Busca

Categoria: Saúde


06:30 · 05.06.2018 / atualizado às 07:50 · 05.06.2018 por

No inicio de outubro de 2017 a população de Quixadá reclamou da qualidade da água distribuída pela Cagece.

Técnicos da coordenadoria de saneamento da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) iniciaram nesta segunda-feira (4) a fiscalização dos sistemas de abastecimento de água da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) em 14 localidades cearenses. Os analistas inspecionarão as cidades de Aracoiaba, no Maciço de Baturité e Caridade e Quixadá, no Sertão Central. Além das sedes dos municípios a inspeção será realizada em 11 localidades rurais.

Ainda segundo a Arce, na lista estão Arraial Santa Isabel, Baixio, Capivara, Encosta, Ideal, Jenipapeiro, Lagoa de São João e Vazantes, em Aracoiaba; Campos Belos em Caridade e Juatama e Tapuiará em Quixadá. Nesta última cidade e nos dois distritos, além da qualidade da água distribuída para os consumidores os sistemas de esgotamento sanitário também serão vistoriados. A fiscalização se estenderá até o dia 22.

Até a próxima sexta-feira (8) as vistorias acontecerão em Aracoiaba e seus oito distritos. Na semana de 18 ao dia 22, os técnicos da Arce fiscalizarão as sedes de Caridade e Quixadá, e suas respectivas localidades. Concluídos os trabalhos a Agência Reguladora deverá expedir relatório sobre os serviços prestados à população, inclusive nos âmbitos comercial e de atendimento, tudo em conformidade com as prescrições constantes nas leis, normas e regulamentos específicos do setor.

Acrescenta a Arce que sendo identificadas irregularidades na prestação dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, são geradas determinações e/ou recomendações e, se for o caso, multas. Seis componentes servem de base para o trabalho dos fiscais: Provisão dos Serviços, Gestão Comercial e Faturamento, Relacionamento com os Usuários, Proteção Ambiental, Qualidade da Água e Gestão de Emergências e Contingências.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 01.06.2018 / atualizado às 08:40 · 01.06.2018 por

Professores, alunos e servidores da UFC em Quixadá participaram do ato solidário. Fotos > UFC

Estudantes, professores e servidores do campus da Universidade Federal do Ceará (UFC) doaram esta semana 100 bolsas de sangue para o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce). Segundo a UFC a ação trata-se do Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (PACCE), realizada todos os anos. Uma equipe do Hemoce é convidada a ir ao campus, que este ano comemora 10 anos de atividades, para realizar a coleta de sangue e de medula.

Ainda de acordo com a UFC neste semestre houve uma adesão muito maior de doadores. Dentre os participantes, mais de 50% doaram pela primeira vez e grande parte dos alunos e servidores que hoje são doadores, tiveram seu primeiro contato com a experiência de doar em alguma das edições do evento no campus em Quixadá. Desde então contribuem, reforçando a importância de levar iniciativas como esta para dentro da universidade.

O mutirão solidário promovido pelo campus da UFC contou com a participação de mais de 100 voluntários.

A coordenadora de Coleta Externa do Hemoce de Quixadá, Valdemira Capistrano, destacou a iniciativa da UFC em Quixadá como uma importante. Ajuda a manter o estoque regular de sangue. Ela ressaltou ser muito importante as pessoas continuarem com as doações. Basta estar bem de saúde, pesar mais de 50 quilos, mostrar um documento oficial com foto e estar bem alimentado. A única restrição na alimentação é em relação a comida gordurosa.

Também é possível realizar doações diretamente no Hemoce de Quixadá. O centro de coletas funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h00 as 17h00 em um anexo do Hospital Maternidade Jesus Maria e José.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

13:00 · 27.05.2018 / atualizado às 13:00 · 27.05.2018 por

Na I Mostra de Educação Física as crianças observavam atentas as explicações das equipes.

O público jovem teve a oportunidade de aprender motivos a mais para a prática de exercícios físicos. A Escola de Ensino Fundamental Raimundo Marques de Almeida promoveu na Casa de Saberes Cego Aderaldo uma atividade especialmente focada nesse objetivo. Divididos em equipes, os próprios alunos ensinaram aos colegas e estudantes de outras escolas as vantagens de se exercitarem. Foi a I Mostra de Educação Física. O tema foi “Atividade e exercício físico, um combustível da vida saudável“.

De acordo com a direção pedagógica da escola, todos sabem da importância de fazer uma atividade física e de se manter ativo. Mas isto deve ser trabalhado já na infância, aliando a educação física à educação moral e intelectual. Entretanto, infelizmente, muitas escolas ainda desperdiçam muito tempo da aula, dando uma bola aos alunos para que eles joguem futebol, vôlei, enfim, ou o que acharem melhor.

Há muitos profissionais da educação física que não se preocupam em motivar os alunos. Não planejam as aulas e não tem um objetivo ou finalidade pré-determinada  pois a educação física não se resume somente a correr, brincar, jogar bola, fazer ginástica. Pensando nesse contexto, na semana pedagógica foi planejado esse momento para motivar e atrair os alunos, não só para a aula pratica mais também para a teoria“, ressalta a direção.

Os alunos se esforçaram e explicaram com segurança os temas que se dedicaram a apresentar.Os estudantes utilizaram várias estratégias de convencimento à prática de exercícios físicos.

Dentre as apresentações, produzidas e executadas por aproximadamente 40 estudantes do 7°, 8° e 9°, sob as orientações do professor Gardênio Holanda, constaram: Postura correta, alimentação saudável, os efeitos das atividades físicas coo benefícios no organismo humano, alimentação e hidratação, principais adaptações do organismo. Até a importância da inclusão social foi abordada na Mostra da escola que tem como diretora geral a professora Lucineide Viana e diretora pedagógica Jucilene Nobre.

O pátio da Casa de Saberes Cego Aderaldo foi transformado temporariamente num escola de educação física.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 11.05.2018 / atualizado às 07:50 · 11.05.2018 por

Profissionais da saúde são homenageados em Aracoiaba com programação especial

A Secretaria de Saúde de Aracoiaba encerra neste sábado (12), Dia do Enfermeiro, uma programação especial em homenagem a esses profissionais da saúde. O tema final será a atualização dos procedimentos de urgência e emergência, culminando com uma confraternização. As atividades foram iniciadas na segunda-feira (7) com a abertura da Semana do Enfermagem. A ação tem por objetivo promover a integração da categoria e fomentar discussões sobre a saúde pública.

A Semana da Enfermagem foi direcionada a todos os profissionais de enfermagem, servidores públicos da área da saúde e estudantes de Enfermagem do Maciço de Baturité, com palestras e cursos. O evento de abertura contou a presença da secretária municipal de Saúde, Valdenia Silveira, diretora da UPA, Rafaela Carvalho, coordenadora do Programa Saúde da Família, Daniele Pires, diretora de Enfermagem do Hospital Municipal Santa Isabel, Nara Jamilly e a empresária Daniela Viera coordenadora Master.

Além da capacitação especial a Semana de Enfermagem promove a integração entre os profissionais da saúde

Segundo a secretária municipal de Saúde, Valdenia Silveira, o encontro se tornou uma grande oportunidade a todos esses profissionais. “Além de uma semana de confraternização realizamos palestras com profissionais renomados, algo que com certeza, vai contribuir para a saúde da nossa cidade”, acrescentou.

A coordenadora de Enfermagem da Hospital Municipal Santa Isabel, Nara Jamilly, considera o evento de fundamental importância para o Município, tendo em vista que a unidade hospitalar é referência em emergências e urgências, e o profissional de enfermagem se mostra sempre interessado em melhor atender a população.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

00:00 · 04.05.2018 / atualizado às 22:55 · 03.05.2018 por

Vacinação em Quixadá continua tendo como meta imunizar mais de 22 mil pacientes

A Secretaria de Saúde de Quixadá, no Centro do Estado, confirmou um caso de contaminação pelo vírus Influenza A H1N1 este ano. A paciente diagnosticada evoluiu para cura, está bem e já recebeu alta hospitalar. Até a última terça-feira, haviam sido noticiados seis casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) subtipo H1N1 no Município. Os outros cinco seguem em investigação. Nenhum óbito foi registrado. A divulgação foi feita através de Nota Técnica.

Além de alertar a população, na Nota, a Secretaria de Saúde esclarece os sintomas da Síndrome Gripal (SG): Há febre, acompanhada de tosse e/ou dor de garganta, com início dos sintomas nos últimos sete dias. Nas crianças com menos de dois anos de idade, considera-se também como caso de SG a febre de início súbito e sintomas respiratórios, dentre eles a tosse, coriza e obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico.

Para evitar a contaminação é importante lavar as mãos com água e sabão frequentemente; evitar levar as mãos ao rosto e sempre que possível usar álcool em gel; não compartilhar objetos de uso pessoal como copos, talheres e toalhas; utilizar lenço descartável para limpar o nariz e a boca ao tossir ou espirrar; manter os ambientes bem ventilados e evitar aglomerações e utilizar mascara descartável caso apresente sintomas da gripe ou ao entrar em contato com pessoas doentes. 

Os profissionais da Saúde do Município participaram na semana passada de capacitação sobre o Manejo Clínico da Influenza. O seminário, ministrado pelo médico infectologista da rede municipal, Francelino Carvalho, foi realizado através da Coordenação de Vigilância Epidemiológica. Enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos da Estratégia Saúde da Família , Hospital Municipal Dr. Eudásio Barroso e Unidade de Pronto Atendimento (UPA), receberam orientações sobre atenção ao diagnóstico, condução clínica dos casos, riscos de complicações, com foco na redução da mortalidade por esse agravo.

A Secretaria de Saúde de Quixadá acrescenta que está realizando a vacinação de imunização nos posto de saúde. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para Quixadá é vacinar 22.828 pessoas pertencentes aos grupos prioritários. A vacina tem chegado em remessas. A previsão é de que até o final da campanha o Município receba seis remessas. Já foram disponibilizadas três, sendo a primeira correspondente a 20% da meta, a segunda a 9% e a terceira a 15%.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza segue até o dia 1º de junho e terá a data de 12 de maio como o dia de mobilização nacional.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 02.05.2018 / atualizado às 06:40 · 02.05.2018 por

Hospital Regional do Sertão Central passa a disponibilizar 20 leitos de UTI para mais de 600 mil habitantes

O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC) passa a contar com mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Agora, desde a sua inauguração, em dezembro de 2014 e inicio do seu funcionamento em dezembro de 2106, o complexo hospitalar estadual passa a contar com 20 UTIs. A divulgação foi feita pelo coordenador da 8ª Célula Regional de Saúde (8ª Ceres), Welington Xavier.

A entrega das novas UTIs foi feita pelo secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi na última segunda-feira, 30 de abril, durante visita com sua equipe ao HRSC. Na oportunidade ele confirmou a abertura de novos serviços, ainda este ano, entretanto, não informou quais serão. Ressaltou apenas que a prioridade está sendo a instalação da Unidade de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), o HRSC iniciou a primeira etapa do cronograma de funcionamento em dezembro de 2016, com serviços do ambulatório de cirurgia e do ambulatório multiprofissional, o qual inclui fisioterapeuta, nutricionista e fonoaudiólogo. Exames laboratoriais e de imagem, consultas e ultrassonografia completam os serviços.

Localizado no quilômetro 198 da CE-060, em Quixeramobim, o HRSC atende mais de 630 mil habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central: Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

18:00 · 26.04.2018 / atualizado às 18:00 · 26.04.2018 por

O primeiro óbito por H1N1 e um suspeito, estão alertando a população de Solonópole para a vacinação

Cinco dias após o início da vacinação de imunização contra o vírus Influenza A H1N1, boa parte da população de Solonópole, no Sertão Central, já recebeu a dose. Houve até fila. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde as prioridades foram os grupos de risco. Os alunos da rede pública de ensino, aproximadamente 3 mil, também já foram vacinados. Ninguém precisa faltar as aulas por risco de contaminação.

