Categoria: Religião


06:00 · 23.09.2019 / atualizado às 18:51 · 22.09.2019 por
Festejos de São Francisco das Chagas começam em Canindé na madrugada desta terça-feira (23). Foto > Alex Pimentel

O Santuário e Paróquia de São Francisco das Chagas inicia na madrugada desta terça-feira (24) os festejos em homenagem ao padroeiro de Canindé.

Às 4h, as comunidades religiosas, de várias cidades do Ceará e do Nordeste, se concentrarão na Praça da Basílica, para assistirem a primeira celebração em louvor ao santo protetor dos romeiros, seguida do hasteamento da bandeira, acompanhado de queima de fogos.

“Façam o bem: sejam os os meus imitadores como sou do Senhor””, com esse tema a programação vai seguir até o dia 4 de outubro,dedicado ao santo, quando às 17h será realizada a procissão com a imagem de São Francisco, explica frei Marconi Lins, reitor do santuário da paróquia franciscana.

No dia seguinte (5), ao meio-dia, na Praça da Basílica, os fiéis acompanham o arreamento da bandeira. Nesse dia serão celebradas missas às 6h, 9h e 16.

Durante os 11 dias de festejos em Canindé, os romeiros poderão assistir as missas na Quadra da Gruta às 5h, 7h, 9h, 11h e 16h; no Mosteiro das Irmãs Clarissas e na Igreja do Monte às 6 horas; na Igreja das Dores às 8h e 10h. Já as novenas, ocorrerão de 25 de setembro a 3 de outubro na Praça dos Romeiros a partir das 18 horas.

Os batizados, de 24 de setembro a 3 de outubro, serão no Complexo São Damião e as confissões das 6h às 11h e das 14h às 17h, no mesmo local, ao lado da Basílica.

Missas dedicadas 

Na programação festiva são realizadas duas missas especiais. Uma delas no dia 27, celebrada na Quadra da Gruta, às 16h, será dedicada aos sanfoneiros e comunicadores. No dia seguinte, 28, será a vez de reunir os vaqueiros, às 10h, no Parque de Exposições Municipal.

A expectativa dos paroquianos para os festejos deste ano é de mais de um milhão de romeiros. A estrutura receptiva, incluindo abrigos e banheiros, foi ampliada, e a segurança reforçada. Além da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, a Autarquia Municipal de Trânsito, a Guarda Municipal e equipes da Secretaria de Saúde do Município foram reforçadas para atenderem os visitantes. O objetivo é assegurar tranquilidade e evitar infortúnios para os devotos.

Basílica de Canindé

A Basílica de Canindé é considerada o maior santuário franciscano no continente americano. Segundo historiadores, no ano de 1775, o sargento-mor português Francisco Xavier de Medeiros, reconhecido como fundador do povoado se estabeleceu às margens do Rio Canindé, onde, contado com o auxílio dos moradores da região  iniciou a construção da capela dedicada a São Francisco das Chagas. No início do século XIX, grandes romarias e festejos em homenagem ao santo já eram tradicionais nesta freguesia.

Festejos de São Francisco de Canindé
De 24 de setembro a 4 de outubro
Santuário Paróquia de Canindé
Fone (85) 3343 0017

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 21.09.2019 / atualizado às 06:25 · 21.09.2019 por
Paróquia de Redenção incentiva economia criativa e solidária de artesãs durante festejos de Santa Rita de Cássia. Foto > Vicente Araújo

Os festejos da co-padroeira de Redenção, Santa Rita de Cássia, iniciados na quinta-feira (12) seguem até este domingo (22), com uma programação variada. Uma das atrações é a Feira de Economia Solidária, organizada pela paróquia de Redenção, tendo como coordenadora a professora Ana Paula Braga, com o apoio do Instituto Algodão na Flor (IAFLOR), representado por Clébia Freitas Silva.

De acordo com a paróquia, a feira das mulheres artesãs tem o compromisso de fortalecer esse segmento na cidade, aproveitando o movimento de mais de 10 mil visitantes durante os festejos.

Tivemos o cuidado de selecionar produtos que de fato sejam lançamento, ou que tragam alguma tendência. São itens para casa, decorativos, vestimentas, papelaria, escritório e acessórios pessoais”, explica Ana Paula.

Estes espaços mostram como os produtores locais têm valorizado o trabalho com a economia solidária, com grupos produtivos, com artesãos no sentido puro da palavra. Algumas artesãs dependem da venda de suas produções para o sustento familiar”, ressalta o pároco, padre Francisco Rodrigues, convidando a comunidade da região para o enceramento da festa.

