Busca

Categoria: Cultura


06:00 · 19.07.2017 / atualizado às 05:40 · 19.07.2017 por

A Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) de Quixeramobim realizará nesta quinta-feira (20) o Fórum de Cultura e Turismo do Sertão Central. Na pauta do Encontro com gestores municipais das cidades da região estarão a explanação do calendário turístico focado nas suas potencialidades. O mobilizador cultural Mardônio Barros orientará os secretários municipais e suas equipes sobre a elaboração de projetos nessa área.

Ainda de acordo com a Secult de Quixeramobim o Fórum regional será realizado no Memorial Antônio Conselheiro das 8 horas às 15h30. Os representantes dos municípios do Sertão Central serão recepcionados pela secretária Ruanna Fernandes e sua equipe. Após o credenciamento e o café cultural os participantes assistirão apresentações da Banda de Música Municipal de Quixeramobim e do Reisado do Mestre Piauí.

Fórum de Cultura e Turismo do Sertão Central
Dia 20 de julho – A partir das 8 horas
Memorial Antônio Conselheiro – Quixeramobim

O Memorial Antônio Conselheiro fica localizado no Centro de Quixeramobim

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

06:30 · 11.07.2017 / atualizado às 06:40 · 11.07.2017 por

A prefeitura de Quixadá divulgou a realização da primeira Conferência Regional de Igualdade Racial na atual administração. O evento está marcado para o dia 24 de agosto com a participação de representantes de 13 municípios do Centro do Estado. O local ainda não foi definido.

Dentre as comunidades tradicionais estarão presentes quilombolas, indígenas e povos de terreiros. A Conferência foi proposta pela Coordenadoria Especial de Igualdade Racial, do Gabinete do Governador, através de sua coordenadora, professora Doutora Zelma Madeira e equipe.

A prefeitura ainda informou que o tema da Conferência será Ceará da Igualdade – Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento. Também em agosto serão realizadas as plenárias do Planejamento Plurianual (PPA) participativo, para definir as prioridades do orçamento municipal para o quadriênio 2017-2021.

A comunidade do Sítio Veiga, em Quixadá, é um dos grupos quilombolas do Ceará 

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

18:30 · 09.07.2017 / atualizado às 19:00 · 09.07.2017 por

Visitar a Fazenda Não Me Deixes, em Quixadá, herança da escritora Rachel de Queiroz, imortal da Academia Brasileira de Letras, é uma opção nestas férias de julho. O passeio está sendo disponibilizado pelo Centro Cultural de Quixadá aos sábados e domingos, a partir das 8 horas.

A fazenda da família de Rachel de Queiroz era o seu recando preferido da escritora desde a sua infância

Segundo o responsável pelas visitas, Edelson Santos, os interessados podem agendar o passeio pelo telefone (88) 9 9980 8276. O translado com passaporte para a propriedade rural do século XIX localizada a 30Km do Centro de Quixadá, no distrito de Daniel de Queiroz, custa R$ 40,00 de automóvel, R$ 50,00 de micro-ônibus e R$ 80,00 de ônibus.

Os valores para acesso ao recanto predileto de Rachel de Queiroz são cobrados por veículos, e não por pessoa. A arrecadação é utilizada na manutenção da fazenda. A propriedade tem 928 hectares onde 300 deles são de caatinga, mata nativa, uma reserva particular do patrimônio natural (RPPN).

Os visitantes também poderão conhecer o Memorial Rachel de Queiroz, no Chalé da Pedra, na Praça da Cultura, no Centro da cidade. O espaço cultural fica aberto das 8h às 12h nos fins de semana. De segunda a sexta o público é recebido à tarde e á noite. Não há cobrança de taxa pela visita.

Durante a semana o Memorial Rachel de Queiroz, no Chalé da Pedra, fica aberto ao público 

Passeio à Fazenda Não Me Deixes

Sábados e Domingos – Das 8 horas ao meio-dia
Reservas (88) 9 9980 8276
R$ 40,00 – Carros
R$ 50,00 – Micro-ônibus
R$ 80,00 – Ônibus

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:00 · 08.07.2017 / atualizado às 10:50 · 08.07.2017 por

A Feira de Artes de Banabuiú, a Banartes, se encerra nesta sábado (8) a sua 26ª edição recebendo elogios da população local dos visitantes. Desde a última quinta-feira o clima é de festa e de receptividade na cidade que voltou a respirar, arte, cultura e diversão após quatro anos sem a sua realização. O show de encerramento desta noite no corredor cultural será com Thiago Ribeiro e Vicente Nery. Ontem, a banda Matruz com Leite encantou o público.

Repetindo a programação desta sexta-feira, ainda pela manhã começam as feiras de Agricultura Familiar, Artesanato, Gastronomia e de Micro e Pequenos Negócios. Ainda pela manhã tem apresentações teatrais e a premiação dos vendedores e à tarde, a partir das 15 horas, o concurso de Voz Mirim, seguido do Festival Gastronômico e do Camarão Fest Gourmet.

Ainda de acordo com a programação oficial, à noite, a partir das 19 horas, tem o Show de Calouros, o Festival da Canção, e logo depois a premiação das modalidades no espaço especialmente montado para a maior festa cultural da cidade. Ainda no clima de festejos juninos a arena principal foi decorada com bandeirinhas e uma cidade matura foi montada no seu entorno.

Aproximadamente 80 mil pessoas, esse é o número de participantes estimados pela organização da Banartes nestes três dias do evento realizado pelo Governo Municipal de Banabuiú com o apoio da Casa Civil do governo do Estado. A Feira volta a fazer parte do calendário cultural da cidade, garante o prefeito Edinho Nobre.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 07.07.2017 / atualizado às 08:40 · 07.07.2017 por

Pouco mais de dois meses após a morte do cantor Belchior, fãs e músicos de Quixeramobim realizarão um show especial em homenagem ao “Rapaz latino americano”. O tributo acontecerá no largo da Ponte Metálica, no Centro da cidade, a partir das 20 horas. O espaço é aberto ao público e o evento será gratuito. Entretanto, quem quiser, poderá levar um quilo de alimentos não perecíveis. Os produtos arrecadados serão doados a instituições de caridade do Município.

Segundo os organizadores do Tributo a Belchior, vários músicos participarão da homenagem, dentre eles Azanias, Sergianne Cruz, Marquinhos Mel, Gil Raiz, Índio e os cantores Karine Suelanne, Ailton Siqueira, David Einstein, Elzo Barbosa, Jordan Prazeres, Milla e Rafael Oliveira. O artista Jardel Rocha fará caricaturas ao vivo e estudantes do Clube do Desenho da Escola Cel Humberto Bezerra apresentarão seus trabalhos sobre o artista no Painel “Parede da Memória”.

A comissão organizadora do Tributo a Belchior é formada pelo advogado Pedro Igor Azevedo, o artista e designer de joias Francisco Rabelo, o coordenador de Patrimônio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo Ailton Siqueira, pelos professores Carlos Alberto Carneiro e Cláudia Oliveira, e ainda pela radialista Izaurinha Reis. O evento recebe o apoio da Secretaria de Cultura de Quixeramobim.

Artistas e fãs de Belchior vão se reunir lo largo da Ponte Metálica para homenagearem Belchior

Rapaz Latino Americano

Antônio Carlos Belchior nasceu em Sobral (CE), no dia 26 de outubro de 1946 e morreu aos 30 de abril deste ano em Santa Cruz do Sul (RS).

Ainda criança, no Ceará, Belchior foi cantador de feira e poeta repentista. Estudou música coral e piano com Acácio Halley. Seu pai tocava flauta e saxofone e sua mãe cantava no coral da igreja.  Na infância recebeu influência dos cantores do rádio Ângela Maria, Cauby Peixoto e Nora Ney. Foi programador de rádio em Sobral. Em 1962, mudou-se para Fortaleza, onde estudou Filosofia e Humanidades. Começou a estudar Medicina, mas abandonou o curso no quarto ano, em 1971, para dedicar-se à carreira artística.

No início da carreira ligou-se a um grupo de jovens compositores e músicos, como Fagner, Ednardo, Rodger Rogério, Teti, Cirino entre outros, conhecidos como o Pessoal do Ceará.

Em 1972 Elis Regina gravou sua composição Mucuripe (com Fagner). Gravou seu primeiro LP em 1974. O segundo, Alucinação (Polygram, 1976), consolidou sua carreira, lançando canções de sucesso como Velha roupa colorida, Como nossos pais, que depois foram regravadas por Elis Regina e Apenas um rapaz latino-americano. Graças a estes hits, Alucinação vendeu 30 mil cópias em apenas um mês.

Hoje, esses e outros sucessos como Paralelas, são cantados por todo o País, mas um dos seus hits mais conhecidos é Rapaz latino americano, pseudônimo de Belchior.

Veja mais no Diário do Nordeste 

Obra de Belchior pode virar patrimônio do CE

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 04.07.2017 / atualizado às 08:30 · 04.07.2017 por

Após cinco anos sem edições a tradicional Feira de Artes de Banabuiú, a Banartes, voltará a ser realizada em Banabuiú. A festa, organizada pelo Governo Municipal de Banabuiú, com o apoio da Casa Civil do governo do Estado, terá início na noite da próxima quinta-feira (6) e se estenderá até o sábado (8). No encerramento de cada noite grandes atrações musicais subirão ao palco. A prefeitura confirmou as apresentações de Junior Viana, Ítalo e Reno, Mastruz com Leite e Vicente Nery.

Ainda de acordo com a administração municipal a Banartes mistura uma diversidade de arte, cultura e tradição. A programação cultural tem início programado para as 19 horas. Às 23h, a equipe planeja o início das atrações musicais. Entretanto, na sexta (7) e no sábado (8), parte da programação acontece durante o dia, em dois palcos alternativos. O trecho da rua Raimundo Dias que passa em frente a Câmara, será fechado para virar a Vila das Artes, com exposições de artesanato, artes plásticas, e parte das atrações como o Criança Fazendo Arte.

Na outra área, será realizada pela primeira vez a Feira da Agricultura Familiar, com exposição de animais e concursos da Cabra e da Vaca mais leiteira, além de espaço para comercialização de produtos dos agricultores.

O público também poderá apreciar o Festival de Violeiros, Exposição de Artes Visuais, Festival de Quadrilhas, Feira de Gastronomia e Feira do Artesanato e de Comidas Típicas.

Haverá ainda Show Mirim, Teatro, Festival da Canção, Festival de Dança, Concurso de Poesia, Literatura de Cordel e Contação de Histórias. Os candidatos poderão concorrer a prêmios no total de quase R$ 9 mil, mas é preciso se inscrever na Secretaria de Cultura, Turismo, Indústria e Comércio, organizadora dos concursos.

A prefeitura de Banabuiú acrescenta que todos os eventos, incluindo os shows, são abertos ao público e gratuitos.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:30 · 02.07.2017 / atualizado às 10:45 · 02.07.2017 por

Um mistro de história e de preservação ambiental, é dessa forma que o psicopedagogo Tertuliano de Melo Neto recepciona os visitantes do museu fundado por ele na Fazenda Coité, uma localidade situada na zona rural de Ibaretama. Além da coleção histórica formada por ele ao longo de mais de quatro décadas, o parque da Serra Azul é outro precioso tesouro preservado por ele.

Em 2013 o Diário do Nordeste publicou reportagem sobre o Museu Tertuliano de Melo Neto. De lá para cá o mantenedor recebe visitas, principalmente de grupos de pesquisadores, de estudantes secundaristas e universitários. Os visitantes se interessam pelo acervo histórico mantido ao lado da Casa Grande da fazenda e também pela biodiversidade do seu entorno.

Nesta semana Melo Neto recebeu um grupo de universitários do curso de Biologia da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc). Acompanhados do professor Hugo Fernandes, tiveram a oportunidade de conhecer as preciosidades do lugar através da expedição educativa. Não imaginavam encontrar tamanha diversidade.

O Museu Tertuliano de Melo Neto é mantido pelo Instituo Ester de Melo, fundado por Melo Neto. O museu está registrado no Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e na Secretaria de Cultura do Ceará (Secult). O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ingressou com registro para validar pesquisas históricas realizadas por ele. Entretanto, nenhum órgão público auxilia na manutenção do acervo e nem na realização das pesquisas, ressalta o museólogo.

Veja também no Diário do Nordeste

Museu comunitário reúne acervo raro em Ibaretama

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:30 · 01.07.2017 / atualizado às 10:45 · 01.07.2017 por

Uma senhora de 72 anos, Maria Vilani Martins Jucá, estará concretizando neste sábado, 1º de julho, um dos seus maiores desejos, a publicação de suas memorias, retratadas em manuscritos desde a década de 1940. Passaram-se quase seis décadas, mas o tempo está sendo compensado com duas publicações simultâneas, “Conquistando a linguagem da poesia” e “Rastro da luz”.

O lançamento das duas obras literárias será na Academia Quixadaense de Letras (AQL) no Centro de Quixadá. A solenidade, com autógrafos, tem início programado para as 19 horas.

Os dois livros foram produzidos pela produtora cultural Edna Letícia Uchôa, também natural de Quixadá. Sobre a colaboração para a realização do sonho da escritora Maria Vilani disse sentir-se honrada. “Para mim foi como uma grande missão, encerrando-se um ciclo que teve início com a partida do amigo Gladson Martins, filho da amiga escritora Maria Vlani”, explicou.

Conforme a produtora, “Conquistando a linguagem da poesia”  expõe diferentes formas de amor e que a faziam a autora transpor ao papel tudo que sentia. Uma coleção de poemas sutis e ingênuos, quase que infantis foram escritos, guardados e transformados no livro que ela definiu como uma conquista á linguagem poética.

Na fase adulta por volta dos anos 70, foi surpreendida por intuições e mensagens espiritualistas. Passou a escrever preces, orações, cânticos, mensagens etc, surgindo o segundo livro, “Rastro de luz”, tornando-se mais forte desde 2014 quando a autora conheceu o único sentimento que uma pessoa jamais conseguirá definir, a perca de um filho, o saudoso produtor cultural Gladson Martins. Pouco tempo depois perdeu seu companheiro e inspirador de tantos poemas, Raimundo.

Vilani é uma mulher iluminada, forte, que dedica seu tempo a sentir intensamente cada dia e escrever o resultado de toda essa intensidade“, enfatiza Edna Letícia.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 01.07.2017 / atualizado às 11:11 · 01.07.2017 por

Na última quinta-feira, 27 de junho, foi aniversário de 50 anos da morte de Aderaldo Ferreira de Araújo, o Cego Aderaldo, como era conhecido o poeta popular, cantador de rimas acompanhado da viola, repentista. A data foi lembrada pelo Diário do Nordeste com uma reportagem especial do Caderno 3, publicada neste sábado, 1º de julho. Geralmente, morte não se comemora, mas essa é especial. Passado meio século o poeta continua sendo lembrado.

Nascido no Crato, mas de coração artisticamente quixadaense, onde nas esquinas da cidade começou a impressionar os amantes da genuína cultura nordestina, com sua rimas aprumadas e rápidas, o poeta cantador tem os mais importantes momentos da sua vida relembrados na reportagem onde o sociólogo, poeta, jornalista, folclorista e teatrólogo Oswald Barroso aborda pontos interessantes sobre a história do Cego Aderaldo e a sua contribuição para a cultura cearense e nacional.

A espera pela inauguração do Memorial Cego Aderaldo foi um dos destaques na reportagem. O casarão situado defronte a Praça José de Barros, no Centro da cidade, ainda não abriu oficialmente suas portas ao público. A Secretaria de Cultura do Estado (Secult) ainda não definiu uma data para o início do seu funcionamento. O prédio histórico, cujo restauro foi concluído em no fim do ano de 2014, está começando a se deteriorar novamente.

Veja a reportagem completa no Diário do Nordeste

A poesia depois do silêncio 

Salvação pela palavra

Casarão restaurado aguarda inauguração

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

06:30 · 29.06.2017 / atualizado às 06:40 · 29.06.2017 por

O Conselho Estadual de Preservação de Patrimônio Histórico Cultural (Coepa) aprovou em reunião extraordinária realizada na Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), nesta quarta-feira (28) abertura de estudo para o tombamento do antigo Campo de Concentração de Senador Pompeu, no Sertão Central, como patrimônio cultural do Estado. A divulgação foi feita através do portal da Secult.

A Vila dos Ingleses integra o conjunto arquitetônico histórico do Campo de Concentração

Nos estudos está incluído todo o complexo arquitetônico, como a Vila dos Ingleses e o Açude Patu. A Coordenadoria de Patrimônio Histórico Cultural (Cophac) da Secult realizou a apresentação do parecer com seu cronograma histórico desde o patrimônio arquitetônico pertencente ao Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) até a utilização dos espaços como campos de concentração nos diversos períodos de seca enfrentados pelo Ceará.

O advogado e pesquisador professor Valdecy Alves complementou a apresentação do Cophac agregando as questões da religiosidade, da história do Estado e do país, e o patrimônio arquitetônico ainda existente hoje em Senador Pompeu. Foi ele quem deu entrada junto ao Coepa, em 1996, solicitando o estudo sobre o tema. Passadas duas décadas o pedido começa a se concretizar. O Município também atua para o tombamento do conjunto como patrimônio histórico e cultural.

Há mais de uma década o Diário do Nordeste tem acompanhado os movimentos em torno da preservação da memória do Campo de Concentração de Senador Pompeu, tendo como um dos seus momentos mais fortes a Caminhada da Seca, realizada desde 1982 pela Igreja Católica até o cemitério das Almas da Barragem, onde foram sepultadas centenas de vítimas do flagelo da seca de 1932.

Veja mais no Diário do Nordeste 

Marcos da Seca em Senador Pompeu serão preservados

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161