O Município também recebeu 5 mil doses extras. O pedido da demanda foi feito diretamente ao governador Camilo Santana, para atender a parcela da população que não se enquadra como prioritária, como os estudantes, comerciantes e funcionários públicos. O atendimento dissipou o princípio de pânico ocorrido em razão de um segundo óbito ter sido registrado, também na zona rural, de uma aposentada de 86, no último domingo (22).

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o óbito, todavia, a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) ainda não apresentou o diagnóstico oficial da morte. A confirmação, por enquanto, pelo vírus HN1, é da estudante de 23 anos, no dia 6 deste mês, em Quixadá, a caminho e Fortaleza, entretanto ela contraiu a doença em Solonópole.

> Morte de paciente de Solonópole em Quixadá pela H1N1 deixa órgãos de saúde em alerta

Diante do primeiro diagnóstico positivo todos os postos de saúde do Município estão vacinando os grupos prioritários como idosos acima de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes e pós-parto de até 45 dias, trabalhadores de saúde, professores da rede pública e privada, indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas com comorbidades.

Os outros grupos estão sendo atendidos no prédio da Secretaria de Saúde municipal, acrescentou o órgão.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:00 · 22.04.2018 / atualizado às 10:50 · 22.04.2018 por

Procura pela vacina contra o Influenza A H1N1 aumenta nas cidades onde foram registrados óbitos.

Os municípios de Solonópole e de Quixadá estão entre os primeiros do Ceará a iniciarem a vacinação de imunização contra o vírus Influenza A H1N1. O motivo foi o óbito de uma paciente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) desta última cidade, no dia 6 próximo passado. A estudante, de 23 anos, havia sido atendida nos dias 2 e 3, no Hospital e Maternidade Maria Suely Nogueira Pinheiro, com hipótese de Nasofaringite Aguda. Três dias depois ele retornou àquela unidade hospitalar de Solonópole com o quadro clínico mais agravado.

A Secretaria de Saúde de Solonópole ainda informou que diante do agravamento do estado de saúde encaminhou a moradora para um hospital secundário de referência, em Fortaleza. No caminho para a capital houve a parada em Quixadá, onde, apesar de prestados os socorros necessários a paciente já apresentava estado terminal.

O óbito na UPA foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Quixadá, acrescentando que o motivo da parada na cidade foi a falta de oxigênio. O existente nos tubos da ambulância havia acabado. Todavia, o médico plantonista constatou a gravidade e apesar de socorrê-la ao Salão Vermelho ela não resistiu.

Diante da assistência inesperada a um portador do vírus H1N1 foi realizado o bloqueio na área da unidade da UPA. Toda a equipe clínica já havia sido imunizada. A população começou a receber a vacinação na sexta-feira (20), quando o medicamento chegou da capital a Quixadá. O diagnóstico positivo da morte pelo tipo mais grave do Influenza A foi divulgado pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) na última quinta-feira (19).

> Sete casos confirmados e três mortes no Ceará por H1N1

De acordo com o último boletim epidemiológico emitido pela Sesa, já foram notificados este ano no Estado, 24 casos do Influenza, com três mortes, respectivamente de pacientes de Solonópole, no Sertão Central, Iracema, na região jaguaribana da Serra do Pereiro, e Paracuru no litoral oeste.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

00:00 · 06.04.2018 / atualizado às 00:05 · 06.04.2018 por

O Ministério da Educação, decidiu através de Portaria, suspender por cinco anos a criação de cursos de Medicina no País. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (5), durante reunião do presidente Michel Temer com o ministro da Educação, Mendonça Filho, e representantes do Conselho Federal de Medicina e entidades ligadas ao setor. Entretanto, as cidades de Quixadá, Canindé, Itapipoca e Iguatu, selecionadas para receberem o curso, não serão afetadas.

De acordo com o MEC a medida vale para instituições públicas federais, estaduais, municipais e privadas. A ampliação de vagas em cursos de medicina já existentes em instituições federais também fica suspensa pelo mesmo período. A decisão foi tomada em razão da necessidade de fazer uma avaliação e adequação da formação médica no Brasil, e do grande número de cursos abertos no País nos últimos anos. “Agora é preciso zelar pela qualidade”, justificou o ministro em entrevista à Agência Brasil.

Mendonça Filho explicou ainda que duas portarias serão publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (6). Uma é a que estabelece a suspensão da criação de novos cursos de medicina por cinco anos e a outra, orienta os sistemas estaduais e municipais a cumprirem a Norma.

No início de março passado, dia 8, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, havia publicado na sua rede social, a escolha das quatro cidades cearenses para receberem do MEC a implantação de cursos de graduação em Medicina por instituições de educação superior privadas.O ministro Mendonça Filho havia garantido a Portaria com a autorização, publicada dias depois no Diário Oficial da União.

Os prefeitos dos quatro municípios e seus secretários de Saúde, gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS),  viajaram para Brasília entre os dias 13 e 22 de março, onde firmaram Termo de Compromisso com a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), do MEC, para efetivarem suas inclusões no chamamento público. Agora, aguardam a publicação do Edital com as normas de concorrência e de implantação do curso.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 23.03.2018 / atualizado às 08:30 · 23.03.2018 por

Duas instituições de ensino superior de Quixadá, a Faculdade Cisne e a Unicatólica, ainda não confirmaram se disputam a implantação do curso de Medicina autorizado pelo Ministério da Educação (MEC) em quatro cidades do Interior do Ceará. O MEC ainda não divulgou quando o Edital com as regras será publicado, mas a estimativa é da necessidade de investimentos de R$ 20 milhões.

O reitor da Unicatólica, Dr. Manoel Messias, maior centro de formação superior do Sertão Central, informou ainda não haver decisão da sua instituição, de incluir a Medicina no rol de cursos ofertados regularmente. Após a avaliação do Edital a direção da universidade se manifestará. Esse também é o posicionamento da Faculdade Cisne, informou seu diretor administrativo-financeiro, Deodato Diógenes.

A luta de Quixadá pela implantação do curso de Medicina começou em 2015, no início do ano, em razão de uma série de fatores os quais poderiam deixar o Município fora do certame. Quixeramobim, cidade vizinha, também aspirava ao curso e um dos critérios técnicos estabelecidos era de não haver e nem ser possível conceder a autorização para outra instituição em um raio de 70Km. A distância entre as duas cidades é de 50Km.

O prefeito de Quixadá à época do período da manifestação de intenção pelo curso, João Hudson Bezerra, teve a sua inscrição indeferida. Logo foram realizadas várias articulações políticas para assegurar ao Município o mesmo direito de outros 12, incluindo Quixeramobim, adversário direto pela disputa do curso. Coube à deputada Rachel Marques conseguir, através de liminar judicial, assegurar o direito de inscrição.

Um movimento foi formado por lideranças educacionais, empresariais e políticas pelo direito ao curso. Em seguida a Caravana da Medicina partiu para Brasília. A mobilização não foi em vão. O MEC confirmou a participação de Quixadá na disputa e a visita de técnicos da Comissão Especial. Lideranças políticas, como a do médico Ricardo Silveira, reforçaram a participação do Município.

Depois de todo esse esforço, o MEC elaborou um novo Decreto de disputa, específico para entidades privadas, esclareceu o médico cardiologista Ricardo Silveira, acrescentando ter se iniciado o movimento na cidade pelo disputadíssimo curso em 2010, por iniciativa do bispo emérito dom Adélio Tomasin, quando ainda era chanceler da Faculdade Católica. “A minha expectativa era de o curso ser oferecido por uma universidade pública, mas nas muitas idas à Brasília constatei que o Governo Federal não tem recursos financeiros para esse fim”, ressaltou.

Em Canindé, outra cidade do Sertão Central aprovada pelo MEC, as articulações em torno do curso são bem diferentes. A administração municipal faz mistério em torno dos detalhes e mais ainda sobre as instituições interessadas. Informação, apenas da ida da prefeita Rozário Ximenes a Brasília, acompanhada da sua secretária de Saúde, para assinar o Termo de Compromisso, atendendo as exigências do MEC aos prefeitos dos quatro municípios aprovados.

Veja mais no Diário do Nordeste

Quatro cidades do Interior vão ganhar curso de Medicina

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154