Categoria: Habitação


07:10 · 16.11.2018 / atualizado às 07:10 · 16.11.2018 por
A prefeitura de Canindé comemora a assinatura de contrato de R$ 21 mi para a construção de 300 casa populares como o Residencial Rachel de Queiroz,em Quixadá.

O Programa Minha Casa Minha Vida vai atender mais 300 casas  em um investimento de R$ 21 milhões na cidade de Canindé. A ordem de serviço foi assinada esta semana pela prefeita deste Município, Rozário Ximenes, representantes da Caixa Econômica Federal e a construtora responsável pela obra.

O Habitacional Jardins de São Francisco será construído no bairro Cachoeira da Pasta, na periferia da cidade. Deverá gerar pelo menos 250 empregos diretos pelo período aproximado de 12 meses. As obras devem ser iniciadas no máximo em 180 dias.

A gestora municipal ficou entusiasmada com a confirmação do empreendimento.O setor da construção civil é uma oportunidade para muitos trabalhadores. Nessa perspectiva ela pretende ir ao Planalto Central ainda este ano para assegurar a construção de mais 700 moradias através do programa federal MCMV, completou sua assessoria.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 20.12.2017 / atualizado às 08:00 · 20.12.2017 por

Na manhã desta quarta-feira (20) 495 famílias de Canindé receberão as chaves da casa própria. São unidades habitacionais do Residencial Frei Lucas Dolle. O conjunto integra o Programa Minha Casa, Minha Vida II nesta cidade do Sertão Central. Segundo o governo do Estado, o investimento é de R$ 30,9 milhões. As unidades habitacionais populares vão beneficiar cerca de 2 mil pessoas. O governador Camilo Santana deverá comandar a solenidade.

O residencial popular fica localizado na Rua Raimundo Alconforado, no bairro Melado. As unidades habitacionais têm 45,66m² de área, dividida em seis cômodos, com sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço, todos eles com revestimento em piso cerâmico, ressaltou o Governo.

Na política de habitação,  a atual gestão estadual entregou 15.263 unidades habitacionais pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Essas moradias totalizaram investimento de R$ 1 bilhão. Este ano já foram entregues 3.422 unidades habitacionais, totalizando o investimento de R$ 344,3 milhões. Ainda há previsão de entrega de mais 17.700 unidades até 2018, acrescentou o governo do Estado.

Sorteio de residências

Em Canindé, o sorteio das residências para a as famílias cadastradas no Minha Casa Minha Vida foi realizado no início de dezembro na Quadra da Casa Paroquial, com a presença da prefeita Rozário Ximenes, do vice-prefeito Jesus Romeiro e secretários da administração municipal.

Noutra cidade do Centro do Estado, Quixadá, o sorteio das 1.454 moradias do Minha Casa Minha Vida será realizado na próxima sexta-feira (22), na Praça José de Barros. Para verificar a lisura da seleção dos futuros beneficiados a prefeitura deste Município realizou ontem (19) o teste do sorteio, com acompanhamento de representantes do Ministério Público.

Durante a realização do teste do sistema ficou estabelecido que após o sorteio, com a participação do governador, o resultado será impresso, assinado pelo prefeito e em seguida distribuído às entidades fiscalizadoras. O nome de cada um dos contemplados será exibido num telão durante quatro segundos, explicou a assessoria da prefeitura.

Em Quixadá, moradias populares serão sorteadas em praça pública na próxima sexta-feira (22).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 02.12.2017 / atualizado às 08:05 · 02.12.2017 por

Sorteio do Minha Casa Minha Vida em Quixadá será realizado em praça pública.

O sonho da casa própria para 1.454 famílias de baixa renda de Quixadá está próximo de se tornar realidade. A Secretaria do Desenvolvimento Social (SDS) deste município do Sertão Central anunciou a realização do sorteio público para a aquisição das unidades residenciais do Programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida (MCMV) para o dia 22 de dezembro, na Praça José de Barros, no Centro da cidade. O sorteio tem início programado para as 19 horas.

Conforme a SDS de Quixadá, 1.519 famílias tiveram os seus cadastros aprovados pelo Banco do Brasil para financiamento dos imóveis construídos pela empresa MoreFácil. Foram meses de levantamentos e auxílio aos futuros beneficiários para o cadastramento correto de inclusão do programa habitacional. Apenas 65 dos inscritos não receberão a chave da casa nova. Mesmo assim, com o crédito bancário, poderão construir seus imóveis no modelo do MCMV.

