Categoria: Religião


12:30 · 13.05.2019 / atualizado às 13:50 · 13.05.2019 por
Missa de Fátima 2013 2
Como tem feito nos último anos, dom Ângelo Pignoli, bispo da Diocese de Quixadá, deverá presidir o culto especial em homenagem à santa.

As quatro paróquias de Quixadá celebram na noite desta segunda-feira, 13 de maio, o Terço de Maria, em homenagem a data dedicada a Nossa Senhora de Fátima.

Conforme comunicado da Diocese de Quixadá, dom Ângelo Pignoli, bispo diocesano, presidirá a celebração especial acompanhado dos párocos da cidade.

A concentração, na Praça José de Barros, no Centro da cidade, tem início previsto para as 18 horas, com o terço dos homens.

Nossa Senhora

Nesta data, 13 de maio, os religiosos católicos costumam usar o branco, simbolizando a paz, para homenagear a santa. Nossa Senhora de Fátima (ou Nossa Senhora do Rosário de Fátima ) é uma das designações atribuídas à Virgem Maria que, segundo os relatos da época e da Igreja Católica, apareceu repetidamente a três pastoras, crianças na altura das aparições, no lugar de Fátima, em Portugal, tendo à primeira aparição acontecido no dia 13 de Maio de 1917.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 27.04.2019 / atualizado às 07:35 · 27.04.2019 por
Dom Ângelo Pignoli anuncia o funcionamento de espaço de acolhimento com refeição e higienização para moradores de rua e carentes em Quixadá.

A Diocese de Quixadá vai inaugurar neste domingo (28), às 18 horas, o Espaço da Misericórdia, construído para o acolhimento de moradores desta cidade em extrema situação de pobreza. A divulgação está sendo  feita pelo bispo dom Ângelo Pignoli. Além do acolhimento, do apoio espiritual e social, a estrutura construída ao lado da Igreja da Misericórdia, no bairro Putiú, vai oferecer refeições gratuitas aos mais carentes.

A iniciativa partiu do próprio bispo. “Dentre as nossas missões como Igreja Católica está a assistência aos carentes. Notamos esta necessidade em Quixadá e resolvemos oferecer essa acolhida“, explicou dom Ângelo ressaltando que com o apoio voluntários missionários pretende iniciar o atendimento no local o mais breve possível.

A cozinha do restaurante da Misericórdia foi montada com equipamentos de primeira linha.
Construído ao lado da Igreja da Misericórdia o espaço de acolhimento terá capacidade para receber turmas de 40 visitantes, para higiene e refeições.

Além do almoço, oferecido de segunda à sexta-feira, das 10h às 14h, os visitantes receberão kit para banho, com toalha, sabonete e shampoo; no Espaço da Misericórdia foi construída uma estrutura para a higiene. Pretende-se ainda oferecer roupas e kits de higiene bucal, mas vai depender de doações de colaboradores. Haverá ainda atividades de convivência e integração como rodas de conversas, de musica e dinâmicas de grupo.

A Associação Divina Misericórdia, responsável pela administração da casa de acolhimento também pretende promover cursos e outras atividades ocupacionais através de parcerias com instituições privadas e públicas. A Secretaria de Desenvolvimento Social de Quixadá será uma delas. O prefeito Ilário Marques confirmou o interesse em colaborar e elogiou a iniciativa do bispo.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

18:00 · 20.04.2019 / atualizado às 07:00 · 21.04.2019 por
A Inigualável Paixão de Cristo chega ao seu 12º ano consolidando o espetáculo religioso na programação cultural de Senador Pompeu. Fotos > Vanda Alves

Um dos espetáculos mais belos sobre a vida, morte e ressurreição do Filho de Deus, a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo“, retornou às ruas de Senador Pompeu, no Sertão Central. A apresentação, da Fundação Cultural Santa Terezinha, com produção do Ponto de Cultura Estação das Artes, teve duas horas de duração. De acordo com os organizadores, aproximadamente 4 mil pessoas assistiram a encenação religiosa especial.