Festejos de Santa Rita de Cássia
Até 22 de setembro – Redenção

Paróquia de Santa Rita de Cássia

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 16.09.2019 / atualizado às 08:35 · 16.09.2019 por
Neste domingo (15) mais de 20 mil moto-romeiros invadiram Canindé. Eram participantes da tradicional Moto Romaria. Fotos > PMC

Faltando uma semana para o início dos festejos em Canindé, em homenagem ao seu padroeiro, São Francisco das Chagas, o número de devotos em romaria à maior cidade franciscana do Brasil começa a aumentar.

Neste domingo (15) mais de 20 mil deles invadiram Canindé. Eram moto-romeiros. Pelo 33º ano consecutivo participantes da Moto Romaria Fortaleza – Canindé, idealizada pelo engenheiro mecânico Edson Maia.

Os motociclistas e acompanhantes foram recebidos na Praça dos Romeiros pela prefeita Rozário Ximenes e o pároco reitor do santuário franciscano, frei Marconi Lins.

Representando os motociclistas Edson Maia foi recebido pela prefeita Rozário Ximenes e o frei Marconi Lins.

Após receberem a bênção do frei os visitantes se espelharam pela cidade. Alguns foram à Basílica, pagar promessas; outros, visitaram a Casa dos Milagres e a estátua com mais de 30 metros de altura.

Segundo a administração do Santuário de São Francisco, até o enceramento do ciclo religioso, no natal, mais de um milhão de romeiros visitarão Canindé. Além de caravanas de várias cidades cearenses, grupos de outros estados, como o Piauí e Maranhão, são aguardados, como ocorre todos os anos.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

09:30 · 14.09.2019 / atualizado às 17:43 · 16.09.2019 por
A Moto Romaria Fortaleza – Canindé é maior do gênero no Ceará, com mais de 30 mil participantes. Foto > Alex Pimentel

A maior moto romaria realizada no Ceará, com a participação de mais de 30 mil motociclistas, será realizada neste domingo (15). Pelo 33º ano consecutivo os devotos de São Francisco das Chagas partirão de Fortaleza a Canindé, pela BR-020, marcando mais um grande ato de devoção nordestina. A divulgação foi feita pela secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Município, Socorro Bastos.

Segundo o organizador do cortejo religioso motorizado, o engenheiro mecânico Edson Maia, os moto-romeiros se concentrarão na Avenida Mister Hull, onde iniciam às 8h o percurso de 100Km.

Como tem ocorrido nos últimos anos, quando chegarem em Canindé após aproximadamente duas horas de percurso, os motociclistas e acompanhantes serão recebidos na Praça dos Romeiros pela prefeita da cidade, Rozário Ximenes e pelo pároco reitor do santuário franciscano, frei Marconi Lins, de quem receberão a bênção, também suas motocicletas e capacetes.

Em seguida os moto-romeiros vistam a Basílica e a Casa dos Milagres, marcando a pré-abertura dos festejos de São Francisco, com início programado para o dia 24.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai dar apoio ndo trajeto, da capital cearense a Canindé. Quando o deslocamento se iniciar a BR-020 terá sentido único no trecho entre as duas cidades. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do Corpo de Bombeiros estão de prontidão. As prefeituras de Caucaia, Maranguape, Caridade e de Canindé irão disponibilizar ambulâncias nos principais pontos do cortejo. Reboques estarão à disposição para atender eventuais necessidades, como panes mecânicas.

Origem

O idealizador da motoromaria de Fortaleza a Canindé foi  engenheiro mecânico Edson Maia. Em 1984 ele sofreu um acidente de trânsito. Durante a recuperação, fez promessa a São Francisco, de realizar anualmente o percurso, de motocicleta, para agradecer pela cura. Iniciada de maneira tímida, a romaria hoje atrai dezenas de milhares de motociclistas de várias cidades. Assim como Maia, a maioria dos romeiros comparece ao evento para pagar promessa pela recuperação de acidentes de trânsito.

33ª Moto Romaria Fortaleza – Canindé
Saída dia 15 – 8 horas
Av. Mister Hull – Colégio da Polícia Militar

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 13.09.2019 / atualizado às 06:35 · 13.09.2019 por
O pároco Francisco Rodrigues deu início às festividades de Santa Rita de Cássia com missa campal diante da capela. Fotos > Wlisses Freitas

Os festejos da co-padroeira de Redenção, Santa Rita de Cássia, tiveram início nesta quinta-feira (12). A comemoração segue até o dia 22, com uma programação variada. Até lá a cidade receberá mais de 10 mil visitantes. A festa de Santa Rita é considerada uma das maiores do Maciço de Baturité.

De acordo com o padre Francisco Rodrigues, à frente das festividades, neste período muitos retornam de outros estados para reverem familiares e amigos, além de pagarem promessas e receberem bênçãos. Esse ritual se realiza há mais de um século. A capela de Santa Rita de Cássia tem 103 anos de existência.

A capela da co-padroeira de Redenção, Santa Rita tem mais de um século de existência.

Essa tradição se fortaleceu com o tempo, em especial das centenas de Ritas de Redenção que buscam através das orações a Santa das Causas Impossíveis. Somos mulheres aguerridas e através da palavra e de orações, levamos às localidades a multiplicação da palavra do Senhor, assim tem sido ao longo da nossa história”, comentou a professora Ana Paula Braga, devota de Santa Rita.

Na programação, além do novenário, os párocos da região do Maciço se revezam para celebrar a eucaristia, são realizados  leilões, shows culturais e artísticos, e tem missa da bênção das Ritas. Os festejos são encerrados com uma procissão. Uma novidade este ano é o espaço destinado à economia solidária e criativa, acrescentam os organizadores.

Festejos de Santa Rita de Cássia
Até 22 de setembro – Redenção
Paróquia de Santa Rita de Cássia

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:05 · 29.08.2019 / atualizado às 08:16 · 29.08.2019 por
Paróquia de Capistrano inicia festejos em homenagem à sua padroeira, Nossa Senhora de Nazaré. Foto > Divulgação

A Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, da cidade de Capistrano, no Maciço de Baturité, está iniciando nesta quinta-feira (29) os seus festejos religiosos dedicados à sua santa.

O convite é feito pelo pároco Valdenor Cesário do Nascimento e o vigário paroquial, padre José Nogueira Silvestre, pastorais e comunidades eclesiais da paróquia.

A programação começa à tarde, a partir das 17h30 com a bênção de motoristas, motociclistas e seus veículos, seguida de uma carreata, hasteamento da bandeira e primeira missa solene.

Durante nove dias estão sendo realizadas caminhadas ainda na madrugada pelas comunidades da região. Às noites, haverá celebração da Santa Missa, sempre presidida por um padre convidado da diocese de Quixadá.

O encerramento dos festejos paroquianos ocorrerá na manhã do dia 8 de setembro, com a missa da Natividade de Maria e preparação dos fiéis para a realização do Círio de Nazaré.

O cortejo religioso, maior Círio do Estado, que este ano completa 15 anos, está previsto para as 17h. Será acompanhado pelo bispo de Quixadá, dom Ângelo Pignoli. Será encerrado com missa campal.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

19:00 · 26.08.2019 / atualizado às 05:35 · 27.08.2019 por
Uma das igrejas mais antigas do Ceará, de Nossa Senhora da Conceição, erguida na Barra do Sitiá, em Banabuiú, vai comemorar seus 300 anos. Fotos > Avelino Neto

A Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Banabuiú, deu início aos preparativos para as comemorações dos 300 anos da igreja do distrito de Barra do Sitiá. No último domingo (25) uma comissão composta por moradores da região, foi formada para iniciar uma série de ações.

Entre as iniciativas elencadas, há a proposta de produção de um minilivro, que conte a história do monumento religioso, a produção de um documentário e uma missa, que será celebrada no dia 8 de dezembro, com a presença do bispo da Diocese de Quixadá, Dom Ângelo Pingnolli.

O padre Francisco Cleides, pároco de Banabuiú, conduziu a reunião. Cerca de 20 moradores fazem parte da equipe responsável pela organização dos festejos da igreja, que tem como sua padroeira Nossa Senhora do Carmo. Embora a missa que marque os 300 anos da igreja esteja marcada apenas para o fim do ano, até lá a comunidade prepara a realização de eventos e movimentos pastorais, como parte das comemorações pela data.

Reunidos, moradores planejam com o pároco Francisco Cleides a programação especial tricentenária da igreja católica da Barra do Sitiá. 

Entre os planos da comissão está a confecção de um livro. Sua produção se dará a partir de relatos de moradores e figuras que tenham participado, direta ou indiretamente do movimento histórico da construção da igreja. A comunidade ainda deve decidir, junto à Paróquia de Banabuiú, se o livro deve ser vendido ou distribuído. Até lá, nomes de pessoas envolvidas no processo, serão levantados pelos moradores mais antigos da Barra do Sitiá. Além disso, outros eventos, como pequenas celebrações em cada um dos distritos e comunidades circunvizinhas, também estão sendo preparados como parte integrante do roteiro festivo da igreja.