As casas têm 46m² de área construída, com dois quartos, uma sala, uma sala de estar/jantar, área de serviço e banheiro.

O Residencial Rachel de Queiroz, como a área habitacional será denominada, foi construído distante cerca de 2,5Km do Centro de Quixadá. Além de uma boa estrutura de acabamento, com portas, janelas e grades de alumínio, as famílias contarão com água aquecida no banheiro através de energia solar. Creche, posto de saúde, playgrounds e academias de musculação também foram instaladas para o uso coletivo. Uma moderna estação de tratamento de esgoto completa os benefícios.

O Residencial de Quixadá é o maior conjunto do Minha Casa Minha Vida no Interior do Ceará, abrangendo 37,9 hectares, no entorno do Açude Cedro.
Na obra, considerada a maior do Interior do Ceará do MCMV foram investidos R$ 85,8 milhões em recursos federais e R$ 12,7 milhões do Estado.

Minha Casa Minha Vida – Quixadá
Sorteio 22 de dezembro – 19 horas
Praça José de Barros – Centro

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

00:00 · 14.11.2017 / atualizado às 21:55 · 13.11.2017 por

As obras do conjunto habitacional Minha Casa Minha Vida em Quixadá estão praticamente concluídas.

Seis anos após o início do planejamento de construção de um dos maiores conjuntos do Programa Minha Casa Minha Vida, o de Quixadá, 1.519 famílias tiveram os seus cadastros aprovados pelo Banco do Brasil para o financiamento de uma das 1.454 unidades construidas naquele habitacional. A informação é da titular da Fundação de Geração de Emprego, Renda e Habitação Popular, Rosa Buriti.

Quando assumiu a pasta, no início de 2017, juntamente com o prefeito Ilário Marques, constavam 928 cadastros efetuados pela administração municipal anterior. Todavia, de acordo com Rosa Buriti todos continham irregularidades sendo devolvidos pelo Banco do Brasil, instituição financeira do Programa.

Houve necessidade de visitar novamente os pretensos beneficiários, reuniões e até mesmo viabilizar a regularização de documentos pessoais dos interessados como RG, CPF, Registro de Civil, entre outros. Também foi necessário elaborar um projeto social para o assentamento das famílias no empreendimento, o qual contempla um plano de trabalho voltado para implantação de políticas de geração de renda, profissionalização e inserção no mercado de trabalho.

A próxima etapa será a realização do sorteio, para definir as 1.454 famílias contempladas, obedecendo aos critérios de cotas previstas no Programa. A data ainda não foi definida.

O processo do programa habitacional havia sido iniciado em 2012, na administração do prefeito Rômulo Carneiro, para atender famílias com renda máxima de até R$ 1.800,00, cadastradas na Fundação de Habitação do Município. Naquela época a prefeitura informou o comprometimento de apenas 10% da renda da família. Quem ganha R$ 800,00, deverá pagar parcelas mensais em torno de R$ 80,00.

Dois anos depois, já na administração de João Hudson Bezerra, o Governo Federal liberou R$ 85,8 milhões para construção das unidades habitacionais populares. O Governo do Estado deu sua contrapartida logo em seguida, de R$ 12,7 milhões. O nome escolhido para o empreendimento foi Residencial Raquel de Queiroz. O prazo para conclusão da 1ª etapa era de 18 meses.

No terreno de 379.000 m², situado logo após os bairros Carrascal II e Renascer, além das 1.454 casas populares, também foram construídas duas escolas com seis salas de aula cada, uma creche e uma unidade do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), além de playgrounds e academias de saúde ao ar livre.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

08:30 · 01.05.2017 / atualizado às 08:30 · 01.05.2017 por

Dezenas de famílias voltaram a ocupar as unidades habitacionais do Residencial Edmilson Duarte Lima, um conjunto popular do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, com 420 unidades, em Quixeramobim. A invasão ocorreu na noite deste domingo (30) segundo informações da Polícia Militar que foi acionada ao local para impedir a nova invasão.

De acordo com a Polícia Militar não foi possível conter os invasores, na maioria mulheres e crianças, porque o efetivo policial era reduzido para isolar todo terreno do conjunto.  Os policiais também não possuíam armamento não letal e nem equipamentos adequados para a contenção de distúrbio civil.

