinema do Sertão, juntamente com o Núcleo de Pesquisas e Experimentos Audiovisuais (NAVI), juntamente com o Instituto Federal do Ceará (IFCE) campus de Quixadá e colaboração do Coletivo Sertão Diversidade, vão realizar a partir desta quinta-feira (16), o I Festival Sertão & Diversidade. O evento, gratuito, seguirá até o sábado (18) no Centro Cultural Rachel de Queiroz, em Quixadá.

Segundo os organizadores, o Festival vai debater assuntos relacionados a gênero e diversidade por meio da linguagem audiovisual. A ideia é ampliar as discussões sobre a temática a partir da vivência de pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais (LGBTs). Na programação também estão incluídos debates com cineastas, mandalas de prosa, oficina de drag e grafite, lançamentos de livros, exposição, competição de curta metragens, exibições, apresentações de dança e teatro e shows.

Mostra de cinema

Dentro da programação do Festival vai ocorrer a I Mostra Competitiva Desarme Seus Olhos. Trata-se de competição de curta-metragens de até 60 segundos produzidos por estudantes das escolas públicas de Quixadá. A competição será dividida em duas modalidades: Nível Fundamental II, 8º e 9º Ano e, Nível Médio, 1º e 2º Ano.

A mostra é uma parceria com a Secretaria da Educação de Quixadá e a Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação 12 (Crede 12). Um dos critérios adotados para a mostra competitiva é que os vídeos elaborados pelos estudantes dialoguem com a temática LGBTs. Os vídeos ganhadores serão exibidos durante a programação noturna do festival.

Abertura especial

Ainda de acordo com a organização do Festival o ator cearense Silvero Pereira, que viveu a travesti transformista “Elis Miranda”, que se vestia como “Nonato” para garantir seu emprego de motorista, na novela A Força do Querer, da Rede Globo, estará presente na abertura da programação, com início programado para as 18 horas da quinta-feira (16) na Praça da Cultura, com a exibição do curta Cafundó & Escondido.

I Festival Sertão & Diversidade

De 16 a 18 de novembro
Programação do Festival
Quixadá – Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

18:00 · 15.10.2017 / atualizado às 14:15 · 15.10.2017 por

“Homens com cheiro de flor”, com cenas gravadas em Quixadá, será uma das atrações da II Mostra UFC de Cinema.

A Secretaria de Cultura Artística (Secult-Arte) da Universidade Federal do Ceará (UFC) promove nesta segunda (16) e terça-feira (17), II Mostra UFC de Cinema e Audiovisual. De acordo com os organizadores o evento integra o 8º Circuito UFC-Arte e as comemorações de aniversário de 10 anos do campi de Quixadá, com apoio da Casa Amarela Eusélio Oliveira e da direção do campus. A entrada é gratuita.

Ainda conforme os organizadores, a Mostra será realizada na sala multiuso da UFC Quixadá e englobará exibição de produções dos alunos do Curso de Cinema e Audiovisual da UFC em Fortaleza e de jovens realizadores de Quixadá. O objetivo é promover o diálogo e a troca de experiências entre realizadores de produções cinematográficas das duas cidades. Também serão exibidos longas-metragens já apresentados no circuito comercial.

Os filmes exibidos serão “Homens com cheiro de flor”, nesta segunda, a partir das 17 horas, e “Shaolin do Sertão”, na terça, às 17h30. As duas produções tiveram cenas gravadas em Quixadá, considerada a Hollywood do Sertão.

Na terça-feira também serão exibidos filmes de animação do Núcleo de Cinema de Animação (Nuca), da Casa Amarela. Atividades artísticas realizadas pelos bolsistas do Projet’ares Audiovisuais v5.1 completam a programação.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

09:00 · 04.04.2017 / atualizado às 08:55 · 04.04.2017 por

Brincadeiras para crianças, shows com artistas locais ao vivo e mini oficinas, essas serão algumas das atividades realizadas na programação do Tenda Sesc, um projeto itinerante do Serviço Social do Comércio (Sesc), que será promovido a partir desta terça-feira (4) até o dia 12, em Banabuiú. O espaço é aberto e gratuito, com atividades a partir das 9 horas.

No início de março o Tenda Sesc passou por Quixeramobim. Agora é a vez do projeto voltar a Banabuiú

A programação traz também exibição de filmes, aulas de artesanato, oficina de biscuit e até massagens terapêuticas. Qualquer pessoa pode participar. Os artistas e orientadores das oficinas oferecidas durante a programação são de Banabuiú. Eles ganham um cachê pago pelo Sesc como forma de incentivo à continuidade do trabalho que desenvolvem.

A abertura do Tenda Sesc em Banabuiú está programada para as 19 horas desta quarta-feira, com “Um dedo de prosa sobre a Cultura local”, seguido da apresentação da primeira versão do Projeto Banartes –Banabuiú meu bem querer, encerrando com apresentações musicais de talentos da terra, Thiago Ribeiro e Raoni Bass acústico. Os shows serão realizados às noites, a partir das 20 horas. Antes, às 18 horas, tem sessão de cinema na Tenda Sesc.

