Busca

Categoria: Clima


12:00 · 18.02.2017 / atualizado às 12:15 · 18.02.2017 por

Quixadá
Os municípios do Centro do Estado começaram a receber chuvas com maior intensidade este ano. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou até o fim da manhã deste sábado (18) precipitações de 78,6 milímetros no açude Pedras Brancas, entre Quixadá e Banabuiú, 78,3mm no posto do Assentamento Canaã, e 60mm no distrito de São Miguel, em Quixeramobim e ainda 82mm na Fazenda Niterói,em Ibaretama. Na região, pelos registros oficiais da Funceme a maior chuva ocorreu em Ibicuitinga, com 157mm.

Rio Banabuiú, moradores desobstruem ponte de acesso à vila de Barra do Sitiá. Foto > Leila Márcia

Entretanto, segundo moradores de Ibicuitinga, a chuva na cidade foi de 180mm nas últimas 24 horas. Nos postos da Funceme, a maior foi registrada em Alto Santo, no Baixo Jaguaribe, com 178,6mm. Em Morada Nova, município entre as duas regiões, órgão meteorológico do Estado aferiu 155,6mm, no posto da Fazenda Lacraia, na cidade 127,0 mm, no posto da localidade de Patos, 108mm e no açude Cipoada, 107mm.

Em Ibicuitinga, o Açude Vila Nobre sangrou. Foto > Adriano Silva

Ainda no Sertão Central a Funceme registrou chuvas em Boa Viagem, com 46mm no açude São José I, 30mm na Fazenda Alegre, em Madalena e com menor intensidade 10mm do distrito de Mineirolândia, em Pedra Branca, 7,6mm em Mombaça e 2,8mm em Solonópole, mais ao sul do Estado.

Maciço de Baturité

No Maciço de Baturité, Aracioaba registrou a maior precipitação da região, com 41mm, seguido de Capistrano, com 34mm, Redenção 31mm, Ocara 30mm, Itapiúna 26.2mm. Na serra, foi bem menor, com 6,4mm em Guaramiranga, 5,4mm e 4,8mm em Palmácia.

Inhamuns e Cariri 

Até a publicação desta edição, de acordo com a Funceme, havia chovido em 102 municípios. Não haviam ocorrido precipitações apenas no Sertão dos Inhamuns , e nos  maiores municípios do Cariri, Crato, Juazeiro e Barbalha.

Veja mais no Diário do Nordeste > Chove em mais de 100 cidades do Ceará 

Em Quixadá, o Açude Cedro começou a receber as primeiras águas No Centro, algumas ruas começaram a alagar. Fotos > Edelson Santos e Carla Silva 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 14.02.2017 / atualizado às 07:00 · 14.02.2017 por

Pedra Branca
Mesmo sem chuvas nos dois últimos dias, dois rios que cortam o município de Pedra Branca (a 263Km de Fortaleza) continuam perenes. Um deles é conhecido pela população como Capitão Mor e o outro é o Banabuiú, um dos mais importantes do Estado. Cheios novamente mudaram a paisagem da região e trouxeram alegria e alivio para os moradores.

Foto > Romário Melo

A última chuva na região ocorreu do sábado para o domingo. Os registros mais intensos foram de 37mm no distrito de Mineirolândia e 46mm na localidade de Capitão Mor, conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Mesmo assim a corrente ainda não chegou ao açude Capitão Mor. O reservatório com capacidade para 600 milhões de metros cúbicos continua com 10,73% do seu volume. O monitoramento é feito pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

O açude Capitão Mor sangrou pela última vez no fim de abril de 2011. O maior reservatório público deste município, o Trapiá II, com capacidade para 1,8 bilhões de metros cúbicos, continua seco desde o fim de junho do ano passado. Encheu totalmente pela última vez no fim de maio de 2011.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 13.02.2017 / atualizado às 06:50 · 13.02.2017 por

Quixadá
Da última sexta-feira para o sábado começou a chover com mais intensidade no Centro do Estado. Foram registradas precipitações na maioria dos municípios da região. Moradores apontaram chuvas acima dos 100mm em Quixeramobim. O órgão oficial do Estado, a Funceme, registrou 82mm neste Município, no Assentamento Novo Canaã, a 24Km do Centro da cidade, onde choveu 62mm. Foi a maior do ano, animando a população.

Neste domingo, até o início da tarde, a intensidade foi bem menor. Apesar de o tempo ter amanhecido nublado, choveu apenas 16mm na localidade de Encantado e pouco mais de 12mm no Assentamento Canaã. Os registros mais intensos foram em Pedra Branca, mais ao sul, com 46mm na localidade de Capitão Mor e 37mm no distrito de Mineirolândia. O Açude Tigre, em Solonópole, veio logo depois, com 33mm. Nos outros municípios choveu menos de 10mm.

No Maciço de Baturité também houve redução. O quadro deste domingo foi bem diferente das 24 horas anteriores, quando Aracoiaba recebeu a maior carga pluviométrica da região. Foram 116mm no Posto Furnas. Em Ocara 90mmAcarape, 88mm, Redenção 80, Itapiúna, 76.4 e Palmácia, 51.6mm. Ontem, não passou dos 6mm, em Redenção. Nas outras cidades a chuva não chegou.

Veja a cobertura completa no Diário do Nordeste > Forte chuva causa transtornos nas cidades e esperança ao campo

No início da manhã desta segunda-feira a Funceme não havia registrado chuvas em nenhum município do Maciço de Baturité e nem no Sertão Central. A única precipitação, de acordo com os dados oficiais, ocorreu em Morrinhos, no norte do Ceará, 18mm.

Entretanto, as previsões de céu nublado com chuva em todas as regiões do Estado ao longo do dia continuam, até amanhã.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:00 · 11.02.2017 / atualizado às 10:00 · 11.02.2017 por

Aracoiaba
O Maciço de Baturité e o Sertão Central amanheceram o dia em festa. Começou a chover em vários municípios dessas duas regiões do Ceará, onde este ano não haviam sido registradas precipitações mais relevantes. Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) Aracoiaba, no Maciço, recebeu a maior carga pluviométrica das últimas 24 horas, foram 116mm no Posto Furnas. Em Ocara 90mm,  Acarape, 88mm, redenção 80, Itapiúna, 76.4 e Palmácia, 51.6mm.

Foto > Hérik Rodrigues

No Centro do Estado, finalmente a chuva chegou com maior volume. Em Quixeramobim, no Assentamento Novo Canaã, a chuva foi de 82mm, a 24Km do Centro da cidade, onde choveu 62mm. Em Milhã, no Posto de Carnaubinha, 57mm. No distrito de Mineirolândia, em Pedra Branca, 48mm. Boa Viagem e Ibaretama registraram 45mm. No Açude São José I, em Boa Viagem choveu 30mm. Mombaça, 36mm.

Conforme o Instituto de Meteorologia Climatempo a mudança de circulação dos ventos, vindos do Maranhão e do Piauí, associada à Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), estão trazendo as nuvens carregadas para o Ceará.

O diagnóstico da Funceme, de acordo com a imagem do satélite GOES-13, há nuvens sobre o estado do Ceará, devido à presença de um ramo do fenômeno climatológico, que circunda a Terra, próximo ao equador, onde os ventos originários dos hemisférios norte e sul se encontram, classificada pelos meteorologista como Zona de Convergência Intertropical.

O quadro favorável de nebulosidade variável deverá continuar por todo o sábado e neste domingo. Na segunda-feira (13), há previsão de chuvas em todas as regiões do Estado.

Veja mais no Diário do Nordeste > Chove em 91 municípios do Ceará; Fortaleza registra 73mm

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

18:00 · 10.02.2017 / atualizado às 17:30 · 10.02.2017 por

Quixadá
Apesar de a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) ter começado a registrar chuvas mais intensas no Estado, a população do Sertão Central ainda aguarda com expectativa mudanças no quadro climatológico para trazer precipitações mais fortes para o miolo do Estado, referência feita a Quixadá, Quixeramobim, Banabuiú, Ibaretama, Ibicuitinga, Senador Pompeu e mais alguns municípios vizinhos.

Conforme dados da Funceme, este ano ainda não houve chuva mais expressiva nesta região. A demora está preocupando ainda mais os moradores. Até às 17 horas desta sexta-feira (10) o maior registro foi de 10mm, em Quixadá e em Quixeramobim.

O Instituto de Meteorologia Climatempo prevê um forte fluxo de umidade, com chuvas de até 100mm em algumas cidades a partir de hoje, como ocorreu em Porteiras, com 128mm registrados. Foi a maior chuva do dia, no Sul do Ceará.

Ainda de acordo com as análises do Climatempo esse quadro deve se estender por este fim de semana até a quarta-feira (15). Nos satélites de hoje é possível ver nuvens carregadas no Maranhão e no Piauí. Elas serão dispersas por todo o Nordeste após a mudança na circulação dos ventos. As chuvas poderão ser observadas a partir desta sexta-feira (10).

Nos satélites de hoje é possível ver nuvens carregadas no Maranhão e no Piauí. Serão dispersas por todo o Nordeste após a mudança na circulação dos ventos. A predominância da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) em torno da costa norte do Nordeste brasileiro, é outro fator positivo.

As previsões do órgão oficial de meteorologia do Ceará, a Funceme, também são otimistas. Neste sábado (11), o quadro será de nebulosidade variável com chuva em todo o Estado, persistindo no domingo (12).

Veja no Diário do Nordeste a cobertura das chuvas em todo o Estado > Com 128mm, Porteiras registra maior volume de chuva do Ceará em 2017 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161