Busca

Categoria: Incêndio


13:09 · 12.12.2016 / atualizado às 08:16 · 13.12.2016 por
Incêndios criminosos têm se tornado frequentes no entorno do açude (Fotos: VC Repórter)
Incêndios criminosos têm se tornado frequentes no entorno do açude (Fotos: VC Repórter)

Quixadá. Não bastasse a seca do açude, que por si só já deixa degradado o aspecto da região, uma serie de incêndios tem devastado a mata do entorno do açude. No final de semana passado, em vários trechos da estrada que dá acesso ao açude, havia focos de incêndio na vegetação. A visão em alguns trechos da estrada ficou comprometida devido a quantidade de fumaça.

A fumaça ocasionada pelo fogo na mata chegou a encobrir até parte do caminho da parede do açude. Uma moradora da região, que pediu para não ter a identidade revelada, diz que os incêndios são constantes na área do Cedro. “Meu filho, quase toda semana tem fogo. Nem parece que tem lei num lugar desses porque, um lugar como o Cedro, deveria ser preservado, mas não, tão é acabando com tudo”, desabafou.

Na opinião do ambientalista quixadaense Oswaldo Andrade, que milita a frente do Instituto de Convivência com o semi árido, a questão sinaliza para um grave problema. Segundo Oswaldo, o fogo consumiu árvores centenárias do lugar. “A área precisa ser regulamentada. Ela foi desregulamentada e incentiva esse tipo de ocupação irregular que desemboca nessa situação de degradação. A vegetação está seriamente comprometida”, diz o ambientalista.

Até agosto deste ano a Prefeitura de Quixadá era responsável pela área. Desde então, o Dnocs voltou a ser responsável pela preservação do entorno. Mas para Oswaldo Andrade, os órgão responsáveis foram omissos e acabaram contribuindo para o agravamento da situação. “A gente acha que só o Ministério Público fazendo um termo de ajuste de conduta, após uma investigação para coibir os abusos e enquadrar as entidades responsáveis pela área para que cumpram seu papel constitucional, possa corrigir essa situação”, pontuou.

Desde 1977 as formações monolíticas do entorno do Cedro foram tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão do Ministério da Cultura. Em abril de 2015 o açude foi incluído na lista de indicativa brasileira do Patrimônio Mundial da Unesco. Os cuidados com a preservação da área cabem ao Dnocs, que não atendeu nossas ligações até o fechamento desta reportagem.

Para Geovana Maria Cartaxo, superintendente do Iphan no Ceará, a questão das queimadas é vistas com preocupação. “A queimada ameaça as construções, as características de beleza do entorno que justificaram o tombamento da paisagem natural. Vemos como preocupação e como ameaça ao patrimônio”, declarou.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

11:06 · 19.10.2016 / atualizado às 11:12 · 19.10.2016 por
De acordo com os Bombeiros fogo foi controlado na madrugada desta quarta (19) (Fotos: VC Repórter)
De acordo com os Bombeiros fogo foi controlado na madrugada desta quarta (19) (Fotos: VC Repórter)

Baturité. Após mais de 80 horas, o fogo na Serra de Baturité foi controlado. A informação foi confirmada pelo comandante local do Corpo de Bombeiro, tenente coronel Deime Johnson. As equipes conseguiram conter as chamas nas primeiras horas da madrugada desta quarta-feira (19).

Local é de difícil acesso; vegetação nativa foi devastada
Local é de difícil acesso; vegetação nativa foi devastada

De acordo com o tenente coronel o trabalho ainda segue, agora, para encontrar possíveis focos e impedir que uma nova queimada seja gerada. “Estamos ainda dentro da Serra vasculhando toda a área para encontrar prováveis focos e apagá-los”, confirmou. Segundo Deime Johson o trabalho, que na última terça-feira (18), já contava com 70 homens, nesta quarta recebeu um novo reforço. “Um total de 90 homens estão na operação”, disse.

Conforme o oficial equipes da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), integram as equipes. O trabalho na busca de novos focos deve seguir até o final da tarde. “Com o calor que está fazendo aqui, tememos que haja uma combustão espontânea. Por isso vamos continuar até às cinco da tarde. Se não encontrarmos nada, fecharemos a operação”, concluiu o tenente coronel Deime Jhonson.

Sema estima que 30 hectares foram queimados
Sema estima que 30 hectares foram queimados

Em nota enviada na fim da tarde da última terça-feira (18), a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) informou que a área devastada passava de 30 hectares. O secretário da pasta, Artur Bruno, informou que foram levantadas as causas do incêndio, possivelmente oriundo de uma queimada, que pode ser caracterizado como criminoso, sendo o causador identificado. “Após os procedimentos judiciais comprobatórios, ele deverá responder administrativa e criminalmente”, explicou o titular.

A Sema informou, ainda, que o comandante geral do Corpo de Bombeiros e o subcomandante, cel. Bm Heraldo e cel. Bm Carlos Viana, respectivamente, além do cel. Freire e do comandante local ten. cel. Deime Johnson, sobrevoaram a Serra para realizar o levantamento da área devastada. A gestora da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra de Baturité, Patrícia Jacaúna, também esteve no local.