A secretária de Cultura,Turismo, Indústria e Comércio de Banabuiú, Lila Oliveira, informou que o projeto do Sesc Itinerante é um prenúncio da próxima Banartes, a maior festa cultural realizada no Município. “A gente começa nosso movimento em prol da cultura e das artes. Agora, o nosso Corredor da Folia se transforma em Corredor Cultural”, se refere ao Tenda Sesc que chega à cidade.

O espaço cultural foi montado na Rua Irmã Tavares, próximo a Unic e ao escritório da Enel , antiga Coelce.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 19.01.2016 / atualizado às 06:45 · 19.01.2016 por

Quixadá
“É noite do outro lado do mundo e o nosso filme A Lenda do Gato Preto já recebeu o troféu na cerimônia em Jacarta, na Indonésia. Viva o cinema cearense, viva o cinema brasileiro. Viva Kennedy Saldanha, Caio Quinderé, o elenco, a equipe. Viva Fátima, a inspiração do filme, viva os povos ciganos do mundo inteiro. Viva Quixadá e viva Maranguape. Viva Santa Sara Kaly. Viva Sidney Souto, Antonieta Noronha e Gladson Martins Jucá”.

Esse foi o comentário do cineasta de Quixadá, Clébio Viriato Ribeiro, logo após Caio Quinderé, um dos roteiristas do longa-metragem dirigido por Clébio Ribeiro, gravado na sua terra natal e em Maranguape receber nesta segunda-feira, 18, o Troféu de Ouro “World Human Rgths Awards ( WHRA)”, um prêmio Mundial dos Direitos Humanos promovido na Indonésia, do outro lado do mundo .O diretor não viajou à cidade de Jakarta, mas a euforia foi a mesma.

O filme, baseado numa história que aconteceu em Quixadá, tendo a Pedra do Cruzeiro, um dos pontos turísticos da cidade, abandonado, como um dos seus cenários, e foco no preconceito aos ciganos, estreou em junho do ano passado no VIII Cine Ceará, em Fortaleza. Antes, Clébio Ribeiro e sua equipe fizeram questão de apresentarem em avant première a população de Quixadá. Na época o cineasta já havia homenageado o amigo Gladson Martins, outro promotor da cultura cinematográfica, falecido em janeiro de 2013.

Veja mais no Diário do Nordeste > Cineasta Clébio Ribeiro é elogiado por conquista de prêmio internacional

Clébio Ribeiro - Premiação na Indonésia

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9970 5161, dos fones (88) 9 9970 5161 ou (88) 9 8865 6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

09:00 · 03.01.2016 / atualizado às 09:28 · 03.01.2016 por

Clébio Viriato Ribero 2Quixadá
Depois de conquistar espaço internacional com o media-metragem “O Auto da Camisinha”, o cineasta quixadaense Clébio Viriato Ribeiro volta a receber elogios da crítica cinematográfica e dos seus conterrâneos por ter sido um dos vencedores do World Human Rights Awards (WHRA). O prêmio será entregue no dia 18 deste mês, na cidade de Jakarta, na Indonésia, onde a sua mais recente produção, o longa-metragem a “A Lenda do Gato Preto” foi exibido.

O filme já havia sido apresentado, em avant première a população de Quixadá no fim de junho do ano passado. Parte do elenco, incluindo Emiliano Queiroz, Aurora Duarte, Eduardo Dascar e os protagonistas Cássia Roberta e Alexandre Mandarino, acompanhados de Clébio Ribeiro, deu entrevista coletiva no Vale das Pedras – Hotel de Quixadá. Já demonstravam empolgação com o resultado do trabalho, e o cineasta diretor com a importância do foco do enredo, o preconceito.

A Lenda do Gato Preto (1)

“A Lenda do Gato Preto” foi inspirada numa lenda urbana registrada em Quixadá, entretanto, o diretor faz questão de ressaltar que a personagem principal não é obrigatoriamente a mesma resgatada das suas memórias, nos tempos de infância. Mas o local é exatamente o mesmo, a Pedra do Cruzeiro, no Centro da cidade. Restava apenas encontrar o contexto ideal para a trama, e os ciganos foram lembrados. Agora, mais uma vez a cidade está sendo vista mundo afora, com mais uma lição, dessa vez, humanitária.

A Lenda do Gato Preto (18)A Lenda do Gato Preto (11)

Na sua produção anterior, “O Auto da Camisinha”, inspirado na peça de José Mapurunga, Clébio Ribeiro pode inclusive contar com a participação do consagrado humorista Chico Anysio para ensinar ao público, num enredo bem humorado, sobre a importância da prevenção às doenças sexualmente transmissíveis e o uso do preservativo masculino. Além de um belo cenário cinematográfico, “A Lenda do Gato Preto” também começa a se tornar mais um marco educativo através da sétima arte.

Veja a reportagem no Diário do Nordeste > Filme cearense ganha prêmio mundial de direitos humanos

Fotos: Divulgação / A Lenda do Gato Preto

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9970 5161, dos fones (88) 9 9970 5161 ou (88) 9 8865 6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região Sertão Central, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags