Diário do Nordeste

Desculpe-nos o transtorno. O Diário do Nordeste voltará em breve, mas enquanto não voltamos, acompanhe os principais acontecimentos em nossas Redes Sociais.

Categoria: Serviço público


07:30 · 21.12.2019 / atualizado às 07:30 · 21.12.2019 por
Equipes da polícia no Sertão Central, como da delegacia de Quixeramobim, entram no clima natalino e surpreendem moradores carentes com presentes e alimentos. Fotos > Divulgação

O Natal está chegando e com ele quem se dedica o ano inteiro a combater o crime e a dar segurança à população também se sensibiliza com os mais carentes, se organiza e realiza uma operação muito especial, a da solidariedade.

Nesta semana, equipes da Polícia Civil, das delegacias de Quixeramobim e de Pedra Branca arrecadaram alimentos e brinquedos, escolheram algumas famílias carentes e fizeram visitas surpresa. Dessa vez, nas mãos, ao invés de armas, certas básicas e os brinquedos.

Em Quixeramobim, o delegado Thiago Salgado e sua equipe estavam mais felizes que as famílias visitadas. Para eles, o momento demonstra a sensibilidade do policial para as questões sociais, ao mesmo tempo, que a polícia é amiga da população, independente da classe social.

Dessa vez o “alvo” da equipe da Polícia Civil de Quixeramobim foi principalmente as crianças, com presentes

No município de Pedra Branca, a delegada Anarda Araújo e sua equipe distribuíram mais de 100 cestas básicas de alimentos a famílias carentes. “Ser polícial é antes de tudo defender o povo e lutar por justiça. Desse modo, principalmente no interior, não podemos deixar de observar a carência do povo“, disse a delegada.

Em Pedra Branca a equipe da Polícia Civil também distribuiu brinquedos para as crianças e mais de 150 cestas básicas para suas famílias.

Noutra cidade do Sertão Central, Canindé, foi a equipe da Força Tática da 1ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar quem tomou a iniciativa e surpreendeu uma criança que confessou dois sonhos, um deles se tornar policial e o outro, ganhar uma bicicleta de presente.

Os policiais souberam do desejo do menino de 11 anos através de uma professora da localidade onde ele mora, Ipueira de Baixo, na zona rural do Município, que sem muita esperança teria feito o pedido a Papai Noel. Quanto a se tornar policial, o garoto vai poder concretizar o seu desejo quando completar maioridade, já a bicicleta …

O futuro policial, Wesley da Silva, ficou surpreso com a visita da equipe da Força Tática de Canindé, mais ainda com o presente antecipado de Natal, uma bicicleta novinha. A irmã mais nova dele também recebeu presentes e a mãe, alimentos.

Em Canindé, policiais da Força Tática resolveram realizar um dos sonhos de uma criança. Além dos presentes, levaram o incentivo para ele se tornar um defensor da lei.

Tanto policiais civis como militares, além de doações dos próprios salários, contaram com a colaboração de comerciantes e da população para a realização do Natal Solitário nas três cidades.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 20.12.2019 / atualizado às 07:00 · 20.12.2019 por
Justiça da Comarca de Senador Pompeu emite liminar determinando único aterro sanitário no Sertão Central a receber lixo da cidade. Foto > Alex Pimentel

A prefeitura de Senador Pompeu recorreu à Justiça Estadual na comarca local para assegurar a continuidade do serviço de recolhimento do lixo da cidade ao aterro sanitário da empresa DFL Serviços de Limpeza Urbana e Meio Ambiente Ltda. Dias antes moradores denunciaram a reativação do lixão da cidade, votando a causar problemas ambientais.

O pedido foi atendido pelo juíza Ana Celia Pinho Carneiro, titular da Vara Única da Comarca de Senador Pompeu. Na liminar a magistrada determina que a DFL, no prazo de 24 horas, volte a receber os resíduos sólidos da cidade. A decisão, com data de 18 de dezembro, estabelece a continuidade do serviço até a renegociação do contrato vencido no mês de novembro passado.

O prefeito Maurício Pinheiro justificou que está tentando negociar a continuidade do serviço com a empresa. “A DFL mudou os termo do novo contrato. Agora está cobrando R$ 1,50 por cada morador. Antes, o valor era de R$ 1,00. O município desembolsava R$ 26 mil por mês. Houve um acréscimo de R$ 13 mil, além de outras exigência“, justificou.

A direção da DFL informou a necessidade dos reajustes para os contratos que estão vencendo em razão da elevação dos custos dos serviços no aterro sanitário. O processo de compactação do lixo é rigorosamente cumprido como determinam as normas ambientais, garante a empresa. As maquinas trabalham na células de destinação dos resíduos mais de 12 horas por dia e o preço dos combustíveis subiu, ressaltou.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 19.12.2019 / atualizado às 08:25 · 19.12.2019 por
Moradores denunciam que o lixão de Senador Pompeu voltou a ser utilizado após ser desativado há quase 4 anos. Foto > Walter Lima

O antigo lixão de Senador Pompeu, no Sertão Central, está voltando a receber os resíduos sólidos da cidade. A denúncia foi feita nas redes sociais por moradores preocupados com a contaminação do lençol freático no seu entorno e o retorno das queimadas no local, provocando fumaça tóxica que chega a atingir a áreas habitadas, apesar de estar localizado a mais de 5km da sede do Município.

O descarte irregular do lixo começou a ser notado no início deste mês de dezembro. Moradores que pediram para não terem os seus nomes revelados informaram que para disfarçar a pratica criminosa conta o meio ambiente após os despejos estão queimando os resíduos, provocando ainda mais problemas. “Apesar de estar situado distante da cidade existem famílias morando nas proximidades. A fumaça está causando doenças“, comentou um denunciante.

O lixo de Senador Pompeu estava sendo despejado no aterro sanitário da empresa DFL, localizado no distrito de Bonfim, a cerca de 15km da cidade, mas no fim de novembro o contrato encerrou. De acordo com a direção da DFL a prefeitura ainda não decidiu sobre a renovação do serviço de recebimento do lixo.

O prefeito de Senador Pompeu, Maurício Pinheiro, confirmou o encerramento do contrato com a DFL. Todavia, justificou já estar avaliando a renovação do serviço, vez que, segundo ele, a empresa prestadora do serviço alterou cláusulas no contrato de renovação. “Estamos analisando a proposta, inclusive encaminhando para apreciação jurídica. Houve acréscimo de 50% do valor, pagávamos R$ 1,00 por habitante, somos 26 mil, e agora ainda precisaremos deixar o lixo no destino, no aterro. Antes esse serviço era deles“, ressaltou.

Sobre as queimadas no local onde o lixão voltou a ser despejado, o gestor municipal informou também ter recebido denúncias e designou uma equipe de fiscais da Secretaria do Meio Ambiente do Município para inspecionar o local e evitar a propagação de fumaça com a queima dos resíduos. “Tivemos a necessidade de voltar a utilizar o lixão, mas estamos fazendo de forma controlada“, completou o prefeito.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 10.12.2019 / atualizado às 07:25 · 10.12.2019 por
A equipe do SAAE de Pedra Branca realiza operação de emergência para captação de água do Açude Trapiá II. Com capacidade para 18 milhões de m³, o reservatório está apenas com 2,2% do seu volume. Foto > Divulgação

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Pedra Branca, no Sertão Central, deu o sinal de alerta para os 27 mil moradores da área urbana deste Município. O Açude Trapiá II, que abastece a cidade, se aproximou do seu nível crítico neste início de dezembro. Atingiu a marca dos 2,2% de volume de água.

Atualmente, de acordo com os dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) o Trapiá II armazena apenas 400 mil metros cúbicos. O diretor do SAAE demonstra preocupação com a possibilidade de mortandade de peixes, o que inviabiliza a captação de água do reservatório público para o consumo humano.