No dia 12 de abril, por determinação da Justiça, com apoio de uma tropa do Batalhão de Choque o Conjunto Edmilson Duarte Lima foi desocupado. Não houve registro de incidentes. Mas no outro conjunto do mesmo programa habitacional, o Jardim Norte I, embora tenha sido divulgada a sua desocupação, as famílias não saíram.

Um dos acessos ao Jardim Norte I foi bloqueado pelos ocupantes com galhos de árvores. No outro, foi aberta uma vala para dificultar o acesso de veículos. Apenas motocicletas, bicicletas e pedestres conseguem chegar até o conjunto onde foram construídas 540 unidades, mas falta concluir a infraestrutura para a entrega oficial aos moradores cadastrados.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 03.04.2017 / atualizado às 06:30 · 03.04.2017 por

O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon) enviou ofícios à Casa Civil e ao governador Camilo Santana solicitando medidas urgentes para a retomada da posse dos conjuntos Jardim Norte I e Edmilson Duarte Lima, do programa Minha Casa Minha Vida, invadidos a cerca de duas semanas no município de Quixeramobim (a 212Km de Fortaleza).

O Sinduscon informou ao Diário do Nordeste que mais de 90% das obras dos dois habitacionais populares destinados a famílias de baixa renda cadastradas no programa do Governo Federal já foram concluídas, mas com as invasões parte das 520 moradias do Jardim Norte I e das 412 do Edmilson Duarte Lima, além de invadidas foram depredadas, prejudicando a conclusão das obras.

Na avaliação do Sinduscon, caso não haja uma resposta rápida e enérgica das autoridades em Quixeramobim há perigo de invasões dos demais empreendimentos do Minha Casa Minha Vida em outras cidades do Estado, todos em fase de conclusão, colocando em risco o andamento do programa no Ceará, também gerando prejuízos e custos extras pelos dias parados nas obras além das despesas com reparos dos danos.

Além da reintegração de posse o Sinduscon informou que solicitou também ao Governo do Estado medidas para resguardar a integridade dos conjuntos que correm perigo de invasões, as quais impossibilitam as famílias verdadeiramente detentoras do direito à residência através do programa habitacional de receberem suas casas.

Veja mais no Diário do Nordeste:

Conjunto habitacional Minha Casa Minha Vida é invadido e ocupado em Quixeramobim

Segundo conjunto do Minha Casa Minha Vida é invadido em Quixeramobim

Prefeito de Quixeramobim busca solução para conjuntos populares invadidos

Polícia Militar tentou evitar invasão de conjunto habitacional em Quixeramobim

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 29.03.2017 / atualizado às 16:50 · 31.03.2017 por

Buscando garantir as moradia para as famílias cadastradas e aprovadas no programa Minha Casa Minha Vida em Quixeramobim, o prefeito deste Município, Clébio Pavone, está realizando o levantamento das famílias que ocuparam nos últimos dias os conjuntos habitacionais Jardim Norte I, com 540 unidades e o Edmilson Duarte de Lima, com 420 casas.

Clébio Pavone explicou que seguiu até os dois conjuntos para verificar pessoalmente a situação dos ocupantes e das moradias. Apesar de não saber ao certo porque a invasão ocorreu o gestor municipal ressaltou que a verba para a construção da via de acesso ao Jardim Norte I ocorreu na última sexta-feira. A obra aguardava recurso financeiro desde 2015 para sua conclusão, justificou.

O prefeito se reuniu com alguns moradores, ouviu reivindicações e reclamações, também procurando acalmar quem está inscrito do programa habitacional do governo Federal e com medo de perder a sua casa após anos de espera. Algumas famílias não têm onde morar. Estão nas casas de parentes. Aguardavam ansiosas pela entrega da moradia própria.

Acerca da desocupação dos imóveis populares nos dois conjuntos, o prefeito explicou ser de responsabilidade das empreiteiras que construíram os complexos habitacionais populares invadidos e do Banco do Brasil, instituição financiadora. Eles deverão ingressar na Justiça para adoção das medidas legais, completou.

Veja mais no Diário do Nordeste sobre a invasão e ocupação dos dois conjuntos em Quixeramobim

Conjunto habitacional Minha Casa Minha Vida é invadido e ocupado em Quixeramobim

Segundo conjunto do Minha Casa Minha Vida é invadido em Quixeramobim

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:00 · 28.03.2017 / atualizado às 16:55 · 31.03.2017 por

Acionada para impedir a invasão do segundo conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida em Quixeramobim, a Polícia Miliar tentou dialogar com os invasores. A multidão reclamava que suas casas haviam sido invadidas na tarde do último sábado (25), no Conjunto Jardim Norte I e para garantirem uma habitação resolveram ocupar as unidades do Habitacional Edmilson Duarte de Lima.

Um representante da empresa responsável pela construção do conjunto informou à Polícia Militar que a obra estava em fase de conclusão. Restavam dois meses para as 412 unidades residenciais serem finalizadas. Ele também tentou dialogar com os invasores, mas como eram em maior número, cerca de 300, incluindo idosos e crianças, não cederam às orientações. A Polícia Militar preferiu evitar o confronto.

Ainda de acordo com a Polícia Miliar os invasores arrombaram um dos portões de acesso à obra e ocuparam as casas. Apesar da multidão e dos tumultos não foi registrada nenhuma violência. A reintegração das moradias populares deverá ocorrer através de ação judicial.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com o representante da Rodan Engenharia, responsável pela obra, e também com a prefeitura de Quixeramobim. Até a publicação desta edição as ligações não foram atendidas.

Veja no Diário do Nordeste as outras reportagens sobre as invasões em Quixeramobim

Conjunto habitacional Minha Casa Minha Vida é invadido e ocupado em Quixeramobim 

Segundo conjunto do Minha Casa Minha Vida é invadido em Quixeramobim

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

22:30 · 27.03.2017 / atualizado às 17:00 · 31.03.2017 por

Pouco mais de 48 horas após o conjunto habitacional Jardim Norte I, do programa Minha Casa Minha Vida, construído em Quixeramobim (a 212Km de Fortaleza) ter sido invadido mais um conjunto popular do mesmo programa foi ocupado no fim da tarde nesta cidade do Centro do Estado.

Dessa vez a invasão ocorreu no Conjunto Habitacional Edmilson Duarte de Lima, no bairro Pompéia. A Polícia Militar foi acionada para o local. Uma multidão se formou na entrada. Também se formou uma fila de carros e motocicletas com buzinaço.

Alguns moradores informaram que as invasões estão ocorrendo porque começou a surgir o boato de que a prefeitura de Quixeramobim não iria atender a lista formada havia dois anos, pela administração municipal anterior. Com receio de perderem suas casas os inscritos resolveram realizar as ocupações.

Pouco mais de 48 horas após o conjunto habitacional Jardim Norte I, do programa Minha Casa Minha Vida, construído em Quixeramobim ter sido invadido mais um conjunto popular do mesmo programa foi ocupado no fim da tarde nesta cidade do Centro do Estado. Dessa vez a invasão ocorreu no Conjunto Habitacional Pompéia, no bairro com o mesmo nome. A Polícia Militar foi acionada para o local. Uma multidão se formou na entrada. Também se formou uma fila de carros e motocicletas com buzinaço #quixeramobim #mcmv #diariodonordeste #dn

Uma publicação compartilhada por Diário do Nordeste (@diariodonordeste) em

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:00 · 26.03.2017 / atualizado às 09:05 · 26.03.2017 por

O conjunto habitacional Jardim Norte I, do programa Minha Casa Minha Vida, construído em Quixeramobim (a 212Km de Fortaleza) foi invadido na tarde deste sábado (25). Conforme informações de populares a cerca de aramam farpado foi derrubada. Em seguida dezenas de famílias ocuparam as unidades habitacionais.

No conjunto, situado no bairro Planalto Sabonete, nas proximidades do Clube do Vaqueiro, foram construídas aproximadamente 580 moradias. Um funcionário da empreiteira informou que a obra, iniciada em 2014, estava na fase de acabamento. As casas seriam entregues às famílias cadastradas logo após a conclusão do calçamento.

A Polícia Militar foi acionada por funcionários que cuidavam do canteiro de obras, mas nenhuma ação ostensiva foi realizada. O objetiva era de apenas evitar violência e tumulto. A maioria dos ocupantes era mulheres e crianças. Ainda não se sabe se eram de cadastrados no programa habitacional. No momento da invasão nenhum operário estava trabalhando.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região Sertão Central, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags