Busca

Categoria: Cultura


11:30 · 17.06.2018 / atualizado às 11:20 · 17.06.2018 por

Tradicional Feira Cultural de Banabuiú pretende atrair 40 mil visitantes com grandes shows.

Faltando 17 dias para mais uma edição da Feira de Artes de Banabuiú, a Banartes, a administração municipal divulgou a programação do evento, que acontece nesta cidade do Centro do Estado nos dias 5, 6 e 7 de julho. Além do Show de Calouros, do Festival da Canção, Festival de Gastronomia Típica, Feira da Agricultura Familiar, haverá Mostra de Quadrilha Juninas, que este ano deixa de ter caráter competitivo para se tornar um espaço de mostra de grupos da região.

Ainda de acordo com a Secretaria de Cultura do Município, também haverá espaço para  Teatro, Pintura, Fotografia, , Mostra de Violeiros, Voz Mirim, Dança, Cordel e Literatura, durante todo o dia. As noites serão encerradas com shows especiais, do forrozeiro Zé Cantor, o forró romântico de Vicente Nery e a atração das vaquejadas, Júnior Vianna. A expectativa é que um público de 40 mil pessoas nos três dias de Banartes.

Os detalhes da festa foram definidos no início da semana, em uma reunião no gabinete do prefeito Edinho Nobre. Uma comissão formada por profissionais de sete secretarias foi criada para a organização da Banartes. Eles terão dedicação exclusiva ao evento. “Essa é uma grande tradição que tratamos de fortalecer a cada ano. Temos trabalhado e nos esforçado para fazer uma grande Banartes e tenho certeza que vamos receber vários turistas na nossa festa, que é a maior festa junina da região Central”, declarou o prefeito.

O tema da Banartes deste ano, que chega à sua 27ª edição, é “Seca e Chuva no Sertão”. Conforme os organizadores, a escolha faz referência ao período de seca pelo qual todo sertanejo está sujeito, e o contraste da chuva, que este ano banhou o Ceará e principalmente esta cidade, onde está situado o terceiro maior açude do Estado, o Arrojado Lisboa, e que, graças às recargas da chuva, conseguiu sair do volume morto.

A decoração dará um tom junino à Avenida Queiroz Pessoa, que nesta época do ano, se transforma em um corredor cultural. Um espaço de cerca de 300 metros será ornamentado om mais de 30 mil bandeirinhas, instaladas em pórticos que ficarão distribuídos na sua extensão. Cercas de estacas de madeira, em alusão às tradições sertanejas, vão circundar as entradas do local do evento, para ambientar ainda mais a Feira, completou a prefeitura.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:00 · 12.06.2018 / atualizado às 10:45 · 12.06.2018 por

Haverá oficinas e recreações diurnas, exibições de filmes e shows à noite na tenda do Sesc Itinerante em Quixadá

Talentos musicais e quadrilhas juninas serão atrações do projeto Sesc Itinerante a partir da noite desta terça-feira (12) em Quixadá. Segundo a administração municipal, serão 10 dias de programação artística, cultural, de entretenimento e atividades recreativas na tenda especial montada na Praça da Cultura, ao lado do Centro Cultural e do Chalé da Pedra, transformado no Memorial Rachel de Queiroz, no Centro da cidade.

A programação, que segue até o dia 21, tem inicio nesta noite, do dia dos namorados, com o show do cantor Julio Jamaica. Nas noites seguintes se apresentam Davi Gomes, Lia Almeida, Ernam Rocha, Larissa Melo, Gabi Queiroz, Paulinho e Regina, Banda Achados e Perdidos e Forró Pé de Serra. Grupos de quadrilha junina e o reisado “Boi Coração” do distrito de Cipó dos Anjos, também se apresentarão ao público.