Início no final de semana
O incêndio na Serra de Baturité começou no início da tarde do último sábado (15). O fogo estava concentrado numa área que fica por trás do Mosteiros dos Jesuítas e em seguida de espalhou. Os fotos ventos, típicos desta época do ano, e as altas temperaturas, aliadas à condição da vegetação seca, permitiram que o fogo se alastrasse com mais rapidez. Os bombeiros trabalhavam desde o final de semana. Vários brigadistas foram enviados ao local.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

14:40 · 18.10.2016 / atualizado às 14:43 · 18.10.2016 por
De acordo com os Bombeiros 25 hectares já foram queimados (Fotos: VC Repórter)
De acordo com os Bombeiros 25 hectares já foram queimados (Fotos: VC Repórter)

Baturité. O Corpo de Bombeiros do Estado do Ceará segue realizando o trabalho de controle dos focos de incêndio na Serra de Baturité. A expectativa da corporação é de que entre esta terça-feira (18) e quarta-feira (19) o incêndio seja controlado. Em um sobrevoo pela área, a equipe da 5ª Seção de Guaramiranga, que trabalha no local, estima que um total de 25 hectares de vegetação tenham sido devastados.

O fogo já consome a mata seca da Serra por mais de 70 horas. De acordo com a população da cidade, o incêndio teve início nas primeiras horas da tarde do último sábado (15). O Corpo de Bombeiros foi acionado em seguida e, desde então, trabalha para controlar os focos.

70 homens do Corpo de Bombeiros trabalham para controlar as chamas
70 homens do Corpo de Bombeiros trabalham na mata para controlar as chamas

Conforme a capitã do Quartel Central do Corpo de Bombeiros, Juliane Freire, nas últimas vinte e quatro horas o trabalho ganhou o reforço de mais 20 homens. Agora, ao todo, 70 bombeiros trabalham entrando vegetação adentro, abrindo caminho com foices e apagando os focos que vão encontrando pelo caminho, com o auxílio de abafadores. Vários carros foram deslocados para a cidade.

A capitã foi enviada ao município e acompanha o trabalho com as equipes. Ela avalia que o fogo está controlado, embora ainda hajam áreas em chamas. “Nos temos acompanhado a operação e, se comparado com a última segunda (17), podemos dizer que o fogo está controlado. Ele está numa área mais localizada e em tamanho reduzido”, explicou. O trabalho, disse ela, “é na questão do controle desta área, que é muito seca e com os ventos faz o fogo se espalhar mais rápido”.

Na última segunda capitã Juliana Freire revelou que as equipes trabalharam até tarde. “A área e de difícil acesso e por uma questão de segurança não fomos muito até tarde. Mas a temperatura da noite ajuda a controlar o fogo”, falou a bombeira.

Diante da atual situação a meta da equipe é que nas próximas 24 horas o fogo seja apagado por completo. “É o que a gente espera”.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

15:40 · 17.10.2016 / atualizado às 15:42 · 17.10.2016 por
Incêndio segue incontrolável;bombeiros trabalham desde sábado (15) para conter as chamas (Fotos: VC Repórter)
Incêndio segue incontrolável;bombeiros trabalham desde sábado (15) para conter as chamas (Fotos: VC Repórter)

Baturité. Já dura 48 horas um incêndio que atinge a vegetação da Serra de Baturité, no município homônimo, na região do Maciço cearense. De acordo com a 5ª Seção de Bombeiros de Guaramiranga, o fogo ainda segue incontrolável. Homens da corporação estão trabalhando, por terra, para tentar conter as chamas. A prioridade é tentar tirar da zona de perigo moradores que tem residências no alto da serra.

Bombeiros trabalha por terra para conter o incêndio; loca é de difícil acesso
Bombeiros trabalha por terra para conter o incêndio; loca é de difícil acesso

A operação para conter as chamas começou na tarde do último sábado (15), quando o incêndio foi comunicado à 5ª Seção. A fumaça branca da queimada está tomando de conta da serra. Conforme o subtenente Queiroz, do Corpo de Bombeiros, a vegetação seca e os ventos fortes desta época do ano, estão ajudando as chamas a se alastrarem com mais facilidade. “Mas pelo menos, por enquanto, o fogo não está colocando em risco os moradores. Temos algumas pessoas com casas no alto da serra e a nossa prioridade é controlar os focos nestes locais para não deixá-los em risco”, comentou.

O trabalho é realizado por terra já que a aeronave “está impossibilitada de operar”, como explicou o subtenente Queiroz. Os bombeiros trabalham com sete carros, abafadores e foice. O fogo, que no último sábado estaria por trás do Mosteiro dos Jesuítas, que fica no alto da serra, agora tomou uma direção contrária. Os bombeiros apuram se o incêndio foi criminoso ou se ele foi gerado a partir de uma queimada de área, que pode ter ficado fora de controle.

Os bombeiros ainda não sabem a dimensão da área atingida pelo fogo. Os trabalhos continuam.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com