Mesmo assim, caso o problema não surja, como ocorreu em janeiro de 2018, em outro açude da cidade, o Trapiá II só poderá abastecer a população até o mês de janeiro próximo. Por esse motivo o SAAE de Pedra Branca perfurou mais seis poços profundos, para serem interligados à rede de outros 33 e garantir o abastecimento básico dos moradores.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 28.11.2019 / atualizado às 06:55 · 28.11.2019 por
Prefeitura de Banabuiú pretende aproveitar o período de estiagem para limpar e reforçar barragens dos açudes das comunidades e distritos. Foto > Alex Pimentel

A Secretaria de Agricultura de Banabuiú está iniciando a força-tarefa “Água no Sertão“, com o objetivo de limpar aproximadamente 150  açudes e barragens existentes nas comunidades e distritos deste Município do Sertão Central. De acordo com divulgação feita pela prefeitura o objetivo é atender todos os reservatórios antes da chegada do próximo período chuvoso na região. Os serviços serão realizados com recursos próprios.

Os lideres e presidentes de associações comunitárias precisam solicitar o serviço formalmente, através de um formulário fornecido pela Secretaria de Agricultura. Uma equipe técnica realizará vistoria no local para avaliar a necessidade dos casos prioritários. Os mais urgentes, serão os primeiros a serem limpos e ampliados. A estimativa é de que os serviços sejam concluídos nos próximos 45 dias.

Esse ano nós pretendemos atender um número muito maior de agricultores. Temos mais maquinários, todos funcionando, temos elementos que nos permitem fazer mais. E o Edinho quer ajudar os agricultores. Nós entendemos isso e estamos empenhados”, destacou secretário municipal de Agricultura, Romário Lima.

De acordo com Romário Lima, em 2018,  o serviço de recuperação e alargamento de açudes já tinha sido realizado, mas como não se caracterizava um programa, apenas 40 açudes foram limpos. O número de reservatórios que se busca assistir a partir deste ano deve ser quase 400% maior. Além de limpar áreas sujas e tomadas pelo mato, o Água no Sertão também garante um trabalho de reforço nos barramentos.

No ano passado, o trabalho foi realizado quando fortes chuvas, algumas superiores aos 150 mm, encheram rapidamente açudes de algumas comunidades de Banabuiú. Com o acentuado volume  de precipitações, houve o temor de que açudes arrombassem. Em alguns casos os reservatórios transbordaram. O reforço emergencial evitou o arrombamento de barragens.

Arrojado Lisboa

A realidade dos açudes de menor porte em Banabuiú é bem diferente da situação hídrica do terceiro maior açude público do Ceará, o Arrojado Lisboa, construído nesta cidade. Atualmente, o açude com capacidade para 1,7 bilhões de metros cúbicos armazena apenas 6,43% de água. O maior reservatório do Ceará é o Castanhão, com 3,33% do volume que pode armazenar, 6,7 bi de m³, seguido do Orós, com 5,89% de água e capacidade para 1,94 bi de m³.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

13:30 · 27.11.2019 / atualizado às 13:15 · 27.11.2019 por
O prefeito de Banabuiú, Edinho Nobre, contou com o apoio do senador Cid Gomes e da superintendente do DNIT no Ceará no encontro com o diretor-geral do órgão. Foto > Divulgação

O trecho de 42 km da BR-122 entre Banabuiú e Quixadá deverá ser recuperado. A divulgação foi feita pelo prefeito de Banabuiú, Edinho Nobre, após reunião com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), general Santos Filho. Como e trata de uma rodovia federal cabe ao DNIT a realização do serviço.

De acordo com o prefeito o compromisso do representante do DNIT foi firmado nesta terça-feira (26), quando esteve em Brasília e chegou ao gabinete de Santos Filho acompanhado do senador Cid Gomes, que solicitou a reunião. A superintendente do DNIT no Ceara, Liris Silveira, também participou do encontro.

Apesar de não ter sido definida data para início dos serviços, o diretor-geral do DNIT, se comprometeu em determinar o início dos trabalhos o mais rápido possível. “O órgão federal já está executando a recuperação de trechos alternados, equivalendo a sete quilômetros. Os outros 35 km deverão ser feitos a partir do momento que a superintendência no Ceará encaminhe o projeto à Brasília“, explicou Edinho nas redes sociais.

quase dois anos o trecho da BR-122 está esburacado em toda a sua extensão. Desde o início de 2018 o prefeito vinha articulando encontros e reuniões em busca de solução para o problema. A rodovia é uma das principais rotas para o Sul do Ceará e também de Quem parte do Cariri com destino à capital cearense.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 21.11.2019 / atualizado às 08:15 · 21.11.2019 por
A equipe médica do HRSC realizou a sua primeira cirurgia com  com sistema de recuperação de sangue autólogo. Religião de paciente proíbe transfusão. Foto > Divulgação

Nesta quarta-feira (20) a aposentada Núbia de Aguiar da Silva, 70, recebeu alta do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), localizado em Quixeramobim. De acordo com divulgação feita pelo governo do Estado, ela foi a primeira paciente a passar por uma cirurgia com a reutilização do próprio sangue no HRSC. O procedimento ocorreu na terça-feira (19), quando ela foi submetida a uma cirurgia no fêmur em decorrência de uma queda da própria altura.

Na cirurgia não foi realizada nenhuma transfusão sanguínea heteróloga, quando o sangue é proveniente da doação de outro indivíduo. A paciente se recusou em receber qualquer tipo de transfusão, em razão da sua religião, que não permite. A opção foi reaproveitar o próprio sangue. O processo, autólogo, foi possível com a utilização de um equipamento do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce).

Essa primeira situação aconteceu não porque a cirurgia requeresse esse tipo de aparato, mas pela condição da paciente. Tendo em vista essa atenção centrada no usuário, nós resolvemos junto aos familiares essa ponte com o Hemoce, que nos ajudou em relação à logística, nos fornecendo um funcionário e o equipamento para que o procedimento acontecesse da melhor forma possível”, explicou o coordenador do Centro Cirúrgico Geral do HRSC, Daniel Rodrigues.

A diretora geral do Hemoce, Luciana Carlos, ressaltou que a máquina é utilizada em casos de cirurgia de grande porte e de urgência. “Com a máquina de recuperação intraoperatória é possível reduzir a necessidade de transfusão de sangue, pois o equipamento retira o sangue que seria perdido e recupera para ser novamente transfundido no paciente. Isto é importante tanto para pessoas que têm alguma incompatibilidade sanguínea ou para aquelas que por outro motivo se recusem a receber transfusão de sangue”.

Maquina de recuperação intraoperatória de sangue

O Hemoce fornecer o serviço aos hospitais, disponibilizando um profissional capacitado para operar a máquina na unidade de saúde. Atualmente, cinco hospitais utilizam a máquina: o Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), o Hospital do Coração de Sobral (Filantrópico), o Instituto Dr. José Frota (IJF) da rede municipal de Saúde e o Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da rede Federal.

Doutrina religiosa

Em 2013 um bebê recém-nascido morreu no setor de Neonatal do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) após a avó recusar que fosse realizada uma transfusão de sangue que poderia salvar a criança. A avó da criança, que seria Testemunha de Jeová, não autorizou a transfusão porque o procedimento médico é proibido pela sua religião. A mãe, à época era adolescente, tinha 15 anos, não poderia responder legalmente pela criança.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 04.11.2019 / atualizado às 08:35 · 04.11.2019 por
Antes do início da 1ª prova do Enem os alunos do ensino médio receberam um café da manhã especial, preparado pela equipe da Crede 12. Fotos > Divulgação

Um banquete especial, foi como alunos das escolas públicas do Estado no Sertão Central assistidas pela 12ª Coordenadoria Regional da Educação (Crede 12), sediada em Quixadá, se referiram ao suporte que receberam antes de partirem das suas  cidades para participarem do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos polos de aplicação das provas.