O clima ajudou. O céu ficou nublado, um motivo a mais para o público sair de casa. As cenas, tiveram início no horário programado, 16h30, diante da igreja matriz da cidade no horário planejado. Passo a passo desde o nascimento do Menino Jesus até a sua ressurreição, a multidão acompanhou todas as estações da Via Crucis pelo 12º ano consecutivo.

O cenário urbano foi adaptado à encanação da passagem religiosa mais marcante para os católicos.
O espetáculo, com mais de 2 horas, teve início diante da Igreja Matriz de Senador Pompeu.
Os atos da Via Crucis eram acompanhados pela multidão nas ruas da cidade.
A cada parada o público observava atento as passagens religiosas da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

O analista de alimentos Jhonantan Chaves, assistiu o espetáculo pela primeira vez. Ele viajou à cidade para visitar amigos. Acabou ficando, convidado para passar a páscoa. “Uma extraordinária comoção do público com os artistas que fez com que o espetáculo se torne algo próprio da cidade. Uma conexão perfeita que passa emoção para todos. Justifica o nome de Inigualável”, ressaltou.

A presidente da Fundação, Terezinha Matos, ressaltou que esse trabalho realizado pela sua instituição perpassa o campo cultural, pois também é social, e principalmente religioso, por expandir a mensagem deixada por Cristo. Com o apoio do poder público e da iniciativa privada a realização de A Inigualável Paixão de Jesus Cristo foi recebida pelo público que já se apropriou desse evento, que já faz parte do calendário cultural, não apenas do município, mas do Estado.

A presidente da Fundação Santa Terezinha, Terezinha Matos, destacou que além de religioso o espetáculo teatral se consolidou pelo aspecto social.

O prefeito Maurício Pinheiro elogiou a encenação religiosa. Para ele, atrai anualmente milhares de pessoas de toda a região do interior do Ceará, para assisti-la. “Nossa cidade possui forte identidade com a cultura e a produção cultural, se destacando nacionalmente, e para nós, o projeto é responsável pelo fomento e manutenção desta ação tão importante no cenário cultural, e o poder público continuará dando devida importância a essa iniciativa“, destacou.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

 

09:30 · 20.04.2019 / atualizado às 09:50 · 20.04.2019 por
Espetáculo da Paixão de Cristo no bairro São João, em Quixadá, manteve o público atento por mais de 3 horas. A ressurreição era o momento mais esperado. 

A vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo mais uma vez atraiu públicos aos locais onde tradicionalmente a Paixão de Cristo é encenada em Quixadá, uma das cidades mais religiosas do Ceará. Adultos, jovens e crianças se concentraram no início da manhã na estrada do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão e a partir da primeira estação da Via Crucis transformada em escultura acompanharam todas as cenas até o Santuário.

Foi o bispo da Diocese de Quixadá, dom Ângelo Pignoli, quem anunciou a representação da Via Dolorosa ao público, com bom humor e um discurso moderno, mas também ressaltou a importância de os católicos refletirem sobre a verdadeira importância do momento, de quem deu a vida pela salvação da humanidade. “O sacrifício de Cristo vai muito além de assistir este espetáculo relembrando os seus momentos de dor“, destacou.

O público começou a se concentrar diante da Primeira Estação no Santuário de Quixadá quando o dia estava amanhecendo.

No início da noite, a partir das 18 horas, foi a vez de a Paróquia de São João e Santa Edwiges repetir a tradição pelas ruas do bairro pelo 21º ano consecutivo. O tempo prometia chuva, por esse motivo alguns moradores, e visitantes de outros bairros e cidades, foram chegando aos poucos. Quando os primeiros atos tiveram início no entorno da igreja matriz uma multidão já se formava. A procissão seguiu até o Sítio do Jairo, onde Cristo foi crucificado e ressuscitou.

Este ano a apresentação da Paixão de Cristo no bairro São João foi recheada de efeitos de iluminação e de fumaça.
Os atores da comunidade foram elogiados pela impecável encenação da Via Crucis.
O público, incluindo as crianças, acompanhou atento todos os momentos do espetáculo religioso no bairro São João.
Cada cena era observada com atenção, pelos moradores e visitantes de outros bairros e cidades.
O cortejo seguiu pelas principais vias públicas da cidade, representando o caminho de Jesus Cristo à sua morte e ressurreição.
No momento da crucificação de Cristo, um silêncio ensurdecedor demonstrava a comoção do público e dos atores. 

Aproximadamente uma hora depois, por volta das 19h, foi a vez de o Grupo Cultural de Dom Maurício, na Serra do Estevão, também encenar a Paixão de Cristo para os moradores da comunidade rural distante 20Km do Centro de Quixadá, e para alguns visitantes dispostos a enfrentarem a estrada em péssimas condições de tráfego. Contando com a participação de aproximadamente 200 atores e cenários realistas, a apresentação religiosa é considerada uma das mais belas da região.

Quando a Casa de Repouso São José, um dos espaços de acolhimento mais agradáveis do Município, localizado ao lado da vila de Dom Maurício recebia mais hospedes para o repouso da semana santa, a Paixão de Cristo era incluída na programação dos visitantes, alguns até de outros estados. Famílias aproveitavam o momento para reunirem gerações na pousada mantida pelas Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Com a rodovia intransitável os turistas não apareceram mais.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

09:30 · 18.04.2019 / atualizado às 10:26 · 18.04.2019 por
Haverá encenação da Paixão de Cristo em várias cidades e localidades do Interior do Ceará nesta sexta-feira. No bairro São João, em Quixadá, é um dos mais belos espetáculos.

Assim como a multiplicação dos pães e dos peixes, dois milagres de Jesus Cristo, citados na Bíblia, o numero de encenações da vida, morte e ressurreição do Salvador da humanidade vai se multiplicar nesta sexta-feira santa no Interior do Ceará. Em muitas cidades, pastorais e grupos de teatro vão repetir as cenas da Via Dolorosa diante do público. A maioria das encenações conta com recursos da Secretaria de Cultura do Estado (Secult).

Em Quixadá, o espetáculo da Paixão de Cristo poderá ser assistido no início da manhã no Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, a partir das 5h30. À tarde, a partir das 17h30 a Pastoral da Paróquia de São João e Santa Edwiges, no bairro São João, dá continuidade à encenação religiosa iniciada no Domingo de Ramos. Duas horas depois, 19h30, é um Grupo Cultural de Dom Maurício, a 20Km do Centro da cidade, quem apresenta o tradicional espetáculo na Serra do Estevão.

Noutra cidade do Sertão Central, Senador Pompeu, é aguardo o retorno da “Inigualável Paixão de Jesus Cristo“, apresentado pela Fundação Cultural Santa Terezinha, a partir das 16h30, com a primeira cena diante da Igreja Matriz, e no dia seguinte, sábado de aleluia, tem Festa dos Caretas de Engenheiro José Lopes, a partir das 18h, na comunidade rural que recebe esse nome.

Em Madalena, a Paixão de Cristo – A maior de todas as histórias de amor, será apresentada a partir das 19h na Praça Salviano de Pinho. Na cidade vizinha, Canindé, a apresentação está marcada no mesmo horário, na Quadra Paroquial, onde também será apresentada no domingo de páscoa, com início na mesma hora. Em Itatira, a encenação tem início após a celebração do beijo da cruz. Noutra cidade da região, Caridade, a apresentação está marcada para as 18h30 na Igreja Matriz de Santo Antônio.

Uma reportagem especial do Diário do Nordeste aborda a Paixão de Cristo apresentada em periferias para pessoas em situação de rua.

Programação no Sertão Central – Sexta-feira Santa

Quixadá
5h30 – Paixão de Cristo – Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão
16h30 – Paixão de Cristo – Bairro São João
19h30 – Paixão de Cristo – Distrito de Dom Maurício

Senador Pompeu
16h30 – Inigualável Paixão de Cristo – Ruas da cidade

Madalena
19h – Paixão de Cristo A maior de todas as histórias de amor – Praça Salviano de Pinho

Canindé
19h – Paixão de Cristo – Quadra da Paróquia de São Francisco

Caridade
18h30 – Paixão de Cristo – Igreja Matriz de Santo Antônio

Itatira
16h – Paixão de Cristo – Praça Padre Cleisom

COBERTURA COMPLETA

Envie fotos e vídeos da programação da Semana Santa na sua comunidade para o nosso whats app (85) 9 8755 0154. Serão destaque no Diário Sertão Central, o portal online do Diário do Nordeste no Sertão Central e Maciço de Baturité.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

06:00 · 16.04.2019 / atualizado às 05:35 · 16.04.2019 por
Cia de Teatro Epidemia de Bonecos vai apresentar a Saga de Jesus Cristo em Quixadá. Foto > Divulgação

O público de Quixadá terá a oportunidade de assistir a história da vida e morte de Jesus Cristo de uma forma diferente. No início da noite desta terça-feira (16) a Companhia de Teatro Epidemia de Bonecos vai apresentar na Praça José de Barros, no Centro da cidade, a peça “A Saga de Jesus Cristo”.

Segundo a Cia. de Teatro Epidemia de Bonecos, organizadora do espetáculo, contextualizado na cultura popular nordestina, com bonecos do teatro de Cassimiro Coco, é dividido em 13 cenas. Elas mostram os momentos mais importantes da vida do Filho de Deus, da sua entrada em Jerusalém, no domingo de ramos, até a sua morte e ressurreição.

A Companhia de Teatro Epidemia de Bonecos foi criada em 1995 pelas atrizes Izabel Vasconcelos e Zilda Torres. Com seus bonecos a Companhia já participou de Festivais e eventos de teatro e de cultura popular em várias cidades do Brasil, além da Argentina, França e Espanha. Pela primeira vez em Quixadá.

A Saga de Jesus Cristo
18 horas – Praça José de Barros
Centro – Quixadá

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

18:00 · 14.04.2019 / atualizado às 17:25 · 14.04.2019 por
Semana Santa tem início nas paróquias de Quixadá com procissão de Domingo de Ramos.

Católicos amanheceram o dia em cidades do Interior do Ceará celebrando a entrada triunfal de Jesus Cristo em Belém, no Domingo de Ramos, conhecido pela distribuição de folhas de palmeiras para os fiéis reunidos na igreja. A data também é conhecida como domingo da Paixão do Senhor, anunciando o início da Semana Santa, seguida da crucificação e ressurreição do Filho de Deus e a páscoa.

No Centro do Estado a maioria das paróquias realizou a Procissão de Ramos no início da manhã. A Paróquia de São Sebastião, em Choró, a de Santo Antônio em Quixeramobim, e de Jesus Maria e José, em Quixadá, foram algumas delas, mas uma das comunidades religiosas mais tradicionais de Quixadá, a Paróquia de São João Batista, foi além. Como têm feito nas duas últimas décadas, moradores encenaram a passagem bíblica pelas ruas, acompanhados de dezenas de fiéis.

Amanhã (15), haverá celebração penitencial; na quarta-feira (17) tem a missa dos Santos Óleos; na quinta-feira (18) a celebração da Ceia do Senhor; na sexta-feira (19) a Paixão do Senhor; no sábado (20) a vigília pascal, se encerrando com o domingo da resurreição. Essas passagens também serão encenadas pelos moradores do bairro São João, no maior espetáculo comunitário da Paixão de Cristo no Interior do Ceará, com início programado para as 17h30 da sexta-feira na Igreja Matriz de São João e Santa Edwirges.

De acordo com João Paulo Uchôa, um dos organizadores da encenação, dentre as cenas estã0 a Última Ceia; Trama para matar Jesus; Jesus no Monte das Oliveiras; Jesus é julgado pelo Sinédrio; Maria é avisada sobre a prisão Jesus; Jesus é levado a Pilatos; Jesus é interrogado por Herodes e as 15 Estações da Via Crucis, culminando com a Ressurreição de Jesus, no Sítio do Jairo.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

12:00 · 19.03.2019 / atualizado às 12:00 · 19.03.2019 por
Debaixo de sol forte a procissão de São José percorreu a vila de Custódio, em Quixadá. Dessa vez as mulheres também carregaram o andor.

Debaixo de sol forte devotos de São José, padroeiro do Ceará e da comunidade de Custódio, a 20 km do Centro de Quixadá, participaram no início da manhã deste 19 de março, dedicado ao santo, da procissão em sua homenagem. Repetindo a tradição de mais de um século, fiéis de freguesias vizinhas, também de Choró, de Quixeramobim e de Fortaleza se juntaram aos católicos desta localidade percorrendo a viela com a imagem santa nos ombros, em seguida se concentrando onde havia sombra, para assistirem a celebração presidida por dom Ângelo Pignoli, bispo da diocese de Quixadá.

