Busca

Categoria: Educação


00:00 · 18.04.2017 / atualizado às 22:35 · 17.04.2017 por

O Núcleo da Defensoria Pública de Quixadá ingressou com uma Ação Civil Pública (ACP) para que o Município e o Estado forneçam o fardamento estudantil de forma gratuita para os alunos da rede pública local e também que o acesso dos alunos aos estabelecimentos de ensino seja liberado enquanto o uniforme não for fornecido.

A  Defensoria de Quixadá explicou que a medida foi tomada após receberem denúncias de que algumas escolas da rede pública em Quixadá estavam terceirizando a venda de uniformes escolares e que o acesso às unidades educacionais estava condicionado à aquisição do fardamento.

De acordo com a defensora pública Mayara Mendes foram ouvidos pais de alunos e em seguida enviados ofícios para 20 escolas da rede pública. Algumas delas negaram e outras confirmaram a venda e exigência quanto ao uso do fardamento para ingressar na unidade de ensino público, mas a Defensoria não informou quantas e nem quais unidades de ensino só aceitavam a entrada com a farda.

A Defensoria de Quixadá ainda informou que segundo familiares dos alunos os fardamentos estavam sendo vendidos a valores que variam de R$ 15,00 a R$ 70,00. As mães das crianças relataram que em razão da quantidade de filhos e da condição financeira delas não tinham como comprar o uniforme.

Mediante essa situação, a Defensoria Pública ingressou com a ACP, assinada pela defensora pública Mayara Mendes e pelo defensor público Júlio César Lobo, pedindo, inicialmente, para que o Estado e o Município forneçam gratuitamente o fardamento e, como pedido subsidiário, enquanto o fardamento não é fornecido, que as escolas se abstenham de negar o acesso à sala de aula.

Segundo os defensores o Estado e o Município não haviam se posicionado ainda sobre o pedido.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com a assessoria da prefeitura de Quixadá e a Secretaria de Educação do Ceará, todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 02.04.2017 / atualizado às 09:30 · 02.04.2017 por

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) no Ceará deu início à formação de técnicos em Agronegócios em duas cidades do Sertão Central, Quixadá e Quixeramobim. O curso, gratuito, com duração de dois anos, faz parte da Rede de ensino à distância – Rede e-Tec Brasil, do Ministério da Educação (MEC). A formação ocorre de forma semi-presencial e presencial, com aulas de campo.

O curso Técnico em Agronegócios do SENAR/Ce é realizado pela Rede e-Tec Brasil, do MEC

Segundo o SENAR/Ce 25 alunos de cada cidade participam da formação especial, realizada em convênio com duas unidades de formação superior, a Faculdade de Tecnologia (Fatec) em Quixeramobim, e a Universidade Estadual do Ceará (UECE), no campus da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), em Quixadá.

O superintendente do SENAR/Ce, Paulo Helder Braga, informou que com a inauguração dos polos de Quixadá e de Quixeramobim a entidade passa a contar com quatro polos de formação da Rede e-Tec no Ceará. Os dois primeiros foram implantados em 2015, em Fortaleza e no município de Cascavel. As primeiras turmas, com 167 profissionais, serão formadas em agosto deste ano, ressalta o superintendente.

Sobre o Curso

De acordo com o SENAR/Ce, este é o primeiro Curso Técnico de nível medido na modalidade à distância promovido pelo SENAR em parceria com a Rede e-Tec Brasil do MEC. A principal finalidade è promover de maneira democrática o acesso à Educação Profissional e Tecnológica (EPT), beneficiando-se das possibilidades de alcance e estratégias metodológica da Educação à Distancia (EAD). O Curso de Técnico em Agronegócio executado pelo SENAR tem duração de quatro semestres, com 1.230 horas, sendo 20% destinadas a encontros presenciais.

Nas aulas práticas de campo, são abordados  temas como: Economia Rural, Empreendedorismo e Plano de Negócios, Gestão da Produção e Logística, Tecnologia e inovação na Agropecuária, Introdução ao Agro, Associativismo, Cooperativas e Sindicatos, Gestão de Pessoas, Marketing Aplicado ao Agro, Assistência Técnica e Extensão Rural, Qualidade e Segurança Alimentar, Gestão de Projetos, Técnicas  de Produção Vegetal , Técnicas  de Produção Animal, Responsabilidade  Social e Meio Ambiente.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

10:00 · 01.04.2017 / atualizado às 08:00 · 02.04.2017 por

Professores e alunos do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), campus de Quixadá, estão trabalhando na revitalização do complexo natural e turístico do Açude Cedro, nesta cidade do Centro do Ceará. Nesse processo eles também estão iniciando o reflorestamento da área, com espécies nativas como o juazeiro, o umbuzeiro, a imburana, a catingueira, o pereiro, o mulungu e o pau branco.

O Laboratório de Estudos Ecológicos e Ambientais do Bioma Caatinga (LEEABC),  do IFCE Quixadá, coordenado pelo professor Lucas da Silva, já está produzindo mudas de várias espécies. Os alunos do curso de Engenharia Ambiental, auxiliados pelo coordenador do curso, o professor Reinaldo Fontes, se encarregarão do plantio e do monitoramento das áreas reflorestadas. O objetivo é revitalizar a área do Monumento Natural dos Monólitos de Quixadá, no entorno do Açude Cedro.

Professores a alunos já fizeram um ensaio. Juntamente com uma equipe da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) eles plantaram mudas ao lado dos benjamins que foram sacrificados recentemente. As árvores plantadas no início do século XX, na época da construção do açude, morreram, castigadas pela estiagem prolongada e supostamente por um fungo.

A gestora dos Monólitos de Quixadá, Leyla Barros, explicou que o momento de plantio fez parte da campanha “Festa Anual das Arvores”, promovido anualmente pela SEMA nas 23 Unidades Estaduais de Conservação (UCs). A de Quixadá é uma delas. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e o Grupo São Geraldo também são parceiros no projeto desenvolvido na UC situada no entorno do Açude Cedro.

Conforme os professores Lucas da Silva e Reinaldo Fontes, o projeto, que conta com 10 turmas, totalizando 270 alunos, em parceria com a SEMA, Cagece e a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), está se consolidando. Dentro de no máximo uma década o parque, que inclusive é protegido como Monumento Natural, poderá voltar a respirar aliviado.

Antes da estiagem prolongada, dos fungos e do descaso humano o parque do Açude Cedro parecia um enorme jardim botânico. As fotos abaixo foram registradas pelo Diário do Nordeste em 2008.

Veja também a reportagem no Diário do Nordeste sobre o Laboratório Ambiental do IFCE de Quixadá:

Projeto busca revitalizar o espaço

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

 

07:00 · 31.03.2017 / atualizado às 07:00 · 31.03.2017 por

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE) comemora a correção dos defeitos em obra do Liceu de Quixeramobim Alfredo Almeida Machado. Conforme o TCE, somente após a realização de contínuas fiscalizações os problemas encontrados na cobertura e no piso da quadra poliesportiva foram corigidos. Também foram detectados defeitos nas instalações elétricas e na escada elipsoidal, de acesso ao primeiro pavimento do Liceu.

Ainda de acordo com o Tribunal a superintendência do Departamento Estadual de Edificações e Rodovias (DER) na época da construção foi multada em R$ 2,5 mil por não adotar as providências  necessárias para cumprimento da garantia legal do contrato firmado em 2002 com a empresa Engexímia Indústria e Comércio de Construções Ltda. A unidade de ensino do governo do Estado foi inaugurada em 17 de fevereiro de 2006.

A atual gestão do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) deverá apurar eventual descumprimento do contrato aplicando, se for o caso, sanções previstas na Lei das Licitações. A Secretaria da Educação (Seduc) deverá promover, se houver necessidade, o imediato reparo da escada elipsoidal do colégio, de modo a garantir a segurança dos frequentadores, acrescentou o TCE.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 25.03.2017 / atualizado às 08:00 · 25.03.2017 por

As dificuldades enfrentadas por dezenas de estudantes universitários de Ocara, no transporte para as faculdades de Quixadá foram solucionadas. A frota utilizada passou de dois para três ônibus, resolvendo o problema da superlotação.

A reclamação foi feita ao Diário do Nordeste através de ligações telefônicas. Outros estudante publicaram mensagens nas redes socais. Alguns xingaram a prefeitura de Ocara, mas denotavam tratar-se de críticas de adversários políticos.

Conforme uma das universitárias, Aniele Silva, ainda no sábado (18), ocorreu uma reunião com a prefeita Amália Lopes de Sousa e o diretor de Transportes e na segunda-feira (20) já havia mais um ônibus realizando a rota.

Mais uma vez a reportagem tentou manter contato telefônico com a prefeitura de Ocara, através do número (85) 3322 1011, mas as ligações não foram atendidas. Dessa vez foi enviada mensagem através da rede social oficial da prefeitura. Até a publicação desta edição não houve resposta.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161