Busca

Categoria: Negócios


00:00 · 25.04.2017 / atualizado às 22:30 · 24.04.2017 por

Agricultores, representantes das secretarias municipal e estadual de Agricultura, técnicos agrícolas, membros de sindicatos e de órgãos de classe de Baturité, terão a oportunidade de conhecerem nesta terça-feira (25) o projeto Agro BB de crédito rural do Banco do Brasil destinado a investimentos no setor agropecuário e apoio aos pequenos, médios e grandes produtores rurais, bem como as agroindústrias e cooperativas.

Segundo o Banco do Brasil, o encontro com a Caravana Agro BB terá início às 10h30 no auditório da Câmara Municipal. A ação itinerante tem como finalidade debater a cadeia do agronegócio, abordar os produtos e serviços do BB voltados ao setor e buscar soluções para contribuir, cada vez mais, com o desenvolvimento do Estado. O evento promove também o conhecimento do corpo funcional do Banco que opera os produtos do Agronegócio.

Nesta semana a Caravana ainda deverá passar por Quixadá, no Sertão Central, Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe e Aracati, no litoral oeste.

Desde o seu lançamento, em março deste ano  já participaram da iniciativa funcionários integrantes de 36 dependências das regiões Norte e Sul do Estado, além da capital.

Carteira de Agronegócios

De acordo com Banco do Brasil no Ceará a instituição já desembolsou aproximadamente R$ 110 milhões na atual safra, de 2016 para 2017. Foram contabilizadas mais de 7.700 operações entre custeio, investimento e comercialização. Somente neste 1º trimestre de 2017, o volume contratado apresentou um crescimento de 38% em relação ao contratado no mesmo período em 2016. A expectativa é alcançar o volume de R$ 170 milhões em desembolso até 30 de junho deste ano, quando se encerra a safra deste período.

A carteira de Crédito do Agronegócio atual do BB no Ceará já soma R$ 637 milhões. Esses números representam mais de 80% da carteira total do Estado, de acordo com dados do Banco Central (Bacen). Do total desse recurso, 72,5% destinam-se à Agricultura Familiar, principal responsável pela produção  de  alimentos  e matérias-primas  do Estado e pela geração de renda no setor rural, ressalta a superintendência do Banco do Brasil no Ceará.

Linhas de Crédito

O Banco do Brasil aponta que seus recursos voltados ao agronegócio estão disponíveis aos pequenos, médios e grandes produtores rurais, além de cooperativas e agroindústrias, através das linhas de crédito para custeio e comercialização, destinadas ao financiamento de bens e serviços para a produção agrícola e pecuária, e das linhas de investimento, destinadas à modernização da atividade produtiva.

O BB também atua em todos os demais programas tradicionais de apoio à agropecuária, a exemplo do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rura (Pronamp), Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), Pronaf Mais Alimentos, Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro) e Moderfrota, entre outros.

A instituição financeira que tem o governo Federal como seu maior acionário destaca ainda o Programa Agro Energia do Banco do Brasil, que objetiva o financiamento da implantação de usinas geradoras de energias alternativas, como energia solar e eólica. Essa modalidade está voltada aos produtores rurais, tanto pessoa física como jurídica e cooperativas.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 03.04.2017 / atualizado às 08:00 · 03.04.2017 por

Economizar no aluguel e se aproximar da clientela. Foi dessa forma que o cabelereiro Reginaldo Facundo resolveu inovar o seu negócio em Boa Viagem, uma cidade do Centro do Ceará com aproximadamente 52 mil habitantes. Ele transformou um trailer de sanduíches em uma barbearia.

O negócio começou a funcionar faz pouco tempo, mas já está decolando, a começar pelo nome, Barbearia Águia Dourada. Como a ave de visão aguçada o pequeno espaço conta com sistema de vídeo-monitoramento. O ar condicionado foi outra necessidade observada pelo microempreendedor, para os dias de calor.

Os clientes podem até fazer reservas e agendar o horário de atendimento, de domingo a domingo, explica o cabelereiro. Ele disponibiliza telefones para contato de três operadoras: (88) 98824 9111, (88) 9920 2313 e (88) 98121 0707. Os preços são os mesmos dos salões convencionais, garante; R$ 10,00 corte e barba masculino e R$ 15,00 o feminino.

Reginaldo explicou que ainda não sabe o valor do seu investimento. Primeiro tem que atender sua clientela. Por enquanto ele não pretende sair do local onde o trailer está estacionado. “Temos um contrato com a empresa de energia elétrica“.

Fotos > Linda Alva 

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 02.04.2017 / atualizado às 09:30 · 02.04.2017 por

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) no Ceará deu início à formação de técnicos em Agronegócios em duas cidades do Sertão Central, Quixadá e Quixeramobim. O curso, gratuito, com duração de dois anos, faz parte da Rede de ensino à distância – Rede e-Tec Brasil, do Ministério da Educação (MEC). A formação ocorre de forma semi-presencial e presencial, com aulas de campo.

O curso Técnico em Agronegócios do SENAR/Ce é realizado pela Rede e-Tec Brasil, do MEC

Segundo o SENAR/Ce 25 alunos de cada cidade participam da formação especial, realizada em convênio com duas unidades de formação superior, a Faculdade de Tecnologia (Fatec) em Quixeramobim, e a Universidade Estadual do Ceará (UECE), no campus da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), em Quixadá.

O superintendente do SENAR/Ce, Paulo Helder Braga, informou que com a inauguração dos polos de Quixadá e de Quixeramobim a entidade passa a contar com quatro polos de formação da Rede e-Tec no Ceará. Os dois primeiros foram implantados em 2015, em Fortaleza e no município de Cascavel. As primeiras turmas, com 167 profissionais, serão formadas em agosto deste ano, ressalta o superintendente.

Sobre o Curso

De acordo com o SENAR/Ce, este é o primeiro Curso Técnico de nível medido na modalidade à distância promovido pelo SENAR em parceria com a Rede e-Tec Brasil do MEC. A principal finalidade è promover de maneira democrática o acesso à Educação Profissional e Tecnológica (EPT), beneficiando-se das possibilidades de alcance e estratégias metodológica da Educação à Distancia (EAD). O Curso de Técnico em Agronegócio executado pelo SENAR tem duração de quatro semestres, com 1.230 horas, sendo 20% destinadas a encontros presenciais.

Nas aulas práticas de campo, são abordados  temas como: Economia Rural, Empreendedorismo e Plano de Negócios, Gestão da Produção e Logística, Tecnologia e inovação na Agropecuária, Introdução ao Agro, Associativismo, Cooperativas e Sindicatos, Gestão de Pessoas, Marketing Aplicado ao Agro, Assistência Técnica e Extensão Rural, Qualidade e Segurança Alimentar, Gestão de Projetos, Técnicas  de Produção Vegetal , Técnicas  de Produção Animal, Responsabilidade  Social e Meio Ambiente.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 24.03.2017 / atualizado às 08:40 · 24.03.2017 por

Buscando aproximação e mais eficiência na assistência aos pequenos e micro-empresários do Sertão Central o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou nesta quinta-feira (23), no auditório da Faculdade Cisne, em Quixadá, o seminário “Pensando um Novo Sebrae“.

Coordenado pela consultora regional do Sebrae, Wilma de Almeida, o encontro reuniu representantes de vários segmentos, de cidades da região e até dos Inhamuns. Foi a oportunidade para quem tem um pequeno negócio conhecer melhor o serviço e sugerir mudanças no atendimento dos Balcões de Negócios da região.

As reivindicações serão levadas à direção do Sebrae, com a possibilidade de serem aplicadas nas políticas de auxílio prestadas pelo órgão. Dentre as muitas propostas apresentadas estão a intermediação junto aos bancos para liberação de crédito e realização de cursos de qualificação.

A qualificação profissional foi um dos gargalos apresentados pelos micro e pequenos empresários como barreira para o desenvolvimento dos seus negócios, perdendo apenas para a burocracia. O número reduzido de analistas do Sbrae para atendimento aos interessados também foi citado pelos participantes.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

15:15 · 23.01.2017 / atualizado às 15:15 · 23.01.2017 por
Local voltará a ser administrado pela prefeitura de Quixadá (Foto: divulgação)
Local voltará a ser administrado pela prefeitura de Quixadá (Foto: divulgação)

Quixadá. A partir do próximo dia 10 de fevereiro, a gerência e administração do Mercado Público Municipal será realizada pela Prefeitura, sob a responsabilidade da Secretaria de Administração de Bens e Serviços Públicos (DEMASP). Há alguns anos o Mercado foi administrado por uma Associação de Permissionários.

Designado pelo prefeito de Quixadá, Ilário Marques, o secretário responsável pela pasta, Higo Carlos, iniciou um diálogo com os permissionários e na manhã do último sábado, 21, visitou o local acompanhado de um engenheiro civil,  um arquiteto e um representante dos comerciantes.

De acordo com Higo Carlos os profissionais estão autorizados pelo prefeito a fazer o levantamento técnico e orçamentário para análise e futuras recuperações das instalações hidráulicas, elétricas, piso e pintura.

Entretanto, medidas mais urgentes devem ser adotadas pela nova administração do Mercado, como é o caso de uma limpeza e assepsia de toda área interna.

“Com medidas responsáveis construídas a partir de um diálogo permanente entre gestão, permissionários e a população, não tenho dúvidas que em breve alcançaremos o objetivo de fortalecer o Mercado Central, incluindo a venda de carnes, mas também de outros gêneros alimentícios e dos produtos da nossa cultura regional”, disse Higo.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com