Entretanto, foi o padre Sérgio Tomaz, com 14 anos de sacerdócio, mas apenas dois meses à frente da missão católica em Custódio quem comandou a procissão. Receptivo, além dos idosos e adultos, jovens e crianças o acompanharam no curto mas animado trajeto com a imagem do santo, muitos debaixo de sombrinhas. Dessa vez o andor contou até com o auxilio de mulheres. Diferente do ano anterior, a missa foi campal. Não cabiam tantos visitantes na pequena capela.

Os fiéis buscaram as sombras de árvores; outros, abriram sombrinhas e guarda-chuvas para assistirem a missa campal diante da capela de Custódio.
A imagem do santo ficou diante dos fiéis durante toda a missa campal.Encerrado o culto retornou para a capela.
O bispo da diocese de Quixadá, dom Ângelo Pignoli, fez questão de presidir a missa de encerramento, acompanhado do pároco Sérgio Tomaz.

Era o encerramento dos festejos iniciados havia 10 dias naquela localidade. Alguns seguidores do santo haviam pernoitado na vila. Como o tradicional leilão da área pastoral se encerrou na madrugada, preferiram se acomodar no entorno da capela e aguardar o derradeiro dia dos festejos. “Quem tem devoção é assim mesmo, aguenta frio e sol para receber a bênção do nosso protetor. Este ano atendeu as minhas preces, a chuva voltou“, justificou o agricultor Belizário Firmino, 65 anos.

Esta data marca a véspera do equinócio, quando o dia e a noite passam a ter igual duração, havendo maior possibilidade de chuvas na região Nordeste. Apesar de a explicação ser científica os religiosos associam o fenômeno a São José. Para quem tem fé e devoção, as preces e a generosidade do protetor dos agricultores e das famílias asseguram o bom inverno e fartura nas mesas.

O aposentado José Alves Lessa, 81 anos, morador da localidade de Algodões, em Quixeramobim, é um desses fervorosos devotos. Apesar de não ter mais forças para cuidar da lavoura, faz questão de participar do encerramento dos festejos e orar por melhores dias para quem ainda depende do que colhe no campo para sobreviver. “Quando a seca castiga é preciso ter muita fé e sempre pedir por um bom inverno“, ressalta.

Devotos de todas as idades aproveitaram o momento em que a capela não estava lotada para pedirem proteção a São José; José Alves Lessa, 81 anos, foi um deles. 

Além da área pastoral do distrito de Custódio, considerada a mais antiga da região, também teve procissão na paróquia da Sagrada Família, de Jesus, Maria e José, na cidade, com mais de mil fiéis acompanhando no fim da madrugada o cortejo comandado pelo bispo diocesano dom Ângelo Pignoli. Após o enceramento da celebração religiosa foi servido um café especial para os devotos.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

20:00 · 17.03.2019 / atualizado às 10:35 · 18.03.2019 por
Festejos do padroeiro da localidade de Custódio, em Quixadá, se fortalecem com peregrinações em diversas modalidades, a cavalgada é uma delas.

Os festejos de Custódio, a 20 km do Centro de Quixadá, em homenagem ao seu padroeiro, estão contando mais uma vez com uma programação variada, fortalecida nos últimos anos. Neste sábado (16) cavaleiros e cavaleiras renderam suas homenagens ao santo na XIV Cavalgada de São José. Uma semana antes o percurso foi realizado por ciclistas, na 3ª Pedalada da Fé.

De acordo com a agente pastoral e representante da Pastoral da Comunicação da paróquia, Nádia Samara de Abreu, a cavalgada contou com mais de 100 participantes. Foi praticamente o mesmo número de ciclistas. As duas caravanas religiosas receberam a bênção do pároco Juciê Avelino e foram recepcionadas com festa.

Para o organizador do passeio ciclístico religioso, Dilailson Fidelis Fernandes, a ideia surgiu quando participava da Cavalgada. Começaram a ocorrer confusões então resolveu reunir amigos de Quixadá e de Quixeramobim e realizarem o novo modelo de peregrinação. A cada ano aumenta o número de participantes.

Aproximadamente 100 ciclistas, de Quixadá e de Quixeramobim, realizaram o percurso religioso até a vila de Custódio.
Quando chegaram, os ciclistas, de várias equipes, se reuniram diante da capela para receberam a bênção do pároco.
No encerramento mais uma foto com todos os participantes do encontro ciclístico.
Após mais de 20 km de pedaladas foi servido um café da manhã reforçado para os ciclistas.

A Cavalgada, idealizada por um morador, Pedro Wilson Oliveira, passou a ser organizada nos últimos anos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Quixadá. Este ano, o secretário, Pedro Baquit, participou acompanhado do prefeito Ilário Marques. Eles seguiram o cortejo numa charrete.

Este ano o prefeito Ilário Marques resolveu acompanhar da cavalgada numa charrete, ao lado do secretário de Turismo de Quixadá, Pedro Baquit.
No fim da tarde os cavaleiros e cavaleiras se acomodaram diante da capela secular do Custódio.
A imagem de São José, carregada por um cavaleiro e todos os participantes da cavalgada receberam a bênção do pároco.
Além dos adultos, muitas crianças participaram da cavalgada que este ano chegou à sua 14ª edição.

Neste domingo (17) o momento mais esperado é o leilão da paróquia, realizado após o oitavo dia de novena. Em seguida os fiéis se divertem na quermesse, no entorno da capela erguida há 106 anos. Pela manhã, antes da Missa dos Idosos e Doentes, houve mais uma caminhada religiosa a uma localidade do distrito.

Os festejos de São José em Custódio tiveram início no dia 9 passado; seguem até a próxima terça-feira, 19, dia dedicado ao padroeiro.

Procissão de encerramento

O encerramento dos festejos iniciados no dia 9 passado em homenagem a São José está programado para a próxima terça-feira, 19. A procissão deverá iniciar às 8h, seguida da missa presidida pelo bispo diocesano de Quixadá, dom Ângelo Pignoli, seguida do descerramento da bandeira. Logo depois haverá batizados na capela.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 05.03.2019 / atualizado às 07:30 · 05.03.2019 por
O 25º Renascer de Quixadá se encerra na noite desta terça-feira com missa especial e show do grupo Missionários Shalom.

O retiro especial realizado pela Comunidade Católica Shalom, em Quixadá, o Renascer 2019, este ano na sua 25ª edição, se encerra na noite desta terça-feira (5) com missa especial e show dos Missionários Shalom no ginásio poliesportivo do Colégio Valdemar Alcântara (CVA).

Durante o dia, a partir das 8 horas, haverá coleta de sangue para o Hemocentro Regional de Quixadá. O publico também poderá aproveitar o espaço de convivência aberto para todos os públicos, inclusive para as crianças, que poderão participar do Renascer Kids, com jogos, brincadeiras, teatro e momentos de oração.

Após os cultos o público se reúne no espaço de convívio preparado para o retiro.
Adolescentes aproveitam o momento para uma boa conversa em grupo.

Os organizadores também informaram que o tema deste ano do encontro religioso é “Cristo é a Nossa Paz!”. O encontro conta com a participação de caravanas de Quixeramobim, Banabuiú e Capistrano. É marcado por momentos de adoração, louvor, pregação, cursos, missas e ainda espaços interativos.

Além do público católico de Quixadá, caravanas de Quixeramobim, Banabuiú e Capistrano participam do 25º Renascer.
A missa de encerramento será realizada às 19h desta terça-feira no ginásio poliesportivo.

entrada é gratuita, mas para ajudar famílias carentes de Quixadá a Comunidade Shalom está arrecadando alimentos, completa a assessora de comunicação Luiza Fernandes.

25º Renascer – Cristo é a nossa paz
De 02 a 05 de março
Das 8h às 22h
Colégio Valdemar Alcântara
Quixadá – Ceará

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Fatos diários do Sertão Central e do Maciço de Baturité em infraestrutura, polícia, economia, política, esporte e cultura. Por Alex Pimentel.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags