Busca

Categoria: Pecuária


07:00 · 06.06.2017 / atualizado às 06:45 · 06.06.2017 por

Os produtores dos assentamentos rurais Quinin, e Nova Canaã, em Quixeramobim, foram contemplados com 35 projetos produtivos de caprinocultura leiteira doados pelo governo do Estado através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA).  Ao todo foram 525 matrizes caprinas mestiças e 35 reprodutores caprinos, além de 105 mil raquetes de palma, 350Kg de sorgo forrageiro e 35 kits de higienização da ordenha.

De acordo com a SDA, os projetos beneficiam 35 pequenos produtores rurais, 25 do Assentamento Quinin, e 10 do Nova Canaã. O valor do investimento é de R$ 262 mil. Os recursos são disponibilizados projetos para estruturação produtiva em assentamentos realizados através de um convênio entre a Secretaria do Desenvolvimento Agrário e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

A iniciativa tem o objetivo de estimular a produção agroecológica e a estruturação de cadeias produtivas de relevante interesse econômico e social, de forma a contribuir para o resgate da dignidade humana e social de 810 famílias assentadas com o perfil do programa Bolsa Família.

Em Quixeramobim ainda serão atendidos os assentamentos Freitas Nova e Esperança/Coque. “A caprinocultura do Ceará só tem a crescer com os incentivos que a SDA tem dado ao produtor rural, principalmente aos assentados da reforma agrária”, acrescentou o secretário Dedé Teixeira destacando o projeto como  grande incentivador da produção caprina no Estado.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:55 · 11.05.2017 / atualizado às 09:55 · 11.05.2017 por

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados aprovou proposta que suspende o decreto de desapropriação do governo Federal que declara de interesse social, para uso na reforma agrária, a Fazenda Tingui, em Quixeramobim. A propriedade, com 1.316 hectares, está localizada no distrito de São Miguel, a cerca de 15Km do Centro da cidade.

A divulgação foi feita no portal da Câmara dos Deputados na última sexta-feira (5). Conforme o portal o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) é de autoria do deputado federal Jerônimo Goergen, do Partido Progressista (PP), do Rio Grande do Sul. Foi apresentada juntamente com outras 28 propostas semelhantes que desapropriaram, ao todo, 826,6 mil hectares com o objetivo de promover a reforma agrária e a regularização de territórios quilombolas e terras indígenas.

Segundo a Comissão Especial, os PDCs foram assinados pela ex-presidente Dilma Rousseff no dia 1º de abril. No PDC o deputado Jerônimo Goergen argumenta que os decretos de desapropriação possuem vício de origem e de forma por terem sido publicados próximos à data de votação, na Câmara, da admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente Dilma.

Para o deputado federal Gomes de Matos, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) do Ceará, a presidente Dilma assinou os decretos de desapropriação para agradar movimentos sociais. A falta de ação na reforma agrária no governo da ex-presidente se tornou motivo do descontentamento de vários movimentos sociais que lutam pela redistribuição de terras no Brasil. Para agradar a esses movimentos, a presidente assinou 25 decretos de desapropriação de imóveis rurais.

Sobre a desapropriação em Quixeramobim, um representante sindical dos trabalhadores rurais informou que as 34 famílias estão assentadas há anos na Fazenda Tingui e aguardam apenas a regularização da posse. A proprietária também tem interesse na venda das terras, ressaltou o sindicalista. A notícia da possível sustação da desapropriação foi recebida com estranheza, completou.

A proposta de suspensão da desapropriação da Fazenda Tingui ainda precisa ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania para ser votada pelo Plenário da Câmara dos Deputados. A data não foi informada.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

00:00 · 25.04.2017 / atualizado às 22:30 · 24.04.2017 por

Agricultores, representantes das secretarias municipal e estadual de Agricultura, técnicos agrícolas, membros de sindicatos e de órgãos de classe de Baturité, terão a oportunidade de conhecerem nesta terça-feira (25) o projeto Agro BB de crédito rural do Banco do Brasil destinado a investimentos no setor agropecuário e apoio aos pequenos, médios e grandes produtores rurais, bem como as agroindústrias e cooperativas.