Ainda preservando traços de sua origem, a igreja possui elementos arquitetônicos que remetem ao barroco, período da história da arte que se tornou comum em igrejas, centros religiosos e demais construções históricas voltadas para a manifestação da fé.

Atualmente a igreja começou um processo de restauração, a partir da pintura. Novos bancos já foram fabricados e devem em breve ser entregues. A celebração pelos 300 anos da entrega do monumento católico é aguardado com expectativa pelos moradores da Barra do Sitiá.

Desde 1719, quando foi concluída, a igreja da Barra do Sitiá preserva suas características originais.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 08.07.2019 / atualizado às 06:21 · 08.07.2019 por
Pelo 13º ano consecutivo cavaleiros de Quixeramobim vão percorrer 140 km até Canindé. Fotos > Divulgação

Um grupo de cavaleiros de Quixeramobim está organizando mais uma cavalgada, a 13ª  Cavalgada da Fé. Eles partem da igreja matriz de Santo Antônio, padroeiro da cidade, com destino a Canindé. Por esse motivo o cortejo recebe o título de “Cavalgada de Santo Antônio a São Francisco“, explica o idealizador, Tito Victor.

O percurso, de 140 km em três dias, tem início programado para o dia 18 deste mês. Na primeira noite os cavaleiros e animais descansarão na localidade de Maravilha, no município de Choró. O descanso da noitada seguinte será nos Targinos, um distrito de Canindé, mais próximo do local da chegada.

Na chegada a Canindé, os vaqueiros serão recebidos pelos representantes da Paróquia, e se hospedarão no Parque de Exposições da cidade, onde aguardam o amanhecer do dia para a missa do domingo (21), quando receberão a bênção de São Francisco. Em seguida retornam a Quixeramobim, de ônibus e os cavalos, em VTAVs.

A Cavalgada da Fé integra o calendário turístico de Quixeramobim. Também é reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial deste Município e um momento ímpar de prazer e interação entre os cavaleiros e as comunidades que os recebem.

Segundo Tito Victor, 26 cavaleirosconfirmaram suas participações na Cavalgada da Fé deste ano, mas quem estiver interessado pode participar, basta ter disposição, o animal bem tratado, e gostar de aventura.

A caravana religiosa já conta com 26 cavaleiros. Eles partem na madrugada de 18 de julho com destino a Canindé. 

13ª Cavalgada da Fé
De 18 a 21 de julho
De Quixeramobim a Canindé
Fone (88) 9 8110 0228

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

17:30 · 25.06.2019 / atualizado às 17:50 · 25.06.2019 por
São João conseguiu reunir a comunidade do bairro de Quixadá que recebe o seu nome, fortalecendo o convívio coletivo com muita reflexão e festa. Fotos > Alex Pimentel

Independente da crença, durante 11 dias, moradores do bairro São João, uma das áreas mais tradicionais de Quixadá tiveram um convívio diferente. Pelo segundo ano consecutivo a paróquia de São João Batista reuniu a comunidade para refletir sobre os ensinamentos do seu padroeiro e e se divertir nos folguedos dedicados ao santo, das quermesses aos espetáculos das quadrilhas juninas.

A decoração especial para o II Festival de Quadrilhas Juninas no entorno da igreja de São João Batista tornou a festa mais bonita.
Antes dos festejos o público participava das santas missas, realizadas sempre às 19h.
Após as celebrações religiosas o publico se divertia na quermesse.
A decoração e as atrações musicais, no ritmo junino, foram muito elogiadas.
Os devotos de São João demonstravam satisfação e orgulho com os cuidados ao anfitrião.

O pároco, Juciê Braga, auxiliado pelo vigário Francisco Márcio, contou também com o apoio das pastorais e até de um produtor cultural, Adriano Bessa, para realizar a festa religiosa. “É importante termos consciência do nosso papel como filhos de Deus. Somos todos semelhantes e precisamos acolher nossos irmãos“, comentou o padre em um dos seus sermões destacando a importância da mobilização religiosa para os fiéis.

A dona de casa Maria Anunciada Moreira passou a morar há pouco mais de seis meses no bairro. Ficou surpresa ao ver com as filhas o desfile de carroças na porta da sua casa. Católica, confessou não ter visitado a igreja havia muito tempo. As filhas ficaram interessadas na diversão. Foi o motivo de se integrar mais com a vizinhança, hospitaleira e animada. “As férias chegaram e enquanto as meninas brincam busco um pouco mais os ensinamentos de Nosso Senhor“, completou.

No ultimo dia de festa, na procissão e no arreamento da bandeira, o publico foi um pouco menor. Estavam todos cansados, principalmente neste dois últimos dias, onde além das missas a festa se estendeu até a madrugada. A cidade cenográfica, com a Matriz, as barracas, a pescaria, as comidas típicas, e principalmente o terreiro na frente da igreja, com bandeirinhas tremulando, tornaram os últimos dias ainda mais especiais.

“Foi uma festa bonita, dessas de a gente não querer arredar o pé. Esse é o verdadeiro espírito do nosso São João, festeiro. Ver essas quadrilhas animando o nosso bairro dá orgulho”, comentou o aposentado João Silveira elogiando o II Festiva de Quadrilhas Juninas de São João Batista, que nas nas noites do domingo (23) e da segunda-feira (24), recebeu nove grupos juninos, de Caucaia, Horizonte, Redenção, Acopiara, Iguatu, Ibaretama e de Quixadá.

O terreiro da paróquia recebeu uma decoração especial para receber o II Festiva de Quadrilhas juninas dedicado ao Santo.
As nove quadrilhas juninas, infantis e de adultos encantaram o público.
O público elogiou muito as apresentações dos grupos juninos.
O público acompanhou atento mais de 10 horas de espetáculo cultural nordestino.

De acordo com o organizador do Festival, o produtor cultural Adriano Bessa, as apresentações em Quixadá integram o calendário oficial do concurso de grupos de folguedos juninos no Ceará. Os participantes foram avaliados por juízes da União Junina do Ceará. “O espetáculo, realizado pela Associação de Cinema e Vídeo de Quixadá (ACVQ), e a paróquia, atingiu o seu objetivo“, ressaltou.

Os jurados elegeram a quadrilha infantil Filhos do Sol, de Caucaia e Sol Nascente, de Iguatu, campeãs do Festival.
O entorno do salão de dança oficial lotou nas duas noites.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

10:30 · 22.06.2019 / atualizado às 18:05 · 25.06.2019 por
O festejos de São João Batista em Quixadá tiveram início no dia 14 com o hasteamento da bandeira. Hoje e amanhã quadrilhas juninas animam a festa diante da igreja da paróquia. Fotos > Alex Pimentel

O II Festiva de Quadrilhas Juninas de São João Batista será uma das atrações dos festejos em homenagem ao santo, padroeiro do bairro São João, em Quixadá. As apresentações, de quatro grupos na noite deste domingo (23) e outros quatro na segunda-feira (24), têm início programado para às 20h, logo após a Santa Missa.

De acordo com o organizador do Festival, o produtor cultural Adriano Bessa, as apresentações em Quixadá integram o calendário oficial do concurso de grupos de folguedos juninos no Ceará. Os participantes serão avaliados por juízes da União Junina do Ceará.

O espaço é aberto ao público. Este ano a estrutura está sendo montada com arquibancadas, para os admiradores e as torcidas poderem assistir os espetáculos com mais conforto. O projeto conta com recursos da Casa Civil do Governo do Estado e apoio da Prefeitura de Quixadá.

Os festejos do padroeiro do bairro São João tiveram inicio com um desfile de 10 carroças ornamentadas com homenagens ao santo. Elas percorreram ruas da comunidade no fim da tarde desta sexta-feira (14) com salvas a São João Batista. O desfile foi idealizado por Bessa.

Quando os festejos da paróquia de São João em Quixadá se iniciam a comunidade se mobiliza para participar.

A comemoração religiosa no bairro é realizada há mais de meio século pela comunidade católica local. Atualmente a paróquia é administrada pelo padre Juciê Braga, auxiliado pelo vigário Francisco Márcio.

A trezena foi iniciada à noite com o hasteamento da bandeira acompanhada da Banda de Música Municipal, e a missa solene, dedicada aos carroceiros, presidida pelo padre Pablo Anselmo.No início da noite o pároco Juciê Braga abriu os festejos religiosos em homenagem a São João Batista com o hasteamento da bandeira. Seguem até a segunda-feira (24).

Este ano, no dia dedicado ao santo, 24 de junho, haverá procissão com a imagem de São João. O cortejo contará com a participação do bispo da Diocese de Quixadá, dom Ângelo Pignoli. Ele presidirá a celebração de encerramento.

Os festejos preservam a tradição local, envolvendo os moradores em torno das missas, seguidas da quermesse, com barracas vendendo comidas típicas e apresentações culturais.

II Festival de Quadrilhas Juninas São João Batista
Dias 23 e 24 – Paróquia de São João – Quixadá
A partir das 2oh – Aberto ao público

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Fatos diários do Sertão Central e do Maciço de Baturité em infraestrutura, polícia, economia, política, esporte e cultura. Por Alex Pimentel.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags