Busca

Categoria: Meteorologia


18:00 · 13.01.2018 / atualizado às 06:30 · 14.01.2018 por

A florada do sombrião ou flaboyant prevê um ótimo inverno este ano, anunciou a profetisa Meyrismar Nobre

Deve chover na média a um pouco mais em relação ao ano anterior. Esse foi o diagnóstico para a quadra invernosa deste ano no Ceará, apresentado pela maioria dos 23 participantes do 22º Encontro dos Profetas da Chuva, realizado na manhã deste sábado (13), em Quixadá.

A surpresa ficou por conta de uma colmeia de inchuí, pesando nove quilos, apresentada pelo profeta Erasmo Barreira, e do período das chuvas, onde cinco deles apontam nas suas previsões se tornarem mais frequentes já a partir desta segunda quinzena de janeiro, se estendendo até meados de junho.

Se depender do tamanho do incuí do profeta Erasmo Barreira o inverno deste ano será “medonho”.

Ele também observa as formigas e ramas das arvores para prever o inverno.

Apesar de preverem um bom tempo para plantio e colheita no campo, para eles, as precipitações deste ano não serão suficientes para repor a carga hídrica dos maiores açudes do Estado, o Castanhão, o Orós e o Arrojado Lisboa, em Banabuiú. Poderá até cair mais água em algumas regiões, enquanto noutras a incidência de chuvas permanecerá na média, de qualquer forma aliviando um pouco mais a estiagem que se estendeu por seis anos.

Para Helder Cortez e João Soares, idealizadores e organizadores do Encontro, segundo eles o mais antigo e maior do País, na avaliação geral dos cientistas populares, dessa vez contando com mais representantes de outras regiões, e ainda o pesquisador Luiz Gonzaga Campos, de Camocim, as previsões apontam para um bom inverno, como havia ocorrido no ano anterior. Entretanto, para 2018, diversos fatores observados por eles sinalizam para um quadro meteorológico ainda melhor.

Agora, é esperar começar a chover, destacando a dupla que além da perspectiva da meteorologia popular, o Encontro tem como objetivo preservar essa cultura herdada de geração a geração, transformando o momento, realizado pelo segundo ano consecutivo no campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em Quixadá, no entorno do Açude Cedro, em uma grande festa, onde o público pode acompanhar as previsões de cada uma deles.

Além das previsões houve homenagem ao profeta Paroara, falecido no ano passado, e ainda apresentações de Walter Lima, de Deisielly do Acordeon e a “Poesia da Umbelina”, recitada pelo odontólogo e profeta da chuva Paulo Costa. Ele foi quem animou mais o publico, afirmando nas suas previsões não haver mais seca no Ceará pelos próximos 10 anos.

Os secretários de Cultura de Quixadá, Audênio Moraes e do Estado, Fabiano Piúba, prestigiaram o Encontro e ficaram empolgados com o que viram. O secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, e de Gabinete, Elson Batista, também compareceram, além dos prefeitos de Choró, Marcondes Jucá, de Piquet Carneiro, Bismarck Bezerra e de Quixadá, em exercício, João Paulo Furtado. O reitor do IFCE, Virgílio Araripe e o diretor do campus, Helder Albuquerque completaram a lista.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 11.01.2018 / atualizado às 08:10 · 11.01.2018 por

Chuvas começaram achegar aos municípios do Sertão Central aliviando o calor na região.

O clima está começando a mudar no Sertão Central. Além de uma chuva fina, na madrugada, o dia amanheceu nublado em boa parte dos municípios da região. De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a previsão para esta quinta-feira (11) é de nebulosidade com possibilidade de chuvas por todo o Estado.

Pelas análises da Funceme, um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12km de altura é o principal fator desse  quadro meteorológico com registro de precipitações no início desta manhã no Cariri e no Vale do Jaguaribe.

Veja mais no Diário do Nordeste

Chuvas são registradas em 20 municípios

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:30 · 31.12.2017 / atualizado às 11:40 · 31.12.2017 por

A aparente cheia do Açude Cedro, em Quixadá, no início de março, foi apenas um efeito visual.

Para muitos 2017, o ano dos contrastes, das chuvas e da seca, é para ser esquecido. As precipitações da quadra invernosa não foram suficientes para reabastecer os grandes reservatórios do Estado e nem do Sertão Central como o Açude Arrojado Lisboa, em Banabuiú, o Açude Fogareiro, em Quixeramobim e o Açude Cedro em Quixadá, apesar de a National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), agência meteorológica dos Estados Unidos ter estimado 70% de ocorrência do La Niña, fenômeno apontado como positivo para chuvas no Ceará.