Segundo o Banco do Brasil, o encontro com a Caravana Agro BB terá início às 10h30 no auditório da Câmara Municipal. A ação itinerante tem como finalidade debater a cadeia do agronegócio, abordar os produtos e serviços do BB voltados ao setor e buscar soluções para contribuir, cada vez mais, com o desenvolvimento do Estado. O evento promove também o conhecimento do corpo funcional do Banco que opera os produtos do Agronegócio.

Nesta semana a Caravana ainda deverá passar por Quixadá, no Sertão Central, Limoeiro do Norte, no Vale do Jaguaribe e Aracati, no litoral oeste.

Desde o seu lançamento, em março deste ano  já participaram da iniciativa funcionários integrantes de 36 dependências das regiões Norte e Sul do Estado, além da capital.

Carteira de Agronegócios

De acordo com Banco do Brasil no Ceará a instituição já desembolsou aproximadamente R$ 110 milhões na atual safra, de 2016 para 2017. Foram contabilizadas mais de 7.700 operações entre custeio, investimento e comercialização. Somente neste 1º trimestre de 2017, o volume contratado apresentou um crescimento de 38% em relação ao contratado no mesmo período em 2016. A expectativa é alcançar o volume de R$ 170 milhões em desembolso até 30 de junho deste ano, quando se encerra a safra deste período.

A carteira de Crédito do Agronegócio atual do BB no Ceará já soma R$ 637 milhões. Esses números representam mais de 80% da carteira total do Estado, de acordo com dados do Banco Central (Bacen). Do total desse recurso, 72,5% destinam-se à Agricultura Familiar, principal responsável pela produção  de  alimentos  e matérias-primas  do Estado e pela geração de renda no setor rural, ressalta a superintendência do Banco do Brasil no Ceará.

Linhas de Crédito

O Banco do Brasil aponta que seus recursos voltados ao agronegócio estão disponíveis aos pequenos, médios e grandes produtores rurais, além de cooperativas e agroindústrias, através das linhas de crédito para custeio e comercialização, destinadas ao financiamento de bens e serviços para a produção agrícola e pecuária, e das linhas de investimento, destinadas à modernização da atividade produtiva.

O BB também atua em todos os demais programas tradicionais de apoio à agropecuária, a exemplo do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rura (Pronamp), Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), Pronaf Mais Alimentos, Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro) e Moderfrota, entre outros.

A instituição financeira que tem o governo Federal como seu maior acionário destaca ainda o Programa Agro Energia do Banco do Brasil, que objetiva o financiamento da implantação de usinas geradoras de energias alternativas, como energia solar e eólica. Essa modalidade está voltada aos produtores rurais, tanto pessoa física como jurídica e cooperativas.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 06.04.2017 / atualizado às 08:25 · 06.04.2017 por

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR-CE) abriu inscrições para cursos de tratorista e de operador de retroescavadeira no município de Pedra Branca, no Centro do Estado. Os cursos, destinados aos produtores rurais, são gratuitos. A divulgação está sendo feita pela Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos do Município.

As inscrições estão sendo realizadas na Secretaria de Agricultura do Município. Os interessados devem ter mais de 18 anos de idade. Os cursos serão realizados no período de 4 dias. Os participantes terão direito a lanche e almoço.

Ainda conforme a Secretaria de Agricultura de Pedra Branca, parceira do SENAR-CE nos cursos, com início previsto para abril, os interessados poderão participar dos dois cursos. As turmas estão sendo formadas no mínimo com 10 e no máximo 15 aprendizes, de ambos os sexos.

Além das comunidades rurais, dos assentamentos, há carência de operadores de máquinas de grande porte no Interior do Ceará. O problema também é notado pelos prefeitos e representantes dos sindicatos de trabalhadores rurais.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:30 · 02.04.2017 / atualizado às 09:30 · 02.04.2017 por

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) no Ceará deu início à formação de técnicos em Agronegócios em duas cidades do Sertão Central, Quixadá e Quixeramobim. O curso, gratuito, com duração de dois anos, faz parte da Rede de ensino à distância – Rede e-Tec Brasil, do Ministério da Educação (MEC). A formação ocorre de forma semi-presencial e presencial, com aulas de campo.

O curso Técnico em Agronegócios do SENAR/Ce é realizado pela Rede e-Tec Brasil, do MEC

Segundo o SENAR/Ce 25 alunos de cada cidade participam da formação especial, realizada em convênio com duas unidades de formação superior, a Faculdade de Tecnologia (Fatec) em Quixeramobim, e a Universidade Estadual do Ceará (UECE), no campus da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), em Quixadá.

O superintendente do SENAR/Ce, Paulo Helder Braga, informou que com a inauguração dos polos de Quixadá e de Quixeramobim a entidade passa a contar com quatro polos de formação da Rede e-Tec no Ceará. Os dois primeiros foram implantados em 2015, em Fortaleza e no município de Cascavel. As primeiras turmas, com 167 profissionais, serão formadas em agosto deste ano, ressalta o superintendente.

Sobre o Curso

De acordo com o SENAR/Ce, este é o primeiro Curso Técnico de nível medido na modalidade à distância promovido pelo SENAR em parceria com a Rede e-Tec Brasil do MEC. A principal finalidade è promover de maneira democrática o acesso à Educação Profissional e Tecnológica (EPT), beneficiando-se das possibilidades de alcance e estratégias metodológica da Educação à Distancia (EAD). O Curso de Técnico em Agronegócio executado pelo SENAR tem duração de quatro semestres, com 1.230 horas, sendo 20% destinadas a encontros presenciais.

Nas aulas práticas de campo, são abordados  temas como: Economia Rural, Empreendedorismo e Plano de Negócios, Gestão da Produção e Logística, Tecnologia e inovação na Agropecuária, Introdução ao Agro, Associativismo, Cooperativas e Sindicatos, Gestão de Pessoas, Marketing Aplicado ao Agro, Assistência Técnica e Extensão Rural, Qualidade e Segurança Alimentar, Gestão de Projetos, Técnicas  de Produção Vegetal , Técnicas  de Produção Animal, Responsabilidade  Social e Meio Ambiente.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 14.03.2017 / atualizado às 07:35 · 14.03.2017 por

O ex-prefeito de Quixeramobim, Cirilo Pimenta, assumiu oficialmente nesta segunda-feira (13) o cargo de superintendente estadual do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace). Uma multidão participou da solenidade realizada no Palácio da Abolição, em Fortaleza.

O deputado federal José Guimarães, o secretário da Agricultura Osmar Baquit, do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira, o chefe da Casa Civil, Nelson Martins, a presidente da ADECE, Nicolle Barbosa, e o prefeito de Senador Pompeu, Maurício Pinheiro e lideranças sindicais prestigiaram a solenidade.

Foto > Facebook / Camilo Santana

Na posse, Cirilo Pimenta afirmou que pretende manter a aproximação com os movimentos sociais e sindicais para efetivar as políticas públicas de desenvolvimento agrário do Governo do Ceará e agradeceu ao governador Camilo Santana pela confiança e oportunidade.

Candidato à reeleição no seu município, o médico-veterinário Cirilo Pimenta não conseguiu voltar ao cargo no poder Executivo local. Mesmo assim resolveu dedicar a sua experiência em ações de apoio ao governo do Estado. Acabou recebendo o convite para assumir o Idace.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

15:30 · 11.03.2017 / atualizado às 15:40 · 11.03.2017 por

Dois criadores de caprinos estão comemorando um feito raro. Uma cabra deles, da raça Boer, pariu quatro filhotes de uma única vez. O feito ocorreu esta semana em Quixadá, no Centro do Estado. O município é conhecido como uma potencialidade na área da ovinocaprinocultura. Eles, pai e filho, só não imaginavam a possibilidade de acontecer a gestação em confinamento, como eles criam caprinos e suínos.

Everardo Sabino, 41 anos, e Elvis Freire, 22, não revelam o local onde os animais são criados. A cabra deles, de pura origem, foi adquirida por R$ 3.500,00. O investimento vale a pena. Cruzados com espécies mais rústicas, melhoram e e reduzem o tempo da engorda, a resistência e até a massa do animal, gerando mais lucro. Em breve os quatro cabritos serão comercializados, a bom preço, confessam satisfeitos.

A cabra deles foi adquirida de um dos maiores criadores especializados nessa raça no Nordeste, o pecuarista José Auri Gonçalves de Almeida. Ele reconhece o feito como raro. O último na região, ocorreu na sua fazenda, Eulália, exatamente a 10 anos. “É uma demonstração do potencial desse animal, responsável pelo melhoramento genético de muitos rebanhos caprinos“, ressaltou.

Na periferia de Quixadá a reportagem do Diário do Nordeste flagrou algumas cabras um um dos monólitos da cidade, nas proximidade do bairro Renascer. Os animais estavam a mais de 10 metros de altura do chão. Para os criadores, trata-se de um comportamento normal. Segundo eles, os caprinos criados na região são resistentes as adversidades e se adaptam a qualquer região.

Veja também no Diário do Nordeste o DOC especial sobre Pesquisa realizada na Unifor pretende melhorar o leite das cabras e outras reportagens sobre a pecuária no Ceará.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:30 · 17.12.2016 / atualizado às 16:02 · 16.12.2016 por
De acordo com a instituição, o fórum abordou temas pertinentes sobre os principais anseios dos produtores de leite da região (Foto: IFCE Boa Viagem)
De acordo com a instituição, o fórum abordou temas pertinentes sobre os principais anseios dos produtores de leite da região (Foto: IFCE Boa Viagem)

Boa Viagem. O Campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE) deste Município da região Central cearense, promoveu, na última semana, o primeiro fórum de bovinocultura leiteira dos sertões de Boa Viagem. De acordo com a instituição, o fórum abordou temas pertinentes sobre os principais anseios dos produtores de leite da região nas áreas de gerenciamento da atividade, técnicas de melhoramento genético, políticas públicas para o setor, dentre outros assuntos.

O fórum aconteceu no último dia 13 deste mês. A programação durou todo o dia no Campus. Palestras e minicursos estavam entre a programação. O fórum abordou temas como tecnologia sobre ezoognósia de bovinos leiteiros e Princípios de planejamento de sistemas de produção de leite. O encontro encerrou com uma mesa redonda sobre os desafios da pecuária leiteira no município de Boa Viagem.

O IFCE de Boa Viagem é o primeiro campus no estado a propor a criação de um fórum permanente para a discussão sobre a pecuária leiteira que tem o objetivo de promover o desenvolvimento da atividade no âmbito municipal e regional. “Com a concepção deste fórum, o IFCE cumpre sua missão de produzir, disseminar e aplicar os conhecimentos científicos e tecnológicos na busca de participar integralmente da formação do cidadão”, declarou a instituição.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

13:53 · 31.10.2016 / atualizado às 13:53 · 31.10.2016 por
Francisco Ademar usa palma forrageira e solta bichos no pasto (fotos: José Avelino Neto)
Francisco Ademar usa palma forrageira e solta bichos no pasto (fotos: José Avelino Neto)

Banabuiú. Com o acúmulo de cinco anos seguidos, os efeitos da seca em quase todo o estado tem sido enormes. Mas na zona rural deste Município, localizado há 220 km de Fortaleza, criadores de ovinos e caprinos convivem com animais com produtividade em alta, ajudando na geração de lucro para a família. Uma proeza, visto que em algumas situações, até a água do lugar precisa ser comprada. Os criadores afirmam seguir estratégias que fazem os animais resistirem à estiagem.

Para os açudes, o período chuvoso de 2016 gerou recargas tão pequenas que 130 dos 153 deles, monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), estão com volume abaixo dos 30%. Mas para o agricultor Atanias Salviano Gonçalves, 45, a pouca chuva que caiu, serviu e tem garantido o abastecimento do rebanho. “A chuva pra gente foi boa! Tenho um açude pequeno lá por perto e é com essa água que eu abasteço meus bichos. Lá em casa nunca entrou uma pipa d’água”, diz Atanias.

Mesmo em período de seca, gado rende mais de 300 litros de leite ao dia
Mesmo em período de seca, gado rende mais de 300 litros de leite ao dia

Se houve um período ruim para os produtores da região foi 2012. “Eu perdi 40 cabeças de gado de 120 que eu tinha. Morreram tudo de fome e outras doentes porque comiam salsa”, conta Francisco Ademar Lopes, 66. A água que tem em casa ele compra de caminhões pipa. Mesmo assim a situação não é ruim. “Dou forragem, tem a água que eu compro e minhas criação produzem 300 litros de leite por dia, então, não tenho do que reclamar”, diz ele.

Ciente do momento difícil que enfrentaria Francisco Ademar foi buscando meios de superar as dificuldades geradas pela estiagem. Uma das alternativas foi o plantio de palma forrageira, ideia que ele investiu após receber orientação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce). “Tenho uma plantação que comecei com umas sementes que ganhei na Ematerce e isso aí hoje me ajuda muito”. A produção de leite que é garantida de seus animais é comprada por uma empresa de laticínios, o que ajuda a garantir o sustento de casa.

As alternativas encontrada por agricultores do Sertão Central em meio a seca é o principal destaque da editoria Regional do Diário do Nordeste desta segunda-feira (31). Leia a matéria completa >> Produtores driblam a seca por mais um ano no Sertão Central

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

11:00 · 08.08.2016 / atualizado às 10:09 · 08.08.2016 por

Quixadá. Terminou nesse domingo (7) a 38ª edição da Exposição de Caprinos e Ovinos do Estado do Ceará (Expocece). O evento, organizado pela Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos do Estado do Ceará (Acocece), reuniu pequenos e grandes produtores em seis dias no Parque Valdir do Couto Dinelly, neste Município da região central do Estado. De acordo com os responsáveis, 25 mil pessoas circularam pelo evento.

Evento reuniu empresário e pequenos e grandes produtores da área (Foto: José Avelino Neto)
Evento reuniu empresário e pequenos e grandes produtores da área (Foto: José Avelino Neto)

A feira tem se consolidado como um evento tradicional no mercado agropecuário da região e atraído a atenção de investidores da área. A expectativa era de que R$ 3 milhões fossem gerado em negócios. Para o presidente da Acocece, André Medeiros, a exposição recebeu um retorno positivo. “Apesar da crise hídrica e da dificuldade do produtor, pudemos ver um bom retorno na agricultura familiar e mesmo com os produtores”. De acordo com o presidente, o número de criadores foi melhor do que de outras edições, o que também representa uma boa avaliação. “Essa feira é muito importante porque é organizada por uma associação estadual e que tem a visão de reunir todos os elos da cadeia deste ramo. Então, temos muito o que comemorar” pontuou.

Empresários do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia participaram da exposição.

A 38ª Expocece é o principal destaque da editoria Regional do jornal Diário do Nordeste desta segunda-feira (8). Este texto é apenas uma parte da matéria que você pode ler, completa, aqui >> Quixadá reúne 25 mil pessoas durante os 6 dias da Expocece