Este ano, além do transporte das cidades de Banabuiú, Choró, Ibaretama e Ibicuitinga para os locais de prova, os alunos do ensino médio receberam um café da manhã reforçado, com frutas e sucos.

Em Ibicuitinga, a prefeitura deu o suporte dos lanches para mais de 300 alunos. Antes de entrarem nos 10 ônibus, receberam sanduíches e sucos em uma tenda montada no local de partida.

Em Ibicuitinga foi a prefeitura quem serviu sanduíches, chocolate quente e café antes da partida dos alunos para Quixadá.
Ainda em Ibicuitinga foi tomado um cuidado especial para ninguém ficar para trás. Foram feitas chamadas no momento de os alunos adentrarem os ônibus.

Em Boa Viagem e Quixeramobim as tendas, com frutas, foram montadas em praças públicas. Os professores se encarregaram de distribuir maçãs, uvas, bananas, fatias de melancia, de mamões e de abacaxis, com os candidatos.

Em Quixadá, onde a maioria dos inscritos, 1.356, participaram do Enem, as tendas foram montadas na Faculdade Cisne, na Unicatólica, e nas escolas Coronel Virgílio Távora e Governador César Cals.

Na porta da Faculdade Cisne não foi diferente. Antes de seguirem para as salas de aula os alunos receberam frutas para enfrentarem a jornada de 5h de prova.

 Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 01.11.2019 / atualizado às 07:40 · 01.11.2019 por
O Hospital Regional do Sertão Central beneficia a população de cerca 631 mil habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central. Foto > Alex Pimentel

O Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), em Quixeramobim, inaugura nesta sexta-feira (1º) o seu Centro de Obstetrícia. Segundo o HRSC, o Centro contempla 25 leitos de enfermaria obstétrica, quatro leitos de enfermaria canguru, cinco leitos do Centro de Parto Normal (CPN), além de um centro cirúrgico obstétrico.

Na inauguração, a ser realizada pelo governador do Ceará, Camilo Santana, e o secretário de Saúde do Estado, Dr. Cabeto Rodrigues Sobrinho, também será aberta a ampliação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, que passará a contar com mais 10 leitos, somando-se aos 20 leitos já existentes.

O HRSC é o terceiro hospital de alta complexidade construído pelo Governo do Ceará no interior. Em 2019 já realizou 3.893 internações, 3.175 cirurgias, 8.952 atendimentos ambulatoriais e 196.904 atendimentos de serviço de apoio e diagnóstico terapêutico.

A unidade beneficia a população de cerca 631 mil habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central: Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 31.10.2019 / atualizado às 06:05 · 31.10.2019 por

Conectados em tempo real pelo celular. Os agentes comunitários de saúde de Quixadá passaram a realizar visitas e atendimentos à população acompanhados de uma nova ferramenta nas atividades do dia a dia, o celular. A primeira remessa, de 33 aparelhos smartphones foi entregue aos profissionais da saúde nesta terça-feira (30), informou a secretária municipal de Saúde, Juliana Câmara.

De acordo com a secretária, foram instalados programas especiais nos celulares. Conectados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas da cidade e às Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Campo Novo e Campo Velho, dentre os mais populosos, os equipamentos poderão realizar agendamentos de consultas e atendimentos e alimentar o banco de dados da pasta.

O aplicativo instalado nos smartphones possibilitará que durante as visitas nas residências, os agentes de saúde façam a captação das informações, com maior precisão dos resultados, transparência na prestação de contas dos serviços prestados e segurança no armazenamento de dados“, acrescentou o prefeito Ilário Marques na entrega dos celulares aos agentes de saúde.

Diário Sertão Central. Participe pelo whats app (85) 9 8755 0154

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags

HTTP Status 404 – Not Found

HTTP Status 404 – Not Found


Type Status Report

Message Not found

Description The origin server did not find a current representation for the target resource or is not willing to disclose that one exists.


Apache Tomcat/9.0.12