> Agência dos Estados Unidos estima em 70% ocorrência de La Niña

Entretanto, para este ano (2017), a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) classificou que o La Niña não trouxe impactos para o Ceará. O órgão meteorológico oficial do Estado previu chuvas dentro da média, mas isoladas, em várias regiões. A probabilidade foi de 40% em torno da média histórica, de 510,1mm para fevereiro, março e abril.

No início deste mês a meteorologista Meiry Sakamoto confirmou em um encontro com representantes do Comitê Gestor da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Banabuiú (CSBHB), realizado em Quixeramobim, que o resfriamento do Oceano Pacífico, resultando no La Niña, não é garantia de boa quadra invernosa no Ceará. A previsão oficial da Funceme tem sido apresentada na terceira semana de janeiro.

> Resfriamento do Oceano Pacífico ainda não é garantia de boa quadra invernosa

Uma semana antes, no próximo dia 13, mais de 20 profetas da chuva, também apresentarão os resultados das suas experiências para o inverno de 2018 no Ceará. Para este ano, no 21º Encontro, realizado tradicionalmente em Quixadá, também antes do diagnóstico da Funceme, 21 deles também previram uma quadra chuvosa regular, acima da registrada em 2016.

> Inverno de 2017 deverá ser dentro da média, segundo os Profetas da Chuva

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

09:30 · 30.12.2017 / atualizado às 09:49 · 30.12.2017 por

Parte do telhado da pousada foi retorcido pela forte ventania. Foto > VC Repórter

Uma forte ventania, registrada por volta das 14 horas desta sexta-feira (29), destruiu parte do  telhado da Pousada João de Barro, no município de Quixeramobim.  A hospedaria, construída recentemente, fica situada à margem da CE-060, na entrada da cidade, ao lado de uma igreja e a poucos metros do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC).

Vizinhos informaram que um redemoinho se formou repentinamente e atingiu a pousada. Muita gente ficou assustada e correu ao ver a cena e ouvir o barulho. No estabelecimento havia apenas funcionários. Ninguém ficou ferido. Houve apenas danos materiais. Nenhum outro prédio foi atingido pelo fenômeno.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), eventos dessa natureza são atípicos no Ceará. Pode ter sido causado por ventos descendentes das bases das nuvens. Entretanto, como o dia estava com muito sol e calor na região, e os ventos se formaram em espiral, acredita-se que um redemoinho destruiu parte do telhado.

Previsão meteorológica 

Para este sábado (30) a Funceme prevê possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea no decorrer do dia. Nas demais áreas, céu entre parcialmente nublado e claro, e para o domingo (31), véspera do réveillon, nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea da madrugada à manhã. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado ao longo do dia.

No intervalo das últimas 24 horas não foram registradas chuvas em nenhuma região do Ceará.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

10:00 · 27.12.2017 / atualizado às 10:15 · 27.12.2017 por

Apesar da redução pluviométrica no Estado a expectativa é de mais chuvas nos próximos dias.

Voltou a chover no início da manhã desta quarta-feira (27) no Ceará, mas de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), órgão oficial do Estado, o número de municípios banhados, e a intensidade diminuiu. No total, até a publicação desta edição, foram registras oficialmente chuvas em 14 municípios cearenses.

A maior precipitação foi registrada em Palmácia, com 22,6 milímetros, seguida de Redenção, com 17,4mm e Aracoiaba, 14mm. Em Pacoti choveu 10mm. As quatro cidades ficam localizadas no Maciço de Baturité.

Também choveu na Zona Norte do Estado, mas apenas em Morrinhos, 14mm, e Cariré, com 8mm. Mesmo assim são três municípios a menos em relação à terça-feira

Ainda conforme a Funceme, há possibilidade de chuvas amanhã (28), isoladas, no Sul do Ceará e na faixa litorânea. Na sexta-feira (29) devem continuar no litoral e na região jaguaribana. A nebulosidade presente no litoral cearense está associada à atuação da brisa terrestre.

Um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12km de altura, continua atuando sobre o Ceará.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

09:00 · 26.12.2017 / atualizado às 09:05 · 26.12.2017 por

Chuvas continuam no Maciço de Baturité acompanhadas de uma agradável névoa. Foto > VC Repórter

O dia começou com chuvas no Maciço de Baturité. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), no início desta terça-feira (26) já foram registrados 22 milímetros em Aracoiaba, 14,8mm em Redenção e 10,2mm em Palmácia. Esse quadro, com nebulosidade variável e possibilidade de chuvas isoladas no Centro-sul e na Serra da Ibiapaba, deve continuar no decorrer do dia. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado.

Conforme os meteorologistas da Funceme essas chuvas, da pré-estação, e a nebulosidade, são provocadas principalmente pela atuação de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), um sistema de baixa pressão atmosférica e circulação horária a aproximadamente 12km de altura. Atualmente ele está posicionado sobre o Nordeste brasileiro.

Esse também foi o quadro meteorológico no período das 7 horas do dia 24 para as 7 horas do dia 25. O sistema atmosférico atuante no Ceará, provocou inclusive uma agradável névoa sobre o Maciço de Baturité, com sensação térmica de até 17ºC e chuva em 14 municípios cearenses, sendo as três  maiores em Beberibe, com 32mm, Ocara com 25mm e Saboeiro com 20mm.

Veja também no Diário do Nordeste

Chuvas de dezembro estão perto da média

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

09:00 · 02.12.2017 / atualizado às 15:31 · 02.12.2017 por

Meteorologista da Funceme, Meiry Sakamoto apresenta em encontro tendências para o próximo período chuvoso.

Apesar de o sábado (2) amanhecer nublado e com uma temperatura agradável em praticamente todo o Estado, com temperatura média de 29°C, o quadro meteorológico ainda não assegura boas chuvas na próxima estação chuvosa no Ceará. Conforme a meteorologista Meiry Sakamoto, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o efeito climatológico atual não interfere no principal fator das precipitações na região, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

A especialista explicou como esses fenômenos funcionam aos membros do Comitê Gestor da Sub-bacia Hidrográfica do Rio Banabuiú (CSBHB), na última reunião deste ano, realizada em Quixeramobim. Meiry Sakamoto apresentou as tendências meteorológicas para a quadra chuvosa do próximo ano. Ela confirmou indícios do surgimento do La Niña, todavia, o fenômeno natural que, oposto ao El Niño, consiste na diminuição da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico Tropical Central e Oriental, é apenas um dos indicadores positivos das chuvas.

Apesar do entusiasmo dos representantes do Comitê com boas chuvas para o próximo período chuvos, expectativa gerada por outros institutos meteorológicos, anunciando o resfriamento do Oceano Pacífico, ressaltou a meteorologista ainda ser cedo para começar a comemorarem. É preciso aguardar mais um pouco e torcer para a ZCIT descer um pouco mais para o hemisfério sul. É através desse fenômeno que as chuvas chegam a todo o território cearense, acrescentou a meteorologista.

No encontro a meteorologista da Funceme explicou para o público como os fenômenos naturais atuam.

Cadastramento de barragens

A expectativa meteorológica otimista foi gerada por um dos principais tópicos da última reunião ordinária, o cadastramento das barragens, oficiais e particulares em todo o Estado. Conforme técnicas da Célula de Segurança de Barragens da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) do Ceará o mapeamento, com diagnóstico técnico viabilizará os reparos onde houver risco de rompimento. Somente cheias as barragens podem “arrombar”.

Veja mais no Diário do Nordeste

Barragens devem ser cadastradas até março

Apensar da precaução a expectativa é de mais chuvas este ano no Ceará. É preciso reparar as barragens.

Previsão meteorológica

Segundo a Funceme, neste sábado (2) o céu permanecerá parcialmente nublado pela manhã. No decorrer do dia haverá redução de nuvens em todas as regiões do Ceará. Amanhã, domingo (3), o quadro deverá ser praticamente o mesmo e na segunda-feira (4), deverão surgir poucas nuvens em todas as regiões no decorrer do dia. Através dos radares de monitoramento observa-se a presença de áreas de instabilidade que se formaram em virtude da proximidade de um Sistema Frontal.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

10:30 · 18.11.2017 / atualizado às 10:30 · 18.11.2017 por

Primeiro alerta da Defesa Civil do Ceará é para o monitoramento das pequenas barragens no Interior.

Após um período prolongado de estiagem, de seis anos, a expectativa é de boas chuvas para a próxima quadra invernosa no Ceará. Apesar de a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) apresentar o diagnóstico oficial do Estado somente a partir do início do próximo ano a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil do Ceará (Cedec) começou a alertar as prefeituras.

> Defesa Civil alerta sobre riscos em barragens

A preocupação não é por menos. Alguns órgãos especializados em estudos climáticos como a Somar Meteorologia, já detectaram o esfriamento do Oceano Pacífico. Esse fenômeno, preconiza o surgimento do La Niña, sinônimo de mais chuvas no Ceará, principalmente no Interior. E quando chove com mais intensidade há risco das barragens de pequeno porte arrombarem.

> Esfriamento do Pacífico traz esperança de chuva

No ano passado, no Sertão Central, os moradores do distrito de Califórnia, na zona rural de Quixadá, se mobilizaram e realizaram o reparo de uma fissura na parede do açude que abastece a comunidade. No ano anterior (2015), quando havia chovido mais um pouco na região, outros barreiros, como são conhecidos os pequenos reservatórios particulares, romperam. Em um deles, no distrito de Juá, uma força tarefa, dos próprios moradores, realizou os reparos.

Diante dos novos diagnósticos, de um bom inverno, quando ocorrem muitas chuvas, moradores de áreas urbanas, consideradas de risco ou sujeitas a alagamentos, começam a se preocupar. Existem vários pontos na maioria das cidades da região. Quixadá é uma delas, mas de acordo com a administração municipal já está sendo realizado um mapeamento e estudadas estratégias para solução dos problemas.

A preocupação dos moradores das áreas urbanas é com os alagamentos.

As chuvas em períodos de bom inverno costumam deixar ruas e até bairros alagados.

Os moradores que mais sofrem com os alagamentos moram próximo a córregos.

Alguns procuram levar o problema dos alagamentos com bom humor ou protesto.

Nas regiões serranas, como o Maiço de Baturité, o risco maior é de desabamentos. Foto > VC Repórter

Mobilização e meteorologia

Com o alerta da Cedece os coordenadoras da Defesa Civil nos seus municípios deverão começar a se mobilizarem a partir da próxima semana. Por enquanto, o clima está literalmente ameno em todo o Estado, com possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea e no Maciço de Baturité. Nas demais áreas, céu entre parcialmente nublado e claro ao longo do dia. Esse é o mesmo prognóstico da Funceme para este domingo (19).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 13.07.2017 / atualizado às 07:50 · 13.07.2017 por

Apenas com 3,6% da sua capacidade, o equivalente a 260 mil m³, o Açude Quixeramobim tem água o suficiente para auxiliar o abastecimento dos consumidores desta cidade até novembro deste ano. A avaliação foi feita pelo gerente regional da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e pelo diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) deste Município, Miguel Fernandes.

Atualmente a barragem de Quixeramobim está apenas com 3,6% da sua capacidade

Construído no período de outubro de 1958 a dezembro de 1960, a princípio se imaginava que o Açude Quixeramobim tivesse capacidade para 64 milhões de m³, entretanto, após uma batimetria, análise técnica realizada com a utilização de equipamentos eletrônicos, em 2011, se constatou a real capacidade da barragem, funcionando como uma ponte sobre o rio homônimo, na CE-060. O reservatório tem capacidade apenas para pouco mais de um décimo dos cálculos inciais.

Em razão do baixo aporte, em setembro de 2015 o Açude Quixeramobim secou totalmente. Houve necessidade de captar água do Açude Pedras Brancas, no município vizinho, Banabuiú, para atender a população da cidade. Mesmo assim a barragem, que acumulou apenas 4,2 % da sua capacidade com as chuvas deste ano, auxilia no sistema de abastecimento do SAAE. A barragem também costuma ser a primeira a sangrar na região. a última vez ocorreu em abril de 2011. Os dados são da Cogerh.

Veja a atual situação hídrica de Quixeramobim no Diário do Nordeste 

Racionamento hídrico continua em Quixeramobim

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

07:00 · 12.07.2017 / atualizado às 07:25 · 12.07.2017 por

A quadra chuvosa já terminou no nordeste brasileiro, mas o clima agradável, com os termômetros chegando até aos 18°C nas madrugadas está agradando a população do sertão cearense. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) tem explicação para esse fenômeno. Nesta época do ano se inicia o inverno no Hemisfério Sul, atingindo a maioria dos estados brasileiros.

A baixa sensação termina não é sentida somente nas regiões serrana, como no Maciço de Baturité. Em Quixadá, onde a temperatura média chega aos 34°C, nestes últimos dias, nos inícios das manhãs, tem ficado na casa dos 24°C. Na Serra do Estevão, distante 20Km do Centro da cidade, os moradores estão usando agasalhos durante a noite. Alguns estão trocando a cachaça pelo vinho.

No Sertão Central, na terça-feira a manhã começou com garoa e temperatura de 20°C. Hoje, foram 24°C.

Ainda conforme a Funceme o clima parece ser ainda mais frio em razão da sensação térmica. Nessa época do ano os ventos começam a se intensificar no Nordeste até chegar ao mês de setembro, quando as médias de velocidade são maiores e as rajadas mais fortes, atraindo os pilotos de voo livre para a região. Mas até lá quem quiser sentir um pouquinho mais de frio basta subir até Guaramiranga e Pacoti, no Maciço de Baturité. Nas madrugadas a temperatura está beirando os 15°C por lá.

Até a próxima sexta-feira (14) o céu estará parcialmente nublado durante todo o dia no Ceará. Pela analise dos meteorologistas da Funceme essa nebulosidade está associada a áreas de instabilidade que se formaram no Oceano Atlântico, provocadas por um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL). No intervalo das últimas 24 horas houve registro de chuva apenas em Itaiçaba, na região do litoral oeste. Foram apenas 4,2mm.

Neste início de julho o clima serrano se estende por todo o Interior do Ceará 

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161