Pela manhã, a comunidade poderá participar das oficinas temáticas. Às 16 horas a tenda é reaberta com atividade recreativa infantil e cama elástica. No início da noite, às 18 horas, haverá exibição de filmes, seguido do encerramento com shows musicais e culturais, promovidos através de parceria entre o Serviço Social do Comércio (Sesc) e a prefeitura de Quixadá, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

12:00 · 11.06.2018 / atualizado às 11:45 · 11.06.2018 por

Silas de Paula ministrará palestra nesta quarta-feira (13) na Casa de Saberes, em Quixadá. Foto > Divulgação

Considerado um dos grandes nomes da fotografia cearense, o professor Silas de Paula participará na noite desta quarta-feira (13) de um bate-papo especial promovido pela Casa de Saberes Cego Aderaldo. A palestra, a qual tem como tema principal a sua coletânea “O caminho das abelhas“, em exposição neste espaço cultural, fruto do I Festival Quixas – Festival de Fotografia do Sertão Central, tem início programado para as 19 horas, informou a administradora da Casa de Saberes, Paula Geórgia Fernandes.

Sobre o palestrante, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), aposentado no fim do ano passado, formou gerações de fotógrafos, publicitários, jornalistas, cineastas e pesquisadores. Ele ingressou na UFC no ano de 1985, e desde então desenvolveu estudos nas áreas de fotografia, audiovisual e cibercultura. É integrante do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFC e coordenador do grupo de pesquisa Cultura Visual.

Em 2008 Silas de Paula ganhou o Concurso Cultural Fotográfico Leica-Fotografe, promovido pela marca alemã de equipamentos Leica e pela revista Fotografe Melhor, na categoria Ensaio Fotográfico. No ensaio premiado, Silas retratou o Mercado São Sebastião, na capital cearense. No mesmo prêmio recebeu menção honrosa na categoria P&B.

Palestra – O caminho das abelhas
Com fotógrafo Silas de Paula
Dia 13 de junho – 19 horas
Casa de Saberes Cego Aderaldo
Quixadá – Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:30 · 09.06.2018 / atualizado às 11:40 · 09.06.2018 por

Pelo 19º ano consecutivo foi realizada em Caridade a cavalgada e a Missa do Vaqueiro. Fotos > Osvaldo Magalhães

Repetindo a tradição dos últimos 18 anos, uma multidão participou nesta sexta-feira (8) da Missa do Vaqueiro de Caridade, município distante 90 km da capital cearense. Segundo os organizadores, antes da celebração eucarística uma cavalgada, de homens e mulheres vestidos à caráter, nas suas montarias, percorreu as principais ruas do antigo distrito de Canindé. O momento religioso dedicado aos cuidadores de gado da região integra a programação das festividades de Santo Antônio, padroeiro da cidade.

Devotos, de todas as idades se concentraram na Fazenda Ideal, no entorno da cidade, onde participaram da missa especial. Um dos vaqueiros mais conhecidos da região, Antônio Pinheiro da Silva, 65 anos, era um deles. Ele acompanha o evento religioso desde a sua primeira realização, em 1999 e confessou a cada ano sentir a mesma emoção. Além de receber a bênção do padroeiro é a oportunidade de relembrar bons momentos ao lado dos amigos.

O vaqueiro Antônio Pinheiro da Silva, 65 anos, participa da cavalgada e da Missa do Vaqueiro em Caridade deste o primeiro ano.

O idealizador da cavalgada e da missa, Júnior Tavares, ressaltou serem esses momentos uma forma de resgatar e preservar a cultura é a fé nordestina e a figura de um dos seus principais personagens, o vaqueiro. Na avaliação dele esse rito mantém viva essa tradição sertaneja na memória do povo do lugar. O resultado vem sendo notado a cada ano, com o aumento frequente de participantes, de todas as idade e regiões do Estado.

Na celebração da Missa do Vaqueiro, o pároco João Mascarenhas destacou a importância do vaqueiro não somente pelo aspecto cultural, mas também o desenvolvimento do sertão. Lembrou ainda o sacerdote que os festejos de Santo Antônio seguem na sua paróquia até a próxima terça-feira (12). Até lá, continuam as novenas  e à noite, após a celebração, os fiéis podem se divertir na quermesse. Nesse período a economia local também é aquecida.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 08.06.2018 / atualizado às 07:15 · 08.06.2018 por

O vaqueiro é um dos símbolos da cultura cearense, principalmente na Terra do Vaqueiro, Morada Nova.

Visitas ao museu, cavalgada pelas ruas da cidade, uma missa especial, vaquejada, leilão, estas são algumas das atrações da 75ª Festa do Vaqueiro de Morada Nova. A programação, promovida e organizada pela Associação dos Vaqueiros e Criadores de Morada Nova (AVCMN) com o apoio da administração municipal teve início nesta quinta-feira (7) e segue até a próxima segunda-feira (11), dia dedicado ao vaqueiro no Município.

Segundo a presidente da AVCMN, Fátima Andrade Girão de Oliveira, a abertura da Festa ocorreu à noite no Espaço Cultural Moacir Bezerra da Silva, no Parque de Vaquejada João de Deus Girão, com a entrega de comendas a personalidades relacionadas com a atividade do vaqueiro. Em seguida foi realizado o leilão no Pavilhão Zé Almir Girão. A arrecadação é destinada à manutenção das atividades da Associação dos Vaqueiros.

A programação desta sexta-feira (8) é considerada o momento mais especial da Festa, dia da abertura oficial da vaquejada, à noite. No início da manhã o Museu do Vaqueiro abre suas portas para visitação. À tarde, a partir das 16 horas, dezenas de vaqueiros participam da tradicional cavalgada pelas ruas da cidade. Antes, a Secretaria de Cultura e Turismo do Município apresentará um espetáculo teatral em homenagem a eles.

Após a cavalgada, às 19 horas, receberão a bênção na Capela de Nossa Senhora Aparecida, na Missa do Vaqueiro. Ainda de acordo com a AVCMN as disputas de vaquejada começam logo depois, às 21 horas e seguem até o domingo (10) se encerando à meia-noite com a entrega dos troféus aos vencedores. Antes, tem show de forró no Pavilhão do Vaqueiro do Parque e no início da manhã seguinte (11) a tradicional alvorada encerra as festividades, consideradas o maior evento cultural do Município.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

19:00 · 03.06.2018 / atualizado às 18:55 · 03.06.2018 por

De acordo com os organizadores do 19º Pula Fogueira mais de 20 mil pessoas participam da última noite de festa.

Com público superior aos 20 mil, acompanhando em coro Zé Cantor e a banda Solteirões do Forró, assim se encerrou no fim da madrugada deste domingo (3) a 19ª edição do Pula Fogueira, considerado o maior festival junino do Centro do Estado. A organização do evento, realizado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedet) de Quixadá na Praça José de Barros, no Centro da cidade, informou que além do excelente público nenhum incidente foi registrado. A segurança foi reforçada pela Cavalaria o BPRaio do 9º Batalhão da Polícia Militar.

Segundo a presidente da Associação dos Barraqueiros de Quixeramobim, Marília Oliveira, 51 barracas de vendas de bebidas e de alimentos foram montadas no entorno da Praça. Com melhores atrações musicais, como Zé Cantor e Solteirões do Forró, Júnior Vianna, Samyra Show e as bandas Noda de Caju e Líbanos, com o reforço das atrações locais, o faturamento foi bom, variando de R$ 300,00 a R$ 1 mil por noite. Os comerciantes ficaram satisfeitos. Pela primeira vez também não foram mais obrigados a pagarem taxa para trabalharem, completou.

Os comerciantes comemoram boas vendas nas quatro noites de festejo junino em Quixadá.

Este ano a prefeitura de Quixadá também coibiu a cobrança abusiva de estacionamento. Alguns oportunistas haviam se apropriado e demarcado vários trechos das vias públicas próximos à Praça. A taxa imposta era de R$ 10,00 pela liberação dos espaço para um veículo. A equipe do Departamento Municipal de Trânsito (DMT) agiu e na segunda noite da festa iniciada na quarta-feira, 30 de maio, já era possível estacionar sem transtornos.

Na abertura de cada noite do 19º Pula Fogueira o público pode assistir as apresentações das quadrilhas juninas. De acordo com a Sedet, este ano a Junina Tradição, uma quadrilha de Pindoretama, conquistou o título de campeã da primeira etapa do festival Pula Fogueira, com o tema “Desse São João, virei freguês”. O grupo junino levou o público a  ao tempo onde a bodega era o principal comércio de varejo. No enredo, a filha do dono anotava na “caderneta de fiados” poemas de amor ao invés das dívidas dos clientes e quem pagava essa conta?

Quem foi à Praça José de Barros amou a programação deste ano do Pula Fogueira, dos grupos juninos aos shows.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

10:00 · 01.06.2018 / atualizado às 10:00 · 01.06.2018 por

Pula Fogueira atrai público e aquece a economia de Quixadá abrindo os festejos juninos no Interior do Ceará. Fotos > PMQ

Hotéis e pousadas com ocupação acima dos 70%, bares e restaurares lotados, ambulantes com boas vendas e um público superior aos 20 mil por noite. Segundo os organizadores, este tem sido o movimento da 19ª edição do Pula Fogueira, o festival junino de Quixadá nos seus primeiros dos dias. Nesta sexta-feira, 1º de junho, a fórmula se repete, com apresentações das quadrilhas juninas, seguidas de grandes shows musicais. As atrações da noite serão as bandas Noda de Caju e Líbanos, informou o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedet) de Quixadá, Pedro Baquit.

Os shows do 19º Pula Fogueira estão lotando a Praça José de Barros.

Apesar de a paralisação dos caminhoneiros ainda afetar alguns setores da cidade, embora o desabastecimento não esteja sendo tão sentido, exceto a falta de cimento nas lojas de material de construção e de etanol em alguns postos de combustíveis, um público ainda maior deverá chegar à cidade para a última noitada do Pula Fogueira. Além do talento da terra, Caio Britto, o encerramento, no sábado (2) contará com um show especial de Zé Cantor.

A expectativa da Sedet é de uma movimentação financeira aproximada a R$ 500 mil nestes quatro dias transformados em um feriadão a partir da quinta-feira, 31 de maio, quando ocorreu a comemoração de Corpus Christi. O evento, tradicional, também é diversão e cultura para a população como também para os grupos juninos, tendo a oportunidade de se apresentarem e disputarem o título de melhor do ano.

Para os organizadores, o Pula Fogueira é um casamento perfeito, da diversão com o incremento na economia local.

Acerca da ocupação irregular de áreas de estacionamento público, com cobranças abusivas por esses espaços, o Departamento Municipal de Trânsito (DMT) divulgou Nota informando que serão coibidas. Os proprietários dos veículos devem procurar os agentes de trânsito no entorno da Praça José de Barros, no Centro da cidade, onde o Pula Fogueira está sendo realizado.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 23.05.2018 / atualizado às 06:20 · 23.05.2018 por

Festival de Cultura da Unilab começa nesta quarta-feira no Campus da Liberdade. Foto > Unilab

A Universidade de Integração Internacional de Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) inicia hoje (23) o III Festival de Culturas da Unilab. O tema escolhido através de consulta interna à comunidade acadêmica foi “Arte, Cultura Popular e Resistência”. O evento prossegue até a sexta-feira (25), simultaneamente nos campus de Redenção (CE) e São Francisco do Conde (BA). Na programação consta atrações artísticas de várias linguagens, exposições, feiras, mesas-redondas e outras atividades.

A abertura do evento está programada para as 17h30, no Campus da Liberdade, em Redenção, com fala da Reitoria, Proex e um representante discente. Entretanto, pela manhã, o público já poderá apreciar as exposiçõesFeminino em Cor”, “Orixás e Resistência”, “Pibid e docência: percursos iniciais, experiências perenes”. As mostras seguem até o final do Festival. Pela tarde, ocorrem atividades diversas e oficinas de audiovisual, artes visuais, literatura, música, dança e moda.

Ainda de acordo com a Unilab, os fins de tarde e as noites do Festival no Ceará têm muita arte, com performances, peça teatral, apresentações musicais e de dança de artistas de Fortaleza e da região do Maciço de Baturité. O último dia de Festival terá, além das oficinas e apresentações artísticas, a mesa “Dança, arte e resistência no Ceará”, com participação de representantes do Vila das Artes e curso de Sociologia da Unilab.

A programação segue o formato das edições anteriores, com a participação de grupos contemplados no Edital de Bolsas de Extensão da Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) e atrações artísticas do Maciço do Baturité e das instituições de ensino superior do Ceará. A novidade em relação às edições anteriores é o mês de realização do Festival, que geralmente ocorria em julho. Com a transição de trimestralidade para semestralidade, entendeu-se que seria mais proveitoso organizar o evento para maio, que também é o Mês da África.

Africanos buscam libertação social

Sobre a reportagem publicada no Diário do Nordeste na edição de 12 de maio passado, a Assessoria de Comunicação da Unilab informou que a instituição tem conhecimento, informal, de relatos de discriminação no campus. No entanto, sobre histórico de preconceito entre os estudantes brasileiros e estrangeiros quando fazem trabalhos em sala de aula, não tem essa informação.

A Assessoria acrescenta qua a Universidade surgiu para a integração entre os povos, por meio da educação superior e pesquisa científica, tendo o seu papel institucional, não como uma espécie de ONG ou instituto filantrópico, mas como universidade federal.

 Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154
07:30 · 16.05.2018 / atualizado às 07:25 · 16.05.2018 por

Mostra africana exigirá prduções cinematográficas em Quixadá, como “Desert Blues” Foto > Divulgação

O Núcleo de Cultura e Arte do campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Quixadá promove nesta quarta (16) e quinta-feira (17) a 1ª Mostra de Cinema Africano. Segundo os organizadores a programação começa no campus da universidade e se estende na na Casa de Saberes Cego Aderaldo, no Centro da cidade, com exibições de curtas e longas-metragens, ainda projeções visuais.O tema da Mostra é Mamma África.

A abertura está programada para hoje,  meio-dia desta quarta-feira, na UFC, com a exibição do curta-metragem “A princesa Yanenga“, seguida do longa-metragem “Desert Blues” e no fim da tarda, a partir das 17 horas, será a vez das projeções visuais de artistas africanos contemporâneos. As projeções serão apresentadas novamente no campus da universidade na quinta-feira, a partir do meio-dia.

As exibições na Casa de Saberes da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) estão previstas para o início da noite da quinta, com a exibição do curta-metragem “O garoto e o crocodilo” e logo depois o lobga “Desert Blues“, produção de 2006, tendo como diretor o francês Michel Jaffrenou.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

00:00 · 16.05.2018 / atualizado às 22:10 · 15.05.2018 por

A prefeitura de Quixadá abriu a inscrição para os grupos juninos participarem do Pula Fogueira

A 19ª edição do Pula Fogueira, considerado o maior festival junino do Centro do Ceará, será realizado este ano em uma data diferente. O evento é promovido tradicionalmente no fim de junho, mas este ano a prefeitura de Quixadá resolveu antecipar para o início do mês, sendo inclusive a primeira noitada programada para 30 de maio. A festa segue até 2 de junho.

A administração municipal também divulgou o regulamento para os grupos juninos interessados em participar do Festival de Quadrilhas na Praça José de Barros, no Centro da cidade. As apresentações terão início às 18 horas, sendo a primeira noite exclusiva para os grupos infantis. A competição oficial começa na noite seguinte (31). São aguardadas 12 agremiações de Quixadá e de outras cidades do Ceará.

A premiação oferecida é de R$ 1 mil para a campeã, R$ 700,00 para a vice R$ 300,00 para a terceira colocada. Os quesitos individuais, dentre eles a noiva, o noivo, a rainha e o marcador serão premiados com medalhas após a avaliação de um grupo especial de jurados formado por cinco membros e um presidente, todos associados à União Junina, entidade parceira do evento.

A assessoria da prefeitura de Quixadá ainda informou que as inscrições para o Pula Fogueira poderão ser feitas até o dia 28 de maio. Os interessados poderão obter mais informações através do telefone (88) 9665 6628.  O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis na página virtual oficial do Município.

Atrações Musicais

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedet) de Quixadá informou que dentre as atrações musicais dos shows estão confirmados Zé Cantor, Júnior Viana e Samyra Show. As bandas Noda de Caju e Líbanos e três talentos da terra, Caio Brito, Igor Patiely e Johnny Lima complementam o cast que vai animar a festa após as apresentações dos grupos juninos. A praça é transformada em uma enorme quermesse, atraindo o público de toda a região e até de outros estados.

Segundo o titular da Sedet, Pedro Baquit, mais de 100 mil pessoas deverão participar da festa, essa é a expectativa. Para tanto está sendo planejada uma megaestrutura, incluindo banheiros químicos, ambulância e seguranças para garantir a diversão de todos. Aproximadamente R$ 500 mil deverão movimentar a economia da cidade nos quatro dias de festa.

Após as apresentações das quadrilhas os shows musicais atraem mais público para a praça

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154